Conteúdo ocultar
1 Músicas de Rap

Músicas de Rap

O rap sempre foi a voz das ruas, e mesmo que hoje em dia ele seja mais bem aceito, ainda há certo preconceito quanto a ele, porém, artistas de diversas vertentes estão mostrando que o rap é cultura, e que pode, sim, passar uma mensagem muito positiva.

Músicas de Rap

A seguir, vamos listar algumas das melhores músicas de rap de todos os tempos, para representar os manos, as minas, e quem mais estiver a fim.

Diário de um Detento, do Racionais MC’s – Músicas de Rap

Simplesmente, o maior fenômeno do rap nacional de todos os tempos. O estrondo foi tanto que a banda, justamente com essa música, ganhou os holofotes da MTV em 1998, e do mainstream de um modo geral. O próprio disco “Sobrevivendo no Inferno” foi incluído entre as obras obrigatórias para o vestibular da Unicamp em 2020. Um verdadeiro clássico.

racionais-300x206-1725324-5142218

Letra de Diário de um Detento, do Racionais MC’s

São Paulo, dia 1º de outubro de 1992, 8h da manhã
Aqui estou, mais um dia
Sob o olhar sanguinário do vigia
Você não sabe como é caminhar com a cabeça na mira de uma HK
Metralhadora alemã ou de Israel
Estraçalha ladrão que nem papel
Na muralha, em pé, mais um cidadão José
Servindo o Estado, um PM bom
Passa fome, metido a Charles Bronson
Ele sabe o que eu desejo
Sabe o que eu penso
O dia tá chuvoso. O clima tá tenso
Vários tentaram fugir, eu também quero
Mas de um a cem, a minha chance é zero
Será que Deus ouviu minha oração?
Será que o juiz aceitou a apelação?
Mando um recado lá pro meu irmão
Se tiver usando droga, tá ruim na minha mão
Ele ainda tá com aquela mina
Pode crer, moleque é gente fina
Tirei um dia a menos ou um dia a mais, sei lá
Tanto faz, os dias são iguais
Acendo um cigarro, e vejo o dia passar
Mato o tempo pra ele não me matar
Homem é homem, mulher é mulher
Estuprador é diferente, né?
Toma soco toda hora, ajoelha e beija os pés
E sangra até morrer na rua 10
Cada detento uma mãe, uma crença
Cada crime uma sentença
Cada sentença um motivo, uma história de lágrima
sangue, vidas e glórias, abandono, miséria, ódio
sofrimento, desprezo, desilusão, ação do tempo
Misture bem essa química
Pronto: eis um novo detento
Lamentos no corredor, na cela, no pátio
Ao redor do campo, em todos os cantos
Mas eu conheço o sistema, meu irmão, hã
Aqui não tem santo
Rátátátá preciso evitar
Que um safado faça minha mãe chorar
Minha palavra de honra me protege
pra viver no país das calças bege
Tic, tac, ainda é 9h40
O relógio da cadeia anda em câmera lenta
Ratatatá, mais um metrô vai passar
Com gente de bem, apressada, católica
Lendo jornal, satisfeita, hipócrita
Com raiva por dentro, a caminho do Centro
Olhando pra cá, curiosos, é lógico
Não, não é não, não é o zoológico
Minha vida não tem tanto valor
Quanto seu celular, seu computador
Hoje, tá difícil, não saiu o sol
Hoje não tem visita, não tem futebol
Alguns companheiros têm a mente mais fraca
Não suportam o tédio, arruma quiaca
Graças a Deus e à Virgem Maria
Faltam só um ano, três meses e uns dias
Tem uma cela lá em cima fechada
Desde terça-feira ninguém abre pra nada
Só o cheiro de morte e Pinho Sol
Um preso se enforcou com o lençol
Qual que foi? Quem sabe? Não conta
Ia tirar mais uns seis de ponta a ponta
Nada deixa um homem mais doente
Que o abandono dos parentes
Aí moleque, me diz: então, cê qué o quê?
A vaga tá lá esperando você
Pega todos seus artigos importados
Seu currículo no crime e limpa o rabo
A vida bandida é sem futuro
Sua cara fica branca desse lado do muro
Já ouviu falar de Lúcifer?
Que veio do Inferno com moral
Um dia no Carandiru, não ele é só mais um
Comendo rango azedo com pneumonia
Aqui tem mano de Osasco, do Jardim D’Abril, Parelheiros
Mogi, Jardim Brasil, Bela Vista, Jardim Angela
Heliópolis, Itapevi, Paraisópolis
Ladrão sangue bom tem moral na quebrada
Mas pro Estado é só um número, mais nada
Nove pavilhões, sete mil homens
Que custam trezentos reais por mês, cada
Na última visita, o neguinho veio aí
Trouxe umas frutas, Marlboro, Free
Ligou que um pilantra lá da área voltou
Com Kadett vermelho, placa de Salvador
Pagando de gatão, ele xinga, ele abusa
Com uma nove milímetros embaixo da blusa
Brown: “Aí neguinho, vem cá, e os manos onde é que tá?
Lembra desse cururu que tentou me matar?”
Blue: “Aquele puta ganso, pilantra corno manso
Ficava muito doido e deixava a mina só
A mina era virgem e ainda era menor
Agora faz chupeta em troca de pó!”
Brown: “Esses papos me incomoda
Se eu tô na rua é foda”
Blue: “É, o mundo roda, ele pode vir pra cá.”
Brown: “Não, já, já, meu processo tá aí
Eu quero mudar, eu quero sair
Se eu trombo esse fulano, não tem pá, não tem pum
E eu vou ter que assinar um cento e vinte e um.”
Amanheceu com sol, dois de outubro
Tudo funcionando, limpeza, jumbo
De madrugada eu senti um calafrio
Não era do vento, não era do frio
Acertos de conta tem quase todo dia
Tem outra logo mais, eu sabia
Lealdade é o que todo preso tenta
Conseguir a paz, de forma violenta
Se um salafrário sacanear alguém
leva ponto na cara igual Frankestein
Fumaça na janela, tem fogo na cela
Fudeu, foi além, se pã!, tem refém
Na maioria, se deixou envolver
Por uns cinco ou seis que não têm nada a perder
Dois ladrões considerados passaram a discutir
Mas não imaginavam o que estaria por vir
Traficantes, homicidas, estelionatários
Uma maioria de moleque primário
Era a brecha que o sistema queria
Avise o IML, chegou o grande dia
Depende do sim ou não de um só homem
Que prefere ser neutro pelo telefone
Ratatatá, caviar e champanhe
Fleury foi almoçar, que se foda a minha mãe!
Cachorros assassinos, gás lacrimogêneo
Quem mata mais ladrão ganha medalha de prêmio!
O ser humano é descartável no Brasil
Como modess usado ou bombril
Cadeia? Guarda o que o sistema não quis
Esconde o que a novela não diz
Ratatatá! sangue jorra como água
Do ouvido, da boca e nariz
O Senhor é meu pastor
Perdoe o que seu filho fez
Morreu de bruços no salmo 23
sem padre, sem repórter
sem arma, sem socorro
Vai pegar HIV na boca do cachorro
Cadáveres no poço, no pátio interno
Adolf Hitler sorri no inferno!
O Robocop do governo é frio, não sente pena
Só ódio e ri como a hiena
Ratatatá, Fleury e sua gangue
vão nadar numa piscina de sangue
Mas quem vai acreditar no meu depoimento?
Dia 3 de outubro, diário de um detento

Compositores: Mano Brown / Jocenir

Clipe de Diário de um Detento, do Racionais MC’s

Certamente, um dos vídeos de rap mais importantes de todos os tempos, inclusive, a nível internacional.

Fight the Power, do Public Enemy – Músicas de Rap

Uma das bandas mais emblemáticas do rap mundial lançou, em 1990, um dos discos definitivos do gênero: “Fear of a Black Planet”. Nele, vinha um verdadeiro hino: “Fight the Power”.

public-300x200-8229567-3827883

Letra de Fight the Power, do Public Enemy

Yet our best trained, best educated, best equipped, best prepared troops refuse to fight
As a matter of fact, it’s safe to say that they would rather switch than fight
1989 the number another summer (get down)
Sound of the funky drummer
Music hitting your heart ’cause I know you got soul
(Brothers and sisters, hey)
Listen if you’re missing y’all
Swinging while I’m singing
Giving whatcha getting
Knowing what I know
While the Black bands sweatin’
And the rhythm rhymes rollin’
Got to give us what we want (uh)
Gotta give us what we need (hey)
Our freedom of speech is freedom or death
We got to fight the powers that be
Lemme hear you say
Fight the power (lemme hear you say)
We’ve got to fight the powers that be
As the rhythm designed to bounce
What counts is that the rhymes
Designed to fill your mind
Now that you’ve realized the pride’s arrived
We got to pump the stuff to make us tough
From the heart
It’s a start, a work of art
To revolutionize make a change nothing’s strange
People, people we are the same
No we’re not the same
‘Cause we don’t know the game
What we need is awareness, we can’t get careless
You say what is this?
My beloved let’s get down to business
Mental self defensive fitness
(Yo) bum rush the show
You gotta go for what you know
To make everybody see, in order to fight the powers that be
Lemme hear you say
Fight the power (lemme hear you say)
We’ve got to fight the powers that be
Fight the power (lemme hear you say)
We’ve got to fight the powers that be
Elvis was a hero to most but he
Elvis was a hero to most
Elvis was a hero to most
But he never meant shit to me you see
Straight up racist that sucker was
Simple and plain
Mother fuck him and John Wayne
‘Cause I’m Black and I’m proud
I’m ready and hyped plus I’m amped
Most of my heroes don’t appear on no stamps
Sample a look back you look and find
Nothing but rednecks for four hundred years if you check
Don’t worry be happy
Was a number one jam
Damn if I say it you can slap me right here
(Get it) let’s get this party started right
Right on, c’mon
What we got to say (yeah)
Power to the people no delay
Make everybody see
In order to fight the powers that be
Fight the power
We’ve got to fight the powers that be
What have we got to say? (yeah)
Fight the power (yeah, yeah, yeah)
What have we got to say? (yeah)
Fight the power (come on)
What have we got to say? (yeah)
Fight the power (yeah, yeah, yeah)
What have we got to say? (yeah)
Fight the power (come on)
Yo check this out man
OK talk to me about the future of Public Enemy
The future of Public Enemy gotta

Compositores: Carlton Ridenhour / Eric T. Sadler / James Henry Boxley Iii / Keith M. Boxley

Clipe de Fight the Power, do Public Enemy

Vídeo que mostra bem o quanto os integrantes da banda eram umas verdadeiras figuraças.

