Religião dos Astecas

Religião dos Astecas, trata-se de uma crença baseava no politeísmo. Os mesmos tinham o costume, de adorar diversas divindades.

Poderiam ser, tanto animais como alguns elementos da natureza. Portanto, veja como exemplo dessa veneração, seria o Colibri azul, que embora fosse um pássaro, porém para eles, era visto como o deus sol ao meio-dia.

Contudo, outras divindades astecas, refletiam uma conexão exclusiva, principalmente com o trabalho por eles desenvolvido, e conforme os achados arqueológicos, estavam ligadas à estrutura de suas cidades.

Eles foram uma civilização guerreira do século XIV e XVI, que habitaram no local, onde hoje está situado o México.

Religião dos astecas

A Religião dos Astecas o que é?

A religião asteca,  se baseava em uma forma de gratidão aos deuses. Eram gratos pela existência do mundo, e tudo que os cercava. Entretanto, observa-se que os templos religiosos dos astecas, eram bastante complexos, e marcavam, uma determinada contagem do tempo.

Ela se tratava de uma mistura de culto aos deuses agrários, contudo a adoração também se destinava aos deuses astrais dos bárbaros.

Religião dos astecas

 A edificação de suas pirâmides, era realizada, a partir de um conjunto de blocos de pedras.  Os mesmos, sofriam alterações a cada cinquenta e dois anos. Cada reforma simbolizava o agradecimento do povo aos deuses que conservaram a existência do mundo.

Religião dos Astecas, quem adotava?

Normalmente os antigos moradores da America do norte, que povoavam o local onde hoje se encontra o México.

Principais Líderes da religião asteca

A nobreza, era conhecida como Pipiltin ou Pilli, era constituída pela família real, sacerdotes, chefes de grupos guerreiros e chefes dos Calpulli. Montezuma, foi um líder diferenciado entre eles.

Religião dos astecas

Práticas e Rituais da Religião dos astecas

Um dos tipos de rituais usados por eles, incluía o sacrifício Humano. Cada ano, o mais valente dentre os prisioneiros de guerra era sacrificado. No dia de ser morto, ele deveria  tocar flauta no cortejo. Os sacerdotes e quatro donzelas (belas) o acompanhava até o sacrifício.

Eram mestres no que diz respeito, a criar imagens de ouros.

Os sacerdotes, astrônomos e astrólogos Astecas, possuíam o dever de apreciar o céu e estudar o movimento dos astros.

A escrita era uma mistura de ideografia com a escrita fonética, pois alguns apresentavam ideias e objetos, enquanto outros, indicavam sons.

No calendário havia registros da cosmogonia e a cronologia dos antigos mexicanos

Os astecas apresentavam conhecimento sobre a duração do ano, as fases e eclipses da Lua, a revolução do planeta Vênus e diversas constelações, como as Plêiades e a Grande Ursa.

Religião dos astecas

Eles conferiam cuidado especial à mensuração do tempo, numa aritmética que tinha como base o número 20.

Dogmas e divindades da religião dos astecas

Eram muitos tipos de rituais diferentes praticados por eles, entretanto, as divindades mais venerados pela religião asteca eram as seguintes:

O Sol (Deus Tonatiuh) como centro da adoração. Sedento de sangue com o signo nahuiollin, símbolo do nosso universo.

Os quatro braços da Cruz de Santo André, que correspondiam ao signo Ollin, contêm os símbolos dos quatro antigos Sóis.

Religião dos astecas

Utzacoatl, a serpente de plumas, no início, era uma divindade que representava a fertilidade e, com o passar do tempo, se transformou, passando a representar as ideias de morte e ressurreição e Tezcatlipoca, deus da noite.

Ao fim de cada período de 52 anos, ascendia o “Fogo Novo” no cimo da montanha de Uixachtecatl. Isto era designado “liga dos anos”. Esse seria o “Réveillon” místico com sacrifícios, danças, renovação de utensílio domésticos.

A lenda diz que Quetzalcóatl, o deus desterrado por Tezcatlipoca, voltaria para comandar os astecas.

A religião dos astecas e a ciência

Como se pode ver, a força do conhecimento e cultura asteca foi tão grande, que chegou a influenciar os nossos dias. Portanto, vejam que até hoje, existem estudiosos em todas as partes, que ainda trabalham por decifrar, enigmas do mundo atual.

Portanto, com bases nas escritas, calendários e simbologias presente na religião dos astecas, mistérios são desvendados.

Religião dos astecas

Os diversos elementos tratados e adorados por meio da religião asteca, tornou-se na verdade, fontes preciosas para pesquisas e descobertas cientificas de nossa época, principalmente o estudo e observação dos astros, que embora não como meio de adoração, mas de forma significante para o progresso da humanidade.

O que são os astecas?

O povo u003cstrongu003eastecau003c/strongu003e foi uma civilização mesoamericana, pré-colombiana, que se desenvolveu principalmente entre os séculos XIV e XVI, no território correspondente ao atual México.

Onde se localiza os astecas?

Os u003cstrongu003eastecasu003c/strongu003e desenvolveram-u003cstrongu003eseu003c/strongu003e no Vale do México e formaram uma grande civilização, que foi conquistada pelos espanhóis no século XVI. Os u003cstrongu003eastecasu003c/strongu003e foram uma civilização pré-colombiana e desenvolveram-u003cstrongu003eseu003c/strongu003e na Mesoamérica.

Onde e como viviam os astecas?

Os u003cstrongu003eastecasu003c/strongu003e foram uma das principais civilizações pré-colombianas (conjunto de povos que habitavam o continente americano antes da chegada dos europeus) e u003cstrongu003eviviamu003c/strongu003e na região da Mesoamérica. A capital do Império u003cstrongu003eAstecau003c/strongu003e – Tenochtitlán – foi estabelecida no local onde hoje fica a Cidade do México, capital desse país.

Saiba mais aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

CONTEÚDO RELACIONADO

Este é um site do grupo B20