Olá, pessoal, bem vindos a mais um texto. Nesse texto vamos falar um pouco do que é fala e sua representação linguística. Acompanhe!

O que é a fala

A fala é uma atividade linguística que ocorre através dos sons emitidos pelo equipamento vocal humano para transmitir significado. No sentido linguístico, o conceito de fala e o conceito de linguagem são relações dicotômicas, que podem ser definidas como a união de um conjunto de conhecimentos abstratos possuídos pelo falante sobre a estrutura e função de um determinado sistema de linguagem.

jovens estudantes felizes andando enquanto fala 171337 11708 8207100

Embora a linguagem tenha características mais fixas e contenha o conhecimento comum dos falantes, a fala tem flexibilidade e diversidade porque é afetada por variáveis ​​sociais, regionais e até pessoais.

A variação na fala

Por exemplo, no discurso do brasileiro, pode-se observar uma ampla gama de mudanças, que se manifestam na produção do som (revista ou rivista, fazendu ou fazenu), na construção de frases e vocabulário. No entanto, é importante notar que as alterações observadas no idioma são inerentes e não aleatórias, porque o sistema de idiomas compartilhado pelos falantes os regula.

vista traseira da mulher de negocios asiaticos conversando com seus colegas sobre o plano em video conferencia 73503 1718 4155922

Então, quando ouvimos qualquer brasileiro falar, sendo mais ou menos educado, mais ou menos jovem ou vivendo na parte mais remota do país ou não, podemos entendê-los, justamente porque o mesmo conhecimento linguístico faz com que, dentro do vocabulário, sintaxe ou alcance fonético, as alterações do sistema ocorram de maneira limitada para garantir a inteligibilidade e manter a comunicação.

A fala e a escrita

A voz também pode ser definida de acordo com a escrita. Nessa perspectiva, ambas as formas são consideradas formas de linguagem, ou seja, maneiras de atualizar o sistema de linguagem por meio de várias substâncias, sons (mesmo gestos da linguagem de sinais) e letras, respectivamente. As duas formas de linguagem são independentes até certo ponto e, além das diferenças de forma e função, também exibem isomorfismo parcial (para scripts de letras). A relevância contextual, o grau de planejamento e a obediência às regras normativas podem ser maiores ou menores em termos de linguagem e escrita, mostrando assim diferenças em cada modelo. A fala, como a escrita, pode diferir na forma.

mulher jovem ficar em a edificio escritorio entrada usando comando voz registrador 23 2147972938 1399636

Por fim, é importante mencionar que a fala é pelo menos mais básica do que escrever de duas maneiras: primeiro, embora tenhamos idiomas como o latim, só temos registros escritos hoje, mas não há história. No entanto, o oposto é verdadeiro: como observamos em muitas línguas indígenas brasileiras, essas línguas não possuem registros escritos, apenas registros orais. O segundo aspecto diz respeito ao fato de que os seres humanos adquiriram naturalmente a linguagem falada desde os estágios iniciais de sua sobrevivência, enquanto a escrita e a leitura só podem ser obtidas por meio de um método de ensino sistemático específico.

Espere, não vá embora agora

Se você gostou do texto sobre fala, acompanhe outros textos do Demonstre. Aqui, eu separei um especialmente para você: como falar com Deus.