Tipos de textos e suas características de construção

Os tipos de textos podem ser classificados de acordo com sua estrutura, objetivo e finalidade. Dessa forma, classificamos a tipologia textual em: texto narrativo, descritivo, dissertativo, expositivo e injuntivo.

Tipos de Texto

Um conjunto de palavras, emendadas em frases, composta de coerência, concordância e com a finalidade de dizer algo.

Os tipos de textos fazem parte do nosso cotidiano e estão presentes em quase tudo o que nos cerca.

Livros, cartas, e-mails, bulas de remédios, propagandas, jornais e revistas. Absolutamente tudo envolve a escrita.

Teoricamente pode ser entendido como uma unidade linguística de conteúdo superior à frase.

Tipos de Texto: Definição

Oposto às artes gráficas, o texto é a estrutura escrita e falada de um determinado assunto ou contexto.

cada tipo de texto, no entanto, exige aspectos formais, ou seja, deve possuir estrutura e elementos que estabelecem relação entre si.

Diante disso,um dos aspectos formas seria a coesão e a coerência, que dão sentido e forma ao texto.

 É na coesão textual que relacionamos, ligamos e conectamos as mais diversas palavras, expressões ou frases do texto.

Já a coerência está relacionada com a compreensão, a interpretação do que se diz ou escreve. É o sentido total do texto

A coesão, no entanto, não trabalha sozinha, pois possuem os aliados chamados de elementos coesivos.

Os elementos coesivos são pronomes, advérbios, sinônimos, que também são chamados de termos acessórios.

Juntando elementos coesivos e termos acessórios podemos construir vários tipos de textos de forma correta e rico em informação.

Tipos de textos: Texto Narrativo

narrativo-9033505-4190315

Texto Narrativo é a existência de um enredo, do qual se desenvolvem as ações das personagens, marcadas pelo tempo e pelo espaço.

O texto narrativo possui, então um narrador , as personagens o tempo. Sua estrutura básica é: apresentação, desenvolvimento, clímax e desfecho.

O narrador possui a função de contar e apresentar toda a trama, os personagens podem ser principais ou secundários.

O narrador subdivide-se em: narrador observador ou narrador personagem.

O narrador observador, fala com o leitor em terceira pessoa, não tem participação na história. Muito comum em nossa literatura.

O narrador personagem, no entanto, é atuante na história, pois participa dela, e tem relação íntima com os personagens.

O narrador personagem, é chamado assim, pois transfere suas percepções de forma marcante, subjetiva, e emocionais.

O narrador onisciente, conta a história em terceira pessoa, mas em dado momento se envolve, seja atuando ou comentando algo.

O tempo exerce quase que uma pano de fundo podendo ser tanto cronológico, mas também psicológico.

O tempo cronológico é o tempo comum, com datas, horas e acontecimentos bem marcados no tempo-espaço.

O tempo psicológico é mais subjetivo, geralmente caracteriza memórias que podem não ter acontecido da forma narrada.

O espaço, no entanto, pode ser qualquer lugar, é onde se desenvolve a história.

O texto narrativo ainda possuí mais uma característica: discurso direto, indireto ou direto livre.

O discurso direto é baseado é composto por travessões e relata a frase exata dos personagens.

O discurso indireto o narrador interfere no discurso, contado em terceira pessoa, algo que foi falado pelo personagem.

Já o discurso indireto livre, o discurso do personagem e o do narrador se misturam, fundindo-se em um só.

Tipos de Textos: Texto Descritivo

descritivo-9749854-5764746

O Texto Descritivo é detalhista, trazendo observações, aspectos características  singulares e pormenores, seja de um objeto, lugar, pessoa ou fato.

A função do texto descritivo é criar uma imagem para o leitor da maneira mais verossímil possível.

Para isso, utiliza-se de recursos linguísticos relevantes na estruturação tais como: de adjetivos, verbos de ligações, metáforas e comparações.

É composto de introdução, desenvolvimento e conclusão e pode ser dividido em: descrição subjetiva ou objetiva.

No caso da primeira, a descrição subjetiva, é aquela que resume impressões e sensações do próprio narrador ou autor.

Já no caso da descrição objetiva, o autor procura descrever algo de forma mais realista possível para ajudar o leitor.

Tipos de Textos: Texto Dissertativo

Tipos de textos e suas características de construção

O Texto Dissertativo tem o objetivo de defender uma ideia e, logo, é baseado na argumentação.

A argumentação é o desenvolvimento do tema através de fatos e argumentos afim de convencer positiva ou negativamente o leitor.

