Conteúdo ocultar
1 Músicas Bregas

Músicas Bregas

O termo “brega” ficou meio pejorativo ao longo dos anos, principalmente, devido a músicas de gosto duvidoso que tomaram conta das paradas de sucesso ultimamente. Mas, existem uma boa parcela do brega com composições de qualidade e que merecem ser revisitadas.

Músicas Bregas

As músicas bregas já são meio que um patrimônio da música popular brasileira, e houve um tempo em que faziam bastante sucesso, consagrando artistas muito bons. E, são essas canções que veremos na lista a seguir.

Eu Não Sou Cachorro Não, de Waldick Soriano – Músicas Bregas

Nascido em Caetité, na Bahia, Waldick Soriano viveu uma juventude de boemia, o que iria ser decisivo para a sua carreira artística futuramente, tornado-se um fenômeno da nossa música, em especial, por composições como “Eu Não Sou Cachorro Não”.

waldick-soriano-300x200-6985936-5886961

Letra de Eu Não Sou Cachorro Não, de Waldick Soriano

Eu não sou cachorro, não
Pra viver tão humilhado
Eu não sou cachorro, não
Para ser tão desprezado
Tu não sabes compreender
Quem te ama, quem te adora
Tu só sabes maltratar-me
E por isso eu vou embora.
A pior coisa do mundo
É amar sendo enganado
Quem despreza um grande amor
Não merece ser feliz, nem tampouco ser amado
Tu devias compreender
Que por ti, tenho paixão
Pelo nosso amor, pelo amor de Deus
Eu não sou cachorro, não

Composição: Waldick Soriano

Clipe de Eu Não Sou Cachorro Não, de Waldick Soriano

Vídeo extraído do DVD “Waldick Soriano e Orquestra”.

Porque Brigamos, de Diana – Músicas Bregas

A carioca Diana começou a carreira durante a fase final da Jovem Guarda, em 1969, tendo lançado vários singles de sucesso a partir daí, chegando ao ápice com “Porque Brigamos”, lançada em 1972.

diana-300x263-8930908-3701042

Letra de Porque Brigamos, de Diana

Quanto mais eu penso em lhe deixar
Mais eu sinto que eu não posso
Pois eu me prendi a sua vida
Muito mais do que devia
Quando é noite de regresso você briga
Por qualquer motivo
Confesso que tenho vontade de ir pra bem longe,
Pra nunca mais te ver

(Refrão)
Ó meu amado porque brigamos
Não posso mais viver assim sempre chorando
A minha paz estou perdendo
A nossa vida deve ser de alegria,
Pois eu lhe amo tanto

Já não consigo esquecer as tolices
Que você diz nessas horas
Já tentei mais não posso
Tenho a impressão que do amor que uma dia existiu entre nós
Hoje só resta uma chama apagando
O medo de ficar só me apavora
E eu me desespero
Só me resta pedir sua ajuda
Pedir que você não me deixe meu amor

Ó meu amado porque brigamos
Não posso mais viver assim sempre chorando
A minha paz estou perdendo
A nossa vida deve ser de alegria

Composição: Neil Diamond – / Rossini Pinto

Clipe de Porque Brigamos, de Diana

Áudio original da canção.

Uma Vida Só (Pare de Tomar a Pílula), de Odair José – Músicas Bregas

Considerado carinhosamente como o “Bob Dylan da Central do Brasil”, Odair José conseguiu uma popularidade tremenda ao longo de sua carreira, e hoje, é considerado cult por muitos artistas jovens por aí.

