Com certeza você já ouviu falar em Filmes Trash. Porém, muita gente acha que filme trash não traz reflexão e é apenas um divertimento efêmero, será?

Os filmes trash

Os filmes trash sempre foram usados como um de “quebra gelo” entre os espectadores de um terror mais clássico, quando desejam assistir a um filme com os elementos do seu gênero favorito, mas sem todo o peso que a atmosfera que só um terror, com suas luzes a 45 graus e som impactante, trás. Sempre defendi que o terror é mais do que sustos e causar medo, o terror pra mim é também tratar de um tema central de reflexão, como todos os outros gêneros cinematográficos podem fazer, através de uma ótica absurda, muitas vezes extrema e fantasiosa, da realidade.

A reflexão através do terror, filmes trash ou não

São muitos os exemplos de filmes de terror que trazem uma reflexão, mas que tem seu teor crítico completamente anulado pela sua chocante explicitude dos elementos do gênero, O Exorcista é o exemplo mais famoso, o leitor pode fazer um exercício agora mesmo, tentando lembrar da última vez em que se discutiu a questão da fé através do filme, em vez de apenas chamar atenção para a maquiagem assustadora que traz a Linda Blair possuída pelo demônio Pazuzu. 

Filmes trash: a crítica através do surrealismo cômico 2
O Exorcista, 1973

Ao longo dos anos criou-se um estigma de que alguns filmes são sérios e outros não, o terror entra na categoria dos filmes “não sérios” e isso levanta outra discussão, que é o ponto para o qual quero chamar atenção nesse texto: se o dito “terror sério” não é assim considerado por grande parte do público médio, o que será do teor crítico dos “terrir” e, consequentemente, dos filmes trash?

Afinal, o que é um filme trash?

Primeiramente vamos falar sobre o que é um filme trash. O filme trash é descrito como um filme tecnicamente mal feito, de maneira proposital, seja por meio de uma atuação ruim, de uma pós-produção propositalmente “preguiçosa” ou de uma produção excessivamente artesanal descuidada que impõe um caráter cômico ao filme. Um dos maiores exemplos de filme trash que podemos citar é o famoso Fome Animal, dirigido por ninguém menos do que Peter Jackson.

Filmes trash: a crítica através do surrealismo cômico 3
Fome Animal, 1992

Inúmeros exemplos podem ser citados, de filmes ilustres do subgênero, como Terrorvision, Re-Animator, Chopping Mall e tantos outros que teríamos de fazer um post de listas, tal como “20 filmes trash para conhecer o subgênero”, mas como não é o nosso propósito tomarei como base um deles, o primeiro citado para continuar a nossa reflexão.

Terrorvision: a essência dos filmes trash

Terrorvision, ou A visão do terror como é chamado o filme nacionalmente, é um filme trash de 1986 que conta a história de uma família americana, com todas as suas peculiaridades da época, como velhos avôs ex-combatentes e adolescentes rebeldes, que recebe a ilustre visita de um ser extraterrestre que se materializa através do sinal de televisão e passa a assombrar a vida dos que moram naquela casa.

Filmes trash: a crítica através do surrealismo cômico 4
Terrorvision, 1986

A aparência do alienígena é grotesca, e de tão grotesca, cômica. Apesar de todo o mal que o ser causa à família, é quase impossível leva-lo tão a sério quanto levamos alienígenas de filmes melhor produzidos como Sinais. No entanto, ao pensarmos além da direção de arte extravagante (o que não quer dizer ruim, pois cumpre e muito bem o seu propósito) e das atuações caricatas, podemos enxergar uma crítica à alienação pela mídia, nesse caso a televisão, de uma maneira até mesmo inovadora, dificilmente vista no cinema.

Logicamente o filme não é o primeiro a colocar em pauta o tema “televisão na vida das pessoas”, no entanto, é interessante pensar na forma em que se aborda: uma família caricata e obcecada pela televisão que recebe a visita de algo que eles não sabem de onde vem, mas sabem que vem através de um inofensivo aparelho e que quer fazer mal a eles. Quantas pessoas não são manipuladas todos os dias por “sinais alienígenas” que eles não sabem exatamente de onde vêm e quem controla, mas que entra nas suas casas de maneira inofensiva através de um aparelho de televisão e, sem perceber, em pouco tempo já influenciou o modo como elas vivem e pensam? Não é preciso ir muito longe para saber o que representa o monstro grotesco de visual engraçado.

Filmes trash para refletir além de Terrorvision

A visão do terror é só um exemplo no meio de uma filmografia imensa de filmes que à primeira vista não são dignos de um olhar sério (na visão de algumas pessoas). Quer uma crítica ao meio acadêmico através de um filme trash? Dá uma conferida em Re-Animator. Querendo um filme que te faça refletir sobre as relações fechadas de um grupo de pessoas mais abastadas? A sociedade dos amigos do diabo está aí, contando com belíssimas referências do terror mais “refinado”. Dê uma chance aos filmes trash, conheça outros modos de crítica através do cinema.

O que achou do nosso texto sobre filmes trash?

Confira outras das nossas críticas e pra quem gosta, tá vindo mais terror por aí! Por enquanto, sigam pela ficção científica e leiam nossa crítica sobre Aniquilação.