Como sabemos, as plantas são de diferentes tipos e estão em diferentes lugares do planeta, e muita dessas plantas servem para uma grande quantidade de remédios, para diversas doenças. Sendo que elas são estudadas diariamente para melhorar a sua aplicação.

No entanto é um dos maiores e mais biodiversos grupos de seres vivos na Terra, as plantas verdes fornecem uma parte substancial do oxigênio molecular e são a base dos alimentos da maioria dos ecossistemas, especialmente dos terrestres.

E o demonstre está mostrando uma serie de lista de plantas, para que as pessoas possam conhecer um pouco mais sobre a diversidade da flora mundial.

Assim demonstre veio mostrar nesse poste uma lista recheada de “plantas ornamentais” na etapa 2, que podem ajudar as pessoas em seus problemas de saúde chegando até a curar algumas doenças que as pessoas enfrentam, ou apenas para deixar o planeta mais bonito.

Essas plantas ornamentais são de várias especies que de acordo com uma combinação de plantas, pode fazer uma grande transformação em determinada área.

Plantas Ornamentais

Plantas ornamentais, essas são um tipo de plantas que são muito diversificados, em vários fatores, como a cor, o tamanho, as flores, os frutos e te mesmo o tronco, mais tem a principal coisa incomum que é a perfeição.

Em sua maioria as plantas que são ornamentais, conseguem transformar lugares que estão em decadência, em lugares muito exuberantes.

Kaizuka – Plantas Ornamentais

O Kaizuka é uma pequena árvore de forma cônica ou colunar e de aspecto escultural e muito decorativo. Seus ramos são ramificados e compactos, com folhas pequenas e comprimidas, que lhe conferem uma textura bastante densa. Este cipreste ainda tem uma particularidade que encanta, suas formas espiraladas e retorcidas lembram um suspiro de confeitaria, caprichosamente esculpido. As folhas jovens, das pontas dos ramos, são alongadas, em forma de agulha e as adultas são escamosas, todas de coloração verde escura e brilhante.

Este cipreste aristocrático e charmoso é apropriado para jardins de estilo europeu e oriental. Suas formas esculturais são muito valorizadas quando plantado isolado e livre de podas, podendo alcançar 5 metros. Também presta-se para o cultivo em renques, formando belas cercas-vivas topiadas ou não, com excelente capacidade de isolar o jardim do pó e do ruído das ruas. De crescimento lento a moderado, adapta-se muito bem à vasos, inclusive é bastante utilizado na arte do bonsai.

Kaizuka- Ficha da Planta Ornamental

  • Nome Científico: Juniperus chinensis torulosa
  • Nomes Populares: Kaizuka, Caiazuka, Caizuca, Cipreste-kaizuka, Junípero-chinês, Kaiazuca
  • Família: Cupressaceae
  • Categoria: Arbustos, Árvores, Árvores Ornamentais, Cercas Vivas
  • Clima: Mediterrâneo, Oceânico, Subtropical, Temperado
  • Origem: Ásia, China, Japão
  • Altura: 3.0 a 3.6 metros, 3.6 a 4.7 metros
  • Luminosidade: Meia Sombra, Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve a Kaizuka

Também presta-se para o cultivo em renques, formando belas cercas-vivas topiadas ou não, com excelente capacidade de isolar o jardim do pó e do ruído das ruas.

Vídeo sobre a Kaizuka:

Vídeo que fala da planta no youtube.

Pinheiro-do-paraná- Plantas Ornamentais

Árvore símbolo do estado do Paraná, a araucária é reconhecida pela sua beleza, função ecológica e utilidade para o homem. Apesar de todas estas qualidades, é uma espécie em extinção. Seu porte é bastante grande, chegando aos 50 metros de altura. Diferencia-se de outros pinheiros pela sua estrutura em candelabro e pelos seus saborosos pinhões. Quando jovem, torna-se excelente árvore de natal.

Sua estrutura de candelabro vai se formando vagarosamente com o tempo. Os indivíduos podem ser machos ou fêmeas, não sendo hermafroditas como muitos outros pinheiros.

As fêmeas produzem pinhas que amadurecem lentamente e são compostas de numerosos pinhões. Os pinhões são sementes grandes e servem de alimento para diversas espécies, entre aves, animais selvagens e domésticos, inclusive o homem. Sua madeira presta-se para os mais diversos feitios, não sendo dura. Esta espécie é indicada para o reflorestamento de toda a região sul.

