in ,

Heróis da Mitologia Grega

Heróis da Mitologia Grega 2

Hoje vamos conhecer mais um pouco da mitologia grega, através de seus grandes heróis.

Os Heróis da Mitologia Grega

Possuidores de grandes habilidades especiais como: força, inteligência ou velocidade; os heróis da mitologia grega contudo eram mortais. Esses contos mitológicos relatam que eles eram fruto do relacionamento entre os deuses e os seres humanos. Daí serem também chamados de semideuses.

Esses heróis são personagens dos contos da Grécia Antiga, a qual narravam suas aventuras e confrontos contra seus inimigos e monstros.

Então vamos conhecer um pouco de cada um deles!

  • Aquiles

Origem:

Era o filho da nereida Tétis e de Peleu, rei dos mirmidões. 

História:

Um dos grandes personagens da história da Guerra de Troia, ajudando na vitória grega. Era um excelente guerreiro. Seu ponto fraco era o calcanhar. Morreu ao ser atingido neste local, por uma flecha arremessada por Paris.

Também era conhecido por sua beleza.

Poderes:

Força e coragem.

  • Heracles ou Hércules

Origem:

Também conhecido como Hércules, pelos romanos. Era filho de Zeus com a mortal Alcmena.

História:

Hércules ou Héracles foi o herói mais célebre da cultura greco-romana. Ele foi perseguido por Hera, a esposa ciumenta de Zeus, desde o seu nascimento até a sua morte.

Derrotou monstros e cumpriu vários desafios que seriam impossíveis para os humanos. Suas façanhas estão presentes nas histórias sobre os Doze Trabalhos de Hércules.

Mas, sua maior façanha foi maior proeza foi a de descer ao reino de Hades, mundo sombrio das mortes, para capturar o cão de guarda Cêrberos. Ao fazer isso, o semi deus venceu a própria morte.

Poderes:

Força.

  • Teseu

Origem:

Filho de Egeu, rei de Atenas e de Etra, filha do rei de Trezena.

História:

Egeu ao deixar Etra ainda grávida, colocou embaixo de uma grande pedra sua espada e suas sandálias e determinou que quando Teseu atingisse a maioridade, rolasse a pedra para tirar os objetos de lá e então seguir ao encontro dele em Atenas. E assim,  aos dezesseis anos de idade, Teseu  o fez.

Ao descobrir quem era seu pai, ele partiu à pé para Atenas,  que era mais perigoso e cheio de salteadores.

Seu principal feito foi matar o minotauro no labirinto de Creta.

Poderes:

Força e coragem.

  • Perseu

Origem:

Acrísio ao consultar um oráculo quanto à sua descendência, descobriu que seria morto pelo seu neto. Sendo assim, mandou aprisionar sua filha em um porão feito de bronze, para que ela jamais conhecesse homem algum e não gerasse filhos. Mesmo assim, Zeus, em forma de uma chuva de ouro, conseguiu penetrar na câmara subterrânea e fez com que Dânae ficasse grávida de Perseu.

No entanto, Acrísio descobriu o bebê. E temendo a profecia, ele mandou colocar sua filha e neto dentro de uma arca de madeira para que fossem jogados ao mar. A arca conseguiu chegar até a ilha de Séfiro, onde foi recolhida por pescadores que salvaram Perseu e Dânae.

História:

Perseu tornou-se um grande homem, forte, ambicioso, corajoso, aventureiro e protetor da mãe.

Seu principal feito foi matar a Medusa, monstro mitológico.

Poderes:

Grande coragem.

  • Édipo

Origem:

Filho de Laio e de Jocasta, pai de Etéocles, Ismênia, Antígito ona e de Polinice.

História:

A lenda conta que Laio, o rei de Tebas, havia sido alertado pelo Oráculo que uma maldição iria se concretizar: seu próprio filho o mataria e que este filho se casaria com a própria mãe.

Por isso, Laio abandou Édipo, assim que ele nasceu,  no monte Citerão pregando um prego em cada pé para tentar matá-lo. No entanto, o menino foi recolhido por um pastor e batizado como “Edipodos”, o de “pés-furados”, que foi adotado depois pelo rei de Corinto e voltou a Delfos.

Édipo consulta o Oráculo que lhe dá a mesma previsão dada a Laio, que mataria seu pai e desposaria sua mãe. Achando se tratar de seus pais adotivos, foge de Corinto.

No caminho, Édipo encontrou um homem e sem saber que era seu pai o matou, pois Laio o mandou sair de sua frente. Depois de derrotar o homem casa-se com a sua mulher, não sabendo que era também a sua mãe biológica.

Mas, ele é conhecido também por,  sua inteligência superior, ao ser o único a conseguir decifrar o enigma da Esfinge, monstro que devorava todos os que não conseguiam decifrar suas charadas.

Poderes:

Inteligência.

  • Odisseu

Origem:

Odisseu, também conhecido como Ulisses, era rei de Ítaca e filho de Laerte e Anticleia. Seu pai era filho único de Arcésio e sua mãe era filha de Autólico, um famoso ladrão

História:

Durante a Guerra de Troia, os gregos venceram muitas batalhas a conselho de Odisseu, sendo ele um grande guerreiro, apesar de sua baixa estatura. 

