Greta Garbo – Melhores filmes

0

Greta Garbo, a princípio, não foi recebida com grande credibilidade. Não criam que pudesse se tratar, de um grande talento, até que provou sua capacidade. Garbo contudo, após as tentativas feitas pelos responsáveis de projetá-la  por meio de exposição de fotos, provou que poderia ir muito além do que previam!

Greta Garbo – Melhores filmes

Mas foi só depois que a atriz começou a filmar o seu primeiro filme americano, Os Proscritos (1926), que a MGM percebeu que tinha uma potencial mina de ouro em suas mãos.Portanto, tentar, insistir e esperar, é parte da vida de talentos verdadeiros.

Quem foi Greta Garbo

Greta Lovisa tafsson, a famosa “Greta Garbo”, nasceu em 18 de setembro de 1905 em Stockholm, Stockholms län, Suécia. Enquanto estudava atuação, ela foi descoberta pelo diretor Mauritz Stiller, que era o cineasta mais importante da Suécia no início dos anos 20.

Stiller lançou Garbo em A Lenda de Gösta Berling (1923), um filme bem sucedido internacionalmente, que fez dela uma pequena estrela.

O diretor se tornou seu mentor, exaltando sua imagem e mudando seu nome profissional para Greta Garbo. Com a força de Gosta Berling, ela foi escalada para o importante drama alemão A Rua das Lágrimas ( 1925), que foi dirigido pelo expressionista GW Pabst.

O estúdio MGM de Hollywood, buscando talentos, assinou um contrato de Stiller. O cabeça da MGM Louis B. Mayer não se impressionou com os dois papéis principais de Garbo, mas Stiller insistiu em levá-la para a América, assim, Mayer teve que contratá-la também.

A descoberta de Greta Garbo como atriz

A atriz passou a maior parte de 1925 posando para fotos publicitárias que se esforçavam para criar uma imagem de “mulher misteriosa ” para ela (uma campanha que havia sido utilizada para atrizes de filmes estrangeiros anteriores, como Pola Negri )

Como Mauritz Stiller frequentemente entrava em confronto com o estúdio, a importância de Garbo subiu. Mas quando a MGM recusou-se a pagar um bom salário a Garbo, ela ameaçou sair, o estúdio com medo de perder a atriz, no final aumentou seu salário.

Em A Carne e o Diabo (1927), Garbo estrelou junto com John Gilbert, e tornou-se óbvio que havia algo entre eles. A dupla Garbo/Gilbert passou a fazer uma adaptação de Anna Karenina, de Tolstoi intitulado Love. O casal planejava se casar, mas Garbo, em um de seus frequentes ataques de reclusão, não apareceu para o casamento, ao longo dos anos, a atriz teria outros envolvimentos românticos, mas nunca se casaria.

Deslanchando na carreira

Em 1930, a MGM se preocupava com a voz de Garbo, temia que seu sotaque sueco misturado com britânico poderia não combinar com o cinema sonoro. Mas essas preocupações sumiram com o sucesso de Anna Christie.

A vinda do cinema falado obrigou a atriz a soltar sua caracterização “misteriosa sedutora” que tinha utilizado no cinema mudo, em favor de uma performance ainda mais rica como mulheres um tanto melancólicas para quem os prazeres normais de amor e contentamento estariam sempre fora de alcance.

Nesse sentido, Garbo protagonizou Grand Hotel (1932), Rainha Cristina (1933), Anna Karenina (1935) e Camille (1936), que serviram para aumentar ainda mais seu grande número de admiradores. A atriz, indiferente a isso, ainda possuía um grande desejo de ficar sozinha.

Carreira internacional

Sempre mais popular no exterior do que nos EUA, Garbo tornou-se cada vez menos lucrativa conforme o tempo da guerra começava na Europa. Por volta de 1940, ficou claro que o mercado europeu logo seria perdido. O último filme da atriz, Duas Vezes Meu (1941), foi uma comédia que alguns observadores acreditam ter sido deliberadamente mal feito pela MGM , com o intuito de matar sua carreira.

Na verdade, não era pior do que várias outras comédias de seu período. Retornou para apresentar filmes como: The Paradine Case (1947)de Hitchcock, ela optou para Garbo, foi um passo para baixo. Ela se aposentou do cinema logo após esse filme.