Planet Rock, do Afrika Bambaataa e Soulsonic Force – Músicas de Rap

Pra muitos, o Afrika Bambaataa é o verdadeiro “papa” da música negra norte-americana, até mais do que o próprio James Brown. Não é à toa, portanto, que qualquer música com ele é um dos alicerces máximos de estilos como o rap, a exemplo da espetacular “Planet Rock”.

afrika-300x210-7627452-1821893

Letra de Planet Rock, do Afrika Bambaataa e Soulsonic Force

Party people
Can y’all get funky?
Soul Sonic Force, can y’all get funky?
The Zulu Nation, can y’all get funky?
Yeah, just hit me
Just taste the funk and hit me
Just get on down and hit me
Bambaataa’s jus’ gettin’ so funky, now, hit me
Yeah, just hit me
It’s time to chase your dreams
Up out your seats, make your body sway
Socialize, get down, let your soul lead the way
Shake it now, go ladies, it’s a livin’ dream
Love, life, live
Come play the game, our world is free
Do what you want but scream
We know a place where the nights are hot
It is a house of funk, females and males
Both headed all for the disco
The D.J. plays your favorite blasts
Takes you back to the past, music’s magic, poof
Bump, bump, bump, get bump with some flash, people
The Soul Sonic Force, Mr. Biggs, Pow Wow, and M.C. Globe
We emphasize the show, we got ego
Make this your night, just slip it right, and by day
As the people say, live it up, shucks
No work or play, our world is free
Be what you be, be
You’re in a place where the nights are hot
Where nature’s children dance and set a chance
On this mother Earth, which is our rock
The time has come, and work for soul, show you really got soul
Are you ready hump bump bump, get bump, now let’s go, house
Twist and turn, the you let your body slide
You got the body rock and pop, bounce and pounce
Everybody just rock it, don’t stop it
Gotta rock it, don’t stop
Keep tickin’ and tockin’, work it all around the clock
Everybody keep rockin’ and clockin’ and shockin’ and rockin’, go house
Everybody say, rock it, don’t stop it (rock it, don’t stop it)
Well hit me, Mr. Biggs (Mr. Biggs)
Pow-wow (pow-wow)
G-L-O-B-E (G-L-O-B-E)
The soul sonic force
Gotta rock this and pop it, ’cause it’s the century
There is such a place that creates such a melody
Our world is but a land of a master jam, get up and dance
It’s time to chase your dreams
Up out your seats, make your body sway
Socialize, get down, let your soul lead the way
Shake it now, go ladies, it’s a livin’ dream
Love, life, live
Everybody say, rock it, don’t stop it (rock it, don’t stop it)
Everybody say, shockin’ and clockin’ (shockin’ and clockin’)
Everybody say, ich, mi, sun, chi (ich, mi, sun, chi)
Say, Planet Rock (Planet Rock)
It’s the sure shot (it’s the sure shot)
Say, Planet Rock (Planet Rock)
It’s the sure shot (it’s the sure shot)
So twist and turn, then you let your – slide and glide
You got the body rock and pop, bounce and pounce
So hit me
Just taste the funk and hit me
Just get on down and hit me
Bambaataa’s gettin’ so funky, now hit me
Every piece of the world
Rate the message of our world
All men, women, boys, and girls
Hey, our Planet Rock is superb, get on it
You got the groove, move, da-doo-doo-doo-doo-da
Feel the groove
Feel it, do what ya want but ya know ya got to be cool and boogie
Out on the floor, go down
Bring it low
Close to the ground
Everybody just rock it, don’t stop it, gotta rock it don’t stop
Keep tickin’ and tockin’
Work it all around the clock
Everybody just rock it, don’t stop it
We gotta rock it, don’t stop
Keep tickin’ and tockin’
Work it all around the clock
Everybody just rock it, don’t stop it
We gotta rock it, don’t stop it

Compositores: Arthur Baker / Ellis Williams / John Robie / John B Miller / Afrika Bambaataa / Robert Allen

Clipe de Planet Rock, do Afrika Bambaataa e Soulsonic Force

Gravação da época, que mostrava que o Afrika Bambaataa era ótimo também em cima do palco.

https://youtube.com/watch?v=Wo-i0KhtLa4

C.R.E.A.M., do Wu-Tang Clan – Músicas de Rap

O Wu-Tang Clan foi uma das bandas mais inventivas do rap norte-americano, lançando verdadeiras obras-primas nos anos 90. Um dos melhores exemplos é “Enter the Wu-Tang”, de 1993, que trazia essa espetacular faixa: C.R.E.A.M.

wu-277x300-3770863-9142561

Letra de C.R.E.A.M., do Wu-Tang Clan

What that nigga want God?
Word up, look out for the cops (Wu-Tang five finger shit)
(Cash Rules) Word up, two for fives over here baby
Word up, two for fives them niggas got garbage down the way, word up
Know what I’m sayin’?
(Cash Rules Everything Around Me
C.R.E.A.M. get)
Yeah, check this ol’ fly shit out
Word up
(Cash Rules Everything Around Me) Take you on a natural joint
(C.R.E.A.M. get the money) Here we here we go
(Dolla dolla bill y’all) Check this shit, yo!
I grew up on the crime side, the New York Times side
Staying alive was no jive
Had second hands, moms bounced on old men
So then we moved to Shaolin land
A young youth, yo rockin’ the gold tooth, ‘Lo goose
Only way, I begin to G off was drug loot
And let’s start it like this son, rollin’ with this one
And that one, pullin’ out gats for fun
But it was just a dream for the teen, who was a fiend
Started smokin’ woolas at sixteen
And running up in gates, and doing hits for high stakes
Making my way on fire escapes
No question I would speed, for cracks and weed
The combination made my eyes bleed
No question I would flow off, and try to get the dough all
Sticking up white boys in ball courts
My life got no better, same damn ‘Lo sweater
Times is ruff and tuff like leather
Figured out I went the wrong route
So I got with a sick ass click and went all out
Catchin’ keys from across seas
Rollin in MPV’s, every week we made forty G’s
Yo nigga respect mine, or here go the TEC-9
Ch-chick-POW! Move from the gate now
Cash, Rules, Everything, Around, Me
C.R.E.A.M.
Get the money
Dollar, dollar bill y’all
Cash, Rules, Everything, Around, Me
C.R.E.A.M.
Get the money
Dollar, dollar bill y’all
It’s been twenty-two long hard years, I’m still strugglin’
Survival got me buggin’, but I’m alive on arrival
I peep at the shape of the streets
And stay awake to the ways of the world ’cause shit is deep
A man with a dream with plans to make C.R.E.A.M.
Which failed I went to jail at the age of 15
A young buck sellin’ drugs and such who never had much
Trying to get a clutch at what I could not
The court played me short, now I face incarceration
Pacin’ going upstate’s my destination
Handcuffed in back of a bus, forty of us
Life as a shorty shouldn’t be so rough
But as the world turns I learned life is hell
Living in the world no different from a cell
Everyday I escape from Jakes givin’ chase, sellin’ base
Smokin’ bones in the staircase
Though I don’t know why I chose to smoke sess
I guess that’s the time when I’m not depressed
But I’m still depressed, and I ask what’s it worth?
Ready to give up so I seek the Old Earth
Who explained working hard may help you maintain
To learn to overcome the heartaches and pain
We got stickup kids, corrupt cops, and crack rocks
And stray shots, all on the block that stays hot
Leave it up to me while I be living proof
To kick the truth to the young black youth
But shorty’s running wild smokin’ sess drinkin’ beer
And ain’t trying to hear what I’m kickin’ in his ear
Neglected, for now, but yo, it gots to be accepted
That what? That life is hectic
Cash, Rules, Everything, Around, Me
C.R.E.A.M.
Get the money
Dollar, dollar bill y’all
Cash, Rules, Everything, Around, Me
C.R.E.A.M.
Get the money
Dollar, dollar bill y’all
Cash, Rules, Everything, Around, Me
C.R.E.A.M.
Get the money
Dollar, dollar bill y’all
Cash, Rules, Everything, Around, Me
C.R.E.A.M.
Get the money
Dollar, dollar bill y’all

Compositores: Ray Cash / Dennis D. Coles / Robert F. Diggs / Alexander M. Fitts / Gary E. Grice / Lamont Jody Hawkins / Isaac Hayes / Jason S. Hunter / Russell T. Jones / Matt Penttilla / David Porter / Clifford Smith / Corey Woods

Clipe de C.R.E.A.M., do Wu-Tang Clan

Vídeo que demonstra bem o poder de fogo das rimas do grupo.

Que Tempo Bom, de Thaíde e DJ Hum – Músicas de Rap

O rap nacional também foi muito inventivo, em especial, nos anos 90, onde grandes artistas surgiram, entre eles, Thaíde e DJ Hum. A faixa “Que Tempo Bom”, o auge da carreira deles saiu no disco “Preste Atenção”, de 1996.

Músicas de rap

Letra de Que Tempo Bom, de Thaíde e DJ Hum

Que saudade do meu tempo de criança
Quando eu ainda era pura esperança
Eu via minha mãe voltando pra dentro do nosso barraco
Com uma roupa de santo debaixo do braço
Eu achava engraçado tudo aquilo
Mas já respeitava o barulho do atabaque
E não sei se você sabe, a força poderosa que tem na mão
De quem toca um toque caprichado, santo gosta
Então eu preparava pra seguir o meu caminho
Protegido por meus ancestrais
Antigamente o samba-rock, blackpower, soul
Assim como o hip-hop era o nosso som
A transa negra que rolava as bolachas
A curtição do pedaço era o La Croachia
Eu era pequeno e já filmava o movimento ao meu redor
Coriografias, sabia de cor
E fui crescendo rodiado pela cultura Afro Brasileira
Também sei que já fiz muita besteira
Mas nunca me desliguei, das minhas raízes
Estou sempre junto dos blacks que ainda existem
Me lembro muito bem do som e o passinho marcado
Eram mostrados por quem entende do assunto
E lá estavam Nino Brown e Nelso Triunfo
Juntamente com a funkcia que maravilha
Que tempo bom, que não volta nunca mais
Calça boca de sino, cabelo black da hora
Sapato era mocasin ou salto plataforma
Gerson Quincombo mandava mensagens ao seus
Toni Bizarro dizia com razão, vai com Deus
Tim Maia falava que só queria chocolate
Toni Tornado respondia: Podê Crê
Lady Zu avisava, a noite vai chegar
E com Totó inventou o samba soul
Jorge Ben entregava com Cosa Nostra
E ainda tinha o toque dos Originais
Falador passa mal rapaz
Saudosa maloca, maloca querida
Faz parte dos dias tristes e felizes de nossa vida
Grandes festas no Palmeiras com a Chic Show
Zimbabwe e Black Mad eram Company Soul
Anos 80 começei, a frequentar alguns bailes
Ouvia comentários de lugares
Clube da Cidade, Guilherme Jorge
Clube Homes, Roller Super Star
Jabaquarinha, Sasquachi, como é bom lembrar
Agradeço a Deus por permitir
Que nos anos 70 eu pudesse assistir, Vila Sézamo
Numa década cheia de emoção
Hooligueler entortando garfos na televisão
10 anos de swing e magia
Que começou com o Brasil sendo Tri-campeão
O tempo foi passando, eu me adaptando
Aprendendo novas gírias, me malandreando
Observando a evolução radical de meus irmãos
Percebi o direito que temos como cidadãos
De dar importância a situação
Protestando para que achamos uma solução
Por isso Black Power permanece vivo
Só que de um jeito bem mais ofensivo
Seja dançando break, ou um DJ no scratch
Mesmo fazendo Graffiti, ou cantando RAP
Lembra do função, que com gilette no bolso
Tirava o couro do banco do buzão
Uma tremenda curtição?
E fazia na calça a famosa pizza
No Centro da cidade as grandes galerias
Seus cabelereiros e lojas de disco
Mantém a nossa tradição sempre viva
Mudaram as músicas, mudaram as roupas
Mas a juventude afro continua muito louca
Falei do passado e é como se não fosse
O que eu vejo a mesma determinação no Hip-Hop
Black Power de hoje
Essa é nossa homenagem, a todos aqueles
Que fizeram parte ou curtiram Black Power
Luiz Carlos, Africa São Paulo, Ademir Fórmula 1
Kaskata’s, Circuit Power
Bossa 1, Super Som 2000, Transa Funk, Princesa Negra
Cash Box, Musícalia, Galote, Black Music
Alcir Black Power, e a tantos outros
Obrigado pela inspiração
Pode crê, pode crê

