Olá pessoal, este post traz o texto poético Meu meio século de José Milanez. Espero que goste desse texto que faz parte do projeto Poema de bom dia.

Meu meio século – José Milanez

José Milanez não se diz poeta. Poesia é para poucos. Poesia é para Manuel de Barros, Fernando Pessoa e Wislawa Zymborska.

O que ele faz? Escreve o que lhe vem a cabeça. Ora consegue transmitir sentimento, ora não.

Formado em Filosofia, professor e psicanalista, o interesse de José Milanez é deixar que suas instâncias inconscientes apareçam em forma linguagem. Simples assim.

Conheça um pouco dos textos do José Milanez, o escritor e poeta brasileiro, que diz que não é poeta, pois poesia é para poucos. Ele participou do projeto Poema de bom dia do Demonstre.

O projeto Poema de bom dia é uma homenagem aos poetas brasileiros. Nele a produtora e blog Demonstre recebe diferentes poetas para declamarem suas próprias poesias, textos e poemas em vídeo.

AVISOS!

AVISO 1:

Série nova no canal, com vídeos super legais sobre diferentes materiais encontrados no Museu Câmara Cascudo.

Para começar, vamos falar um pouco sobre a crise no sistema prisional brasileiro?

Vídeo entrevista com Numo Rama, apresentando a profissão fotógrafo e a ótica do Numo Rama nesse projeto.

Não deixe de se inscrever no meu canal do youtube: Vídeos diários para professores!

AVISO 2:

Que tal um vídeo com 10 dinâmicas para fazer com o ensino fundamental II? São dinâmicas incríveis para trabalhar com esses pré e adolescentes que precisão de uma atenção toda especial!

Pensamos em algumas dinâmicas engraçadas para fazer com nossos alunos. Que tal!?

As brincadeiras em grupo são sempre as mais divertidas. Vamos ver algumas!?

Não deixe de se inscrever no meu canal do youtube: Vídeos diários para professores!

AVISO 3:

PRECISAMOS DO SEU APOIO!!

CONTAS PARA DOAÇÃO

NUBANK: Banco 260 – Nu Pagamentos S.A. Agência: 0001 Conta: 1583623-5 CPF: 008.290.814-10

BB: Maryane C Ferreira Banco 001 – AG: 1668-3 Conta: 32.061-7 CPF: 086.173.344-44

CAIXA: Operação: 0013 AG: 0035 Conta: 00220259-2 CPF: 008.290.814-10 PARA

BOLETO, REQUISITAR POR E-MAIL OU ZAP: [email protected]/84999583848

Confira as entrevistas com poetas que realizamos neste projeto do Demonstre:

E ainda temos os vídeos de poesias, sempre maravilhosos e diários no canal do Demonstre:

Não deixe de se inscrever no canal do youtube do Demonstre: Vídeos diários de poesia!

Meu meio século – José Milanez

Meu meio século – José Milanez Dizem que envelhecer é ruim. Eu não acho. Para mim envelhecer é experimentar mais e mais coisas. Errar e acertar. Aprender com esse processo. Aprender tantas e inumeráveis coisas…. O maior aprendizado que a idade traz é o saber como aprender. Tem gente que nunca aprenderá isso. Tem gente que com toda a dificuldade aprende. Aprendizado tira-nos da zona de conforto. Até dói. Mas no fim, você acaba com uma nova habilidade, um novo recurso. Ontem estava falando com uma cliente que o que a vida me ensina agora é que ela muitas vezes grita ao nosso redor para que aprendamos. Grita! E nós não percebemos sequer isso. Ela também fala em entrelinhas. Até parece que gosta de nos propor charadas. E o aprendizado mais prazeroso que vejo ser possível é aprender a ouvir, ler e decifrar tudo o que a vida nos coloca. Nem precisamos ficar analisando os eventos. Basta que os experienciemos. Usufruindo o momento. Vivendo-o intensamente. Assim o que conseguirmos aprender estará simplesmente impregnado em nossas almas. Minha oração de 50 anos é a seguinte: “Senhores do Destino, peço que vocês me ajudem a perceber quando a Vida me falar. Digam para ela que só grite quando eu realmente não estiver ouvindo. Não deixem de me ensinar aquilo que preciso aprender. Mas também, que dê uma refrescada e me ensine como quem ensina debaixo da sombra de um coqueiro. Quero aprender a discernir os sussurros da Vida. Que ela me proporcione as charadas mais divertidas a fim de que quando eu resolvê-las eu possa, no final, deixar escapulir pelo canto da boca um sorriso de tarefa concluída. Eu quero me sentir capaz e saber que o processo de transformação é pessoal e eu não posso dar a outra pessoa esse poder de transformar minha própria vida e me fazer feliz. Peço também, Senhores do Destino, que vocês me mostrem que essa coisa de 50 anos é uma baita mentira, uma convenção humana porque minha idade é atemporal, isto é, fora disso que conhecemos como tempo. Dizer que eu tenho 5.000, talvez 50.000 anos é diminuir quem realmente sou, pois não posso ser expresso por uma quantidade de anos. Peço essas coisas pois se os senhores me atenderem minha vida será cheia de riso, amor e significado. Ela não terá um fim…. jamais…. ela será uma eterna caminhada com diversas paisagens.” Que assim seja e assim se faça!

Confira o vídeo de Meu meio século – José Milanez:

Fim do poema Meu meio século

Obrigada por ter acompanhado mais esse poema do projeto poema de bom dia!

Curte e compartilhe o poema do poeta José Milanez! Você também pode participar com seus poemas, para isso mande um email para [email protected]

Até mais!

Você também pode gostar de:

Minha caminhada espiritual – José Milanez

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.