Popularidade de Grenda Garbo

Dona de uma grande fortuna, Garbo não tinha necessidade de agir, nem qualquer desejo de conduzir uma vida social ativa. Ela viajava com frequência, mas sempre tentando não aparecer, o que não impediu os fotógrafos de persegui-la.

Uma mulher solitária, mas não realmente uma reclusa, Garbo poderia frequentemente ser vista passeando pelas ruas perto de seu apartamento em Nova York. Mesmo depois de sua morte em 1990, a lenda de Greta Garbo não diminuiu. Poucos de seus fãs falam dela em termos humanos, para seus devotos, Greta foi uma deusa do cinema

Greta Garbo – Melhores filmes

Abaixo iremos conferir alguns de seus antigos sucessos no cinema.

Mata Hari (1931) -Greta Garbo

O conta a história de Margaretha Gertruida Zelle, conhecida como Mata Hari, que se tratava de uma dançarina exótica dos Países Baixos acusada de espionagem durante a Primeira Guerra Mundial.

Sinopse do filme: Mata Hari com Greta Garbo

Durante a Primeira Guerra Mundial uma espiã alemã faz-se passar por bailarina, no intuito de obter documentos das tropas russas. Ela se torna amante de um tenente-coronel, desconhecendo o fato dele possuir os documentos que almeja. Além de seu superior ser o General Serge Shubin, que também já esteve envolvido com ela.

Curiosidades do filme Mata Hari

  • Este foi o filme de maior sucesso comercial de Greta Garbo e a maior bilheteria do ano da MGM.
  • Em diferentes ocasiões sua vida foi alvo da curiosidade de biógrafos, romancistas e cineastas. Ao longo do tempo, Mata Hari transformou-se em uma espécie de símbolo da ousadia feminina.

Ficha Técnica do filme Mata Hari

Título: Mata Hari
Título Original: Mata Hari
Ano: 1931
Direção: George Fitzmaurice
Roteiro: Benjamin Glazer, Leo Birinsky, Doris Anderson, Gilbert Emery
Gênero: Drama/Romance
Nacionalidade: Estados Unidos

Elenco

Greta Garbo

Mata Hari

Ramon Novarro

Tenente Alexis Rosanoff

Lionel Barrymore

Gen. Serge Shubin

Lewis Stone

Andriani

C. Henry Gordon

Dubois

Karen Morley

Carlotta

Helen Jerome Eddy

Irmã Genevieve

 

Motivos para ver o filme Mata Hari com Greta Garbo

Para os amantes dos filmes de espionagem e romance, esse é um belo prato a saborear!

Grande Hotel (1932) – Greta Garbo

O roteiro desse filme, escrito por Vicki Baum e William A. Drake, é baseado no romance e peça de teatro Menschen im Hotel, da primeira, e na peça de teatro Grand Hotel, de autoria do segundo.

Sinopse do filme de Greta Garbo- Grande hotel

Plushest é o hotel mais caro de Berlim. Dr. Otternschlag, um médico, estava ali hospedado e se mantinha quase todo o tempo bêbado. Ele não percebeu o fato de que o Barão von Geigern está quebrado e pretende roubar as pérolas da dançarina excêntrica de Grusinskaya, mas acaba roubando seu coração em vez disso.

Geigern, por sua vez, torna-se amigo de Otto Kringelein, um homem que descobriu que está à beira da morte e decide passar seus últimos dias no luxuoso hotel em que está seu patrão, um rico empresário que pretende fechar um grande negócio e que conta com os serviços da taquígrafa Flaemmchen.

Prêmios:

  • Venceu o Oscar de 1932 na categoria de melhor filme (a única categoria para a qual o filme foi indicado).

Curiosidades:

  • Não existe cena onde Greta Garbo e Joan Crawford estejam no mesmo quadro. Isto foi feito para eliminar a possibilidade de que uma das duas grandes estrelas pudesse colocar a outra em segundo plano.
  • Único vencedor do Oscar® de Melhor Filme que não foi indicado para nenhum outro prêmio da Academia.
  • Joan Crawford ficou irritada por Greta Garbo insistir em ter o maior salário e decidiu se vingar. Sabendo que Garbo detestava atrasos e Marlene Dietrich em medidas iguais, Joan Crawford tocava os discos de Dietrich nos intervalos das filmagens e se assegurava em chegar atrasada nos set de filmagem.