Compositores: Thaíde / DJ Hum

Clipe de Que Tempo Bom, de Thaíde e DJ Hum

Vídeo que é uma verdadeira homenagem à música black no Brasil.

Us Mano as Mina, de Xis – Músicas de Rap

Xis foi uma das grandes revelações do rap nacional entre o final dos anos dos anos 90 e início dos anos 2000. O seu primeiro sucesso e esse “Us Mano as Mina”, música pra unir todas tribos em uma grande festa.

xis-300x200-3064679-8202988

Letra de Us Mano as Mina, de Xis

Us mano pow as mina pa
Da 11 até a 7 da 7 até o H
Us mano pow as mina pa
Du Buraco pu Araújo e ai Nem Que Chova!?!
Us mano pow as mina pa
Du Natal pu arrasto do arrasto pu Sergios Bar
Us mano pow as mina pa
Cohab 2 Lado Leste Itaquera
Us mano lá na 2 se ligaram na batida
Mandaram aciona manda um salve na rima
Num vo deixa por menos então olha ai
aumenta o volume que o som é esse aqui
A. Xis o mc da quebrada Sou rimado vou manda paulada
A leste e o tema o lema é te idéia
pa num chora há Itaquera Eu gosto tanto dela
ela esta comigo é minha área é meu abrigo
Seja bem vindo vem vem pa fazer parte da banca
Troca um procede de role fica apampa
Esqueça o drama dexa o ferro queto
Aqui não tem cao você tá cus cara certo
U time é o Bronx Us mano tão avontis
Cohab 2 paranóia delirante
Us mano pow as mina pa
Segura a bronca que a quadrilha vai versa
As mina na quebrada se ligaram na batida
Eu vi uma pa de mina cantando de esquina
Num posso dexa queto num vo ignora
Só por você 4P fofa
Pode chega vem vem pa conferi
Só cachorra loca de responsa eu mesmo vi
Dançando na batida jogando a mão pu alto
Cantando no refrão uh uh fico chato
A babylook e rebola sem atitude ai ai num dá
Qualqué laia de calça apertada cabelo amarelo
não representa nada
Faz feio na quebrada as mina sabe disso
Ai patrício para com isso! É mó indicio!
A banca que sabe que porra é essa que hoje é você?

Compositor: Xis

Clipe de Us Mano as Mina, de Xis

Um vídeo pra unir us mano e as mina numa só tribo.

Respeito é pra quem tem, do Sabotage – Música de Rap

Infelizmente, a vida, muita vezes, imita a arte, e Sabotage, que em tantas ocasiões, denunciou as situações pecarias pelas quais moradores da periferia passam, encontrou seu destino sendo morto pela mesma violência que denunciava. “Respeito é pra quem tem”, de fato.

sabotage-300x300-7421777-9220690

Letra de Respeito é pra quem tem, do Sabotage

(Ae irmão)
Sou da favela “tou” aqui Sabotage
Tem certos lugar ligeiro criminalidade
Eu to de pé bum não arrisco o pescoço é
Da desgosto porque aqui não tem socorro
É impressionante é tipo pirituba na mirante
Não sou chinês, as vezes fumei, sou fumante
Um câncer da sul humildade é minha lei
Aqui Sabotage não é viagem o que sei
Então vai faz sei que Jesus é a luz
A humildade é que conduz para que o rap reproduz
O crime que não é creme eu faço parte também
Cada lugar um lugar cada lugar uma lei ok
Só não dever para ninguém porém eu sei
Respeito pra quem tem, pra quem tem, pra quem tem
É sempre assim na humildade
Respeito é pra quem tem, pra quem tem, pra quem tem
Brooklin meu filho é assim ligeiro com a criminalidade
Respeito é pra quem tem, pra quem tem, pra quem tem
Meus truta curte rap é o som
Respeito é pra quem tem, pra quem tem, pra quem tem
Escuta pois Deus da o tom
Respeito é pra quem tem, pra quem tem, pra quem tem
Tem que ser pra vencer merecer, guerreiro de verdade
Ta cruel Deus do céu
Gosto do féu não é doce como mel
Eu vejo um carro desenvolve a mil e sai
Pelo o que fez os homens vão atrás
Por a mão no fogo pela lei não jamais sistema cão
Mandou meu irmão e vários pro jaz
Deixando tantos por ai tristes e infeliz
Não quero comentar mais vi e o que vi não quis
Não deu para interferir somente redimir
Ao fim que esta por vir ti não desacredite
É o apocalipse é o pastor Herege
Finado Xó morreu metendo cano aquele tinha febre
Cabra da peste aos dezessete o da o desce (Heh)
Ficou no encanado comento o fato ate hoje relato
Com Nonato um mano sujeito e bem conceituado
De boa Jão tô sempre moringando e sei que vou além
Paz fraternidade sem tirar ninguém mais pode ter certeza
Respeito é pra quem tem pra quem tem
E bola logo esse fininho, lembra?
Sentiu firmeza quero a paz aprecia o tema
Sem medo de errar no muro eu vejo vários caras
Puts que raiva também só deixaram falhas
Em varias áreas vou no pião to no mundão
Humildade aqui pode crê prevalece tem erro não
É sabotage seu irmão Déda dizia um montão
“Ligeiro com os homens quem tem fragrante esconde”
A casa cai sempre (huuu) maldade já se tem no pente o pá
Vo pêlos becos se pá desapareço pois eu já sei qual é dos tiras
Entraram numas revista até mulher
Ta pro que der e vier no extremo
Qualquer um é o suspeito não tem dó e nem respeito
Negocia a qualquer dinheiro
Ninguém pode aguentar nem Superman
Vi vários mano entrar tem pra ninguém
Na detenção se não achar o seu lugar sofre também
Ae ladrão veja bem a qualquer a quebrada que estiver
É assim também (Hei) respeito é pra quem tem
Quero ao menos entender tentar viver a vida
Estrela da periferia brilha a luz divina
Não me safei perdão talvez não creio ok
Não sou a bola da vez
Mais vo fala que sim já dei uns doizim
To devagar to satisfeito trombei meus parceiros
De manha cedo lá na rua na intenção de um beck com a seda
Mais nessa fita já paguei mó perrei
Nem me viu atento com tudo e com o nada
É óbvio nóis é nóis pode cre favela
Sem da guela favela
Ou, mais se representar respeitar tudo bem
Respeito é pra quem tem humildade também
É daquele jeito faça com fé faça bem feito
Hei vou depender do seu respeito
Bem atento rap tormento
Acorda a mídia a fúria do titãn que risca
Só louco na pista DBS e tal
Domingo normal
Vejo a fumaça subir vou na moral
Mais capaz de lutar sou também
Brooklin sul pode vir mais respeite porém
Tem que botar fé na humilde ok
Do velozo ao quentinho é lei

Compositor: Sabotage

Clipe de Respeito é pra quem tem, do Sabotage

Vídeo pra relembrar o grande Sabotage.

Lose Yourself, de Eminem – Músicas de Rap

Na ápoca que começou a despontar para o sucesso, muito se questionou o fato de um branco cantando rap. Bem, se até um dos grandes do estilo (Dr. Dre) dava a sua total benção, então, sem problemas. “Lose Yourself” é das suas composições mais emblemáticas.