Um de seus mais famosos ardis foi ajudar na construção de um cavalo de madeira, que permitiu a entrada dos exércitos gregos na cidade. Aliás, a estratégia foi sua.

Poderes:

Inteligência.

  • Jasão

Origem:

Filho de Esão, que era filho de Creteu e Tiro. Existem duas versões sobre sua mãe: ela pode ter sido Alcinede, uma neta de Mínias, ou Polimede, filha de Autólico. Jasão foi criado pelo centauro Quíron, um homem cuja metade de baixo de seu corpo era de cavalo.

História:

Temendo a profecia de que seria morto por Jasão, o rei Pélias o envia para uma missão quase impossível, que era trazer o Velocino de Ouro, a lã de ouro do carneiro alado Crisómalo, de Cólquida, região localizada no sul do Cáucaso, muito distante. E essa era  a condição para que Jasão restituísse o trono.

Então vai para Argo, uma cidade na Península do Peloponeso,  constrói a nau e reúne uma tripulação de heróis, conhecida como os argonautas, para acompanhá-lo. Após várias aventuras, inclusive a primeira passagem pelas Simplégada,  os argonautas chegam à Cólquida, pensando estar em alguma parte no fim do mar Negro. O rei Eetes da Cólquida exige que Jasão cumpra várias tarefas para obter o Velocino, inclusive arar um campo com touros que cospem fogo, semear os dentes de um dragão, lutar com o exército que brota dos dentes semeados e, por fim, passar pelo dragão que guarda o próprio Velocino. Ao Jasão conseguir o Velocino, ele foge com Medeia, filha de Eetes, e enfrenta outras aventuras na volta para casa. Medeia trama a morte do rei Pélias, cumprindo a antiga profecia.

Depois, retirou-se para Corinto, após dez anos de casado, Jasão abandona Medeia para  se casar com Creusa, ou Gláucia, filha de Creonte, rei de Corinto. Medeia, irada, matou Gláucia e os próprios filhos que tivera de Jasão.

Passado  um tempo, Jasão é morto por um pedaço de madeira de Argo. 

Poderes:

Grande guerreiro.

  • Heitor

Origem:

Como o seu pai morreu, visto que foi incapaz de combater, durante o cerco de Troia feito pelos Aqueus, devido à sua avançada idade, Heitor foi nomeado general das tropas troianas.

  • História:

Principe de Tróia, ele era reconhecido por  sua força, coragem e eficiência na guerra, nos poemas épicos de Homero, Heitor matou 28 heróis gregos.

Aquiles, irado pela morte do seu amigo Pátroclo, desafia Heitor para um combate. Heitor aceita e é morto em combate. Aquiles arrasta seu cadáver em volta das muralhas de Troia. Após a intervenção de Hermes (guia das almas dos mortos para Hades), Príamo, pai de Heitor, convence Aquiles a devolver seu corpo para seja recuperado para que seja realizadas as cerimônias fúnebres. O último episódio da Ilíada é o funeral de Heitor, depois do qual a perdição de Troia é uma questão de tempo.

Poderes:

Força e coragem.

  • Belerofonte

Origem:

Era flho de Posídon, adotado por Glauco, filho de Sísifo, da casa governante de Corinto.

História:

A rainha Antéia, esposa de Sísifo, apaixona-se por Belerofonte, e tenta seduzi-lo. Porém, ele a recusa. Indignada com a rejeição dele, a rainha mente para seu marido e fala que Belerifonte fazendo propostas. Indignado, o rei Preto resolve falar com seu sogro, o rei da Lídia, sobre o ocorrido e manda-o matar Belerofonte. Assim, o herói foi enviado aos cuidados de Lobates.

A fim de matar Belerofonte, Lobates decide enviá-lo para um missão impossível: matar Quimera, um grande monstro quetinha cabeça e corpo de leão, com uma outra cabeça anexa de cabra  ou de dragão, e ainda, soltava fogo pela boca e pelo nariz.

Atena, a deusa da sabedoria, deu a ele uma rédea de ouro com o qual Belerofonte domou Pégaso, um cavalo que voa. Então juntamente com ele voou sobre o monstro e matou Quimera facilmente, com um só golpe.

Envaidecido por seus vários feitos, ele se viu digno de visitar Olimpo sem ser convidado. Zeus, ofendido, ordena que um mate Belerofonte, que morre como mendigo procurando por Pégaso.

  • Poderes:

Domador de animais.

  •  Cadmo

Origem:

Era filho do rei Agenor e irmão mais velho de Europa, Cílix e Fênix.

História:

Após Europa ser raptada por Zeus. Agenor, seu pai, manda seus três filhos partirem a sua procura, proibindo-os de voltar sem ela.

Durante a sua longa jornada, os três irmãos fundaram várias cidades e por fim acabaram se estabelecendo definitivamente em outras regiões. Fênix se instalou na Fenícia; Cílix, na Cilícia; e Cadmo, na Grécia.

