O que é Cidadania? Aula para se tornar cidadão nota 1000

Olá pessoal, o post vai falar sobre O que é cidadania. Assim, iremos discutir sobre sua definição, características e tipos. Confira o post agora?

Você sabe o que é Cidadania? Começamos uma nova série com uma responsabilidade fora do comum, que é a apresentar e conceituar dúvidas constantes no dia a dia escolar e cotidiano do aluno e professor.

O que é Cidadania?

 A Cidadania pode ser entendida como um compilado de direitos e deveres executados pelos indivíduos que vivem em sociedade. Dessa forma, a sociedade pode transforma, e intervir nos espaços.

Mas o que realmente é cidadania?

Cidadania é o exercício dos direitos dos deveres civis, políticos e sociais estabelecidos na Constituição de um país, por parte de seus cidadãos. A expressão vem do latim civitas, que quer dizer cidade. Antigamente cidadão era aquele que fazia parte da cidade, tendo direitos e deveres por nela habitar, atualmente esse conceito se expande para todos os limites urbanos e espaços rurais.

A expressão cidadania geralmente está associada com o campo do direito, em que existe uma série de legislação voltadas para os direitos e deveres que um cidadão possui. Entre esses deveres destaca-se o voto, o zelo pelo espaço e o cumprimento das leis. Dentre os direitos, destaca-se principalmente os direitos de ir e vir, direito a saúde, moradia, alimentação e educação.

Na Constituição a cidadania é definida como um fundamento da República Federativa do Brasil e tem o objetivo de garantir que a sociedade.

Uma boa cidadania diz que os direitos e deveres estão interligados, o respeito e o cumprimento de ambos contribuem para uma sociedade mais justa e equilibrada.

Como surgiu a Cidadania?

O conceito de Cidadania é atualizado constantemente devido as transformações políticas, sociais e econômicas. Esse fato é possível porque o conceito de Cidadania está ligada as ideologias da época. Dessa forma, o conceito da antiguidade de cidadania difere do nosso conceito atual.

Para entendermos o conceito atual de Cidadania é preciso ter consciência que essa teve suas bases na filosofia iluminista, com os pensamento de John Locke, Voltaire e Jean-Jacques Rousseau, sempre pensando na relação entre o Estado e o indivíduo(este tido como o um ser de razão, com direitos, como direito a vida, a liberdade e a propriedade; e deveres).

Portanto, graças a essas ideias podemos estabelecer a segunda base para nossa atual concepção de Cidadania: O entendimento sobre o Direito. Dessa forma podemos pensar que nossa Cidadania é garantida pelos 3 Direitos instituídos: os direitos civis, políticos, sociais e humanos.

Quando se deu de fato origem da cidadania?

A concepção de cidadania surgiu na Grécia Antiga, mas de um modo menos igualitário como o de hoje. Naquela época, só eram considerados cidadãos, os homens livres que nasciam e viviam na cidade, com mais de 25 anos.

A partir do século XVIII, com a influencia do Iluminismo e do liberalismo econômico e político, o modo como a cidadania passa a ser interpretada e começa a se assemelhar ao modo contemporâneo.

O que é ser Cidadão?

A Cidadania anteriormente era muito relacionada ao direito ao voto e a ser votado. Atualmente, além disso, ela está relacionada com a luta pela melhoria da educação, saúde, informação, igualdade de oportunidade, etc. Dessa forma, visto que o homem é um ser essencialmente social, e para se afirmar como ser humano precisa do reconhecimento do próximo, o cidadão poderá participar da sociedade de forma integra e igualitária.

Cidadania formal e cidadania substantiva

A cidadania formal é referente a nacionalidade de um indivíduo, ou seja, ao lugar no qual ele nasceu. Já a cidadania substantiva é relacionada aos exercícios dos direitos civis, sociais e políticos.

Mas qual a diferença entre esses direitos?

  • direitos civis: são aqueles das liberdades individuais como o direito à vida, à igualdade, a liberdade de expressão e pensamento e à propriedade privada;
  • direitos sociais: são os que buscam o bem-estar de todos, como educação, saúde, alimentação, moradia, cultura e direitos trabalhistas;
  • direitos políticos: aqueles que garantem o poder de se envolver nas escolhas sociais, de votar e ser votado para cargos eletivos e de fazer manifestações políticas.

Participação social de acordo com a cidadania

A participação social é muito importante para ajudar a fortalecer a cidadania e concretizar a democracia, ela é a responsável pelo fato de podermos votar, uma forma de participar dessas escolhas e fazendo parte da formulação de politicas publicas de um país, estado ou cidade.