eminem-205x300-5696483-8029774

Letra de Lose Yourself, de Eminem

Look, if you had one shot, one opportunity
To seize everything you ever wanted
One moment
Would you capture it or just let it slip?
Yo
His palms are sweaty, knees weak, arms are heavy
There’s vomit on his sweater already, mom’s spaghetti
He’s nervous, but on the surface he looks calm and ready
To drop bombs, but he keeps on forgettin’
What he wrote down, the whole crowd goes so loud
He opens his mouth, but the words won’t come out
He’s chokin’, how, everybody’s jokin’ now
The clocks run out, times up, over, blaow!
Snap back to reality, oh there goes gravity
Oh, there goes Rabbit, he choked
He’s so mad, but he won’t give up that easy? No
He won’t have it, he knows his whole back city’s ropes
It don’t matter,
He’s dope, he knows that, but he’s broke
He’s so stacked that he knows
When he goes back to his mobile home, that’s when it’s
Back to the lab again yo, this whole rhapsody
He better go capture this moment and hope it don’t pass him
You better lose yourself in the music, the moment
You own it, you better never let it go
You only get one shot, do not miss your chance to blow
This opportunity comes once in a lifetime
You better lose yourself in the music, the moment
You own it, you better never let it go
You only get one shot, do not miss your chance to blow
This opportunity comes once in a lifetime you better
The souls escaping, through this hole that it’s gaping
This world is mine for the taking
Make me king, as we move toward a, new world order
A normal life is boring, but super stardom’s close to post-mortem
It only grows harder, only grows hotter
He blows us all over, these hoes is all on him
Coast to coast shows, he’s known as the globetrotter
Lonely roads, God only knows
He’s grown farther from home, he’s no father
He goes home and barely knows his own daughter
But hold your nose ’cause here goes the cold water
His hoes don’t want him no mo, he’s cold product
They moved on to the next schmo who flows
He nose dove and sold nada
So the soap opera is told and unfolds
I suppose it’s old partna, but the beat goes on
Da da dumb da dumb da da
You better lose yourself in the music, the moment
You own it, you better never let it go
You only get one shot, do not miss your chance to blow
This opportunity comes once in a lifetime
You better lose yourself in the music, the moment
You own it, you better never let it go
You only get one shot, do not miss your chance to blow
This opportunity comes once in a lifetime you better
No more games, I’m a change what you call rage
Tear this motherfuckin’ roof off like two dogs caged
I was playin’ in the beginnin’, the mood all changed
I been chewed up and spit out and booed off stage
But I kept rhymin’ and stepwritin’ the next cipher
Best believe somebody’s payin’ the pied piper
All the pain inside amplified by the fact
That I can’t get by with my nine to five
And I can’t provide the right type of life for my family
‘Cause man, these God damn food stamps don’t buy diapers
And it’s no movie, there’s no Mekhi Phifer, this is my life
And these times are so hard and it’s getting even harder
Tryin’ to feed and water my seed, plus
See dishonor caught up between bein’ a father and a prima donna
Baby mama drama screamin’ on and Too much for me to want to Stay in one spot,
another day of monotony Has gotten me to the point, I’m like a snail
I’ve got to formulate a plot fore I end up in jail or shot
Success is my only motherfuckin’ option, failures not
Mom, I love you, but this trail has got to go
I cannot grow old in Salem’s lot
So here I go is my shot.
Feet fail me not ’cause maybe the only opportunity that I got
You better lose yourself in the music, the moment
You own it, you better never let it go
You only get one shot, do not miss your chance to blow
This opportunity comes once in a lifetime
You better lose yourself in the music, the moment
You own it, you better never let it go
You only get one shot, do not miss your chance to blow
This opportunity comes once in a lifetime you better
You can do anything you set your mind to, man

Compositores: Jeffrey Irwin Bass / Luis Edgardo Resto / Marshall B Mathers

Clipe de Lose Yourself, de Eminem

Um dos vários clipes sensacionais de Eminem, sempre com uma história pra contar.

Mama Said Knock You Out, de LL Cool J – Músicas de Rap

Mais um dos clássicos cantores de rap, da velha guarda, ali da mesma geração do Public Enemy e cia. Ou seja, sabia muito bem o que estava fazendo. “Mama Said Knock You Out”, música lançada em 1990 é, provavelmente, o seu maior sucesso.

ll-cool-j-223x300-1507822-5595547

Letra de Mama Said Knock You Out, de LL Cool J

Don’t call it a comeback
I’ve been here for years
I’m rocking my peers
Puttin’ suckers in fear
Makin’ the tears rain down like a monsoon
Listen to the bass go boom
Explosions, overpowerin’
Over the competition I’m towerin’
Wrecking shop when I write these lyrics
That’ll make you call the cops
Don’t you dare stare, you better move
Don’t ever compare
Me to the rest that’ll all get sliced and diced
Competition’s payin’ the price
I’m gonna knock you out
Mama said knock you out
Don’t you call this a regular jam
I’m gonna rock this land
I’m gonna take this itty-bitty world by storm
And I’m just gettin’ warm
Just like Muhammed Ali
They called him Cassius
Watch me bash this beat like a skull
That you know I’ve beef with
Why do you riff with me
The maniac psycho
And when I pull out my jammy get ready
Cause I might go Blaw!
How you like me now?
The ripper will not allow
You to get with Mr. Swift or Rift,
Listen to my gears shift
I’m blasting, I’m blasting
Kinda like shaft, so you can say I’m shafting
Oh, English filled my mind, and I came up with a funky rhyme
Shadow boxing when I heard you on the radio, UH
I just don’t know
What made you forget that I was raw
But now I gotta new tour
I’m going insane
Startin’ the hurricane
Releasin’ pain
Lettin’ you know
You can’t gain or maintain
Unless you say my name
Rippin’
Killin’
Diggin’ and drillin’ a hole
Pass the Old Gold
Shotgun blasts are heard
When I rip and kill at will
The man of the hour, tower of power
I’ll devour
I’m gonna tie you up and let you understand
That I’m not your average man
When I gotta jammy in my hand
Damn!
Oh!
Listen to the way I slay
Your crew
Damage
Destruction, terror, and mayhem
Pass me a sissy so sucker I’ll slay him
Farmers (what)
I’m ready (we’re ready)
I think I’m gonna bomb a town
Get down
Don’t you never, ever
Pull my lever
Cause I explodeRa´p
And my nine is easy to load
I gotta thank God
‘Cause he gave me the strength to rock Hard

Compositores: James Mccants / Leroy Mccants

Clipe de Mama Said Knock You Out, de LL Cool J

Vídeo que, simbolicamente, se passa num ringue. Nada mais propício.

99 Problems, de Jay-Z – Músicas de Rap

A despeito de todos holofotes que sempre pairaram em Jay-Z, verdade seja dita: o cara é talentosíssimo. “99 Problems”, talvez a sua composição mais certeira, é a prova disso. Um verdadeiro petardo.

jay-243x300-8361021-2250711

Letra de 99 Problems, de Jay-Z

If you’re having girl problems I feel bad for you son
I got ninety nine problems but a bitch ain’t one
I got the rap patrol on the gat patrol
Foes that want ta make sure my casket’s closed
Rap critics that say he’s “Money Cash Hoes”
I’m from the hood, stupid?what type of facts are those?
If you grew up with holes in your zapatos
You’d celebrate the minute you was having dough
I’m like “Fuck critics” you can kiss my whole asshole
If you don’t like my lyrics, you can press fast forward?
Got beef with radio if I don’t play they show
They don’t play my hits, well, I don’t give a shit, so
Rap mags try and use my black ass
So advertisers can give ’em more cash for ads, fuckers
I don’t know what you take me as
Or understand the intelligence that Jay-Z has
I’m from rags to riches, niggas I ain’t dumb
I got ninety nine problems but a bitch ain’t one, hit me
Ninety nine problems but a bitch ain’t one
If you having girl problems I feel bad for you son
I got ninety nine problems but a bitch ain’t one, hit me
Year’s ’94 and my trunk is raw
In my rear view mirror is the motherfucking law
I got two choices y’all, pull over the car or, hmm,
Bounce on the devil, put the pedal to the floor
Now I ain’t trying to see no highway chase with Jake
Plus I got a few dollars I could fight the case
So I, pull over to the side of the road
I heard “Son, do you know why I’m stopping you for?”
Cause I’m young and I’m black and my hat’s real low
Or do I look like a mind reader, sir? I don’t know
Am I under arrest or should I guess some mo?
“Well you was doing fifty-five in the fifty-four”, uh huh
“License and registration and step out of the car
“Are you carrying a weapon on you, I know a lot of you are”
I ain’t stepping out of shit, all my papers legit
“Well do you mind if I look around the car a little bit?”
Well my glove compartment is locked, so is the trunk and the back
And I know my rights so you goin’ need a warrant for that
“Aren’t you sharp as a tack? You some type of lawyer or something?
“Somebody important or something?”
Child, I ain’t passed the bar, but I know a little bit
Enough that you won’t illegally search my shit
“Well we’ll see how smart you are when the K-9 come”
I got ninety nine problems but a bitch ain’t one, hit me
Ninety nine problems but a bitch ain’t one
If you having girl problems I feel bad for you son
I got ninety nine problems but a bitch ain’t one, hit me
Ninety nine problems but a bitch ain’t one
If you having girl problems I feel bad for you son
I got ninety nine problems but a bitch ain’t one, hit me
Now once upon a time not too long ago
A nigga like myself had to strong arm a ho
This is not a ho in the sense of having a pussy
But a pussy having no goddamn sense try and push me
I tried to ignore ’em, talk to the Lord
Pray for ’em, cause some fools just love to perform
You know the type, loud as a motorbike
But wouldn’t bust a grape in a fruit fight
The only thing that’s goin’ happen is I’ma get to clapping and
He and his boys goin’ be yapping to the captain
And there I go trapped in the Kit Kat again
Back through the system with the riff raff again
Fiends on the floor scratching again
Paparazzi’s with they cameras, snapping them
D.A. tried to give a nigga shaft again
Half a mil for bail cause I’m African
All because this fool was harassing them
Trying to play the boy like he’s saccharine
But ain’t nothing sweet ’bout how I hold my gun
I got ninety nine problems being a bitch ain’t one, hit me
Ninety nine problems but a bitch ain’t one
If you having girl problems I feel bad for you son
I got ninety nine problems but a bitch ain’t one, hit me
Ninety nine problems but a bitch ain’t one
If you having girl problems I feel bad for you son
I got ninety nine problems but a bitch ain’t one, hit me
Having girl problems I feel bad for you son
I got ninety nine problems and a bitch ain’t one
You’re crazy for this one, Rick, it’s your boy

Compositores: Tracy Lauren Marrow / Norman Landsberg / Felix Pappalardi / Rick Rubin / Leslie Weinstein / John Ventura / Shawn Carter

Clipe de 99 Problems, de Jay-Z

Um dos vídeos mais fortes e contundentes de Jay-Z.

