As plantas são de diferentes tipos e estão em diferentes lugares do planeta, e muita dessas plantas servem para uma grande quantidade de remédios, para diversas doenças. E essas plantas são estudadas todos os dias para melhorar a sua aplicação.

Sendo um dos maiores e mais biodiversos grupos de seres vivos na Terra, as plantas verdes fornecem uma parte substancial do oxigênio molecular e são a base dos alimentos da maioria dos ecossistemas, especialmente dos terrestres.

Então o demonstre veio mostrar nesse poste uma lista recheada de “plantas com espinhos“, que podem ajudar as pessoas em seus problemas de saúde chegando até a curar algumas doenças que as pessoas enfrentam.

Plantas com Espinhos

A beleza e a praticidade não podem ser os únicos fatores que precisam ser levados em conta quando se monta um jardim. Quando o proprietário opta por ter renques, cercas vivas, bordaduras e beiras de muros, a segurança do ambiente e de seus habitantes deve ser parte integrante do projeto paisagístico. Escolher plantas com espinhos no jardim requer um pequeno e pertinente estudo de hábitos e costumes dos moradores.

Certas plantas com espinhos são muito procuradas em soluções paisagísticas que prezam pela rusticidade e uma certa agressividade. Cactos, suculentas, árvores, arbustos e flores que possuem depressões pontiagudas são escolhidas

Coroa-de-cristo – Plantas

Excelente para cercas vivas, esta planta além de oferecer proteção, ainda nos presenteia com flores durante o ano todo. Com espinhos abundantes e folhagem verde esta planta pode ser podada para adquirir o formato desejado. Suas flores arredondadas podem ser rosas, vermelhas, brancas ou amarelas.

Devem ser cultivadas a pleno sol, em solo fértil, com regas periódicas. Deve ser manuseada sempre com luvas grossas e com muito cuidado, pois além dos numerosos espinhos, a coroa-de-cristo apresenta látex tóxico, que pode provocar irritação nos olhos e na pele. Multiplica-se por estacas.

Ficha da Planta Coroa-de-cristo

  • Nome Científico: Euphorbia milii
  • Nomes Populares: Colchão-de-noiva, Bem-casados, Coroa-de-cristo, Coroa-de-espinhos, Dois-irmãos, Martírios
  • Família: Euphorbiaceae
  • Categoria: Arbustos, Arbustos Tropicais, Cercas Vivas
  • Clima: Equatorial, Subtropical, Tropical
  • Origem: África, Madagascar
  • Altura: 0.6 a 0.9 metros
  • Luminosidade: Meia Sombra, Sol

Para que serve a planta Coroa-de-cristo

A coroa-de-cristo presta-se como cerca-viva, isolada ou junto ao muro, tornando-se bastante respeitável, inclusive por animais domésticos. Neste sentido, ainda podemos aproveitá-la como bordadura.

Vídeo sobre o Coroa-de-cristo:

Vídeo sobre a planta, que está no youtube.

Cacto-rabo-de-rato – Plantas

O cacto-rabo-de-rato é uma espécie suculenta, muito ornamental e florífera, que em seu habitat comporta-se como epífita ou rupícola. Ele é originário do México e atualmente é um dos cactos mais populares em cultivo no mundo todo.

Apresenta ramos inicialmente eretos, que posteriormente se tornam prostrados ou pendentes. Eles são verdes e cilíndricos, com diâmetro de 2 a 3 cm, recobertos de espinhos de cor cinza claro a acastanhados, que em combinação com o caule, conferem à ramagem um tom cinza azulado ou marrom claro.

Ficha da Planta Cacto-rabo-de-rato

  • Nome Científico: Disocactus flagelliformis
  • Sinonímia: Cereus flagriformis, Aporocactus flagelliformis, Aporocactus leptophis, Aporocactus flagriformis, Cereus flagelliformis, Cactus flagelliformis, Cereus leptophis
  • Nomes Populares: Cacto-rabo-de-rato, Rabo-de-rato
  • Família: Cactaceae
  • Categoria: Cactos e Suculentas, Flores, Flores Perenes, Folhagens
  • Clima: Equatorial, Mediterrâneo, Semi-árido, Subtropical, Tropical
  • Origem: América do Norte, México
  • Altura: 0.1 a 0.3 metros, 0.3 a 0.4 metros, 0.4 a 0.6 metros, 0.6 a 0.9 metros, 0.9 a 1.2 metros, 1.2 a 1.8 metros
  • Luminosidade: Meia Sombra
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve a planta Cacto-rabo-de-rato

O cacto-rabo-de-rato é uma espécie de eleição para o plantio em cestas e jardineiras suspensas, assim como jardins verticais em áreas semisombreadas e até mesmo em arranjos de vasinhos de parede. O importante é valorizar o aspecto pendente e escultórico desta planta. É indicado para áreas onde há pouca disponibilidade de irrigação.

