O que fazer em Bélem – Pará

0

Como sabemos o mundo é um lugar cheio de diversidades, com lugares exuberantes, com diversas culturas, e modo de ser viver. Em meio a lugares remotos sempre á pontos turísticos que encanta e fascina facilmente, com suas belezas.

Belém – Pará

Belém (inicialmente Santa Maria de Belém do Pará e frequentemente chamada de Belém do Pará) é um município brasileiro e capital do estado do Pará, situado na região Norte do país. A cidade foi fundada em 12 de janeiro de 1616 pelos portugueses, desenvolvendo-se às margens da baía Guajará (Paraná-Guaçu). É uma cidade histórica e portuária, localizada ao extremo nordeste da maior floresta tropical do mundo, sendo a capital mais chuvosa do Brasil devido a seu clima equatorial, influenciada diretamente pela Amazônia. Belém possui uma área de 1 059,458 km² e uma altitude de dez metros ao nível médio do mar, estando a cerca de 2 140 km da capital federal, Brasília.

O que fazer em Bélem - Pará
O que fazer em Bélem – Pará

É o município mais populoso do Pará e o segundo da região Norte com uma população de 1 485 732 habitantes, segundo estimativa do IBGE em 2018, e o 12º município mais populoso do Brasil. Ocupa a 22ª posição no ranking de IDH por capital (0,746, alto) e a sexta posição na lista de maiores IDH da região Norte – 3º maior IDH por capital por região.

10 Pontos Turísticos de Belém:

Forte do Presépio

O Forte do Presépio, também conhecido como Forte do Castelo, foi levantado em 1616 (mesmo ano de fundação da cidade) para conter ataques indígenas e de corsários ingleses e holandeses que rondavam a região.

O Forte do Castelo do Senhor Santo Cristo do Presépio de Belém, popularmente referido como Forte do Castelo, localiza-se sobre a baía do Guajará, na ponta de Maúri à margem direita da foz do rio Guamá, na cidade de Belém no estado brasileiro do Pará. Dominando a entrada do porto e o canal de navegação que costeia a ilha das Onças.

O que Fazer no Forte do Presépio:

Constitui-se num dos mais procurados pontos turísticos da cidade, por sua localização privilegiada e seu sentido histórico. Integrante do complexo arquitetônico e religioso da cidade velha, a Feliz Lusitânia.

Curiosidades do Forte do Presépio:

Ao longo dos anos passou por várias transformações e atualmente abriga o Museu do Forte do Castelo de São Jorge que exibe objetos indígenas e cerâmica marajoara com foco na colonização da Amazônia. Também estão expostos fragmentos de artefatos encontrados durante as escavações realizadas para a restauração do local.

Como Chegar no Forte do Presépio:

Localizado na Praça Frei Caetano Brandão, s/nº, Belém. Funciona  de terça a sexta-feira, das 10h às 15h. Sábado e domingo, das 9h às 13h

Casa das Onze Janelas

Casa das Onze Janelas ou Palacete das Onze Janelas ou Museu de Arte Casa das Onze Janelas é um edifício histórico da cidade brasileira de Belém, no estado do Pará.

Trata-se do Museu de Arte Moderna e Contemporânea mais importante da cidade de Belém e do Estado do Pará e também um ponto turístico da cidade de Belém, construída no século XVIII como moradia por Domingos da Costa Barcelar, senhor de engenho. Hoje em dia, desde 2002, a edificação abriga o Museu de Arte Casa das Onze Janelas.

O que Fazer na Casa das Onze Janela:

Ao longo do tempo, com intervenções para valorizar a cultura regional, o edifício hoje é utilizado como museu para exposição de esculturas, artigos que compuseram a história local e galeria para exibição temporária. A história da Casa das Onze Janelas foi enriquecida durante o seu uso. Por sofrer várias mudanças de proprietário, teve seu espaço utilizado para outras funções, porém, que puderam enriquecer o passado do imóvel.

Curiosidades da Casa das Onze Janela:

A Casa das Onze Janelas, ou O Palacete das Onze Janelas é uma construção da metade do século XVII e tinha como objetivo servir de residência para um rico senhor de engenho de açúcar, Domingos da Costa Bacelar. O objetivo da habitação era para servir de ponte para o proprietário entre o interior, onde morava, e Belém, a capital, utilizado mais nos fins de semana.