Traficando Informação, de MV Bill – Músicas de Rap

MV Bill é um dos raros casos de artista de rap nacional que conseguiu, assim como os Racionais, levar a sua mensagem bem mais adiante do que o seu nicho específico. Uma das suas músicas mais fortes é, sem dúvida, “Traficando Informação”.

mv-200x300-7054272-3931412

Letra de Traficando Informação, de MV Bill

Seja bem-vindo ao meu mundo sinistro, saiba como entrar
Droga, polícia, revólver, não pode saiba como evitar
Se não acredita no que eu falo
Então vem aqui pra ver a morte de pertinho para conferir
Vai ver que a justiça aqui é feita à bala
A sua vida na favela não vale de nada
Até os caras da praça, jogando uma pelada
Discussão, soco na cara, começa a porrada
Mente criativa pronta para o mal
Aqui tem gente que morre até por um real
E quando a polícia chega, todo mundo fica com medo
A descrição do marginal é favelado, pobre, preto!
Na favela, corte de negão é careca
É confundido com traficante, ladrão de bicicleta
Está faltando criança dentro da escola,
Estão na vida do crime, o caderno é uma pistola
Garota de 12 anos esperando a dona cegonha
Moleque de 9 anos experimentando maconha.
Bala perdida, falta de emprego, moradia precária
Barulho de tiro na noite
É outra quadrilha querendo invadir minha área
Na minha casa, na madrugada, todo mundo deitado no chão
Com medo da bala perdida, que não tem nome nem direção
Pow Pow, um corpo no chão, Pow Pow, de um vacilão
Um otário que agora é finado porque se achava o malandrão
Amanheceu todo furado, do lado da lojinha
Era um otário se achando malandro
igual ao pai da minha sobrinha
Fez filho na minha irmã, não assumiu, sumiu
Pai, padrinho e tio da minha sobrinha sou eu, MV Bill
Encontrei minha salvação na cultura Hip-Hop
Tem outros que entraram na vida do crime querendo ganhar Ibope
Se você tiver coragem vem aqui pra ver
A sociedade dando as costas para a CDD
Traficando Informação (Diariamente conviver com esta situação)
Eu não quero ver minha coroa cheia de preocupação
Com medo que eu seja preso confundido com ladrão
O sistema de racismo é muito eficaz
Pra eles um preto à menos é melhor que um preto à mais
CDD, Zona Oeste, Jacarepaguá, aqui o gatilho fala mais alto, pá pá pá
Os heróis da playboyzada vivem na televisão
Os heróis da molecada, aqui tão de fuzil na mão
Cocaína, maconha, revólver, cachaça
A última opção, tá na birosca, é liberada
Quase de graça, é álcool, e mata
Me lembro agora, de um cara perdido, no mundo da garrafa
Chegava bêbado em casa, querendo quebrar tudo
Porque bebeu a cachaça, a garrafa e também seu futuro
Bebe pra vacilar,por isso que eu te digo
Seu otário, se não sabe beber, bebe mijo
MV Bill, mensageiro da verdade
MV Bill, falando pela comunidade
Se tiver coragem vem aqui pra ver
A sociedade dando as costas para a CDD…
Preto, pobre, favela
Coroa chorando, corpo coberto, sangue no chão, ao lado uma vela
Acerto de contas, cheirou e não pagou
Os cara chegaram e cobraram com tiro na cara
O sofrimento fica pra coroa
Que sempre rezava querendo ver seu filho numa boa
Morreu por causa de pó, vê se pode
Estava bebendo uma cerva, dentro do pagode
Isso acontece porque aqui ninguém ajuda ninguém
Um preto não quer, ver o outro preto bem
Isso é verdade, não é K.O., acredite
Você tem que tomar cuidado com os convites
Convite para cheirar, convite para fumar, convite para roubar
Aqui ninguém te convida para trabalhar
Meu raciocínio é raro pra quem é carente
MV Bill, sobrevivente
Da guerra interna, dentro da favela
Só morre preto e branco pobre, que faz parte dela
O sistema faz o povo lutar contra o povo
Mas na verdade o nosso inimigo é outro
O inimigo usa terno e gravata
Mas ao contrário a gente aqui é que se mata
Através do álcool,através da droga
Destruição na boca de fumo, destruição na birosca
Fazendo justamente o que o sistema quer, saindo para roubar
Para botar um Nike no pé!
Armadilha pra pegar negão, se liga na fita
MV Bill traficando informação

Compositor: MV Bill

Clipe de Traficando Informação, de MV Bill

Vídeo que deu grande visibilidade a MV Bill (merecidamente).

https://youtube.com/watch?v=gJYZZfGSgo4

Rap du bom, de Rapin Hood – Músicas de Rap

Putro que teambém expandiu bastante a sua arte dentro do rap nacional foi Rapin Hood, que consegue falar sobre diversos assuntos com propriedade, sem ser apelativo. “Rap du bom” é um exmplo perfeito disso.

rapin-300x199-1504527-8359049

Letra de Rap du bom, de Rapin Hood

Deixa eu dançar pro meu corpo ficar odara
Minha cara minha cuca ficar odara
Deixa eu cantar que é pro mundo ficar odara
Pra ficar tudo jóia rara
Qualquer coisa que se sonhara
Canto e danço que dara
Quem é sangue bom, se liga no som, aumenta o volume que é rap du bom, vai acertando o grave, o médio, o agudo, rap nacional esse é meu mundo, bem melhor se fosse como eu falo, em 11 de setembro nem um prédio abalado, mundo sem guerra, muita paz na terra, diferentes convivendo numa igual atmosfera, sem preconceito, sem botar defeito, pois todos tem direitos, cada qual com o seu jeito, eu vou rimando jão, caetaneando o som, quem é pra dizer pro mundo inteiro que somos irmão, preto ou branco então é essa a questão, alguns do bem ou mal, o herói e vilão, pudera eu poder voar como um passarinho poder voltar no tempo em que eu era um menino, sem maldade não percebi a intenção e quem achava que o neguinho ia virar ladrão, se é pra você que eu encontrei uma melhor saída no hip hop conheci o meu estilo de vida, que não é pop, não faz pose, não faz cara de mal, mas não da boi, pra mauricinho, intelectual que não gosta de preto, que não fala com pobre, de nariz empinado, que é todo esnobe, a dura realidade agora é que da o tom, então aumenta o volume que é rap du bom .
Deixa eu dançar pro meu corpo ficar odara (aumenta o volume que é rap du bom)
Minha cara minha cuca ficar odara (ficar odara)
Deixa eu cantar que é pro mundo ficar odara
Pra ficar tudo jóia rara
Qualquer coisa que se sonhara
Canto e danço que dara
Chegarão homens, mulheres, crianças, pra criação do novo mundo, uma nova esperança,sem vingança, sem luxuria, sem dinheiro, a profissão era pra todos os guerreiros, todos parceiros trabalhando em comunhão onde ninguém se preocupava com a divisão, que todo mundo era feliz, não havia tristeza, éramos todos filhos de uma tal mãe natureza, mas que beleza, se vida fosse mesmo assim, era um perfeito ditado, especialmente pra mim, felicidade, dignidade, amizade, mas quem saudade do meu parceiro sabotage, meu compromisso eu continuo a honra, pra sempre aquele neguinho da vila arapuá, eu quero paz, quero amor, quero muito mais, quero provar pro mundo que não somos marginais, que nosso canto é verdadeiro e vem do coração, não é somente um produto de consumação, pois o sucesso e dinheiro não vão valer nada, se eu não poder estar sempre junto da rapaziada, que a mile anos faz o rap, o som da periferia, de quem, ta na correria, e luta noite e da, deixa eu canta, que é pros males espanta, deixa eu dança, quando o caetano vai tocar, a voz, o violão uma bela canção, então aumenta o volume que é rap du bom.
Deixa eu dançar pro meu corpo ficar odara (aumenta o volume que é rap du bom)
Minha cara minha cuca ficar odara (ficar odara)
Deixa eu cantar que é pro mundo ficar odara
Pra ficar tudo jóia rara
Qualquer coisa que se sonhara
Canto e danço que dara
Se o mundo inteiro pudesse me ouvir, eu mandaria um papo reto para todo povo refletir, quem é pra mudar, a mente revolucionar, pra melhorar a sua forma de pensar, deixa pra lá, racismo e descriminação, se liga irmão com mais saúde e educação, já demorou agora é a hora e a vez pra concertar o que o ser humano fez, é só lembrar das guerras que o homem travou, quantos morreram então me diga quem ganhou, aqui nas ruas o mesmo ciclo se repete, é só deixar arma na mão de um moleque, que um dia crescer e vira um psicopata, um animal, por qualquer coisa ele mata,infelizmente mais um filho da miséria, que não representa todo povo da favela, quantos talentos perdidos já vi na periferia, ser mais um bem sucedido me diga quem não queria, o povo é sofrido, mas ta na maior batalha, qualquer tipo de tampo traz o sustento da casa, os guerreiros eu quero ver com mais tranqüilidade, pelas irmãs desejo paz e mais fertilidade, a algo fora da ordem na luta pelo progresso, paciência irmão é tudo que eu te peço, nem tudo esta perdido, calma é a solução , aumenta o volume que é rap bu bom !
Deixa eu dançar pro meu corpo ficar odara (aumenta o volume que é rap du bom)
Minha cara minha cuca ficar odara (ficar odara)
Deixa eu cantar que é pro mundo ficar odara
Pra ficar tudo jóia rara
Qualquer coisa que se sonhara
Canto e danço que dara

Compositor: Rapin Hood

Clipe de Rap du bom, de Rapin Hood

Veja, a seguir, o vídeo dessa ótima e swingada música.

Um bom lugar, do Sabotage – Músicas de Rap

Eis aqui outro petardo do saudoso Sabotage, desta vez, cantando mais sobre a região onde nasceu e se criou, fazendo uma espécie de homenagem ao local. Uma música que demonstra toda a influência desse rapper no cenário nacional do estilo.

