O que é Comunismo?

0
1007
O que é Comunismo? 2

Você sabe o que é Comunismo? Começamos uma nova série com uma responsabilidade fora do comum, que é a apresentar e conceituar dúvidas constantes no dia a dia escolar e cotidiano do aluno e professor.

O que é Comunismo?

Muitas pessoas acabam confundindo Comunismo com Socialismo, por se tratarem de ideologias com fundamentos parecidos. Entretanto, o contexto de surgimento do Comunismo é muito diferente, o que acaba alterando algumas coisas em sua estrutura.

Mas afinal, o que é Comunismo? De acordo com o site “Politize!”, o Comunismo é uma ideologia política e socioeconômica que visa uma sociedade igual para todos, extinguindo a propriedade privada e as classes sociais, estabelecendo mudanças também para o Estado. Quem lê isso, pode até pensar “essa ideologia já era discutida muito antes”, entretanto, os principais teóricos relacionados ao Comunismo se tratam de Engels e Karl Marx, dois sociólogos/filósofos do socialismo científico, uma corrente de pensamento que via no Estado o maior causador de desigualdades sociais, sendo a revolução na classe de trabalhadores o único meio de subverter essa condição.

Ou seja, a diferença que podemos estabelecer entre Socialismo e Comunismo é que o primeiro é apenas uma etapa para se chegar ao Comunismo. Nesse sistema, o Estado permaneceria no poder mas seria orientado pela classe de trabalhadores – ou proletariado, como classificado por Marx – sendo a distribuição de bens dada de maneira igualitária e cooperativa, diminuindo assim, as desigualdades sociais.

O que é Comunismo e sua Relação com o meio escolar

É importante abordar essa ideologia política em sala de aula, pois o Comunismo traz um ideal de igualdade e cooperatividade, para além da noção de Estado e Poder, essenciais para que um cidadão compreenda seu papel como indivíduo político e responsável pelo seu destino e o de seu país.

O que é Comunismo: Pontos Positivos e Negativos

Pontos Positivos do Comunismo

  • Estabelece uma consciência entre os estudantes de cooperatividade, através da noção de Revolução estabelecida por Karl Marx, visto que esse difundia a união da classe de trabalhadores contra o Estado e o sistema capitalista como única maneira de subverter o quadro de exploração e pobreza.
  • Tema essencial para que os alunos compreendam seu papel na política, formando indivíduos que não vêem no Estado uma ferramenta inteiramente responsável por guiar o país.
  • Saber diferenciar a ideologia socialista da ideologia comunista.

Pontos Negativos do Comunismo

  • Em tempos de repressão política, é provável que algumas escolas evitem a abordagem de determinados assuntos. Infelizmente a única saída para os docentes é buscar um acordo com a escola de modo que compreendam a importância do assunto em sala de aula, principalmente para a formação do senso crítico dos estudantes, algo que vai além de qualquer opinião política pessoal.

Proposta de aula para trabalhar sobre Comunismo em sala de aula:

Tema:

Comunismo

Objetivos  da aula sobre Comunismo:

Objetivos gerais da aula sobre Comunismo:

Saber diferenciar o que é Socialismo e o que é Comunismo e compreender as nuances presentes nessa ideologia, de modo que o aluno possa formular seu próprio senso crítico acerca do assunto e se enxergue na discussão como indivíduo politicamente ativo e participante.

Objetivos específicos da aula sobre Comunismo:

Levar o assunto de maneira didática para a sala de aula, visando uma compreensão atual do que é Estado e porque é um assunto tão presente em discussões sobre Socialismo e Comunismo, atrelando a debates recentes acerca de diferentes perspectivas sobre o assunto.

Conteúdo da aula sobre Comunismo:

Vídeo 1: https://www.youtube.com/watch?v=44nvPRGn1Z8

Vídeo 2: https://www.youtube.com/watch?v=pgXgjD3Mr-E

Texto 1: http://www.politize.com.br/comunismo-o-que-e/

Texto 2: http://brasilescola.uol.com.br/historiag/comunismo.htm

Metodologia da aula sobre Comunismo:

Valer-se dos vídeos explicativos sobre o assunto é uma maneira de aproximar o estudante do debate, de modo que este não acabe sentindo um estranhamento. Em seguida, procurar instigar os alunos a pensar sobre o Comunismo atrelando a assuntos da atualidade, como a questão da desigualdade social (pobreza, exclusão, falta de oportunidades) e a maneira como isso pode ser mudado com base naquilo que a ideologia comunista defende. O livro didático certamente tem atividades sobre o assunto, mas é interessante que o professor se esforce em realizar atividades lúdicas em sala de aula, para que o aluno se sinta estimulado a compreender o conteúdo e aplicá-lo em sua vida, tanto no ambiente escolar como nas relações interpessoais.

Referências:

Anúncios do Demonstre que vão te interessar:

Primeiro anúncio:

Estamos com o nosso aplicativo de formação de professores baseado em QUIZ já na Google Play. Baixe agora e teste suas habilidade docentes.

https://play.google.com/store/apps/details?id=com.demonstre.quizapp

O aplicativo é gratuito e recebe um teste novo por semana. Ideal para quem quer revisar o conteúdo ou estudar para concurso.

Obs: o aplicativo é preparado com uma metodologia baseada em reflexão de tarefa, então, cada questão e resposta são apresentadas de maneira a validar e construir o conhecimento do usuário.

Segundo anúncio:

Compre o nosso ebook de atividades educativas para o mês de julho. Material 100 ilustrado, com atividades e roteiros de atividades únicas e focadas no ensino de leitura e escrito:

31 atividades escolares para o mês de julho

Clique aqui ou na imagem para comprar o ebook por apenas 10 reais!