Como Chegar na Casa das Onze Janela:

A área que envolve a Casa das Onze Janelas possui um conjunto de equipamentos culturais, como o Jardim de Esculturas, o Navio Corveta e o palco, que se projeta sobre a baía. Da área da Casa aprecia-se ainda uma bela vista da Baía do Guajará e do Mercado de Ver-o-Peso.

Mercado Ver-o-Peso

Com posição estratégica na desembocadura do Amazonas, Belém era o maior entreposto comercial da região de produtos extraídos da região amazônica (drogas do sertão) com destino aos mercados locais e internacionais, de carne com preço baixo dos rebanhos na Ilha do Marajó, e ponto de chegada dos produtos europeus. Então em 1625, na área do igarapé do Piri (no atual Mercado Ver-o-Peso), os portugueses instalaram o posto de fiscal comercial Casa de Haver o Peso, para controle do peso e, arrecadação de tributos dos gêneros trazidos para a sede da Capitania do Grão-Pará (Estado do Maranhão), concedido por provisão real à Câmara de Belém.

O complexo passou por duas grandes reformas. A primeira em 1985, na administração municipal de Almir Gabriel, com melhorias no: Mercado de Ferro, Solar da Beira (sendo transformado em restaurante e espaço cultural), a Praça do Pescador e, a feira livre do mercado. Ocorreu também a construção da Praça dos Velames e montagem de barracas padronizadas. Em 1998 e 2002, ocorreu a segunda reforma em etapas, sob administração municipal de Edmilson Rodrigues, com intervenção geral na feira, contemplando aspectos paisagístico do local e qualificatórios dos feirantes.

O que Fazer no Mercado Ver-o-Peso:

Ponto turístico, cultural e econômico da cidade de Belém, formado pelo Mercado de Ferro, Praça do Pescador, Doca das Embarcações, Pedra do Peixe e, Feira Livre – considerado a maior feira ao ar livre da América Latina – que abastece a cidade com variados tipos de gêneros alimentícios e ervas medicinais, vindos das ilhas circunvizinhas à capital e dos municípios do interior, fornecidos por via fluvial.

Curiosidades do Mercado Ver-o-Peso:

O Mercado Ver-o-Peso é, sem dúvida, um dos mais famosos pontos turísticos de Belém. A maior feira aberta da América Latina e o mais conhecido cartão postal da cidade. Em sua marcante estrutura de ferro trazida da Europa no século 19 ficam barracas que vendem os mais diversos produtos: frutas regionais, raízes, temperos, ervas, óleos medicinais, artesanato e muita comida típica, como tacacá e maniçoba.

Como Chegar no Mercado Ver-o-Peso:

Situado na cidade brasileira de Belém, no estado do Pará, localizado na Avenida Boulevard Castilhos França, no bairro da Campina, às margens da baía do Guajará. Funciona de terça a sexta-feira, das 10h às 18h. Sábado e domingo, das 10h às 14h.

Basílica de Nazaré

Durante o Círio de Nazaré a chamada Imagem Peregrina (uma réplica da imagem encontrada por Plácido, esculpida na década de 1960 pelo italiano Giacomo Muzner, com traços das mulheres amazônicas) sai da Catedral Metropolitana de Belém e segue em procissão até a Basílica.

O atual templo, marcado por diversos estilos arquitetônicos, cujos mais fortes são o neoclássico e o eclético, começou a ser construído em 1909, com a colocação de sua pedra fundamental em 24 de outubro daquele ano pelo então arcebispo de Belém Dom Santino Maria Coutinho. Na ocasião, o poeta maranhense Euclides Farias apresentou ao público o hino “Vós sois o lírio mimoso”, que se tornou o hino oficial em louvor à Virgem de Nazaré, por lei considerada como “Rainha da Amazônia”, e que os carrilhões da Basílica tocam todos os dias, às 6h, 12h e 18h.

O que Fazer na Basílica de Nazaré:

A Basílica de Nazaré é o ponto de chegada do Círio de Nazaré, a maior procissão religiosa do Brasil que acontece sempre no segundo domingo de outubro. Segue o modelo da Basílica de São Paulo, em Roma, em estilo neoclássico. A santa padroeira da igreja fica no topo do altar, protegida por um vidro blindado. Dá para participar da missa também, caso queira. Na praça em frente, há uma réplica, onde fiéis amarram fitinhas e fazem pedidos.