Após consultar o oráculo de Apolo, Cadmo parou de procurar Europa e fundou a cidade Cadméia, no local onde uma vaca, a qual ele estava seguindo, caiu de cansaço, conforme o conselho do oráculo.

Em agradecimento, Cadmo decide oferecer um sacrifício à Júpiter. E para isso, ele manda seus servos procurarem água pura para a cerimônia.  Mas, eles ao encontrarem um bosque sagrado, foram atacados por uma terrível serpente que vigiava o local. Vendo que eles não retornaram, Cadmo saiu à procura deles, porém, encontrou somente suas parte de seus fragmentos e perto da serpente saciada. Então ele matou o monstro a pedradas. E depois, a conselho de Atena, semeou os dentes do dragão morto. Desses dentes nasceram diversos guerreiros, armados e de aspecto ameaçador. Novamente, influenciado por Atena, Cadmo lançou, sem ser visto, uma pedra sobre eles. A pedra desencadeou uma violenta disputa e, no fim da luta, restaram apenas cinco guerreiros vivos, os espartos. Eles auxiliaram Cadmo na fundação da cidade e eram considerados ancestrais das cinco famílias nobres de Tebas. Devido à morte do dragão, Cadmo foi condenado pelos deuses a servir Ares durante 8 anos. No fim do períod

Após 8 anos servindo Ares, Zeus concedeu-lhe a mão de Harmonia, filha de Ares e de Afrodite. Vários deuses imortais compareceram ao casamento. Só então, Cadmo tornou-se rei de Tebas e seu reinado foi longo e próspero.

Poderes:

Força.

  • Paris

Origem:

Era um dos filhos do rei Príamo de Troia com a rainha Hécuba.

História:

Assim que Paris nasceu, seu pai, o rei Priamo de Tróia, foi consultar um oráculo que previu que o menino seria a ruina de seu império. Com medo da profecia, Priamo abandona Paris no alto nas montanhas. No entanto, ele foi salvo por um pastor que o criou e ensinou-lhe a cuidar das ovelhas. Quando Páris cresceu, tornou-se muito bonito e sedutor e, constantemente, estava envolvido em façanhas amorosas.

No Monte Olimpio, as deusas Hera , rainha das deusas, Afrodite, a deusa do amor, e Atena, a deusa da justiça, iniciaram uma discussão para saber qual era a mais bela e digna de comer a maçã de ouro. Zeus, não querendo se indispor com nenhuma delas, designou Páris para resolver essa questão.

A fim de persuadir Paris, as deusas usam seus poderes para suborná-lo: Hera ofereceu-lhe o império do mundo; Atena prometeu fazer dele o melhor guerreiro; Afrodite ofereceu-lhe a taça do amor, prometendo-lhe a mulher mais linda do mundo, que era Helena de Esparta, esposa do rei grego Minelau. Páris escolheu Afrodite e lhe deu a  maçã de ouro, Recebendo sua recompensa, o amor de Helena.

Iradas, Hera e Atena delataram a traição de Helena. Gerando a indignação de seu marido, que iniciou uma expedição para procurá-la.  Dizem , que este conflito culminou na Guerra de Tróia.

Poderes:

Sabedoria na arte do amor.

  • Orfeu:

Origem:

Era filho da ninfa Calíope e de Apolo ou Éagro, rei da Trácia.

História do herói grego:

Abençoado por Apolo com o dom da música, Orfeu também recebeu de seu pai uma lira. Ele era médico e o poeta mais talentoso que já viveu, segundo a mitologia grega. Quando ele tocava sua lira, todos ficavam hipnotizados pela sua melodia. Todos os seres ficavam encantados pelas suas músicas.

No dia de seu casamento com Eurídice, sua mulher morreu de uma picada de uma cobra. Desolado, Orfeu desceu aos mundos inferiores para tentar trazê-la de volta. Com a ajuda de Perséfone, esposa de  Hades, ele conseguiu e através de seu canto maravilhoso, conseguiu  convencer Hades, deus do mundo inferior, a liberar Eurídice a voltar ao mundo dos vivos. Mas, com a condição de ele não olhar para trás enquanto seguia para os limites do inferno. Contudo, Orfeu não resistiu e olhou para ver se a mulher o seguia. Nesse momento ela desapareceu e ele foi fulminado por Zeus.

Muito triste, Orfeu ficou perambulando durante dias sem comer e beber. Depressivo, resolveu nunca mais amar nenhuma mulher, o que levou a fúria das mênades que tentavam conquistá-lo. Rejeitadas por Orfeu, elas resolvem matá-lo. Com sua morte, ele finalmente consegue encontrar seu amada.

Poderes:

Músico mágico.

Fim do texto sobre Heróis Gregos!

E aí, gostou de viajar pelos contos da mitologia grega através de seus heróis?!

Continue visitando o nosso site!

10 Atividades sobre Substantivos Contáveis e Não Contáveis (Countable and Uncountable Nouns) 2

10 Atividades sobre Substantivos Contáveis e Não Contáveis (Countable and Uncountable Nouns)

Vídeo: Fala pra gente - Perguntas provocativas

Vídeo: Fala pra gente – Perguntas provocativas