Músicas bregas

Letra de Uma Vida Só (Pare de Tomar a Pílula), de Odair José

Já nem sei há quanto tempo
Nossa vida é uma vida só
E nada mais
Nossos dias vão passando
E você sempre deixando
Tudo pra depois
Todo dia a gente ama
Mais você não quer deixar nascer
O fruto desse amor
Não entende que é preciso
Ter alguém em nossa vida
Seja como for
Você diz que me adora
Que tudo nessa vida sou eu
Então eu quero ver você
Esperando um filho meu
Então eu quero ver você
Esperando um filho meu
Pare de tomar a pílula
Pare de tomar a pílula
Pare de tomar a pílula
Porque ela não deixa o nosso filho nascer
Pare de tomar a pílula
Pare de tomar a pílula
Pare de tomar a pílula
Porque ela não deixa o nosso filho nascer
Pare de tomar a pílula
Pare de tomar a pílula
Pare de tomar a pílula
Porque ela não deixa o nosso filho nascer
Você diz que me adora
Que tudo nessa vida sou eu
Então eu quero ver você
Esperando um filho meu
Então eu quero ver você
Esperando um filho meu
Pare de tomar a pílula
Pare de tomar a pílula
Pare de tomar a pílula
Porque ela não deixa o nosso filho nascer
Pare de tomar a pílula
Pare de tomar a pílula
Pare de tomar a pílula
Porque ela não deixa o nosso filho nascer
Pare de tomar a pílula
Pare de tomar a pílula
Pare de tomar a pílula
Porque ela não deixa o nosso filho nascer

Composição: Ana Maria / Odair Araujo

Clipe de Uma Vida Só (Pare de Tomar a Pílula), de Odair José

Apresentação ao vivo do cantor.

A Cruz que Carrego, de Evaldo Braga – Músicas Bregas

Com uma vida conturbada desde o seu nascimento (fruto de um relacionamento extraconjugal), Evaldo Braga encerraria a sua vida em um acidente de carro em 1973. Vários discos póstumos seus foram lançados. “A Cruz que Carrego” é um de seus maiores hits.

evaldo-braga-224x300-8249449-6355508

Letra de A Cruz que Carrego, de Evaldo Braga

Sinto que é grande a tristeza
Intenso o inverno
O meu destino cruel
Me expõe ao inferno

Em nada mais posso crer
Para mim nada existe
Somente eu sei dizer
Por que vivo tão triste

Sinto a cruz que carrego bastante pesada
Já não existe esperança
No amor que morreu
Há solidão, amargura
Desprezo e mais nada
Vou amargando a sorte
Que a vida me deu

Vou caminhando tão triste
Na noite escura
Meu coração vai sofrendo
Minha alma murmura

Quem de amor me chamava
Na hora da ceia
Quem de mim tanto gostava
Agora me odeia

Sinto na cruz que carrego bastante pesada
Já não existe esperança
No amor que morreu
A solidão, amargura
Desprezo e mais nada
Vou amargando a sorte
Que a vida me deu

Composição: Isaias Souza

Clipe de A Cruz que Carrego, de Evaldo Braga

Áudio original da faixa.

No Toca-Fitas do meu Carro, de Bartô Galeno – Músicas Bregas

O paraibano Bartô Galeno foi muito influenciado pela jovem guarda desde pequeno, tendo lançado o seu primeiro disco em 1975. Três anos depois, lançaria o seu maior sucesso: “No Toca-Fitas do meu Carro”.

Músicas bregas

Letra de No Toca-Fitas do meu Carro, de Bartô Galeno

No toca-fita do meu carro,
Uma canção me faz lembrar você,
Acendo mais um cigarro
E procuro lhe esquecer.
Do meu lado está vazio,
Você tanta falta me faz,
pois cada dia que passa
Eu te amo muito mais

Encontrei no porta-luva um lencinho
Que você esqueceu.
e num cantinho bem bordado
O seu nome junto ao meu

Composição: Bartô Galeno / Carlos André

Clipe de No Toca-Fitas do meu Carro, de Bartô Galeno

Áudio original da canção.

Última Canção, de Paulo Sérgio – Músicas Bregas

O cantor e compositor capixaba Paulo Sérgio já iniciou a sua carreira com um enorme sucesso: a música “Última Canção”, lançada em 1968, cujo disco em que ela está vendeu nada menos do que 60 mil cópias em apenas três semanas.

Músicas bregas

Letra de Última Canção, de Paulo Sérgio

Esta é a última canção
Que eu faço pra você
Já cansei de viver iludido
Só pensando em você

Se amanhã você me encontrar
De braços dados com outro alguém
Faça de conta que pra você
Não sou ninguém

Mas você deve sempre lembrar
Que já me fez chorar
E que a chance que você perdeu
Nunca mais vou lhe dar

E as canções tão lindas de amor
Que eu fiz ao luar
Para você, confesso
Iguais àquelas não mais ouvirá

E amanhã sei que esta canção
Você ouvirá num rádio a tocar
Lembrará que seu orgulho maldito
Já me fez chorar por muito lhe amar

Peço, não chore
Mas sinta por dentro a dor do amor

Então você verá
O valor que tem o amor
E muito vai chorar
Ao lembrar do que passou

Composição: Carlos Roberto R. Rodrigues

Clipe de Última Canção, de Paulo Sérgio

Áudio original da faixa.