A estrutura do texto narrativo é dividida em três partes fundamentais:

tese (introdução): define o modelo básico para apresentar uma ideia, tema, assunto.

antítese (desenvolvimento): explora argumentos contra e a favor.

nova tese (conclusão): sugere uma nova tese, ou seja, uma nova ideia para concluir sua fundamentação.

Temos a subdivisão do texto dissertativo em argumentativo e expositivo.

O texto argumentativo expositivo tem a função de altamente persuasivo, tentando convencer o leitor através dos seus argumento.

O texto argumentativo expositivo elenca ideias, teorias e conceitos sem necessariamente convencer o leitor. Fique a atento!

Tipos de Textos: Texto Injuntivo

injuntivo-3708879-3681853

O Texto Injuntivo ou instrucional é voltado para a explicação e para o método de realização de algo.

Temos como exemplos de textos injuntivos as receitas de bolo, bula de remédio, manual de instruções e propagandas.

Dessa forma, um dos recursos linguísticos marcantes desse tipo de texto, é a utilização dos verbos no imperativo, de modo a indicar uma “ordem”.

Como exemplo temos: receita de bolo “misture todos os ingredientes”; bula de remédio “tome duas cápsulas por dia”; manual de instruções “aperte a tecla amarela”; propagandas “vista essa camisa”.

Tipos de Textos: Atividades

Preencha os parênteses com os números correspondentes; em seguida, assinale a alternativa que indica a correspondência correta.

  1. Narrar

  2. Argumentar

  3. Expor

  4. Descrever

  5. Prescrever

    (    ) Ato próprio de textos em que há a presença de conselhos e indicações de como realizar ações, com emprego abundante de verbos no modo imperativo.

    (    ) Ato próprio de textos em que há a apresentação de ideias sobre determinado assunto, assim como explicações, avaliações e reflexões. Faz-se uso de linguagem clara, objetiva e impessoal.

    (    ) Ato próprio de textos em que se conta um fato, fictício ou não, acontecido num determinado espaço e tempo, envolvendo personagens e ações. A temporalidade é fator importante nesse tipo de texto.

    (    ) Ato próprio de textos em que retrata, de forma objetiva ou subjetiva, um lugar, uma pessoa, um objeto etc., com abundância do uso de adjetivos. Não há relação de temporalidade.

    (    ) Ato próprio de textos em que há posicionamentos e exposição de ideias, cuja preocupação é a defesa de um ponto de vista. Sua estrutura básica é: apresentação de ideia principal, argumentos e conclusão.

a) 3, 5, 1, 2, 4

b) 5, 3, 1, 4, 2

c) 4, 2, 3, 1, 5

d) 5, 3, 4, 1, 2

e) 2, 3, 1, 4, 5

Resposta: alternativa B

Sobre os tipos textuais, é correto afirmar, exceto:

a) Os tipos textuais são caracterizados por propriedades linguísticas, como vocabulário, relações lógicas, tempos verbais, construções frasais, etc.

b) Os tipos textuais são: narração, argumentação, descrição, injunção e exposição.

c) Geralmente variam entre cinco e nove tipos.

d) Possuem um conjunto ilimitado de características, que são determinadas de acordo com o estilo do autor, conteúdo, composição e função.

e) Os tipos de textos apresentam características intrínsecas e invariáveis, ou seja, não sofrem a influência do contexto de nossas atividades comunicativas. De maneira predeterminada, apresentam vocabulário, relações lógicas, tempos verbais e construções frasais que acolhem os diversos gêneros.

Resposta: alternativa C

MOSTRE QUE SUA MEMÓRIA É MELHOR DO QUE A DE COMPUTADOR E GUARDE ESTA CONDIÇÃO: 12X SEM JUROS.

Revista Época. N° 424, 03 jul. 2006.

Ao circularem socialmente, os textos realizam-se como práticas de linguagem, assumindo funções específicas, formais e de conteúdo. Considerando o contexto em que circula o texto publicitário, seu objetivo básico é

a) definir regras de comportamento social pautadas no combate ao consumismo exagerado.

b) influenciar o comportamento do leitor, por meio de apelos que visam à adesão ao consumo.

c) defender a importância do conhecimento de informática pela população de baixo poder aquisitivo.

d) facilitar o uso de equipamentos de informática pelas classes sociais economicamente desfavorecidas.

e) questionar o fato de o homem ser mais inteligente que a máquina, mesmo a mais moderna.

Resposta: alternativa B

https://youtube.com/watch?v=ibwf_X3498c

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CONTEÚDO RELACIONADO

Demonstre Literatura

Um site que aborda Literatura

Este é um site do grupo B20