O Homem Jacaré – Lenda Colombiana

O Homem Jacaré é bastante popular na cultura da Colômbia. E talvez seja uma lenda das mais bizarras nas quais já tenha ouvido falar. Hoje você vai conhecer a lenda de “El Hombre Caimán”.

O homem jacaré – lenda colombiana

Trata-se de um sujeito que se deu muito mal graças à sua obsessão por espiar mulheres se banhando nas águas do rio Magdalena, local próximo a sua moradia. Uma das grandes lições que se pode aprender da história do Homem Jacaré é que deve-se tomar muito cuidado com o que se deseja, assim como as consequências que uma motivação errada pode trazer.

A história aconteceu em Magdalena, um departamento da Colômbia que fica na Costa do Caribe. Uma curiosidade interessante: na Colômbia, o país é dividido em departamentos, que por sua vez são divididos em municípios. Os departamentos são o que chamamos de estados aqui no Brasil.

A lenda se tornou tornou muito popular na cultura colombiana, chegando até a ganhar um dia no ano para se celebrar em Magdalena o festival do Hombre Caimán. Foram construídos também uma praça e um monumento em sua homenagem.

Resumo da Lenda do Homem jacaré

A lenda conta que um dia viveu em Magdalena, na Colômbia, um pescador muito mulherengo chamado Saúl, que tinha o vício de espiar as mulheres que se banhavam nas águas do rio Magdalena.

Saúl sabia que mais cedo ou mais tarde poderia ser descoberto por alguém, enquanto espiava escondido entre os arbustos. Então resolveu pedir a ajuda de um bruxo: uma poção que lhe transformasse temporariamente num jacaré. Assim ele poderia passar despercebido enquanto observava as belas moças no rio.

O bruxo, sem saber suas verdadeiras intenções, lhe preparou dois potes, cada um deles com uma poção – uma vermelha, que lhe transformaria em jacaré, e outra branca, que lhe faria voltar à sua forma humana original.

Saúl ficou muito feliz e logo se pôs a desfrutar de seu plano. Ele pingava algumas gotas da poção vermelha sobre si e se transformava num jacaré, assim podia andar pelas margens do rio e ficar admirando as mulheres. Para voltar ao normal, ele pediu a um amigo que lhe desse da poção branca, quando ele se aproximasse, e assim se transformava em homem novamente.

desenho-1-2116647-8315092-9133845

Tudo corria conforme o planejado, até que um dia algo deu muito errado…

Em um determinado dia, Saúl se transformou em jacaré como de costume. Mas horas depois, não encontrou seu amigo para lhe ajudar a voltar à forma humana. No lugar dele, outra pessoa apareceu, e assustada derrubou o frasco com o líquido branco.

A poção toda derramou e logo foi absorvida pelo chão, mas algumas gotas espirraram sobre a cabeça de Saúl e então ele se transformou numa aberração: seu corpo continuou como o de um jacaré, mas sua cabeça voltou à forma original de humano!

À partir desse dia, Saúl passou a ser chamado de Homem Jacaré, e todos tinham muito medo de se aproximar do rio, onde agora era seu lar.

A única pessoa que se atrevia a se aproximar de Saúl era sua mãe, que todos os dias vinha lhe visitar para lhe trazer comida e consolá-lo. Além disso, ela procurava incansavelmente pelo bruxo que havia criado as poções, na esperança de que ele pudesse produzir mais da poção branca e então tirar Saúl daquela condição…

Até que descobriu um dia que o bruxo havia falecido, e como consequência, ela também morreu de tristeza O Homem Jacaré ficou extremamente deprimido ao saber da morte de sua mãe. Agora nada mais lhe restava nesse mundo.

Assim, ele simplesmente deixou que as águas do rio Magdalena lhe arrastassem para o mar. Depois desse dia o Homem Jacaré nunca mais foi visto.

pintura_mural-1-2413407-6967655-3175863

Curiosidades:

É dito que Saúl era o nome original do Homem Jacaré.

O rio Magdalena, palco da história, tem uma longa extensão. Ele nasce no sudoeste da Colômbia, corta todo o país do Sul até o Norte e finalmente desemboca no Mar do Caribe.

Existe uma música que se tornou muito famosa tanto na Colômbia quanto em outros países vizinhos. Se chama “Se va el caimán”, composta por José Maria Peñaranda.

Atualmente, embarcações maiores não conseguem mais passar pelo rio Magdalena devido ao baixo nível da água.

Precisa de visto para a Colômbia?

Entrar na u003cstrongu003eColômbiau003c/strongu003e é muito fácil para os brasileiros: nossos vizinhos não exigem u003cstrongu003evistou003c/strongu003e e é possível viajar apenas com a carteira de identidade. Mas preste atenção com o câmbio: só é possível trocar reais pela moeda local, o peso colombiano, no próprio país.

Como é a cultura colombiana?

A u003cstrongu003eColômbiau003c/strongu003e é um país cuja diversidade u003cstrongu003eculturalu003c/strongu003e é originária do contato entre os povos nativos e colonizadores espanhóis. Apesar da miscigenação populacional, há uma ampla predominância do aspecto religioso católico

Como tirar o visto para a Colômbia?

Ter um passaporte válido por pelo menos seis meses e uma página de u003cstrongu003evistou003c/strongu003e em branco. Ter comprovação dos voos seguintes e de retorno. Ter todos os documentos solicitados para o próximo destino. Ter comprovação de renda suficiente relacionados a sua estadia, com duração prevista.

Veja mais aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

CONTEÚDO RELACIONADO

Este é um site do grupo B20