Coração de Papel, de Sérgio Reis – Músicas Bregas

O cantor, compositor e ator paulista se notabilizou no meio da música sertaneja, mas, no meio no caminho compôs “Coração de Papel” , que tem uma pegada mais brega em sua essência, e que fez tanto sucesso quanto as suas outras canções.

Músicas bregas

Letra de Coração de Papel, de Sérgio Reis

Se você pensa
Que meu coração é de papel
Não vá pensando, pois não é
Ele é igualzinho ao seu
E sofre como eu
Por que fazer chorar assim
A quem lhe ama

Se você pensa
Em fazer chorar a quem lhe quer
A quem só pensa em você
Um dia sentirá
Que amar é bom demais
Não jogue amor ao léu
Meu coração que não é de papel

Por que fazer chorar
Por que fazer sofrer
Um coração que só lhe quer
O amor é lindo eu sei
E todo eu lhe dei
Você não quis, jogou ao léu
Meu coração que não é de papel

(Não é
Meu coração que não é de papel
Não é Não é
Meu coração que não é de papel
Não é…)

Composição: Sérgio Reis

Clipe de Coração de Papel, de Sérgio Reis

Áudio original da faixa.

https://youtube.com/watch?v=rcX3zsYpY2U

Aquela Nuvem, de Gilliard – Músicas Bregas

Gilliard, ao longo de sua extensa carreira, conseguiu fazer sucesso tanto no Brasil, quanto fora dele, em especial, na África e na Europa. Também pudera: com composições extremamente populares como “Aquela Nuvem”, tanto sucesso não é de estranhar.

gilliard-300x169-9458428-2626029

Letra de Aquela Nuvem, de Gilliard

Aquela nuvem que passa lá em cima sou eu
Aquele barco que vai mar afora sou eu
Aquela folha que vaga pelas ruas sou eu
Buscando você

Como eu queria ser
esse sol que lhe queima
essa roupa que cobre o seu corpo
o vento que lhe possui
e essa água que banha você

Só assim eu poderia
me aproximar de você
sem precisar confessar
o que eu tento esconder
e sofro e não é direito
e venho fazendo tudo
pra ninguém saber

Composição: Gillard

Clipe de Aquela Nuvem, de Gilliard

Apresentação ao vivo do cantor em um programa de TV.

Onde Andará Você, de Alípio Martins – Músicas Bregas

Grande expoente da lambada e do brega, Alípio decidiu que queria seguir a carreira artística desde cedo, tanto é que, aos 15 anos, fugiu de casa. O esforço valeu a pena, principalmente por causa de sucessos como “Onde Andará Você”.

alypyo-martins-300x300-5482347-1616085

Letra de Onde Andará Você, de Alípio Martins

Onde andará você?
Como eu gostaria meu benzinho de te ver
Onde andará você?
Venha logo, senão de saudade eu vou morrer.

Será que você não tem dó de mim?
Estou sofrendo tanto por você!
A minha vida é só pensar em ti
Venha logo, senão de saudade eu vou morrer

Clipe de Onde Andará Você, de Alípio Martins

Áudio original da faixa.

https://youtube.com/watch?v=Zgm3ct0ewpo

Impossível Acreditar que Perdi Você, de Márcio Greyck – Músicas Bregas

Iniciando a carreira em 1967, lançando um disco de covers dos Beatles, Márcio Greyck chegou ao sucesso absoluto na década de 70 com a canção “Impossível Acreditar que Perdi Você”, composta em parceria com o seu irmão, Cobel.