Cidadania nas Escolas

Aprender a conviver e a agir são os principais motivos da educação para cidadania. Você que é professor, pode fazer isso oferecendo atividades que tenham como objetivo principal a formação da consciência ética e solidaria, foca nos valores humanos.

Você pode analisar o desenvolvimento que seus alunos estão tendo observando seus comportamentos, aprendendo a reconhecer suas atitudes. Mas sempre ensine aos alunos o exercício de escolhas e aprendizagens sobre as emoções que permite assim que eles reconheçam a si mesmo perante eles próprios e a sociedade.

Quando os alunos já estiverem no Ensino Fundamental II procure motivar o amadurecimento à partir de reflexões sobre eles mesmos e a pratica de valores, tentando promover uma convivência mais harmônica.

Quando os alunos chegam ao Ensino Médio é quando a cidadania passa a ser trabalhada mais intensamente, por meio de discussões criticas e de desenvolvimento genuíno nos interesses dos estudantes.

Grupos de debates e análises de políticas são ótimos exemplos de como desenvolver a cidadania de cada individuo no ambiente escolar, além de, é claro, o envolvimento dos pais com seus filhos, porque a escola não pode ser a responsável por formar todo o caráter de alguém.

O que é Cidadania e sua Relação com o ambiente escolar

O principal papel da escola é formação de indivíduos pensantes e cidadãos. Dessa maneira, a escola ajudará os alunos a desvendar meios para se preparar para a vida, de conhecer seus direitos e deveres, e entender que ser cidadão também está ligado a promover mudanças em seu meio. Para isso, o aluno tem contato com conhecimentos históricos e filosóficos para entender como chegou ao que ele conhecer hoje como sociedade, entendendo os avanços e retrocessos.

Vídeo no youtube explicando o que é cidadania?

Eu publiquei o vídeo: O que é cidadania? no meu canal do youtube e gostaria muito que você me desse seu feedback!

O que é cidadania?

Cidadania é o exercício dos direitos dos deveres civis, políticos e sociais estabelecidos na Constituição de um país, por parte de seus cidadãos. A expressão vem do latim civitas, que quer dizer cidade. Antigamente cidadão era aquele que fazia parte da cidade, tendo direitos e deveres por nela habitar, atualmente esse conceito se expande para todos os limites urbanos e espaços rurais.

A expressão cidadania geralmente está associada com o campo do direito, em que existe uma série de legislação voltadas para os direitos e deveres que um cidadão possui. Entre esses deveres destaca-se o voto, o zelo pelo espaço e o cumprimento das leis. Dentre os direitos, destaca-se principalmente os direitos de ir e vir, direito a saúde, moradia, alimentação e educação.

Na Constituição a cidadania é definida como um fundamento da República Federativa do Brasil e tem o objetivo de garantir que a sociedade.

No meu canal do youtube eu publico vídeos diários sobre educação:

Os assuntos que tratei neste vídeo são:

Sobre o canal, uma curiosidade antes de voltar ao tema:

Criei o meu canal em 2011, mas somente em 2018 passei a publicar com determinada seriedade. Posto vídeos diários, centrados principalmente na vivência educacional e na relação professor-aluno, pois acredito que este tipo de diálogo é o que faz a diferença no a dia a dia do educador, da família, da escola e do desenvolvimento cognitivo e afetivo dos alunos, sejam eles adultos ou crianças.

Pontos Positivos de se trabalhar a cidadania na escola:

  • Liberdade de Expressão
  • Autonomia
  • Conhecimento Democracia
  • Conhecimento sobre o s Direitos e Deveres dos cidadãos
  • Se sentir agente de mudança da realidade

Proposta de aula para trabalhar Cidadania em sala de aula:

Tema da aula: Cidadania

Objetivos Gerais sobre Cidadania:

Entender o que é Cidadania.

Objetivos Específicos sobre Cidadania:

  • Conceituar Cidadania
  • Entender Direitos e Deveres dos Cidadãos
  • Entender que o Cidadão é um agente de mudanças

Conteúdo sobre a aula de Cidadania:

Vídeo 01 : https://www.youtube.com/watch?v=tfkb5HBP6oQ

Imagem:

Metodologia sobre a aula de Cidadania:

O professor pode introduzir a aula com o vídeo 01 analisando a letra da música presente no vídeo, e debater com o aluno o que eles entender por :

  1. O que é Cidadania?
  2. Quais os Direitos e Deveres do Cidadão?

Logo após ele poderia conceituar o que é cidadania e qual o papel do cidadão na sociedade. Em seguida, ele poderá mostrar a charge e questionar quais os direitos que não estão sendo garantidos, segundo a imagem. Depois, explanar quais os 3 tipos de direitos que garantem a cidadania e o processo para chegarmos ao entendimento que temos hoje do que é cidadania.