Ficha técnica do filme de Greta Garbo- Grande hotel

Título: Grande Hotel
Título Original: Grand Hotel
Ano: 1932
Direção: Edmund Goulding
Roteiro: Vicki Baum, William A. Drake, Béla Balázs
Gênero: Drama/Romance
Nacionalidade: Estados Unidos

Elenco do filme de Greta Garbo- Grande hotel

Greta Garbo

Grusinskaya

John Barrymore

O Barão

Joan Crawford

Flaemmchen

Wallace Beery

Diretor Geral Preysing

Lionel Barrymore

Otto Kringelein

Lewis Stone

Dr. Otternschlag

Jean Hersholt

Senf

Robert McWade

Meierheim

 

Motivos para ver o filme Grande hotel

Interesse, dinheiro, e muito romance, envolve a apresentação desse filme. Por certo valerá muito a pena assistir.

Rainha Christina (1933)- Greta Garbo

Esse filme mostra que uma paixão pode nascer de forma inesperada.

Sinopse do filme: Rainha Cristina com Greta Garbo

Rainha Cristina da Suécia é uma governante européia dominante no século 17, e nunca pensou em romances. No entanto, ela acidentalmente e secretamente, se apaixona por um emissário da Espanha, apesar de um casamento entre os dois estar fora de questão.

Prêmios:

  • Mamoulian foi indicado ao prêmio de melhor diretor (taça Mussolini).

Curiosidades:

  • Impressionada pelo desempenho em Westward Passage, Greta queria que Laurence Olivier fosse o protagonista, o que chegou a ser anunciado. Durante os ensaios, porém, o casal não revelou a química esperada. A MGM honrou o cachê de Olivier mas o demitiu. Greta então escolheu Gilbert.

Ficha técnica do filme: Rainha Cristina com Greta Garbo

Título: Rainha Christina
Título Original: Queen Christina
Ano: 1933
Direção: Rouben Mamoulian
Roteiro: H.M. Harwood, Salka Viertel, Margaret P. Levino, S.N. Behrman, Ben Hecht
Gênero: Biografia/Drama/Histórico/Romance
Nacionalidade: Estados Unidos

Elenco

Greta Garbo

Rainha Christina

John Gilbert

Antonio

Ian Keith

Magnus

Lewis Stone

Oxenstierna

Elizabeth Young

Ebba

C. Aubrey Smith

Aage

Reginald Owen

Charles

Georges Renavent

Embaixador francês

Motivos para ver o filme: Rainha Cristina

Quem gosta de presenciar um bom filme, tem a opção de assistir essa ótima produção,vale a pena assistir.

Anna Karenina (1935) – Greta Garbo

Esse filme no festival de Veneza 1935 (Itália) – Ganhou o Mussolini Cup na categoria de melhor filme estrangeiro.

Sinopse do filme: Anna Karenina com Greta Garbo

Anna Karenina (Greta Garbo) é a esposa do oficial czarista Karenin (Basil Rathbone). Enquanto ela tenta convencer seu irmão Stiva (Reginald Owen) a viver uma vida bohemia, ela se apaixona pelo oficial militar Vronsky (Fredric March). Este sentimento aos poucos leva a ruína sua vida pessoal e posição na sociedade russa do século 19.

Prêmios:

  • Prêmio NYFCC 1936 (New York Film Critics Circle Awards, EUA) – Venceu na categoria de melhor atriz (Greta Garbo).

Curiosidades:

  • Fredric March tinha fama de seduzir as atrizes com quem contracenava e, para impedir suas investidas, Greta Garbo usava alho por baixo das roupas e estava constantemente com mau hálito.
  • Este filme foi o segundo em que Greta Garbo interpretou a personagem Anna Karenina; o anterior foi em 1927, foi um filme mudo.