Vídeo sobre o Cacto-rabo-de-rato:

Vídeo sobre a planta, que está no youtube.

https://youtube.com/watch?v=qBqyO5qDb0M

Haworthia cooperi – Plantas

A Haworthia cooperi é uma planta herbácea, suculenta e acaule, originária da província do Cabo Oriental na África do Sul. Ela cresce em aglomerados de rosetas densas, com folhas carnudas, de cor verde clara. Suas folhas apresentam estrias transparentes nas pontas, que formam uma “janela”, permitindo a entrada de luz no interior e aumentando sua capacidade fotossintética.

No seu habitat é comum visualizar apenas estas pontas transparentes, enquanto o restante da planta permanece soterrada pelo solo arenoso. Uma característica que diferencia essa espécie de outras do mesmo gênero é a presença de uma fileira de pelos nas margens das folhas, e que muitas vezes termina em uma longa cerda na ponta.

Ficha da Planta Haworthia cooperi

  • Nome Científico: Haworthia cooperi
  • Sinonímia: Apicra cooperi, Catevala cooperi, Kumaria cooperi, Tulista cooperi, Apworthia cooperi, Haworthia vittata
  • Nomes Populares: Haworthia cooperi,
  • Família: Xanthorrhoeaceae
  • Categoria: Cactos e Suculentas, Folhagens
  • Clima: Continental, Equatorial, Mediterrâneo, Semi-árido, Subtropical, Tropical
  • Origem: África, África do Sul
  • Altura: menos de 15 cm
  • Luminosidade: Meia Sombra, Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve a planta Haworthia cooperi

A Hawortia cooperi é uma suculenta fácil de cultivar e bem difundida entre colecionadores, sendo relativamente fácil de encontrar. Ela é procurada principalmente por seu formato geométrico e suculento, além de suas curiosas folhas translúcidas. No paisagismo seu uso é interessante em jardins rochosos ou de inspiração desértica, ao longo de pedras, ou como forração, em maciços ou conjunto com outras plantas. Devido ao pequeno porte também pode ser plantada isolada em vasinhos de cerâmica ou em vasos maiores, em composição com outras suculentas.

Vídeo sobre o Haworthia cooperi:

Vídeo sobre a planta, que está no youtube.

Babosa – Plantas com Espinhos

A babosa é uma planta suculenta muito versátil e popular, com aplicações medicinais, cosméticas e paisagísticas. Seu porte é arbustivo, atingindo de 0,5 a 3 metros de altura. O caule é ramificado e com base lenhosa. As folhas se apresentam dispostas em roseta e são longas, carnosas, de cor verde azulada e com bordos denteados por espinhos agudos.

Quando cortadas, as folhas revelam uma seiva transparente, como um gel. O florescimento da babosa se dá no inverno, despontando inflorescências altas, eretas e muito vistosas. As inflorescências são do tipo rácemo, com numerosas flores vermelhas, laranjas ou amarelas, tubulares e bastante atrativas para beija-flores e abelhas. Os frutos são do tipo cápsula.

Ficha da Planta Babosa

  • Nome Científico: Aloe arborescens
  • Nomes Populares: Babosa, Aloé, Aloé-candelabro, Aloé-do-natal, Babosa-de-arbusto, Caraguatá, Caraguatá-de-jardim, Erva-babosa, Erva-de-azebra
  • Família: Asphodelaceae
  • Categoria: Arbustos, Arbustos Tropicais, Cactos e Suculentas, Flores Perenes, Medicinal
  • Clima: Equatorial, Subtropical, Tropical
  • Origem: África, África do Sul, Malawi, Moçambique, Zimbábue
  • Altura: 0.4 a 0.6 metros, 0.6 a 0.9 metros, 0.9 a 1.2 metros, 1.2 a 1.8 metros, 1.8 a 2.4 metros, 2.4 a 3.0 metros
  • Luminosidade: Meia Sombra, Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve a planta Babosa

Esta suculenta também não pode faltar no jardim de ervas medicinais, pois é uma eficiente e rápida opção para o tratamento de queimaduras, irritações e abrasões da pele, isso sem considerar todas as suas outras propriedades terapêuticas e cosméticas. Ela é considerada tão rica em princípios ativos quanto sua “prima” Aloe vera, a babosa-medicinal. Seu crescimento é moderado a rápido e necessita de pouca manutenção e cuidados, sendo uma boa opção para jardineiros iniciantes.