Uma Brincadeira sobre cidadania: o que é cidadania

Público alvo, recursos e objetivos da brincadeira:

  • Público alvo: Pode ser realizada com crianças maiores, por exigir aos pequenos uma reflexão mais complexa sobre direitos e os deveres.
  • Idade: Crianças a partir de 10 anos de idade e até os mais velhos, que geralmente estão cursando a primeira parte do ensino fundamental.
  • Recursos: A professora pode criar uma aula dinâmica, escrevendo na lousa a palavra cidadania bem grande. Distribua fichas com números para cada aluno, que poderá ser criada com papelão e dentro de um saco plástico coloque a mesma quantidade de números distribuídos para poder fazer um sorteio, escolhendo o aluno através do número.
  • Objetivo: O objetivo da brincadeira o que é cidadania é ensinar os significados por trás da cidadania, fazendo com que cada aluno possa participar da aula. A ideia dos números e sorteios é fazer com que os alunos não deixem de participar, por isso indague que não é preciso saberem o que cidadania significado, mas que precisam dizer algo.

Passo a passo da brincadeira sobre o que é cidadania?:

  1. Comece distribuindo os números para os alunos e depois de escrever a palavra cidadania na lousa, deverá sortear um número e pedir ao aluno sorteado dizer o que ele acha que significa cidadania e em qual seria a palavra que ele poderia relacionar à cidadania.
  2. Escreva na lousa e repita até acabar os números.
  3. No final do sorteio deverá olhar a lousa e verificar as palavras escritas e então explicar de maneira divertida e usando aquelas que estiverem coerentes o que de fato é a cidadania para que entendam.

A importância de brincadeiras para aprender sobre cidadania

Aos educadores ou professores é possível afirmar que a cidadania pode ser um assunto bem complexo para passar aos pequenos, mas não impossível. A ideia é permitir criar brincadeiras que estimulem o aprendizado e façam entender o que representa a cidadania nos dias atuais e o porque a mesma é importante. Além de ser divertido, brincar também pode ser uma boa tática de ensinamento. Confira as brincadeiras para aprender sobre cidadania.

Filmes sobre Cidadania:

O Menino e o Mundo, 2013.

Essa animação brasileira é um encanto, apesar da flagrante simplicidade. Conta a estória de Cuca, um menino que sai de casa à procura de seu pai, que saíra para uma temporada de trabalho. No caminho, e em direção à cidade grande, Cuca se defronta com aspectos da dura realidade da vida – a opressão dos poderosos sobre os pobres, a substituição da mão-de-obra pelas máquinas, o cotidiano agitado da cidade. Contrariamente a esse mundo, o menino tem o seu próprio – recheado de sonhos e de música. Uma animação simplesmente tocante e encantadora.

Quanto Vale ou é por Quilo?, 2015.

Uma analogia entre o antigo comércio de escravos e a atual exploração da miséria pelo marketing social, que forma uma solidariedade de fachada. No século XVII um capitão-do-mato captura uma escrava fugitiva, que está grávida. Após entregá-la ao seu dono e receber sua recompensa, a escrava aborta o filho que espera. Nos dias atuais uma ONG implanta o projeto Informática na Periferia em uma comunidade carente. Arminda, que trabalha no projeto, descobre que os computadores comprados foram superfaturados e, por causa disto, precisa agora ser eliminada. Candinho, um jovem desempregado cuja esposa está grávida, torna-se matador de aluguel para conseguir dinheiro para sobreviver.

Questões sobre cidadania

1. (Enem 2014) TEXTO l

Olhamos o homem alheio às atividades públicas não como alguém que cuida apenas de seus próprios interesses, mas como um inútil; nós, cidadãos atenienses, decidimos as questões públicas por nós mesmos na crença de que não é o debate que é empecilho à ação, e sim o fato de não se estar esclarecido pelo debate antes de chegar a hora da ação.
TUCÍDIDES. História da Guerra do Peloponeso. Brasília: UnB, 1987 (adaptado).