Ficha técnica do filme Anna Karenina

Título: Anna Karenina
Título Original: Anna Karenina
Ano: 1935
Direção: Clarence Brown
Roteiro: S.N. Behrman, Clemence Dane, Leo Tolstoy, Salka Viertel
Gênero: Drama/Romance
Nacionalidade: Estados Unidos

Elenco

Greta Garbo

Anna Karenina

Fredric March

Vronsky

Freddie Bartholomew

Sergei

Maureen O’Sullivan

Kitty

May Robson

Condessa Vronsky

Basil Rathbone

Karenin

Reginald Owen

Stiva

Phoebe Foster

Dolly

Reginald Denny

Yashvin

Gyles Isham

Levin

Mischa Auer

Mahotin

Andrea Leeds

Garota no bar

Harry Cording

Oficial no banquete

Motivos para ver o filme

Ele apresenta a sedução, a paixão, e a diferença entre a submissão, muito bom para refletir.

Ninotchka (1939) – Greta Garbo

Ninotchka , é uma moça rígida e severa no início, a qual lentamente torna-se seduzida pelo Ocidente e pelo conde, que se apaixona por ela.

Sinopse do filme Ninotchka com Greta Garbo

Três russos estão em Paris para vender as jóias confiscadas da aristocracia durante a Revolução Russa de 1917. Na chegada, eles encontram o Conde Leon d’Algout, em uma missão da grã-duquesa russa Swana (Ina Claire), que quer recuperar suas jóias antes que sejam vendidas.

Ele corrompe-os e faz com que se hospedem em Paris. A União Soviética, em seguida, envia Nina Ivanovna “Ninotchka” Yakusheva (Greta Garbo), cujo objetivo é ir adiante com a venda das jóias e trazer de volta os três homens.

Prêmios:

  • Indicado para o Oscar de 1940 nas categorias de Melhor Filme, Melhor Atriz (Greta Garbo), Melhor Roteiro Original (Melchior Lengyel) e Melhor Roteiro

Curiosidades:

  • Na Europa, o filme foi lançado um mês após a eclosão da II Guerra Mundial, onde se tornou um grande sucesso. Foi, no entanto, proibido na União Soviética e seus aliados.
  • Em uma brincadeira com o famoso “Garbo Talks!” campanha de publicidade utilizada para sua estréia no cinema sonoro em Anna Christie (1930), Ninotchka foi comercializado com o slogan “Garbo ri!”, se referindo a imagem séria e melancólica de Garbo e implicando que ela não havia rido ou feito comédia antes.
  • No entanto, Garbo ri com vontade e muitas vezes. No exemplo mais famoso, Rainha Cristina (1933), ela se disfarça de homem e brinca com sua co-estrela John Gilbert e outros ao longo da primeira metade da trama.
  • Uma tentativa de reestrear o filme mais tarde, durante a Segunda Guerra Mundial, foi proibida, alegando que os soviéticos eram então aliados do Ocidente.
  • Em 1990, Ninotchka foi selecionado para preservação no National Film Registry dos Estados Unidos pela Biblioteca do Congresso como sendo “culturalmente, historicamente ou esteticamente significante”.
  • Ninotchka também foi colocado na lista do American Film Institute como o 40° melhor filme de romance americano e a 52° melhor comédia americana de todos os tempos.

Ficha técnica do filme  Ninotchka com Greta Garbo

Título: Ninotchka
Título Original: Ninotchka
Ano: 1939
Direção: Ernst Lubitsch
Roteiro: Melchior Lengyel, Charles Brackett, Walter Reisch, Billy Wilder
Gênero: Comédia/Romance
Nacionalidade: Estados Unidos

Elenco

Greta Garbo

Nina Yakushova ‘Ninotchka’ Ivanoff

Melvyn Douglas

Léon – Conde de Agoult

Ina Claire

Grã-duquesa Swana

Bela Lugosi

Comissário Razinin

Sig Ruman

Iranoff

Felix Bressart

Buljanoff

Alexander Granach

Kopalski

Frank Reicher

Advogado soviético

Motivos para ver o filme

Ele mostra como é possível alguém tão severo ser seduzido e conduzido ao caminho da paixão. Vale a pena assistir.

Fim

Mais uma listagem com melhores filmes antigos, os quais, apresentam Greta Garbo e seus sucessos.Se você tem nos acompanhado aqui na demonstre, e quer conhecer outras listas de filmes bons, já possuímos algumas, e iremos acrescentar outras, portanto fique conosco!

Um grande abraço, e até breve!

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.