Músicas bregas
marcio-greyck-lp-marcio-greyck-1974-d_nq_np_13725-mlb80895036_6308-f-295x300-2239028-4801818

Letra de Impossível Acreditar que Perdi Você, de Márcio Greyck

Não, eu não consigo
Acreditar
No que aconteceu
É um sonho meu
Nada se acabou

Não, é impossível
Eu não consigo
Viver sem você
Volte e venha ver
Tudo em mim mudou

Eu já não consigo
Mais viver dentro de mim
E, e viver assim
É quase morrer
Venha me dizer sorrindo
Que você brincou
E que ainda é meu
Só meu, o seu amor

Hoje mais um dia
De tristeza
Para mim passou
Nem o meu olhar
Nada se alegrou
Sinto-me perdido
No vazio
Que você deixou
Nada quero ser
Já nem seu quem sou

Eu já não consigo
Mais viver dentro de mim
E, e viver assim
É quase morrer
Venha me dizer sorrindo
Que você brincou
E que ainda é meu
Só meu, o seu amor

Composição: Cobel / Márcio Greyck

Clipe de Impossível Acreditar que Perdi Você, de Márcio Greyck

Apresentação ao vivo, em Brasília, em 2006.

Você Não Me Ensinou a Te Esquecer, de Fernando Mendes – Músicas Bregas

A consagração de Fernando Mendes com a música Cadeira de Rodas, cujo compacto vendeu mais de 1 milhão de cópias em todo o país, equipara-se bastante com outro momento icônico do cantor: “Você Não Me Ensinou a Te Esquecer”.

fernando-mendes-300x236-2624717-6337375

Letra de Você Não Me Ensinou a Te Esquecer, de Fernando Mendes

Não vejo mais você faz tanto tempo
Que vontade que eu sinto
De olhar em seus olhos, ganhar seus abraços
É verdade, eu não minto

E nesse desespero em que eu me vejo
Já cheguei a tal ponto
De me trocar diversas vezes por você
Só pra ver se te encontro

Você bem que podia perdoar
E só mais uma vez me aceitar
Prometo agora eu vou fazer por onde
Nunca mais perdê-la

Agora, que faço eu da vida sem você?
Você não me ensinou a te esquecer
Você só me ensinou a te querer
E te querendo eu vou tentando te encontrar
Vou me perdendo
Buscando em outros braços seus abraços
Perdido no vazio de outros passos
Do abismo que você se retirou
E me atirou, e me deixou aqui sozinho

Agora, que faço eu da vida sem você?
Você não me ensinou a te esquecer
Você só me ensinou a te querer
E te querendo eu vou tentando te encontrar

Composição: Fernando Mendes / Jose Wilson / Lucas

Clipe de Você Não Me Ensinou a Te Esquecer, de Fernando Mendes

Apresentação ao vivo do cantor.

De Que Vale Tudo na Vida, de José Augusto – Músicas Bregas

Já no seu primeiro disco, lançado em 1973, José Augusto alcançou um enorme sucesso, em especial, por causa de músicas como “De Que Vale Tudo na Vida”, que se tornou hit em todas as rádios.

Músicas bregas

Letra de De Que Vale Tudo na Vida, de José Augusto

Nada mais importa agora
Você foi embora
Eu fiquei tão só

Sigo sem saber meu rumo
Eu não me acostumo
Sem você aqui

De que vale ter tudo na vida
De que vale a beleza da flor
Se eu não tenho mais teu carinho
Se eu não sinto mais teu calor

Hoje eu estou tão livre
Posso amar a quem quiser
Mas nada me interessa
Mesmo que ofereça
O mundo aos meus pés

Sei, outro alguém te ama
Pensa que você já me esqueceu
Mas ao senti-lo perto
Tudo é tão deserto
Você pensa em mim

Composição: Jose Augusto / Marcelo / Miguel / Salim

Clipe de De Que Vale Tudo na Vida, de José Augusto

Apresentação do cantor realizada em 2008.