Terceiro anúncio:

Continuamos com o projeto Poema de bom dia firme e forte, com mais de 30 publicações. Para ter acesso basta visitar o canal do Demonstre no Youtube: https://www.youtube.com/user/demonstrec ou clicar no play aqui na nossa playlist:

Para enviar o seu poema, basta encaminhar o mp3 + o texto para o e-mail: [email protected].

Filmes sobre Comunismo

Frida, 2002.

 

Esse filme de 2002, dirigido por Julie Taymor e estrelado por Salma Hayek e Antonio Banderas narra a trajetória da artista plástica mexicana Frida Kahlo, que manteve relacionamento aberto com o também pintor mexicano Diego Rivera. O auge da trama, porém, se dá quando o casal recebe por uns tempos um exilado da União Soviética, ninguém menos do que Leon Trotsky, com quem Frida terá um tórrido romance.

O encouraçado Potenkin, 1925.

Lançado pelo regime soviético em 1925, esse filme de propaganda representa uma obra magistral do cinema mudo, independente de ideologia. Falando apenas da arte. E a arte está presente em cada cena, cada atuação, cada tomada. O filme tem como base um fato real, o levante de um grupo de marinheiros em 1905, que se recusou a comer carne podre. E deste fato, o filme parte para se tornar uma obra arrebatadora sobre a força das massas diante das injustiças. Uma verdadeira obra-prima que deve ser assistida, independente da sua ideologia política.

Livros sobre Comunismo:

A história do Comunismo contada aos doentes mentais

Autor: Matéi Visniec

O livro narra a trajetória do premiado escritor Iuri Petrovski por um hospício, semanas antes da morte de Stalin, em 1953. O ambiente mistura pacientes reais e opositores políticos internados pelo regime, enquanto o culto à imagem do ditador permeia o enredo. Iuri é convidado a escrever de forma poética e sensível sobre a história do comunismo e a Revolução de Outubro na Rússia.

Manifesto do Partido Comunista

Autor: Karl Marx

Sinopse: Conheça mais sobre a publicação de um dos tratados políticos de maior influência no mundo. O manifesto comunista idealizado por Karl Max e Friedrich Engels, foi publicado pela primeira vez em 1848. Foi escrito com base em reuniões de comunistas de diversos locais, e traduzido e publicado em vários idiomas.

Questionário:

1 – “Homem livre e escravo, patrício e plebeu, senhor e servo, mestre de corporação e companheiro, numa palavra, o opressor e o oprimido permaneceram em constante oposição um ao outro, levada a efeito numa guerra ininterrupta, ora disfarçada, ora aberta, que terminou, cada vez, ou pela reconstituição revolucionária de toda a sociedade ou pela destruição das classes em conflito. Desde as épocas mais remotas da história, encontramos, em praticamente toda parte, uma complexa divisão da sociedade em classes diferentes, uma gradação múltipla das condições sociais. Na Roma Antiga, temos os patrícios, os guerreiros, os plebeus, os escravos; na Idade Média, os senhores, os vassalos, os mestres, os companheiros, os aprendizes, os servos; e, em quase todas essas classes, outras camadas subordinadas.” (Manifesto Comunista)

De acordo com o que foi defendido no Manifesto Comunista de 1848, Marx e Engels propunham que o motor da História da humanidade era:

a) a predestinação divina.

b) a evolução material da sociedade.

c) as ideias desenvolvidas pelos homens.

d) a luta de classes.

e) o desenvolvimento das forças produtivas.

2 – (PUC-Minas) O chamado socialismo científico, formulado por Marx e Engels no século XIX, propunha:

a) a superação do capitalismo pela ação revolucionária dos trabalhadores, aglutinados em torno de uma organização de pessoas livremente associadas.

b) a redução do papel do Estado na economia para efetivar o controle direto pelo proletariado sobre os meios de produção.

c) a supressão de toda legislação trabalhista e social, tida como mecanismo de alienação e cooptação do proletariado.

d) a realização de sucessivas reformas na estrutura capitalista, possibilitando a gradativa implantação do comunismo avançado.

3 – Leia o trecho abaixo do Manifesto do Partido Comunista, escrito em 1848, por Karl Marx e Fredrich Engels.

Onde quer que tenha assumido o poder, a burguesia pôs fim a todas as relações feudais, patriarcais e idílicas. Destruiu impiedosamente os vários laços feudais que ligavam o homem e seus “superiores naturais”, deixando como única forma de relação de homem a homem o laço do frio interesse, o insensível “pagamento à vista”. Afogou os êxtases sagrados do fervor religioso, do entusiasmo cavalheiresco, do sentimentalismo pequeno-burguês nas águas gélidas do cálculo egoísta. Fez da dignidade pessoal um simples valor de troca e em nome das numerosas liberdades conquistadas estabeleceu a implacável liberdade de comércio. Em suma, substitui a exploração, encoberta pelas ilusões religiosas e políticas, pela exploração aberta, única, direta e brutal.”

Sobre o trecho acima, é possível afirmar que:

a) somente com a burguesia que as relações de exploração se tornaram reais.

b) antes da ação da burguesia, as relações de exploração eram encobertas pela religião e pela política.

c) a burguesia é imoral por acabar com a dignidade pessoal dos seres humanos.

d) a burguesia, ao retirar o véu político e religioso da exploração, atuou de forma reacionária.

Respostas :

1 – d, 2 – a, 3 – b.

Fontes:

Politize!, link: http://www.politize.com.br/comunismo-o-que-e/

Exercícios Mundo Educação, link: http://exercicios.mundoeducacao.bol.uol.com.br/exercicios-historia/exercicios-sobre-manifesto-comunista-marx-engels.htm#resposta-592

Música e Cinema, link: http://musicaecinema.com/filmes-sobre-comunismo/

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.