O lobo e a cegonha – História Infantil

0

O lobo e a cegonha é uma fábula de Esopo, portanto, como todas elas,  traz um ensinamento: não esperar recompensa de alguém que por natureza é ingrato!

Embora seja nosso dever ajudar a qualquer pessoa que necessite, contudo, todo cuidado é pouco para não ficar sem a cabeça, enquanto faz uma boa ação!

Não espere sempre ser recompensado. A ingratidão poderá ocorrer a qualquer momento, portanto, é bom estar sempre preparado, e vigilante. Contudo, não deixe de ajudar, mas, com cuidado para não se decepcionar.

O lobo e a cegonha – Fábula de Isopo

Um lobo muito guloso e desesperado, devorou sua caça tão depressa, com tanto apetite, que acabou provocando um desastre, pois um osso ficou entalado em sua garganta.

Com bastante dor, o lobo começou a correr de um lado para outro soltando uivos!

Ele ofereceu uma bela recompensa para quem tirasse o osso de sua garganta. Com pena do lobo e com vontade de ganhar o dinheiro, uma cegonha resolveu enfrentar o perigo:

– Abra bem a boca Lobo, meu longo bico poderá ajuda-lo!

Após tirar o osso, a cegonha desejou saber onde estava a sua recompensa, a qual o lobo havia prometido.

– Pois bem sr. Lobo, agora que já está bem, poderia me recompensar?

– Recompensa? – berrou o lobo. – Mas que cegonha incoerente! Que recompensa, que nada! Você enfiou a cabeça na minha boca e em vez de arrebatar sua cabeça com uma dentada deixei que você a tirasse lá de dentro sem um arranhãozinho. Você não acha que tem muita sorte, seu bicho insolente! Dê o fora e se cuide para nunca mais chegar perto de minhas garras!

Moral: Não espere gratidão ao mostrar caridade para um inimigo.

” Contudo: Faça o bem e não olhe a quem!”

Autoria: Esopo – adaptação: Elaine Costa

Quem foi Esopo autor da fábula: O lobo e a cegonha?

Essa fábula é atribuída à Esopo, um sábio e velho escravo da Grécia antiga, que educava o povo por meio de suas histórias e fabulas, portanto, era tido como sábio. Ele viveu no 6º século antes de Cristo. Foi escravizado, contudo, não deixou de ensinar, porquanto sua sabedoria ajudava as pessoas.

Exercícios de leitura para fundamental I- O lobo e a Cegonha

  1. Qual a lição que aprendemos com essa história
  2. Circule os adjetivos encontrados no texto
  3. Qual seria a intenção verdadeira do lobo?
  4. Por qual motivo a cegonha resolveu ajudá-lo?
  5. Em sua opinião, o lobo foi agradecido, ou usou de ingratidão?
  6. Que outro final essa fábula poderia ter?

Proposta de atividade/dinâmica : O lobo e a cegonha

Uma brincadeira bem apropriada para acompanhar essa fábula, seria o antigo: “Cai no poço”, vamos brincar?

Número de participantes: mínimo de cinco.

Material: nenhum

Algumas crianças ficam separadas (de pé ou sentadas) e outras duas à sua frente: um condutor e outra que será conduzida por ele. A criança conduzida, tem seus olhos tampados com uma venda ou com as mãos do condutor. E este pede para criança escolher alguém que está à sua frente.

A criança escolhida pela outra que estava vedada, deverá escolher uma fruta, contudo, não deve dizer para ninguém, apenas para o condutor da brincadeira.

O menino vedado grita:

Menino: – Ai ! Ai !

Menina: – O que foi ?

Menino: – Caí no poço.

Menina: – A água bateu onde ?

Menino: – Pelo pescoço.

Menina: – O que te tira disso ?

Menino: – Um aperto de mão, um abraço… (ou qualquer coisa que a criança escolher).

Menina: – Qual é a fruta ?

Aí, quem “caiu no poço” responde. ( pera, uva, maçã)  Se ele acertar a fruta, ganha da menina o que ele tinha pedido. Se não, sai da brincadeira, e outro menino entra no seu lugar.

 vídeo: Outra versão da Fábula: O lobo e a Cegonha

Fim

Que tal, gostou da fábula: O lobo e a cegonha? Tenso não é? Mas, infelizmente algumas vezes podemos passar por experiencias semelhantes, o importante é não deixar o lobo engolir nossa cabeça! Portanto, cuidado!

Se você está gostando das fábulas adaptadas, deixe seu comentário, ou compartilhe com seu amigos. Nosso prazer, é conseguir oferecer um material, que lhe auxilie em suas atividades, mas, também um pouco de alegria, presente nas histórias infantis. Quer ler mais? Continue nos seguindo, porquanto será sempre um prazer, trazer mais e mais para você!

Um abraço e até breve!