sabotage-2-226x300-1833876-1587332

Letra de Um bom lugar, do Sabotage

Sou Sabotage, um bom lugar
Se constrói com humildade, é bom lembrar
Aqui é o mano Sabotage
Vou seguir sem pilantragem, vou honrar, provar
No Brooklyn, tô sempre ali
Pois vou seguir, com Deus enfim
Não sei qual que é, se me vê dão ré
Trinta cara a pé do piolho vem descendo lá na Conde ferve
Diz que black enlouquece breck
Só de arma pesada, inferno em massa
Vem violentando a minha quebrada, basta!
Eu registrei, vim cobrar, sangue bom
Boa ideia quem tem, não vai tirar a ninguém
Meditei, mandando um som com os irmãos da Fundão
Volta ao Canão se os homens vim
Disfarço grandão
Rap é o som
E mora lá no morro, só louco
A união não tem fim
Vai moscar, se envolve jão
Já viu seus pivetes dizer que rap quer curtir
Ouvir te fortalece, mas não se esquece
Quem conclui é o mestre, basta
Que longe for, bem como tolo poupo, pra conseguir forte dor
Tem que depor e não voltar, sujou
Bem vindo ao inferno, aqui é raro, eu falo sério
Pecados anticristos, imortal, patifaria, aí meu
Vai batalhar, tenta a sorte, seje forte
Só o destino aqui resolve
Paulo é cabulinho, só saudades
Fez da vida por aqui de mente erguida
Sem mentira, com malícia, me passou lição de vida
Três cara simples
Gostavam mais de ouvir e aprender
Até que fatalidades com certeza e é o seguinte
Sempre assim, maquiavelick, maldade se percebe aqui
Cuidado é falsidade estopim
Dois mil graus
É ser sobrevivente
E nunca ser fã de canalha
A luta nunca vale a experiência
É Santo Amaro a Pirituba o pobre sofre, mas vive
A chave é ter sempre resposta
Àquele que infringe a lei na blitz
Pobre tratado como um cafajeste
Nem sempre polícia aqui respeita alguém
Em casa invade, dá soco e fala baixo ou você sabe
Maldade, uma mentira deles, dez verdades
Momentos oculares é respeito
Estilo um cofre
Só leva os fortes
Filhos do vento, um super homem
Pra cada vez tem um largado atrás do poste
Quando inflama é capaz de denunciar um irmão pros homem
Fuja, se jogue, o vaps não se envolve
Anda só, na sul respeito é lei tá bem melhor
Tipo madeira, estilingue
Exige uma forquilha
Rap é mili dia, um integrante da família
Com uma ideia fixa
Que atinge a maioria, que ainda acredita
No plano B, periferia
Hoje quem pratica
Tá ligado que é o que liga
Porque vira, vira, vira
Black Alien:
Do ano 2000 pra frente
Homens do passado pisando no futuro, vivendo no presente
Há três tipos de gente
Os que imaginam o que acontece
Os que não sabem o que acontece
E nós que faz acontecer
O bolo, guacê
Unidos a gente fica em pé
Dividido a gente cai
Quem falha cai
Um biribaibaibai
A colaboração do som é a carta na mesa
Aqui rima: Black Alien, Sandrão, Helião, Sabotage
À vontade na balada desde ontem à tarde
Habilidade é o Álibi
No Bix, Granja Man, Zé Gonzales
Quem tá no erro sabe
Cocaína no avião da Fab
Ninguém vai deter o poder
O crime, de là cream de Niterói-Sp
Phd em Thc no país de Fhc
Dream Team da rima, essa união me dá alta estima
Mestre das armas do microfone à esgrima
Vê se me entende, o estudante aprende
O professor ensina
O verbo que fortalece como vitamina
Contamina, na nova velha escola
Como o vírus ebola
Beach (rebola)
Se liga na fita, danados, otários estão maquinados no morro
Falaram podem atirar, depois prestarem também um socorro
Mas abre o olho, o cara piolho é sempre um mano dos nossos
Inimigo meu tem Astra, Barca, Blazer e também tem moto
É Zona Sul Canão, meu bairro, pilotei não deixei rastro
Comentário forjaram dois Ipanemas no bafo
Mas no bairro eu pego meu filho, na fé vinha vindo, na fé vou seguir
Deus que me livre na mira dos tiras, mais nego, não fico, não brinco, nem mosco
Medo, só vejo destroço do pobre que acorda com ódio
Longe do céu não pode ser réu, quem vem das ruas não joga fácil
Se o Trinity nasceu aqui, viveu no Brooklyn, quero ver mais
Eu quero todos ver os manos sim
É, mas se for pra trocar ideia com os mano até é melhor pra mim
Osasco é considerado aceita um jasc em Santo Antônio ali
Se colar ali Anderson franja na linha de frente
Foi bom fumar um do bom com atlético casa cheia
Bate cabeça faz presença e diferença
E representa o que é feliz vários mano tudo de fé, irmão do Xis
É o que diz que os mano pou e as mina pá
Vamu agitar, vagabundo do segundo do A
Vem pra trincar, só o pó
Rolou também um dance tipo preto louco assim
Queda uma de horror me dá um cigarro, por favor
Mas que calor o suor desce a gente esquece o que sucede
Os truta tudo da hora não demora dão uma mola e curte o rap
Compromete vários manos que dançando break
Roda no meio da gente, entende, é atraente
Isso é lição pra mim como inspiração importante sim
Não é qualquer que segue em frente e dança um bom break
Rzo é nossa sigla representa tudo que eu vejo
O grafite na parede já defende algum direito, daquele jeito
Assim que é tem que por fé, não de ré
Bota fé no que é, não nos mané
Eu vejo a correria todo dia quem acredita não é de hoje
Na São Bento eu me lembro, eu assistia não resistia
Voltava rimando no busão igual computador tututututu
Sobreviver no inferno
A obsessão é alternativa
Eu quero o lado certo
Brooklyn, Sul, paz eu quero, prospero
Eu vejo um fim pro abandono
Deixa rolando, ninguém aqui nasceu com dono
Então mas por enquanto, eu vejo muita mãe chorando
Alguns parando, trampando ou se recuperando
Do eterno sono
Tipo Rafinha e o Adriano
Milagre em dobro
O livramento vem pros manos
Tem que ter fé aqui sim, tem que insistir
Humilde, só assim para progredir enfim
Quero juntar assim com os manos
E protestar o preconceito daquele jeito
Eu sei que vou traçar os planos
Cantar pras minas e os manos
Eu não me escondo
Eu me emociono
Me levantando como deve ser
Lá vem polícia
Sai da pista, hasta la vista, baby
Andar de monte a chave a cara é ter Deus em mente
Longe daquela e dois pente
Há quem não precise
Entende, Sonic, Ciclone
Ágil, Ulisses e resistente
Brooklyn, Sul, Canão
Sobrevivente
Age, age, age
Sou Sabotage
Um bom lugar

Compositor: Sabotage

Clipe de Um bom Lugar, do Sabotage

Mais um saudoso vídeo pra lembrar um dos maiores rappers que o Brasil já teve.

Pedagoginga, de Thiago Elniño – Músicas de Rap

A nova geração do rap nacional está em boa mãos, com gente talentosíssima, e um bom exemplo disso é Thiago Elniño, que vem galgando uma carreira bem sólida, tendo em “Pedagoginga” o seu auge até então.

thiago-300x169-6704053-1780498

Letra de Pedagoginga, de Thiago Elniño

Orumila jogou os búzios pra ver
Que futuro ia ter a ave que enfrentou o Oxossi
Índio guerreiro que era justo, que era forte
Que pra defender o povo tinha apenas uma flecha em sua posse
E que mostrou que o impossível não era improvável
E o que não era tranquilo se fez favorável
E uma hora cês vão ver o inevitável
Nossa fé é imensurável e transforma dor em motivação
Pra superação, tanta humilhação
Atravessar o oceano para trampar na sua plantação
Café, algodão, cana, escravidão
Alforriaram o nosso corpo, mas deixaram as mentes na prisão
Não! Abre logo a porra do cofre
Não tô falando de dinheiro, eu falo de conhecimento
Eu não quero mais estudar na sua escola
Que não conta a minha história, na verdade me mata por dentro
Me alimento da sabedoria de entidades de terreiro
Sou guerreiro da falange de Ogum, zum zum zum
Capoeira mata um, mata mil
Pedagoginga na troca de informação
Papo de visão, nossa construção
Passa por saber quem somos e também quem eles são
Não entrar em conflitos que não tragam solução
Evitar a fadiga, não dar um passo em vão
Quando todo campo de conhecimento é válido
Só tem que o homem pálido
Nos vende que somente o seu que serve
Levanta-se a voz daquele que se atreve
A expor seu desconforto mesmo que o sistema não releve
Não é leve não, mano, pesado pique um fardo
Eu tenho amigos no outro lado, são exceções que eu tenho amor
Mas se tem coisa que a escola não me ensinou
É que o amor é indispensável em qualquer lugar que for
Minha percepção de mundo diz que nós
Mesmo não vendo nada em volta, nunca estamos sós
Faço minha oração, peço força pro meu guia
E que ele não me abandone nas lutas do dia a dia
Mano, vou te falar ein, ô lugar que eu odiava
Eu não entendia porra nenhuma do que a professora me falava
Ela explicava, explicava, querendo que eu
Criasse um interesse num mundo que não tinha nada haver com o meu
Não sei se a escola aliena mais do que informa
Te revolta ou te conforma com as merdas que o mundo tá
Nem todo livro, irmão, foi feito pra livrar
Depende da história contada e também de quem vai contar
Pra mim contaram que o preto não tem vez
E o que que o Hip-Hop fez? Veio e me disse o contrário
A escola sempre reforçou que eu era feio
O Hip-Hop veio e disse: “Tu é bonito pra caralho”
O Hip-Hop me falou de autonomia
Autonomia que a escola nunca me deu
A escola me ensinou a escolher caminhos
Dentro do quadradinho que ela mesmo me prendeu
Nasceu vencendo o Apartheid no ventre
Vive quem sempre sabe olhar pra frente, certo?
Livre com toda vez áspera, conta meses a esperar
Pra respirar, mais um dessa diáspora
Com três ouvia pólvora, com quatro o pai não mais verá
Cinco primo preso, qual perspectiva haverá?
A nove do plantão disparará, opera lá
Mas pensa, menor de dez o juiz absolverá
Se envolver, era pra coroa não piorar, Deus escutará no rádio (Será?)
Na escola não ensinaram a orar, mas aprendeu a contar
E ponta é fácil, seiscentos por semana
Piscou tem treze agora
Vai comprar até kit novo e comemorar
Mas o silêncio na ilha diz o que se repetirá
Pra tua mérito-fazenda, meu verso-fagulha
Por que tinha só dezesseis, tem 5-8-4 na agulha

Compositor: Kmkz, Sant e Thiago Elniño

Clipe de Pedagoginga, de Thiago Elniño

Sem dúvida, um dos melhores clipes de rap nacional de todos os tempos.

California Love, de 2Pac feat. Dr. Dre

2Pac é outro rapper bastante influente, mas, que, inflezmente, por motivo de briga com rappers rivais, acabou encontrando um trágico fim. “California Love” é das suas melhores músicas, apadrinhada pelo mestre Dr. Dre.