Pinheiro-do-paraná – Ficha da Planta Ornamental

  • Nome Científico: Araucaria angustifolia
  • Nomes Populares: Pinheiro-do-paraná, Araucária, Curi, Pinheiro-brasileiro, Pinheiro-caiová, Pinheiro-das-missões, Pinheiro-são-josé
  • Família: Araucariaceae
  • Categoria: Árvores, Árvores Frutíferas, Árvores Ornamentais
  • Clima: Subtropical, Temperado
  • Origem: América do Sul, Brasil
  • Altura: acima de 12 metros
  • Luminosidade: Meia Sombra, Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve o Pinheiro-do-paraná

É uma planta que serve como decoração de terrenos e fazendas.

Vídeo sobre o Pinheiro-do-paraná:

Vídeo que fala da planta no youtube.

Munguba – Plantas Ornamentais

A monguba é uma bela árvore tropical, de caule frondoso e copa arredondada, capaz de alcançar 18 metros de altura. Nas florestas tropicais podemos encontrá-la em ambientes brejosos, ou à margem de rios e lagos, o nome científico “aquatica” provém desta característica. Apresenta folhas grandes e palmadas, dividas em 6 a 9 folíolos verdes e brilhantes. As flores são muito bonitas e perfumadas, com longos estames de extremidade rosada e base amarela. Os frutos grandes e compridos, semelhantes ao cacau, contém paina sedosa e branca que envolve as sementes.

As mongubas são árvores de excelente efeito decorativo, amplamente utilizadas na arborização urbana e rural. As plantas jovens envasadas são excelentes para ambientes internos bem iluminados. Os países asiáticos são importantes produtores e exportadores da planta nesta forma. Ela é disposta nos ambientes de acordo com o feng shui e a ela é atribuída reputação de atrair dinheiro e prosperidade. É conhecida como money tree ou árvore-do-dinheiro.

Munguba – Ficha da Planta Ornamental

  • Nome Científico: Pachira aquatica
  • Nomes Populares: Munguba, Cacau-selvagem, Castanheira-da-água, Castanheiro-de-guiana, Castanheiro-do-maranhão, Falso-cacau, Mamorana, Monguba, Mungaba
  • Família: Bombacaceae
  • Categoria: Árvores, Árvores Frutíferas, Árvores Ornamentais
  • Clima: Equatorial, Subtropical, Tropical
  • Origem: América Central, América do Sul
  • Altura: 3.0 a 3.6 metros, 3.6 a 4.7 metros, 4.7 a 6.0 metros, 6.0 a 9.0 metros, 9.0 a 12 metros, acima de 12 metros
  • Luminosidade: Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve a Munguba

As sementes da monguba podem ser consumidas torradas, fritas ou assadas, e até trituradas como um sucedâneo do café ou chocolate, e diz-se que são muito saborosas.

Vídeo sobre a Munguba:

Vídeo que fala da planta no youtube.

Kiri-japonês – Plantas Ornamentais

O kiri-japonês é uma árvore decídua, pioneira, de sombra farta e florescimento ornamental. Ela é originária da China, Coréia e Japão e se difundiu pelo mundo pelas suas qualidades paisagísticas. Seu nome científico é uma homenagem à princesa Ana Pavlovna, filha do Czar Paulo I da Rússia. Seu porte é considerado médio, atingindo de 10 a 25 metros de altura. As raízes são superficiais e muito fortes, e a planta pode emitir novos rebentos a partir dela. As folhas são grandes, verdes claras, alternas, longo-pecioladas e em formato cordiforme a ovado.

As inflorescências surgem na primavera, com a árvore ainda despida de folhas, e são grandes panículas terminais carregadas de flores. As flores são hermafroditas, tubulares, perfumadas, pendentes, de cor lilás e semelhantes na forma às flores da dedaleira (Digitalis purpurea). O fruto que se segue é uma capsula oval, persistene, seca e deiscente, de cor marrom quando maduro e contém numerosas sementes pequenas e aladas.

