O que é bom para assadura de bebê

0

Quando o assunto é troca de fraldas, uma coisa que comumente vem associada são as assaduras, afinal, quando e porque isso acontece? você sabe?

Cuidar das assaduras de um bebê às vezes pode não ser algo fácil. A falta de conhecimento adequado também pode aumentar as dificuldades e o que poderia ser um tratamento simples se torna um verdadeiro desafio.

Essas manchinhas vermelhas que aparecem constantemente no bumbum do seu bebê estão relacionadas a pele sensível do bebê em contato com a fralda.

Elas podem ser uma irritação simples, mas se caso descascarem e causar coceira, pode representar uma infecção causada por fungos. Sendo assim vamos explicar sobre como cuidar e evitar que isso aconteça com o seu bebê.

1 – Evite deixar a fralda suja por muito tempo

O que é bom para assadura de bebê
O que é bom para assadura de bebê

Um dos pontos mais importantes de se ter em mente aqui é que tudo começa pela higiene, portanto esteja atento as seguintes dicas, isso pode te evitar muita dor de cabeça.

Manter a higiene do bebê é algo extremamente indispensável e necessário de se manter diariamente, sem falhas ou moleza.

Quando o bebê fizer cocô, troque o imediatamente. Lave o bumbum do bebê ou limpe a área suavemente, sem esfregar, apenas com algodão, água morna ou sabão infantil.

Dê preferência ao uso de lenços umedecidos, que não possuam álcool ou fragâncias, entretanto fique atento a possíveis reações alérgicas

Esteja sempre alerta a pele do seu bebê, lembre se de não usar muito a força, isso pode ajudar a criar assaduras ao invés de evitá las, use sempre movimentos circulares quando fizer a higienização do bebê, isso vai te ajudar muito.

2 – Entre os gêneros há diferença, esteja atento aos movimentos

O que é bom para assadura de bebê
O que é bom para assadura de bebê

Além dos cuidados com os movimentos e intensidade usados na limpeza, a direção e modos importa muito e de formas diferentes entre meninos e meninas, isso também contribui para evitar as assaduras.

  • A limpeza nas meninas deve ser feita de frente para trás, ou seja, da vagina para o ânus, para que as bactérias não se proliferem. Nunca faça a limpeza no sentido contrário.
  • Já quando se trata dos meninos isso tem de ser diferente e com maior atenção. É importante olhar se não ficaram fezes em nenhuma dobrinha do pênis, testículo, ou virilha, para não assar.

Lembre se usar sempre os movimentos específicos, isso é muito importante para evitar infecções internas no seu bebê.

3 – Quando possível, deixe o bebê sem fraldas

De preferência, mantenha o bebê algum tempo sem fraldas quando possível para que a pele possa respirar, isso previne as irritações, que são as principais causadoras das assaduras.

4 – Cuidado com a fralda

Evite apertar demais a fralda, também tenha cuidado com o tamanho, para não usar uma menor que o número ideal para o seu filho. O atrito pode reforçar as inflamações, além de impedir que o tecido da pele respire, causando ainda mais inflamações.

Recomenda se que tenha um espaço de dois dedos na cintura do bebê,para passagem de ar entre a fralda e a barriga do bebê.

5 – Use pomadas apropriadas

Pomadas de assadura possuem efeito preventivo e também curativo. Devem ser aplicadas em camadas generosas para formar uma barreira de proteção, e nas trocas não precisam ser removidas por completo se não houver fezes, devendo-se renovar a camada.

Mas cuidado: o uso em exagero pode deixar a pele sem respirar. Você pode usar Hipoglós ou outra receitada pelo pediatra.

Quero aprender mais!

Você está devidamente informado sobre as assaduras agora, use essas dicas e cuide bem do bebê, mas que tal saber mais sobre outros cuidados? Leia também: O que pode machucar o bebê dentro da barriga.