2pac-200x300-3966079-7263673

Letra de California Love, de 2Pac feat. Dr. Dre

California love!
California, knows how to party
In the city of L.A.
In the city of good ol’ Watts
In the city, the city of Compton
We keep it rocking!
Now let me welcome everybody to the wild, wild west
A state that’s untouchable like Elliot Ness
The track hits ya eardrum like a slug to ya chest
Pack a vest for your Jimmy in the city of sex
We in that sunshine state with a bomb ass hemp beat
The state where ya never find a dance floor empty
And pimps be on a mission for them greens
Lean mean money-making-machines serving fiends
I been in the game for ten years making rap tunes
Ever since honeys was wearing Sassoon
Now it’s ’95 and they clock me and watch me
Diamonds shining looking like I robbed Liberace
It’s all good, from Diego to the Bay
Your city is the bomb if your city making pay
Throw up a finger if ya feel the same way
Dre putting it down for Californ-I-A
California (California), knows how to party (knows how to party)
California (West Coast), knows how to party (yes, it is)
In the city of L.A. (city of L.A)
In the city of good ol’ Watts (good ol’ Watts)
In the city, the city of Compton (city of Compton)
We keep it rocking (keep it rocking)
We keep it rocking
Shake, shake it baby, shake, shake it
Shake, shake it mama, shake it Cali
Out on bail fresh outta jail, California dreaming
Soon as I stepped on the scene, I’m hearing hoochies screaming
Fiending for money and alcohol
The life of a west side player where cowards die and the strong ball
Only in Cali where we riot not rally to live and die
In L.A. we wearing Chucks not Ballies (that’s right)
Dressed in Locs and khaki suits and ride is what we do
Flossing but have caution we collide with other crews
Famous ’cause we program
Worldwide et ’em recognize from Long Beach to Rosecrans
Bumping and grinding like a slow jam, it’s west side
So you know the row won’t bow down to no man
Say what you say, but give me that bomb beat from Dre
Let me serenade the streets of L.A
From Oakland to Sacktown
The Bay Area and back down
Cali is where they put they mack down give me love!
California, knows how to party
California, knows how to party (c’mon baby)
In the city of L.A. (L.A.)
In the city of good ol’ Watts (that’s right)
In the city, the city of Compton
We keep it rocking!
Now make it shake
Shake, shake it baby, shake, shake it
Shake, shake it mama, shake it Cali (shake it Cali)
Shake, shake it baby (shake it Cali), shake, shake it
Shake, shake it mama (West Coast), shake it Cali
Uh, yeah, uh, Long Beach in the house, uh yeah
Oaktown, Oakland definitely in the house
Frisco, Frisco
Hey, you know LA is up in this
Pasadena, where you at
Yeah, Inglewood, Inglewood always up to no good
Even Hollywood trying to get a piece baby
Sacramento, Sacramento where ya at? yeah
Throw it up y’all, throw it up, throw it up! I can’t see ya
California love
Let’s show these fools how we do it on this on that West Side
‘Cause you and I know it’s the best side
Yeah, that’s right, West Coast, West Coast
Uh California love, California love, yeah
California (California), knows how to party (knows how to party)
(where they at uh)
In the city of L.A. (South Central)
In the city of good ol’ Watts (yeah, yeah)
In the city, the city of Compton (in the city of Compton)
We keep ’em rocking!
Just c’mon just shake it baby baby baby shake it mama shake it mama sha’ Cali’
Rector scale talking about a earthquake on the rector scale-la’
City of Compton, city of Compton where the girls shake their booty’s
Shake it mama, shake it baby, shake shake it baby, shake shake it
Computer-puter-puter-puter-puter-puter-puter, Joe

Compositores: Larry Troutman / Mikel Hooks / Norman Durham / Roger Troutman / Ronnie Hudson / Woody Cunningham

Clipe de California Love, de 2Pac feat. Dr. Dre

Clipe síntese de toda a obra de 2Pac.

Lost Ones, de Lauryn Hill – Músicas de Rap

Ex-integrante da lendária banda Fugees, a Lauryn Hill se notabilizou mais ainda com uma carreira solo bastante sólida, onde pode explorar melhor as suas influências. “Lost Ones” é o resultado prático disso.

lauryn-196x300-4245383-8686127

Letra de Lost Ones, de Lauryn Hill

It’s funny how money change a situation
Miscommunication leads to complication
My emancipation don’t fit your equation
I was on the humble, you on every station
Some wan’ play young lauryn like she dumb
But remember not a game new under the sun
Everything you did has already been done
I know all the tricks from bricks to kingston
My ting done made your kingdom wan’ run
Now understand “l-boogie’s” non-violent
But if a thing test me, run for mi gun
Can’t take a threat to mi new born son
L’s been this way since creation
A groupie call, you fall from temptation
Now you want to ball over separation
Tarnish my image in your conversation
Who you gon’ scrimmage, like you the champion?
You might win some but you just lost one
You might win some but you just lost one
Now, now how come your talk turn cold?
Gain the whole world for the price of your soul
Tryin’ to grab hold of what you can’t control
Now you all floss, what a sight to behold
Wisdom is better than silver and gold
I was hopeless, now I’m more hopeful
Every man want to act like he’s exempt
Need to get down on his knees and repent
Can’t slick talk on the day of judgment
Your movement’s similar to a serpent
Tried to play straight, how your whole style bent?
Consequence is no coincidence
Hypocrites always want to play innocent
Always want to take it to the full out extent
Always want to make it seem like good intent
Never want to face it when it time for punishment
I know you don’t want to hear my opinion
But there come many paths and you must choose one
And if you don’t change then the rain soon come
See you might win some, but you just lost one
You might win some but you just lost one
You might win some, but you really lost one
You just lost one, it’s so silly how come?
When it’s all done, did you really gain from
What you done done? it’s so silly how come?
You just lost one
Now don’t you understand man universal law?
What you throw out comes back to you, star
Never underestimate those who you scar
Cause karma, karma, karma comes back to you hard!
You can’t hold god’s people back that long
The chain of shatan wasn’t made that strong
Trying to pretend like your word is your bond
But until you do right, all you do will go wrong
Now some might mistake this for just a simple song
And some don’t know what they have ’til it’s gone
Now even when you’re gone you can still be reborn
And, from the night can arrive the sweet dawn
Now, some might listen and some might shun
And some may think that they’ve reached perfection
If you look closely you’ll see what you’ve become
Cause you might win some but you just lost one!
You might win some but you just lost one
You might win some, but you really lost one
You just lost one, it’s so silly how come?
When it’s all done, did you really gain from
What you done done, it’s so silly how come?
You might win some, but you really lost one
You just lost one, it’s so silly how come?
When it’s all done, did you really gain from
What you done done, it’s so silly how come?
You just lost one
What a bum-bum

Compositores: Skip Scarborough / Gene Clark / Lauryn Hill

Clipe de Lost Ones, de Lauryn Hill

Vídeo empoderador de Lauryn Hill.

B.O.B., de Outkast – Músicas de Rap

O Outkast foi uma das bandas mais criativas no cenário rap dos últimos anos. A cada álbum lançado, era um som com “gosto” diferenciado, de muito bom gosto. B.O.B. é a prova de que deveriam ter continuado até os dias de hoje.

outkast-225x300-6393944-8366538

Letra de B.O.B., de Outkast

1, 2, 1, 2, 3 yeah!
In-slum-national, underground
Thunder pounds when I stomp the ground (Woo!)
Like a million elephants with silverback orangutans
You can’t stop a train
Who want some? Don’t come un-pre-pared
I’ll be there, but when I leave there
Better be a household name
Weather man tellin’ us it ain’t gon’ rain
So now we sittin’ in a drop-top, soakin wet
In a silk suit, tryin’ not to sweat
Hits somersaults without the net
But this’ll be the year that we won’t forget
One-Nine-Nine-Nine, Ano Domini, anything goes, be whatchu wanna be
Long as you know consequences are given for livin, the fence is
too high to jump in jail
Too low to dig, I might just touch hell HOT!
Get a life, now they gon’ sell
Then I might catch you a spell, look at what came in the mail
A scale and some Arm and Hammer, so grow grid and some baby máma
Black Cadillac and a pack of pampers
Stack of question with no answers
Cure for cancer, cure for AIDS
Make a nigga wanna stay on tour for days
Get back home, things are wrong
When I really knew it was bad all along
Before you left adds up to a ball of power
Thoughts at a thousands miles per hour
Hello, ghetto, let your brain breathe
Believe there’s always mo’, OW!
Don’t pull the thang out, unless you plan to bang
Bombs over Baghdad!
Yeah! Ha ha yeah!
Don’t even bang unless you plan to hit something
Bombs over Baghdad!
Yeah! Uh-huh
Don’t pull the thang out, unless you plan to bang
Bombs over Baghdad!
Yeah! Ha ha yeah!
Don’t even bang unless you plan to hit something
Bombs over Baghdad!
Yeah! Uh-huh
Uno, dos, tres, it’s on
Did you ever think a pimp rock a microphone?
Like that there boi and will still stay street
Big things happen every time we meet
Like a track team, crack fiend, dyin to geek
Outkast bumpin’ up and down the street
Slam back, Cadillac, ’bout five nigga deep
Seventy-five emcee’s freestylin’ to the beat
Cause we get krunk, stay drunk, at the club
Should have bought an ounce, but you caught the dub
Should have held back, but you throwed the punch
‘Spose to meet your girl but you packed a lunch
No D to-the U to-the G for you
Got a son on the way by the name of Bamboo
Got a little baby girl four year, Jordan
Never turn my back on my kids for them
Should have hit it (hit it) quit it (quit it) rag (rag) top (top)
Before you read up, get a laptop
Make a business for yourself, boy, set some goals
Make a fair diamond out of dusty coals
Record number four, but we on a roll
Hold up, slow up, stop, control
like Janet, planets, Stankonia’s on ya
Movin like Floyd comin’ straight to Florida
Lock all your windows then block the corridors
Pullin off a belt ’cause a whipping’s in order
Like a three-piece just ‘fore I cut your daughter
Yo quiero Taco Bell, then I hit the border
Penny pap rappers tryin’ to get the five
I’m a microphone fiend tryin’ to stay alive
When you come to ATL boi you betta not hide
cause the Dungeon Family gon’ ride, hah!
Don’t pull the thang out, unless you plan to bang
Bombs over Baghdad!
Yeah! Ha ha yeah!
Don’t even bang unless you plan to hit something
Bombs over Baghdad!
Yeah! Uh-huh
Don’t pull the thang out, unless you plan to bang
Bombs over Baghdad!
Yeah! Ha ha yeah!
Don’t even bang unless you plan to hit something
Bombs over Baghdad!
Yeah! Uh-huh
Bombs over Baghdad! Yeah
B-I-G, B-O-I
An-An-Andre
To the T-O-P
Bob your head, rag top
(1, 2, 1, 2, 3, 4) (Gimme some)
Po-wer music, electric revival!

Compositores: David Sheats / Andre Benjamin / Antwan Patton

Clipe de B.O.B., de Outkast

O Outkast sempre prezou por vídeos, no mínimo, inusitados, e este aqui é um bom exemplo disso.