Não se Vá, de Jane & Herondy – Músicas Bregas

Uma das duplas de maior sucesso da música brasileira na década de 70, Jane Moraes e Herondy Bueno, conseguiram uma enorme visibilidade após “Não se Vá”, lembrada até hoje como um grande hit da música brega nacional.

jane-300x220-6186133-1264642

Letra de Não se Vá, de Jane & Herondy

Não se vá!
Eu já não posso suportar
Esta minha vida de amargura
Não se vá!
Estou partindo porque sei
Que você já não mais me ama…

Não se vá!
O seu ciúme é o culpado
Desta minha desventura
Não se vá!
O nosso amor não é mais o mesmo
É melhor que eu vá embora…

Não se vá!
Não me abandone por favor
Pois sem você vou ficar louco
É o ciúme que está
Nos separando pouco a pouco…

Não se vá!
Me dê uma chance outra vez
Daqui prá frente tudo vai mudar
Me dê a mão com muito amor
E nova vida vamos começar…

Composição: Alain Barrière / Vrs. Thyna

Clipe de Não se Vá, de Jane & Herondy

Apresentação da dupla em um programa de TV em 1976.

https://youtube.com/watch?v=Bi73z6MlTDQ

Pingos de Amor, de Paulo Diniz – Músicas Bregas

Viajando de cidade em cidade, e trabalhando em diversos tipos de empregos, Paulo Diniz só veio a lançar o seu primeiro registro em música em 1966, com o iê-iê-iê “O Chorão”. Mas, sem dúvida, o seu maior sucesso foi “Pingos de Amor”, um brega dos bons.

paulo-300x293-4195805-1124221

Letra de Pingos de Amor, de Paulo Diniz

A vida passa, telefono
E você já não me atende mais
Será que já não temos tempo
Nem coragem de dialogar?

Ainda ontem pela praia
Alguma coisa me lembrou você
E veio a noite, namorados se encontrando
E eu estava só

Vamos ser outra vez nós dois
Vai chover pingos de amor

Composição: Paulo Diniz

Clipe de Pingos de Amor, de Paulo Diniz

Áudio original da faixa.

Secretária na Beira do Cais, de César Sampaio – Músicas Bregas

Sendo presença marcante no programa Os Galãs Cantam e Dançam aos Domingos, César Sampaio se tornou bastante conhecido por canções como “Secretária na Beira do Cais”.

Músicas bregas

Letra de Secretária na Beira do Cais, de César Sampaio

Ela espera e não desespera na beira do cais.
Ela quer quem vier, quem trouxer, quem der mais.
Ela sabe que os homens de branco, estão pra chegar.
E em câmera lenta, ela tenta, a vida ganhar.

Seu olhar inquieto, vacila em qualquer, direção.
O seu corpo empinado, desfila, na escuridão.
Ela é uma estrela que brilha na vida qeu traz.
Ela é a Mullher-Maravilha, da beira do cais.

Fim de mês, é a hora é a vez, de rever os parentes.
Ela vai levando nas mãos milhões em presentes.
Num instante se torna mocinha do interior.

Como alguém com a pureza de quem nunca teve um amor.
Como vai, pergunta o pai, a filha querida.
Ele quer saber como é que está sua vida.
Ela diz que é muito feliz na vida que traz.

Que trabalha como secretária da beira do cais.
Que trabalha como secretária da beira do cais.
Que trabalha como secretária da beira do cais.
Que trabalha como secretária da beira do cais.

Clipe de Secretária na Beira do Cais, de César Sampaio

Áudio original da faixa.

https://youtube.com/watch?v=H79_jeLNCW8

Mon Amour, Meu Bem, Ma Femme, de Reginaldo Rossi – Músicas Bregas

Claro que o “rei do brega” não poderia faltar nessa seleção, e fica até difícil escolher uma canção que o represente bem. Mas, “Mon Amour, Meu Bem, Ma Femme” é uma das que mais possuem o carisma do saudoso cantor.

reginaldo-rossi-300x178-4871487-1164056

Letra de Mon Amour, Meu Bem, Ma Femme, de Reginaldo Rossi

Nesse corpo meigo e tão pequeno
Há uma espécie de veneno
Bem gostoso de provar
Como pode haver tanto desejo
Nos seus olhos, nos seus beijos
No teu jeito de abraçar

E foi com isso
Que você me conquistou
Com esse jeito de menina
E esse gosto de mulher
E nada existe em você
Que eu não ame
Sou metade sem você
Mon amour, meu bem, ma femme!

