Qual a relação entre Google Search Console e Sitemaps?

O Google Search Console e Sitemaps são duas ferramentas essenciais para a manutenção de um tráfego excelente em um site. Por isso, hoje preparamos esse material para te ajudar como utilizar essas duas ferramentas.

Google Search Console e Sitemaps

Há uma máxima entre os blogueiros de que manter um bom tráfego no site é quase impossível. Entretanto, duas ferramentas que se complementam para comprovar que essa máxima é falha.

googlesearchconsole-300x180-9385554-6011949-3977539

O Google Search Console, também chamado de Google Webmaster Tools, é uma ferramenta que permite você ajustar um pouco de tudo, como estruturar dados , e ajustar problemas com spam. Sua utilização traz alguns benefícios:

  • Garantir que Google tenha acesso ao seu conteúdo
  • Remove conteúdos que você não deseja mais mostrar no seu site
  • Monitora as visualizações do seu conteúdo nos motores de busca
  • Soluciona problemas com Malwares e Spam

Mas como usar Google Search Console de forma correta?

De forma simplificada, a ferramenta analisa seu conteúdo e “dá” dicas de como modificar seu conteúdo e as estratégias do seu site, como marketing, SEO e publicidade, e a partir disso, aumentar o tráfego do seu site e dar mais visibilidade para o mesmo nos motores de busca.

No site do Search Console você pode encontrar diversas outras ferramentas que conversam entre si para melhorar seu site. Dentre elas, temos o Google Analytics, que é responsável por avaliar como seu tráfego modifica ao longo do tempo.

A partir dessas ferramenta, você gerará relatórios, onde você poderá selecionar previamente tópicos para serem analisados pela plataforma. As variáveis podem ser:

  • Resultados SERP
  • Taxa de Cliques
  • Posição nos motores de busca
  • Termos de busca que podem levar os usuários a acharem seu blog
  • Que páginas do seu blog aparecem nos motores de busca, dentre outros.

Por fim, por meios desses resultados você poderá aprimorar o seu site, tanto  no que diz respeito ao SEO on-page e ao SEO off-page.

Sitemaps

Os sitemaps é composição de um conjunto de arquivos que informam algumas características sobre as páginas ou qualquer item que esteja contido em seu site, como fotos, vídeos, etc, além de demonstrar a relação que seu blog tem com os demais sites, que também possuem os mesmos arquivos, por exemplo.

sitemaps_and_seo-300x169-2622105-9873782-5818866

Dessa maneira, quando  se utiliza as ferramentas de gerenciamento de busca e monitoramento de site, como o Google Search Console.

Essas ferramentas por sua vez analisam os arquivos indexados no sitemap, e rastreiam as ligações que esses arquivos possuem com os demais sites, ranqueados os arquivos em níveis de importância para o seu blog.

Mas por que usar Sitemaps?

O sitemap favorece que os motores de busca encontrem com mais facilidade o seu site/blog. Logo se os motores de busca conseguem encontrar você, logo o usuário também achará com facilidade. Portanto, podemos dizer que o Sitemap melhora o rastreamento do seu site, e consequentemente, melhora o tráfego no seu site.

Por isso, isso, se seus objetivos são ampliar seu público e assim, aumentar seu tráfego, utilize o Sitemap. Existem alguns casos em que são recomendados o uso dessa ferramenta que foram retirados do próprio site do Search Console, como:

  • O site é muito grande. Como resultado, é mais provável que os rastreadores da Web do Google ignorem o rastreamento de algumas páginas novas ou atualizadas recentemente.
  • Seu site tem um grande arquivo de páginas de conteúdo que estão isoladas ou não estão bem vinculadas entre si. Se as páginas do site não fazem referência umas às outras naturalmente, é possível listá-las em um Sitemap para garantir que o Google não ignore algumas das páginas.
  • Seu site é novo e tem poucos links externos. O Googlebot e outros rastreadores percorrem a Web seguindo os links de uma página para outra. Como resultado, se nenhum site estiver vinculado a suas páginas, o Google pode não detectá-las.
  • Seu site usa conteúdo rich media, é exibido no Google Notícias ou usa anotações compatíveis com outros Sitemaps. O Google pode extrair informações adicionais dos sitemaps para a pesquisa quando necessário.

Quais os formatos do Sitemap?

Há diversos padrões que o sitemap pode ser construído, como:

  • XLM: Esse é o formato mais em toda a web. Ele é constituído de uma lista de  links(URL’s) que estão escritas em uma linguagem codificada atendendo os padrões de otimização de SEO. O XLM pode ser criado manualmente ou com o auxílio de ferramentas específicas, onde podem ser anexados imagens e vídeos
  • TXT : Dentre todos os formatos de sitemao, o TXT é de longe o mais simples. Entretanto, por essa simplicidade ele acaba deixando de fora algumas informações importantes, como a data de modificação da URL e a organização das páginas. O TXT pode ser feito no Word ou Bloco de Notas.
  • ATOM-RSS: Esse formato é bastante utilizado em blogs. Eles funcionam de maneira semelhante a um agregador de notícias no qual o usuário pode inscrever-se, onde o feed  do blog funciona como um espaço de notícias, que considera datas de postagem e atualização.

Qual a relação entre Google Search Console e Sitemaps?

Como já vimos a cima, sabemos que o Google Search e Sitemaps mantem relações estreitas para auxiliar no aumento do tráfego no seu blog.

085794111ddd69b-300x212-2980275-2006541-2051778

Isso porque o primeiro é constituído de um conjunto de ferramentas de busca e de quantificador da relevância do seu blog, além de analisar pontos que podem ser melhorados para atingir seu objetivo: alcançar mais público com seu conteúdo.

Já o segundo é uma espécie de “rede”, onde se constroem um fluxograma para identificar as relações existentes entre os diversos sites, seus conteúdos e arquivos. Por meio desse conteúdo é possível analisar, por exemplo, links ruins, construir passos para otimizar o conteúdo e melhorar o SEO.

Dessa forma, o Google Searh Console atua na analise do Sitemap, e dessa forma pode analisar o número de cliques no seu site que foram obtidos por redirecionamento para o seu conteúdo, ou de imagens e vídeos que tiveram como ponto de partida o seu site, palavras-chave, por exemplo.

Obrigado por querer aprender sobre a relação entre Google Search Console e Sitemaps!

Obrigado por ter acompanhado o post. Espero do fundo do coração que você tenha aprendido sobre a relação entre Google Search Console e Sitemaps.

Se você quiser saber mais sobre como criar um sitemaps e usar o Google Search Console, acompanhe nossa série de post sobre a criação de blogs que começa aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CONTEÚDO RELACIONADO

Este é um site do grupo B20