in , , , ,

os viajantes e a árvore

os viajantes e a árvore 7

Os viajantes e a árvore, ao ser contada, ilustra muito bem a realidade que muitos enfrentam. Eles oferecem tudo o que possuem para ajudar alguém, no final, o desprezo é tudo o que lhes resta.

Saber reconhecer os mínimos favores é uma virtude, assim como, ser ingrato após desfrutar dos benefícios é um terrível defeito! Portanto, vamos refletir com a fábula adiante e sermos mais agradecidos!

os viajantes e a árvore 1os viajantes e a árvore 2os viajantes e a árvore 3

 

Os viajantes e a árvore – Fábula de Esopo

Conta-se  que dois homens cansados, após longa caminhada, debaixo de um forte sol do meio dia, decidiram parar para  descansarem debaixo de  uma imensa árvore, que estava plantada à beira da estrada.

os viajantes e a árvore 4

Após se acomodarem, sob aquela refrescante e deliciosa sombra, e portanto, já estarem aliviados  do  calor ardente, um daqueles homens começou a observar a árvore, e logo  reconheceu sua qualidade, mas, não foi gentil pela sombra, antes murmurou:

– Meu caro amigo, que arvorezinha fútil é essa! Ela não produz fruto algum, e ainda olha só a sujeira que suas folhas fazem! (disse para o outro em tom de menosprezo!)

os viajantes e a árvore 5os viajantes e a árvore 6

-Tem razão compadre! Eu nem sei por quê nasce árvore desse tipo! Contudo né, vai fazer o quê?

os viajantes e a árvore 7os viajantes e a árvore 8

A árvore ouvindo o menosprezo e ingratidão dos humanos, disse para consigo mesma:

-“Criaturas ingratas!”, Eles estão aqui, “debaixo de minha refrescante e acolhedora sombra, e ainda se atrevem a dizer que sou inútil e improdutiva?”  Como os humanos não sabem valorizar a sombra que lhes acolhe!

os viajantes e a árvore 9

Triste a árvore foi perdendo suas folhas de tristeza, pelas palavras de gente muito ingrata com certeza!

Moral da História 1:

Alguns homens menosprezam os melhores benefícios que recebem apenas porque nada tiveram que pagar para deles usufruir…

Moral da História 2:
Pouco valor tem aquilo que não demanda esforço…

Autoria: Esopo  – Adaptação: Elaine Costa

Quem foi Esopo, autor da fábula: Os viajantes e a árvore

Essa fábula é atribuída à Esopo, um sábio e velho escravo da Grécia antiga, que educava o povo por meio de suas histórias e fabulas. Ele viveu no 6º século antes de Cristo, portanto em uma época de sábios gregos, mas, isso não impediu que Esopo fosse perseguido, contudo, sua sabedoria ficou registrada.os viajantes e a árvore 10

Exercícios de leitura para fundamental I

  1. O que essa triste fábula pode nos ensinar?
  2. Você tem costume de agradecer pelos favores que recebe? Ou coloca defeito em tudo?
  3. Você acha que as árvores podem ouvir?  Vamos pesquisar?
  4. Abaixo você terá um vídeo super top que comprova cientificamente que as árvores possuem sentimentos, não é demais?

Proposta de atividade/dinâmica: Os viajantes e a árvore

  1.  A proposta aqui é desafiar os alunos a levarem para escola, terra e semente.
  2. Incentive-os a plantar pequenas árvores, outras plantas e cultivá-las na escola.
  3. Colaborar para que a natureza não seja danificada é um gesto de bondade e sensibilidade, contudo, maltratá-las é falta de humanidade. Portanto, vamos protegê-las.

Fim

Gostou da fábula: Os viajantes e a árvore?  Se desejar ler mais fábulas de Esopo, temos diversas outras no blog, portanto, não perca tempo! Mergulhe no mundo de sabedoria, o qual pode ser encontrado, nas lições de moral, que embora sejam histórias infantis, carregam um mundo verdades, das quais todos nós precisamos conhecer!

Um grande abraço, e até a próxima!

Educação sexual - Por que tratar de sexo na escola?

Educação sexual – Por que tratar de sexo na escola?

100 frases de bruxas para se inspirar 4

100 frases de bruxas para se inspirar