Nesse corpo meigo e tão pequeno
Há uma espécie de veneno
Bem gostoso de provar
Como pode haver tanto desejo
Nos seus olhos, nos seus beijos
No teu jeito de abraçar

E foi com isso
Que você me conquistou
Com esse jeito de menina
E esse gosto de mulher
E nada existe em você
Que eu não ame
Sou metade sem você

Mon amour, meu bem, ma femme!
Mon amour, meu bem, ma femme!
Mon amour, meu bem, ma femme!

Composição: Cleide

Clipe de Mon Amour, Meu Bem, Ma Femme, de Reginaldo Rossi

Áudio original da canção.

Cadê Você, de Odair José – Músicas Bregas

Pra quem não sabe, nos Anos 70 a música de Odair José teve muitas influências da música caipira americana, tanto é que excursionou pelo country de raiz de Hank Williams e Johnny Cash em seus primeiros discos. “Cadê Você” é um dos auges de sua carreira.

Músicas bregas

Letra de Cadê Você, de Odair José

O tempo vai
O tempo vem
A vida passa
E eu sem ninguém

Cadê você?
Que nunca mais apareceu aqui
Que não voltou pra me fazer sorrir
Que nem ligou

Cadê você?
Que nunca mais apareceu aqui
Que não voltou pra me fazer sorrir
Então, cadê você?

Mas não faz mal
Pois eu me calo
Tá tudo bem
Eu sempre falo

Cadê você?
Que nunca mais apareceu aqui
Que não voltou pra me fazer sorrir
Que nem ligou
Cadê você?

Composição: Odair Jose

Clipe de Cadê Você, de Odair José

Áudio original da faixa.

Pistoleiro do Amor, de José Orlando – Músicas Bregas

O maranhense José Orlando se mudou para Fortaleza com a família aos 15 anos de idade, e foi aí que tudo começou, pois foi aí que ganhou o seu primeiro violão, e a compôr as suas primeiras canções. “Pistoleiro do Amor”, rapidamente, tornou-se sucesso no Brasil todo.

Músicas bregas

Letra de Pistoleiro do Amor, de José Orlando

Sou Pistoleiro
Pistoleiro do Amor
Eu Enfrento O Perigo
Baleando a Dor

Sou Pistoleiro
Pistoleiro do Amor
Eu Enfrento O Perigo
Baleando a Dor

Eu Não Tenho Medo de Nada
Desafio a Solidão
Os Espinhos da Estrada
Não Arranham Meu Coração
Vou Andando Sem Destino
Em Qualquer Lugar Que Eu Vá
Sempre Estarei Sorrindo
Muito Amor Tenho Pra Dar

Sou Pistoleiro
Pistoleiro do Amor
Eu Enfrento O Perigo
Baleando a Dor

Sou Pistoleiro
Pistoleiro do Amor
Eu Enfrento O Perigo
Baleando a Dor

Eu Não Tenho Medo de Nada
Desafio a Solidão
Os Espinhos da Estrada
Não Arranham Meu Coração
Vou Andando Sem Destino
Em Qualquer Lugar Que Eu Vá
Sempre Estarei Sorrindo
Muito Amor Tenho Pra Dar

Sou Pistoleiro
Pistoleiro do Amor
Eu Enfrento O Perigo
Baleando a Dor

Sou Pistoleiro
Pistoleiro do Amor
Eu Enfrento O Perigo
Baleando a Dor

Eu Não Tenho Medo de Nada
Desafio a Solidão
Os Espinhos da Estrada
Não Arranham Meu Coração
Vou Andando Sem Destino
Em Qualquer Lugar Que Eu Vá
Sempre Estarei Sorrindo
Muito Amor Tenho Pra Dar

Sou Pistoleiro
Pistoleiro do Amor
Eu Enfrento O Perigo
Baleando a Dor

Sou Pistoleiro
Pistoleiro do Amor
Eu Enfrento O Perigo
Baleando a Dor

Sou Pistoleiro
Pistoleiro do Amor
Eu Enfrento O Perigo
Baleando a Dor

Clipe de Pistoleiro do Amor, de José Orlando

Áudio original da faixa.

https://youtube.com/watch?v=1j8VrZA9JG8

Se as Flores Pudessem Falar, de Nelson Ned – Músicas Bregas

Começando a carreira desde muito cedo, Nelson Ned estava destinado à música, e uma de suas mais belas composições é, sem dúvida, “Se as Flores Pudessem Falar”.