Curiosidades da Basílica de Nazaré:

A Basílica de Nazaré é a única basílica da Amazônia Brasileira. Sua história, seu simbolismo e sua importância religiosa exercem uma profunda influência no imaginário religioso paraense. Elevada no dia 31 de maio de 2006 à categoria de Santuário Mariano Arquidiocesano, passou a denominar-se Basílica Santuário de Nossa Senhora de Nazaré. E em 1992, a Basílica foi colocada entre as construções tombadas pelo Patrimônio Histórico do Estado do Pará. Está à frente, na administração, os padres Barnabitas

Como Chegar na Basílica de Nazaré:

Localizado na Praça Justo Chermont, s/nº, Belém. A Basílica Santuário de Nossa Senhora de Nazaré começou a ser erguida em 1909, no lugar onde foi encontrada a imagem de Nossa Senhora de Nazaré por Plácido José de Souza (cujas origens são controversas, havendo versões de que se trataria de um fidalgo) na cidade de Belém, no estado do Pará, às margens do Igarapé Murututu

 Estação das Docas

A Estação foi resultado de um trabalho de restauração dos armazéns do porto da capital paraense. Originalmente foram três galpões de ferro inglês, exemplo da arquitetura característica da segunda metade do século XIX.

Os guindastes externos foram fabricados nos Estados Unidos, no começo do século XX. Já a máquina a vapor em meados de 1800, fornecia energia para os equipamentos do porto.

O que Fazer na  Estação das Docas:

O complexo congrega diversos aspectos, entre eles: gastronomia, cultura, moda e eventos. São 32 mil metros quadrados divididos em três armazéns e um terminal de passageiros, uma janela para Baía do Guajará e a ilha das onças.

Curiosidades da  Estação das Docas:

As ruínas do Forte de São Pedro Nolasco, onde foi construído um Anfiteatro, foram originalmente construídas para a defesa da orla em 1665. O espaço foi destruído após o Movimento da Cabanagem, em 1825, e revitalizado para a inauguração da Estação.

Como Chegar na  Estação das Docas:

Localizado na Avenida Boulevard Castilho França, s/nº, Belém. Funciona de segundas-feiras, das 10h à 0h. Terças e quintas, das 10h à 1h. Sextas-feiras e sábados, das 10h às 3h, e aos domingos, das 10h à 0h.

Mangal das Garças

O Mangal das Garças, inaugurado em 12 de janeiro de 2005, está localizado às margens do rio Guamá, em pleno centro histórico de Belém do Pará, no entorno do Arsenal da Marinha.

O parque ecológico é resultado da revitalização de uma área de 40.000 m², uma síntese do ambiente amazônico no coração da capital paraense. As matas de várzea, os animais da região e mais de trezentas espécies de árvores nativas estão presentes no espaço.

O que Fazer no Mangal das Garças:

São quase 40.000 m² de área verde, composto por um mirante de 47 metros de altura, viveiro de pássaros, borboletário, loja de plantas e o restaurante Manjar das Garças. O parque naturalístico apresenta as diferentes macrorregiões florísticas do Estado, ou seja, as matas de terra firme, as matas de várzea e os campos.

Curiosidades do Mangal das Garças:

O Parque Naturalístico Mangal das Garças foi criado pelo Governo do Pará em 2005 e é o resultado da revitalização de uma área de cerca de 40.000 metros quadrados às margens do Rio Guamá, nas franjas do centro histórico de Belém. O que antes era uma área alagada com extenso aningal transformou-se em mais um belo recanto de Belém.

Como Chegar no Mangal das Garças:

O pré-requisito era o aproveitamento máximo das condições paisagísticas da área. A ideia, representar as diferentes macrorregiões florísticas do Pará: as matas de terra firme, as matas de várzea e os campos, com sua fauna. Com lagos, aves, vegetação típica, equipamentos de lazer, restaurante, vistas espetaculares da cidade e do rio, o Mangal das Garças logo se tornou um dos pontos turísticos mais elogiados de Belém.

Theatro da Paz

O Theatro da Paz, nome dado pelo Bispo da época Dom Macedo Costa, em homenagem ao fim da guerra do Paraguai, porém sua nomenclatura foi modificada a pedido do próprio Bispo, ao ver que o nome de “Nossa Senhora” seria indigno figurar na cidade um espaço onde se tinha apresentações mundanas e sem representação eclesiástica alguma, localiza-se na cidade de Belém, no estado do Pará, no Brasil, construído com recursos auferidos da exportação de látex, no Ciclo da Borracha.

