Deuses Maias

Os maias foram uma civilização constituída por um conjunto de povos que viviam no sul do México e em parte da América Central. Essa civilização é reconhecida pela sua língua, escrita, arte e cultura, entre outras coisas.

A base da economia maia era a agricultura e sua religião era politeísta. Os vários deuses maias eram relacionados à fenômenos da natureza e elementos naturais. A seguir você encontrará as principais características dessas fascinantes entidades e poderá aprender um pouco mais sobre essa cultura.

ITZAMNA – Deuses Maias

Itzmana é o senhor dos céus e da terra, deus do dia e da noite, criador da humanidade. É a principal divindade maia. Seu nome pode ser traduzido, na língua maia, como “Casa de Lagartos”. Sua aparência é retratada como um pássaro voando no céu ou ainda como um idoso, retratando os antigos escribas.

Deuses Maias

Lenda

Diz a lenda que Itzmana é responsável por ensinar à humanidade a cultivar a terra, a escrita, a medicina e ainda a criação do calendário.

  • Símbolos/Armas
  • Pássaro, Idoso e Serpente Plumada.
  • Poderes
  • Poderes de Cura
  • Parentesco
  • Filho do criador Hunab Ku e casado com Ixchel.

IXCHEL – Deuses Maias

É a deusa da gravidez e da fertilidade. Sua representação é feita por meio de uma mulher idosa com serpentes no lugar dos cabelos. O nome “Ixchel” pode ser traduzido como “A branca”.

Deuses maias

Lenda

Diz a lenda que Ixchel era extremamente linda por isso já havia sido amada por todos os deuses exceto pelo deus-sol. Após inúmeras tentativas, no entanto, a divindade acabou se apaixonando por Ixchel e com ela teve 4 filhos.

Porém, após uma crise de ciúmes, o deus terminou por arremessar Ixchel num abismo. Com remorso, o deus traz Ixchel de volta a vida, mas a deusa decide não regressar mais para seu esposo, vivendo, a partir de então, como um jaguar em uma caverna.

  • Símbolos/Armas
  • Serpente e Jaguar
  • Poderes
  • Cura e fertilidade
  • Parentesco
  • Esposa de Itzamna

AH PUCH – Deuses Maias

Ah Puch é o Deus da morte e da decadência. Acredita-se que ele é o governante do nono nível do inferno, o Xibalba, o inferno maia. Sua aparência é retratada como um cadáver com cabeça de coruja ou jaguar, adornada com sinos. Ah Puch também é conhecido por outros nomes como Kisín (o flatulento), Hun Ahau (morte única) ou ainda Yum Kimil (senhor morte).

Deuses maias

Lenda

Diz a lenda que Ah Puch se escondia na casa dos moribundos com o intuito de levar suas almas. A lenda conta que uma alternativa para não ser levado pelo ceifador maia era exprimir gritos agonizantes para que ele acreditasse que o castigo já estava sendo imposto por um de seus servos demoníacos.

  • Símbolos/Armas
  • Serpentes, Cobras, Ouro e Foice.
  • Poderes
  • Propagação de doenças, disseminação de guerras e infertilidade.
  • Parentesco
  • Irmão de U-Yidzin

TOHIL – Deuses Maias

Tohil é o Deus do Fogo e do sacrifício. Diversos rituais eram feitos e sacrifícios humanos eram ofertados à divindade. Com as divindades Awilix e Jacawitz, eram considerados a trindade da guerra. Sua aparência é retratada como um humano utilizando um adorno na face, como uma máscara. Acredita-se que Tohil necessitava do sangue dos corações, assim como os recém nascidos do leite materno.

Deuses maias

Lenda

Diz a lenda que no início da criação o mundo findou em água e fogo. Quando foi iniciada a segunda era da humanidade, os ancestrais dos humanos encontraram a divindade em uma gruta, uma espécie de caverna, denominada “Sete cavernas”.

  • Símbolos/Armas
  • Sangue e coração
  • Poderes
  • Fogo
  • Parentesco
  • Desconhecido

CHAAC – Deuses Maias

Chaac é o Deus da Chuva e das tempestades. Sua popularidade se dá pela necessidade da chuva, uma vez que a cultura maia fazia largo uso da agricultura e o milho era um elemento de base para a alimentação da população. Como a chuva é essencial ao plantio, ele é visto também como o deus da agricultura.

Chaac é retratado como uma figura humana com traços de animais como escamas. No topo da cabeça carregava um adorno em forma de cocar e em uma das mãos carregava uma machadinha feita com rochas.

Deuses maias

Lenda

Diz a lenda que durante um período em que uma grande escassez de comida assolou o povo maia, o povo clamou incessantemente à Chaac. O deus da chuva e da agricultura se apiedou da situação e ouviu o clamor do seu povo. Chaac golpeia uma montanha partindo-a em duas, revelando uma grande quantidade de espigas de milho em seu interior.
Símbolos/Armas: Machado com Rocha.

  • Símbolos/Armas
  • Machado com Rocha
  • Poderes
  • Poderes relacionados à chuva
  • Parentesco
  • Chaac é o irmão do deus do sol, Kinich Ahau.
  • Fim do artigo sobre Deuses Maias

Como se chamava a principal divindade maia?

A figura mais importante do panteão u003cstrongu003emaiau003c/strongu003e é Itzamná, deus criador, senhor do fogo e do coração. Representa a morte e o renascimento da vida na natureza. Itzamná é vinculado ao deus Sol, Kinich Ahau, e à deusa Lua, Ixchel, representada como uma velha mulher demoníaca.

Onde viviam os povos maias?

A civilização u003cstrongu003emaiau003c/strongu003e habitou a região das florestas tropicais das atuais Guatemala, Honduras e Península de Yucatán (sul do atual México). Os u003cstrongu003epovos maiasu003c/strongu003e constituem um conjunto diverso de u003cstrongu003epovosu003c/strongu003e nativos americanos do Sul do México e da América Central setentrional.

Qual é a cultura dos maias?

A civilização u003cstrongu003emaiau003c/strongu003e foi uma u003cstrongu003eculturau003c/strongu003e mesoamericana pré-colombiana, notável por sua língua escrita único sistema de escrita do novo mundo pré-colombiano que podia representar completamente o idioma falado no mesmo grau de eficiência que o idioma escrito no velho mundo, pela sua arte, arquitetura, matemática e sistemas.

Veja mais aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

CONTEÚDO RELACIONADO

Este é um site do grupo B20