nelson-ned-300x200-8823193-9378908

Letra de Se as Flores Pudessem Falar, de Nelson Ned

Há quanto tempo eu preciso falar com você
Dessa tristeza que eu já não posso esconder
Já lhe escrevi tantas cartas, você nem ligou
Os meus recados de amor, você nem escutou

Hoje eu lhe mando essas flores
Que eu colhi de um jardim
Na esperança que você se lembre
Um pouquinho de mim

Ah! Se as flores pudessem falar
Pra você que eu te amo
Se essas rosas pudessem pedir
Para você me amar
Ah! Se as flores levassem recados
A todos os namorados
Quanta gente no mundo teria
Mais sorte no amor

Mas quem sabe aconteça um milagre
Ao você receber flores lindas assim
Pode ser que você de repente
Venha a gostar de mim

Hoje eu lhe mando essas flores
Que eu colhi de um jardim
Na esperança que você se lembre
Um pouquinho de mim

Ah! Se as flores pudessem falar
Pra você que eu te amo
Se essas rosas pudessem pedir
Para você me amar
Ah! Se as flores levassem recados
A todos os namorados
Quanta gente no mundo teria
Mais sorte no amor

Mas quem sabe, aconteça um milagre
Ao você receber flores lindas assim
Pode ser que você de repente
Venha gostar de mim

Composição: Nelson Ned

Clipe de Se as Flores Pudessem Falar, de Nelson Ned

Áudio original da canção.

Tu és o M.D.C. da Minha Vida, de Raul Seixas – Músicas Bregas

Sim, é verdade, o nosso mais famoso roqueiro podia se dar ao luxo de fazer música brega, sim, e um bom exemplo disso é a divertida “Tu és o M.D.C. da Minha Vida”. Grande Raul!

Letra de Tu és o M.D.C. da Minha Vida, de Raul Seixas

Tu és o grande amor da minha vida
Pois você é minha querida
E por você eu sinto calor
Aquele seu chaveiro escrito “love”
Ainda hoje me comove
Me causando imensa dor, dor!
Eu me lembro
Do dia em que você entrou num bode
Quebrou minha vitrola e minha coleção
De Pink Floyd
Eu sei que eu não vou ficar aqui sozinho
Pois eu sei que existe um careta
Um careta em meu caminho, ah
Nada me interessa nesse instante
Nem o Flávio Cavalcanti
Que ao teu lado eu curtia na TV, na TV
Nessa sala hoje eu peço arrego
Não tenho paz, nem tenho sossego
Hoje eu vivo somente a sofrer! A sofrer!
E até! Até o filme que eu vejo em cartaz
Conta nossa história e por isso
E por isso eu sofro muito mais
Eu sei que dia a dia aumenta o meu desejo
E não tem Pepsi-Cola que sacie
A delícia dos teus beijos, ah
Quando eu me declarava você ria
E no auge da minha agonia
Eu citava Shakespeare
Não posso sentir cheiro de lasanha
Me lembro logo das casas da banha
Onde íamos nos divertir, divertir!
Mas hoje o meu Samsui Garrard Gradiente
Só toca mesmo embalo quente
Pra lembrar do teu calor
Então eu vou ter com a moçada lá do Pier
Mas pra eles é careta se alguém
Se alguém fala de amor, ah!
Na Faculdade de Agronomia
Numa aula de energia
Bem em frente ao professor
Eu tive um chilique desgraçado
Eu vi você surgindo ao meu lado
No caderno do colega Nestor, Nestor!
É por isso, é por isso que de agora em diante
Pelos 5 mil auto-falantes
Eu vou mandar berrar o dia inteiro que você é
O meu Máximo Denominador Comum!

Compositores: Paulo Coelho De Souza / Raul Santos Seixas

Clipe de Tu és o M.D.C. da Minha Vida, de Raul Seixas

Áudio original da faixa.

E, viva o brega!

De ritmo popular, passando a ser cult e voltando a ser popular de novo, o brega é um estilo que encanta multidões, sejam elas de que idade tenham. Uma coisa é certa: o brega não há de morrer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CONTEÚDO RELACIONADO

Este é um site do grupo B20