Gwishin – Fantasma Coreano

Na cultura coreana os Gwishin, São almas que por algum motivo permanecem neste mundo, algumas estão em busca de vingança outras estão aqui apenas para terminar o seu destino que foi interrompido de forna inesperada.

gwishin-744x419-2449140-8621673

Os gwishin são classificados de acordo com a causa da sua morte, geralmente são retratados como mulheres, em alguns casos foram vítimas de abuso psicológico ou físico, outros sofreram injustamente, independente do motivo eles ainda tem contas a acertar.

Gwishin Cheonyeo (fantasma virgem)

Gwishin – fantasma coreano

A lenda diz que no passado, as mulheres nascidas na Coreia do Sul, sofriam muito, sendo obrigadas desde pequenas a servirem os homens, como seu pai e seu marido.

Por isso quando uma virgem morria, se tornava uma gwishin cheonyeo, ou fantasma virgem. Elas usam o sobok, uma roupa branca usada em ocasiões de luto, e têm os cabelos longos e despenteados, caídos sobre o rosto. O motivo de usarem o cabelo assim é que a tradição da época obrigava as moças virgens a cobrirem o rosto.

Por terem morrido virgens, as gwishin cheonyeo não cumpriram com seu objetivo na vida – o de servir a um marido – e por isso não podem deixar esse mundo.

Devido a essa crença, tornou-se costume entre algumas famílias coreanas fazer um “casamento fantasma” para supostamente unir duas pessoas que faleceram e assim poder permitir que eles possam partir desse mundo e ter seu descanso.

As Cheonyoeo Gwishin rondam por lugares grandes que estão velhos ou já abandonados como hospitais, escolas, bosques ou prédios e construções antigas.

Mul Gwishin (fantasma afogado)

mul_gwishin-744x419-2845281-4461957

Algumas lendas contam que quando alguém morre afogado, sua alma solitária fica vagando debaixo da água. Esses são os Mul Gwishin, que por não gostarem de ficar sozinhos no escuro e frio, eles costumavam arrastar nadadores desavisados para o fundo consigo.

Hoje em dia, porém, essas histórias foram deixadas de lado e o termo Mul Gwishin se tornou apenas uma expressão usada como forma de ameaça. É mais ou menos como dizer: “Se eu afundar, vou levar alguém pra baixo comigo.”

Gwishin Escolar

gwishin_escolar-744x419-2053343-9192543

Há ainda mais um tipo de Gwishin bastante famoso entre o povo coreano. Esses são almas de estudantes que foram assassinados ou cometeram suicídio em escolas e por isso ficaram presos entre as paredes do lugar e geralmente são garotas usando uniforme escolar.

As lendas urbanas sobre os Gwishin que rondam os colégios são muitas, devido ao teor assustador dessas histórias, já que as escolas normalmente são lugares muito grandes, cheios de corredores, salas e banheiros – o cenário perfeito para uma boa história de terror.

Além disso, em países como a Coreia é comum os estudantes ficarem até mais tarde na escola, estudando ou fazendo algum trabalho…

Outro triste motivo da popularidade dessas lendas é o alto número de assassinatos e suicídios que ocorreram em escolas do país.

Dalgyal Gwishindalgyal_gwishin-744x419-3761503-7464593

Esse é considerado pela maioria dos coreanos o mais assustador dos Gwishin.

As lendas contam que o Dalgyal Gwishin vive nas montanhas e não tem rosto, e que apenas o fato de se olhar para ele é o suficiente para causar a morte de viajantes que se aventuram nas montanhas desertas na escuridão da noite.

Eles são gwishin de pessoas que não tinham nenhum parente próximo ou amigos e por isso nunca receberam a devida despedida por sua morte, e por isso vagam por esse mundo.

O que é um Gwishin?

São almas aprisionadas a este mundo por não terem completado seu destino ou por ter sofrido um destino injusto, e agora buscam vingança.

De onde vem os Gwishin?

São lendas da coreia do sul, muito populares por lá, no geral quando uma tragédia acontece, as pessoas já acreditam se tratar de um Gwishin.

Qual a aparência deles?

Geralmente são retratados como garotas usando roupas brancas de luto.

Veja mais aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

CONTEÚDO RELACIONADO

Este é um site do grupo B20