Mantinha o status de maior teatro da Região Norte, até ser ultrapassado pelo Teatro Estadual Palácio das Artes Rondônia, e um dos mais luxuosos do Brasil, com cerca de 140 anos de história, além de também ser considerado um dos teatros-monumentos do país, segundo o IPHAN.

O que Fazer no Theatro da Paz:

Localizado na Praça da República, oTheatro da Paz é lindo, um dos mais bacanas do Brasil. Construído em 1870, conta com materiais e objetos decorativos trazidos da Europa, como o lustre e as estátuas de bronze francesas e o piso de pedras portuguesas. Tem um tour guiado para quem quiser conhecer o interior do teatro.

Curiosidades do Theatro da Paz:

Inaugurado em 15 de fevereiro de 1878, o teatro possui linhas neoclássicas e foi construído no período áureo da exploração da borracha na Amazônia. O seu nome foi sugerido pelo bispo D. Macedo Costa, o qual também lançou a pedra fundamental do edifício, em 3 de março de 1869. Para o lançamento oficial do teatro, foi encenada a produção do dramaturgo francês Adolphe d’Ennery, As duas órfãs, pela companhia do pernambucano Vicente Pontes de Oliveira.

Como Chegar no Theatro da Paz:

Localizado na Rua da Paz, s/nº, Praça da República, Belém. Funciona: De terça a sexta-feira, das 9h às 17h. Sábado, das 9h às 12h. Domingo, das 9h às 11h. A Taxa de visitação: R$ 6.

Bosque Rodrigues Alves

O Jardim Botânico Bosque Rodrigues Alves ou Bosque Rodrigues Alves é uma área de preservação ambiental brasileira localizada no bairro Marco, Zona Leste de Belém. O espaço, inaugurado em 1883, abriga mais de 80 mil espécies de flora e fauna e recebe, em média, 20 mil visitantes por mês.

Terminado durante o governo Antônio Lemos, tornou-se símbolo do embelezamento da capital da Borracha na época, conservando até hoje estruturas originais do período em que foi erguido, como obras como o monumento aos Intendentes Municipais, a estátua aos legendários guardiões da floresta Mapinguari e Curupira, o quiosque chinês, o chalé de ferro, a Gruta de Pedra-Sabão e o portão monumental da entrada principal.

O que Fazer no Bosque Rodrigues Alves:

A fauna é exclusivamente constituída por animais originários da floresta amazônica, tendo animais em cativeiro, ou semi cativeiro, alguns poucos em liberdade, como as pacas; A fauna constitui vários mamíferos, anfíbios, repteis e insetos. Possui um viveiro de pássaros e abriga diversos animais em extinção (criando programas de preservação ambiental das espécies ameaçadas). Podem-se observar, logo em primeira vista, araras, macacos-prego, tucanos, jandaias-verdadeiras, garças, periquitos-de-asa-branca, jabutis, jacarés, papagaios e ararajubas. E outras espécies em liberdade, como: cutias, macacos-de-cheiro e preguiças.

Curiosidades do Bosque Rodrigues Alves:

Contém uma área de 150 mil metros quadrados, é uma área retangular que preserva parte da natureza originária daquela área antes da expansão de Belém na década de 1950, contendo por volta de 85 mil espécies de animais e plantas, sendo que quase a totalidade é recoberta de área preservada, sendo o resto coberto por edificações históricas e vias de exploração.

Como Chegar no Bosque Rodrigues Alves:

Quase um pedaço da floresta amazônica dentro da cidade com mais de 2 mil espécies da flora amazônica, o Bosque Rodrigues Alves tem ainda um orquidário e viveiro de animais. Dá para percorrer trilhas avistando araras, macacos, jacarés, tartarugas e peixes-boi. Localizado na Avenida Almirante Barroso, 230 – Belém – PA.

Espaço São José Liberto

Espaço São José Liberto ou Polo Joalheiro é um espaço localizado em Belém do Pará que foi concebido para abrigar setores criativos e categorias culturais, como patrimônio, expressões culturais, artes de espetáculo, criações culturais e funcionais.