How I Could Just Kill a Man, do Cypress Hill – Músicas de Rap

O Cypress Hill, mesmo não tendo atingido enorme sucesso, foi uma banda bastante influente no meio do rap/hip-hop. Também pudera: com letras como “How I Could Just Kill a Man”, o grupo tinha mesmo que ser influente.

cypress-206x300-8983481-2516612

Letra de How I Could Just Kill a Man, do Cypress Hill

It’s another one of them ol’ funky Cypress Hill things
You know what I’m sayin?
And it goes like this
Hey don’t miss out on what you’re passing
You’re missing the hoota of the funky Buddha
Eluder or the fucked up styles to get wicked
So come on as cypress starts to kick it
‘Cause we’re like the outlaw stridin’ while suckers are hidin’
Jump behind the bush when they see me driving
By, hangin’ out the window
And my Magnum takin’ out some puto’s
Acting kinda loco, I’m just another local
Kid from from the street getting paid for my vocals
Here is something you can’t understand
(How I could just kill a man)
Yo, because nothin’ is comin’ from it
I’m not gonna waste no time
Fuckin’ around my gat straight hummin’
Hummin’ comin’ at cha
And you know I had to gat ya
Time for some action, just a fraction of friction
I got the clearance to run the interference
Into your satellite, shining a battle light
Swing out the gat, and I know that will gat ya right
Here’s an example, just a little sample
How I could just kill a man!
One-time tried to come in my home
Take my chrome, I said “Yo, it’s on
Take cover son, or you’re ass-out
How you like my chrome?”, then I watched the rookie pass out
Didn’t have to blast out, but I did anyway
Young punk had to pay
So I just killed a man!
It’s gonna be a long time before I finish
One of the many missions that I have to establish
To light my spliff, ignite ya with insights
And if you ain’t down, bullshit!
Say some punk try to get you for your auto
Would you call the one-time, play the role model?
No, I think you play like a thug
Next hear the shot of a Magnum slug
Hummin’, comin’ at cha
Yeah ya know I’m gonna gat ya
How do you know where I’m at when you haven’t been where I’ve been
Understand where I’m coming from
When you’re up on the hill, in your big home
I’m out here, risking my dome
Just for a bucket, or a fast ducat
Just to stay alive, aiyyo I gotta say “fuck it”

Compositores: Rudy Archuleta / Lowell Fulsom / Lamont Holbdy / Hugh Mc Cracken / Larry E Muggerud / Rod Navarro / Morris J Taft

Clipe de How I Could Just Kill a Man, do Cypress Hill

Vídeo que ilustra bem o petardo que é essa canção.

Paper Planes, de M.I.A. – Músicas de Rap

M.I.A. é uma baita artista engajada, que mostra que rap também é coisa das minas. “Paper Planes” é uma das composições mais extraordinárias da cantora e compositora, o que prova que a mina tem muito ainda a oferecer no estilo.

mia-256x300-8642856-1714474

Letra de Paper Planes, de M.I.A.

I fly like paper, get high like planes
If you catch me at the border I got visas in my name
If you come around here, I make ’em all day
I get one down in a second if you wait
I fly like paper, get high like planes
If you catch me at the border I got visas in my name
If you come around here, I make ’em all day
I get one down in a second if you wait
Sometimes I think sitting on trains
Every stop I get to I’m clicking my gun
Everyone’s a winner we’re making that fame
Bonafide hustler making my name
Sometimes I think sitting on trains
Every stop I get to I’m clocking that game
Everyone’s a winner now we’re making that fame
Bonafide hustler making my name
All I wanna do is
And
And take your money
Pirate skulls and bones
Sticks and stones and weed and bombs
Running when we hit ’em
Lethal poison through their system
Pirate skulls and bones
Sticks and stones and weed and bombs
Running when we hit ’em
Lethal poison through their system
No one on the corner has swag like us
Hit me on my burner prepaid wireless
We pack and deliver like UPS trucks
Already going to hell, just pumping that gas
No one on the corner has swag like us
Hit me on my burner prepaid wireless
We pack and deliver like UPS trucks
Already going to hell, just pumping that gas
All I wanna do is
And
And take your money
Third world democracy
Yeah, I got more records than the K.G.B.
So, uh, no funny business
Some some some I some I murder
Some I some I let go
All I wanna do is
And
And take your money

Compositores: Thomas Wesley Pentz / Mathangi Arulpragasam / Nicholas Bowen Headon / Michael (mick) Jones / John Mellor / Paul Gustave Simonon

Clipe de Paper Planes, de M.I.A.

Vídeo provocativo de uma artista igualmente provocativa.

Rapper’s Delight, Sugarhill Gang – Músicas de Rap

Se existe uma música que pode ser considerada de “raíz” no rap mundial é esta aqui, “Rapper’s Delight”, em uma época onde ser rapper era consideravelmente mais perigoso do que hoje, ainda lá pelo início dos anos 80. Clássico total.

sugarhill-gang-300x200-7825755-8261489

Letra de Rapper’s Delight, Sugarhill Gang

I said a hip hop
Hippie to the hippie
The hip, hip a hop, and you don’t stop, a rock it out
Bubba to the bang bang boogie, boobie to the boogie
To the rhythm of the boogie the beat
Now, what you hear is not a test I’m rappin’ to the beat
And me, the groove, and my friends are gonna try to move your feet
See, I am Wonder Mike, and I’d like to say hello
To the black, to the white, the red and the brown
The purple and yellow, but first, I gotta
Bang bang, the boogie to the boogie
Say up jump the boogie to the bang bang boogie
Let’s rock, you don’t stop
Rock the rhythm that’ll make your body rock
Well so far you’ve heard my voice but I brought two friends along
And the next on the mic is my man Hank
C’mon, Hank, sing that song, check it out
Well, I’m Imp the Dimp, the ladies’ pimp
The women fight for my delight
But I’m the grandmaster with the three MCs
That shock the house for the young ladies
And when you come inside, into the front
You do the Freak, Spank, and do the Bump
And when the sucker MC’s try to prove a point
We’re Treacherous Trio, we’re the serious joint
A from sun to sun and day to day
I sit down and write a brand new rhyme
Because they say that miracles never cease
I’ve created a devastating masterpiece
I’m gonna rock the mic ’til you can’t resist
Everybody, I say it goes like this
Well, I was coming home late one dark afternoon
A reporter stopped me for an interview
She said she’s heard stories and she’s heard fables
That I’m vicious on the mic and the turntable
This young reporter I did adore
So I rocked some vicious rhymes like I never did before
She said, “damn, fly guy, I’m in love with you
The Casanova legend must have been true”
I said, “by the way, baby, what’s your name?”
Said, “I go by name of Lois Lane”
“And you could be my boyfriend, you surely can
Just let me quit my boyfriend called Superman”
I said, “he’s a fairy, I do suppose
Flyin’ through the air in pantyhose
He may be very sexy, or even cute
But he looks like a sucker in a blue and red suit”
I said, “you need a man man who’s got finesse
And his whole name across his chest
He may be able to fly all through the night
But can he rock a party ’til the early light?
He can’t satisfy you with his little worm
But I can bust you out with my super sperm!”
I go do it, I go do it, I go do it, do it, do it
An’ I’m here an’ I’m there, I’m Big Ban Hank, I’m everywhere
Just throw your hands up in the air
And party hardy like you just don’t care
Let’s do it, don’t stop, y’all, a tick tock, y’all, you don’t stop!
Go ho-tel, mo-tel, whatcha gonna do today? (say what?)
I’m gonna get a fly girl, gonna get some spank, drive off in a def OJ
Everybody go, “ho-tel, mo-tel, Holiday Inn”
You say if your girl starts actin’ up, then you take her friend
I say skip, dive, what can I say?
I can’t fit ’em all inside my OJ
So I just take half, and bust ’em out
I give the rest to Master Gee so he can shock the house
I said M-A-S, T-E-R, a G with a double E
I said I go by the unforgettable name
Of the man they call the Master Gee
Well, my name is known all over the world
By all the foxy ladies and the pretty girls
I’m goin’ down in history
As the baddest rapper there ever could be
Now I’m feelin’ the highs and you’re feelin’ the lows
The beat starts gettin’ into your toes
You start poppin’ your fingers and stompin’ your feet
And movin’ your body while while you’re sitting in your seat
And then damn! Ya start doin’ the freak, I said
Damn! Right outta your seat
Then you throw your hands high in the air
Ya rockin’ to the rhythm, shake your derriere
Ya rockin’ to the beat without a care
With the sureshot MCs for the affair
Now, I’m not as tall as the rest of the gang
But I rap to the beat just the same
I got a little face, and a pair of brown eyes
All I’m here to do, ladies, is hypnotize
Singin’ on’n’n’on’n’on on’n’on
The beat don’t stop until the break of dawn
Singin’ on’n’n’on’n’on on’n’on
Like a hot buttered pop da pop da pop dibbie dibbie
Pop da pop pop, don’t you dare stop
Come alive y’all, gimme whatcha got
I guess by now you can take a hunch
And find that I am the baby of the bunch
But that’s okay, I still keep in stride
‘Cause all I’m here to do is just wiggle your behind
Singin’ on’n’n’on’n’on on’n’on
The beat don’t stop until the break of dawn
Singin’ on’n’n’on’n’on on’n’on
Rock rock, y’all, throw it on the floor
I’m gonna freak you here, I’m gona freak you there
I’m gonna move you outta this atmosphere
‘Cause I’m one of a kind and I’ll shock your mind
I’ll put TNT in your behind. I said
One, two, three, four, come on, girls, get on the floor
A-come alive, y’all, a-gimme whatcha got
‘Cause I’m guaranteed to make you rock
I said one, two, three, four, tell me, Wonder Mike
What are you waiting for?
I said a hip hop
The hippie to the hippie
The hip hip a hop, and you don’t stop, a rock it
To the bang bang boogie, say up jump the boogie
To the rhythm of the boogie, the beat
A skiddleebebop, we rock, scooby doo
And guess what, America, we love you
‘Cause you rocked and a rolled with so much soul
You could rock ’til a hundred and one years old
I don’t mean to brag, I don’t mean to boast
But we like hot butter on our breakfast toast
Rock it up, Baby Bubba!
Baby Bubba to the boogie da bang bang da boogie
To the beat, beat, it’s unique
Come on everybody and dance to the beat!
Have you ever went over a friends house to eat
And the food just ain’t no good?
I mean the macaroni’s soggy, the peas are mushed
And the chicken tastes like wood
So you try to play it off like you think you can
By saying that you’re full
And then your friend says, “mama, he’s just being polite
He ain’t finished, uh-uh, that’s bull!”
So your heart starts pumpin’ and you think of a lie
And you say that you already ate
And your friend says “man, there’s plenty of food”
So you pile some more on your plate
While the stinky food’s steamin’, your mind starts to dreamin’
Of the moment that it’s time to leave
And then you look at your plate and your chicken’s slowly rottin’
Into something that looks like cheese
Oh so you say “that’s it, I gotta leave this place
I don’t care what these people think
I’m just sittin’ here makin’ myself nauseous
With this ugly food that stinks”
So you bust out the door while it’s still closed
Still sick from the food you ate
And then you run to the store for quick relief
From a bottle of Kaopectate
And then you call your friend two weeks later
To see how he has been
And he says, “I understand about the food
Baby Bubba, but we’re still friends”
With a hip hop the hippie to the hippie
The hip hip a hop, a you don’t stop the rockin’
To the bang bang boogie
Say up jump the boogie to the rhythm of the boogie the beat

Compositores: Nile Rodgers / Bernard Edwards

Clipe de Rapper’s Delight, do Sugarhill Gang

Divertida e dançante apresentação do grupo.

As rimas não param

O rap, assim como tantos outros estilos, vem passando por uma bem-vinda renovação, como novos e criativos artistas surgindo cada vez mais. As rimas, realmente, não param. Ainda bem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CONTEÚDO RELACIONADO

Este é um site do grupo B20