Vídeo sobre o Babosa:

Vídeo sobre a planta, que está no youtube.

Agave – Plantas com Espinhos

Planta geométrica, muito ornamental. De folhas grandes e acinzentadas o agave é muito utilizada em parques e jardins públicos. Quando chega idade adulta emite uma grande inflorescência que chama muito a atenção. Tem o poder de manter cães e gatos afastados, devido às folhas pontiagudas e com espinhos.

 Deve ser cultivado sob sol pleno, em solo drenável, enriquecido com matéria orgânica e irrigado nos primeiros meses após o plantio. Não tolera encharcamentos. Multiplica-se pela separação das mudinhas que se formam na haste floral após a floração e por separação das mudas que surgem na base da planta mãe.

Ficha da Planta Agave

  • Nome Científico: Agave americana
  • Nomes Populares: Agave, Pita, Pita-azul, Piteira-azul
  • Família: Agavaceae
  • Categoria: Arbustos, Arbustos Tropicais, Plantas Esculturais
  • Clima: Equatorial, Semi-árido, Subtropical, Tropical
  • Origem: América Central, América do Sul
  • Altura: 1.2 a 1.8 metros
  • Luminosidade: Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve a planta Agave

No paisagismo, o agave é uma planta que se encaixa perfeitamente nos jardins tropicais e geométricos. Combina muito bem com pedras e pedriscos. Existem ainda variedades com faixas amarelas sobre as folhas.

Vídeo sobre o Agave:

Vídeo sobre a planta, que está no youtube.

Cadeira-de-sogra – Plantas

Grande e redonda, a cadeira-de-sogra é originária do México e chega a medir 60 cm de diâmetro. Nesta planta, assim como em muitas cactáceas não há folhas e o tronco é responsável pela fotossíntese.

Os espinhos são longos e amarelados e seguem uma orientação radial, demarcando os sulcos profundos do caule da planta. Produz flores isoladas e grande de cor amarela.

Ficha da Planta Cadeira-de-sogra

  • Nome Científico: Echinocactus grusonii
  • Nomes Populares: Cadeira-de-sogra, Cacto-bola, Poltrona-de-sogra
  • Família: Cactaceae
  • Categoria: Cactos e Suculentas
  • Clima: Equatorial, Semi-árido, Subtropical, Tropical
  • Origem: América do Norte, México
  • Altura: 0.6 a 0.9 metros
  • Luminosidade: Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve a planta Cadeira-de-sogra

Jardins com inspiração desértica, no estilo mexicano e jardins de pedras são perfeitos para encaixar esta cadeira. Colecionadores de cactos costumam cultivá-la em vasos largos e rasos, com pedriscos. Deve ser cultivada em solo permeável, regado periodicamente, a pleno sol ou a meia-sombra. Não tolera o frio ou geadas.

Vídeo sobre a Cadeira-de-sogra:

Vídeo sobre a planta, que está no youtube.

Echeveria – Plantas

Um das mais suculentas mais populares, as echevérias ou rosas-de-pedra são nomes utilizados para um grande grupo de espécies do gênero Echeveria. Elas têm folhas de coloração verde, rosada ou acinzentada, espessas em forma de roseta.

Devem ser cultivadas sempre a pleno sol, em solo composto de terra de jardim, terra vegetal e areia, bem drenável, com regas periódicas. Tolerantes ao frio subtropical. Multiplicam-se por estaquia das folhas suculentas e por separação das mudas laterais.

Ficha da Planta Echeveria

  • Nome Científico: Echeveria spp
  • Nomes Populares: Echevéria, Bola-de-neve-mexicana, Rosa-de-pedra
  • Família: Crassulaceae
  • Categoria: Cactos e Suculentas
  • Clima: Equatorial, Mediterrâneo, Semi-árido, Subtropical, Tropical
  • Origem: América do Norte, México
  • Altura: 0.1 a 0.3 metros, menos de 15 cm
  • Luminosidade: Meia Sombra, Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve a planta Echeveria

Produzem florezinhas róseas de feito ornamental secundário. Excelentes para jardins de pedras, compondo com outras suculentas, bromélias e cactáceas, as echevérias também ficam lindas em vasos e bordaduras.

Vídeo sobre a Echeveria:

Vídeo sobre a planta, que está no youtube.

Fim do poste sobre as plantas com espinhos

Então estamos chegando ao film de mais uma lista de conteúdos, e nesse poste trabalhamos com 7 “plantas com espinhos”. Assim se você achou esse poste legal, e conhece alguém que está precisando ler isso, compartilhe com elas e também se possível em suas redes sociais, para que as pessoas possam desfrutar de mais conteúdos.