O espaço abriga diversas organizações e outros espaços, como a Capela São José, que deu origem ao espaço como um todo; uma ourivesaria, que compõe o polo joalheiro; a “Casa do Artesão”, o Museu de Gemas do Pará; o Anfiteatro Coliseu das Artes; o Memorial da Cela; e o Jardim da Liberdade.

O que Fazer no Espaço São José Liberto:

O espaço tem sua origem na capela construída em 1749, pelos frades capuchos de Nossa Senhora da Piedade, como Convento de São José, para promover as missões no Brasil. Em 2002, deu lugar ao espaço São José. É o antigo convento de São José construído em 1749 pelos frades capuchos da Piedade, para promover as missões de evangelização em território brasileiro. Com a expulsão dos jesuítas do Brasil, por Marquês de Pombal devido divergências comerciais, o governo tomou posse do convento, que teve diversas funções ao longo de dois séculos, como: olaria; quartel do Batalhão de Pedestres; quartel do Esquadrão de Cavalaria (em 1804 durante governo de D. Marcos de Noronha); depósito de pólvora; hospital (em 1835 durante a Cabanagem), e; cadeia pública.

Curiosidades do Espaço São José Liberto:

Foram mais de 100 anos como local de privação da liberdade, tanto para presos de justiça como para presos políticos. Desativado pelo governo do Estado no final dos anos 1980, o prédio foi totalmente restaurado. Renasceu como Espaço São José Liberto, abrigando o Museu de Gemas do Pará, o Polo Joalheiro e a Casa do Artesão.

Como Chegar no Espaço São José Liberto:

No novo espaço, a Capela se destaca com seu Cristo suspenso, as paredes originais de pedra e a pintura de estrelas no teto. Espaço dedicado a celebrações religiosas, a Capela também é palco de apresentações de música erudita e instrumental, saraus literários, lançamentos de livros e outros eventos artísticos. Fica localizado (Praça Amazonas, s/nº): prédio de 1749, onde já funcionou também um presídio até o ano 2000.

Catedral da Sé

A primeira igreja de Belém foi construída provisoriamente dentro do Forte do Presépio e já era dedicada a Nossa Senhora da Graça. Poucos anos depois foi transferida para o atual Largo da Sé, numa construção precária, já dedicada a Santa Maria de Belém. No século seguinte, em 1719, a Diocese do Maranhão é desmembrada a pedido de D. João V e Belém passa a sediar a recém-criada Diocese do Pará, ganhando direito a honras de Sé Episcopal a sua igreja matriz.

Após vários anos sem que fosse submetida a medidas sérias de conservação, o que deteriorou bastante alguns de seus aspectos estruturais e artísticos, a Catedral Metropolitana de Belém foi, enfim, submetida a restauração, em 2005, sendo reaberta ao público no dia 1º de setembro de 2009.

O que Fazer na Catedral da Sé:

A catedral é parte importante da tradicional celebração do Círio de Nazaré, maior procissão do mundo ocidental. Após uma missa na catedral, a imagem de Nossa Senhora de Nazaré parte em procissão da catedral até a Basílica de Nossa Senhora de Nazaré, acompanhada por centenas de milhares de pessoas.

Curiosidades da Catedral da Sé:

Parte da arquitetura da catedral é atribuída ao arquiteto italiano Antônio José Landi, como a fachada com o coroamento das duas grandes torres, os relógios da Catedral são importados da Europa e foram instaladas no templo em 1772. A Catedral da Sé possuí belíssimos desenhos feitos pelo arquiteto Landi, também guarda belíssimas telas criadas por renomados artistas europeus do século XVIII, localizados nos seus dez altares laterais, além de 28 candelabros de bronze, vitrais religiosos de grande valor artístico e possuí conta com um belo órgão francês do século XIX, um verdadeiro tesouro da história de Belém.

Como Chegar na Catedral da Sé:

A Catedral Metropolitana de Belém ou simplesmente Catedral da Sé é uma igreja católica de estilo neoclássico e barroco. É a sede da Arquidiocese de Belém, na cidade de Belém do Pará e parte integrante do complexo histórico e religioso da cidade velha, denominado Feliz Lusitânia.

FIM

Hoje o demonstre vai trazer para você, os melhores pontos turísticos de “Belém” com costumes e convivência do povo local. Portanto esperamos que você acompanhe e curta bastante o conteúdo, aproveite e compartilhe com seus amigos para tornar nossa página ainda melhor.

Veja também: https://demonstre.com/10-filmes-de-cavalo/

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.