TEXTO II

Um cidadão integral pode ser definido por nada mais nada menos que pelo direito de administrar justiça e exercer funções públicas; algumas destas, todavia, são limitadas quanto ao tempo de exercício, de tal modo que não podem de forma alguma ser exercidas duas vezes pela mesma pessoa, ou somente podem sê-lo depois de certos intervalos de tempo prefixados.
ARISTÓTELES. Política. Brasília: UnB, 1985.

Comparando os textos l e II, tanto para Tucídides (no século V a.C.) quanto para Aristóteles (no século IV a.C.), a cidadania era definida pelo(a)
a) prestígio social.
b) acúmulo de riqueza.
c) participação política.
d) local de nascimento.
e) grupo de parentesco.

2. (Enem 2010) “Pecado nefando” era expressão correntemente utilizada pelos inquisidores para a sodomia. Nefandus: o que não pode ser dito. A Assembleia de clérigos reunida em Salvador, em 1707, considerou a sodomia “tão péssimo e horrendo crime”, tão contrário à lei da natureza, que “era indigno de ser nomeado” e, por isso mesmo, nefando.

NOVAIS, F.; MELLO E SOUZA L. História da vida privada no Brasil. V. 1. São Paulo: Companhia das Letras. 1997 (adaptado).

O número de homossexuais assassinados no Brasil bateu o recorde histórico em 2009. De acordo com o Relatório Anual de Assassinato de Homossexuais (LGBT – Lésbicas, Gays, Bissexuais e Travestis), nesse ano foram registrados 195 mortos por motivação homofóbica no
País.

Disponível em: www.alemdanoticia.com.br/utimas_noticias.php?codnoticia=3871.
Acesso em: 29 abr. 2010 (adaptado).

A homofobia é a rejeição e menosprezo à orientação sexual do outro e, muitas vezes, expressa-se sob a forma de comportamentos violentos. Os textos indicam que as condenações públicas, perseguições e assassinatos de homossexuais no país estão associadas
a) à baixa representatividade política de grupos organizados que defendem os direitos de cidadania dos homossexuais.
b) à falência da democracia no país, que torna impeditiva a divulgação de estatísticas relacionadas à violência contra homossexuais.
c) à Constituição de 1988, que exclui do tecido social os homossexuais, além de impedi-los de exercer seus direitos políticos.
d) a um passado histórico marcado pela demonização do corpo e por formas recorrentes de tabus e intolerância.
e) a uma política eugênica desenvolvida pelo Estado, justificada a partir dos posicionamentos de correntes filosófico-científicas.

3. (Enem 2009) Segundo Aristóteles, “na cidade com o melhor conjunto de normas e naquela dotada de homens absolutamente justos, os cidadãos não devem viver uma vida de trabalho trivial ou de negócios — esses tipos de vida são desprezíveis e incompatíveis com as qualidades morais —, tampouco devem ser agricultores os aspirantes à cidadania, pois o lazer é indispensável ao desenvolvimento das qualidades morais e à prática das atividades políticas”.
VAN ACKER, T. Grécia. A vida cotidiana na cidade-Estado. São Paulo: Atual, 1994.

O trecho, retirado da obra Política, de Aristóteles, permite compreender que a cidadania
a) possui uma dimensão histórica que deve ser criticada, pois é condenável que os políticos de qualquer época fiquem entregues à ociosidade, enquanto o resto dos cidadãos tem de trabalhar.
b) era entendida como uma dignidade própria dos grupos sociais superiores, fruto de uma concepção política profundamente hierarquizada da sociedade.
c) estava vinculada, na Grécia Antiga, a uma percepção política democrática, que levava todos os habitantes da pólis a participarem da vida cívica.
d) tinha profundas conexões com a justiça, razão pela qual o tempo livre dos cidadãos deveria ser dedicado às atividades vinculadas aos tribunais.
e) vivida pelos atenienses era, de fato, restrita àqueles que se dedicavam à política e que tinham tempo para resolver os problemas da cidade.

Respostas

01- C , 02- C , 03- B

Fontes

Politize, link: https://www.politize.com.br/por-que-e-importante-cidadania/

Brasil escola, link: https://meuartigo.brasilescola.uol.com.br/educacao/o-papel-escola-na-formacao-cidadao.htm

Fim do post sobre O que é cidadania

Obrigada por ter acompanhado esse post sobre O que é cidadania. Espero que tenha gostado do conteúdo e que tenha sido útil para sua persquisa ou complementar seus planos de aula.

Deixe seus comentários e suas ideias para o Demonstre. Estamos abertos a suas contribuições!

Add Comment