Kiri-japonês – Ficha da Planta Ornamental

  • Nome Científico:Paulownia tomentosa
  • Sinonímia: Paulownia imperialis
  • Nomes Populares:Kiri-japonês, Kiri, Paulonia-imperial
  • Família:Paulowniaceae
  • Categoria: Árvores, Árvores Ornamentais
  • Clima: Continental, Equatorial, Mediterrâneo, Subtropical, Temperado, Tropical
  • Origem: Ásia, China, Coréia do Sul, Japão
  • Altura: 9.0 a 12 metros, acima de 12 metros
  • Luminosidade: Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve a Kiri-japonês

Utilize-a isolada, como destaque – mostrando a variação das estações – ou em pequenos bosques, conjuntos ou renques, formando belas alamedas.

Vídeo sobre a Kiri-japonês:

Vídeo que fala da planta no youtube.

Figueira-lira – Plantas Ornamentais

A figueira-lira é uma árvore perenifólia, tropical, nativa do oeste da África, e cultivada no mundo inteiro por suas qualidades como ornamental. Popularizou-se recentemente seu uso na decoração de interiores, onde denota grande efeito. Em seu habitat é comum iniciar sua vida como uma planta epífita, crescendo sobre outras árvores, de forma que com o tempo as plantas hospedeiras são sufocadas pela falta de luz e pela pressão das raízes e podem morrer. Não possui raízes aéreas, ao contrário de muitas outras espécies do mesmo gênero. O caule geralmente ramifica-se desde a base ou à pouca altura.

A copa é arredondada e bem fechada, oferecendo sombra farta. Suas folhas são grandes, alternas, coriáceas, brilhantes, com nervuras bem marcadas, margens onduladas e formato de lira – o instrumento musical – o que lhe valeu o nome científico “lyrata“. Exemplares bem adaptados produzem figos (inflorescências do tipo sincônio) pequenos, esverdeados e com manchinhas claras, que dificilmente conterão sementes fora do seu habitat, devido à ausência da vespa polinizadora específica da espécie.

Figueira-lira – Ficha da Planta Ornamental

  • Nome Científico: Ficus lyrata
  • Sinonímia: Ficus pandurata
  • Nomes Populares: Figueira-lira, Ficus-lira, Figueira-violino
  • Família: Moraceae
  • Categoria: Arbustos, Árvores, Árvores Ornamentais, Folhagens, Plantas Esculturais
  • Clima: Equatorial, Mediterrâneo, Subtropical, Tropical
  • Origem: África, Camarões, Serra Leoa
  • Altura: 4.7 a 6.0 metros, 6.0 a 9.0 metros, 9.0 a 12 metros, acima de 12 metros
  • Luminosidade: Luz Difusa, Meia Sombra, Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve a Figueira-lira

No entanto ela é perfeita para parques, praças e áreas amplas, onde pode se desenvolver livremente e oferecer sombra fresca aos frequentadores. A figueira-lira também é considerada uma árvore excelente para absorver e bloquear a poluição sonora.

Vídeo sobre a Figueira-lira:

Vídeo que fala da planta no youtube.

Manacá-da-serra – Plantas Ornamentais

O manacá-da-serra é uma árvore semi-decíduanativa da mata atlântica, que se popularizou rapidamente no paisagismo devido ao seu florescimento espetacular. Seu porte é baixo a médio, atingindo de 6 a 12 m de altura e cerca de 25 cm de diâmetro de tronco. As folhas são lanceoladas, pilosas, verde-escuras e com nervuras longitudinais paralelas. As flores apresentam-se solitárias e são grandes, vistosas e duráveis. Elas desabrocham com a cor branca e gradativamente vão tornando-se violáceas, passando pelo rosa. Esta particularidade faz com que na mesma planta sejam observadas flores de três cores. A floração ocorre no verão e a frutificação no outono.

O manacá-da-serra é uma excelente opção para o paisagismo urbano, pois não apresenta raízes agressivas, permitindo seu plantio em diversos espaços, desde isolado em calçadas, até em pequenos bosques em grandes parques públicos. Seu crescimento é rápido e além da árvore, encontra-se disponível no mercado uma variedade anã, o manacá-da-serra-anão.

Manacá-da-serra – Ficha da Planta Plantas Ornamental

  • Nome Científico: Tibouchina mutabilis
  • Nomes Populares: Manacá-da-serra, Cuipeúna, Jacatirão, Manacá-da-serra-anão
  • Família: Melastomataceae
  • Categoria: Árvores, Árvores Ornamentais
  • Clima: Equatorial, Subtropical, Tropical
  • Origem: América do Sul, Brasil
  • Altura: 2.4 a 3.0 metros, 3.0 a 3.6 metros, 3.6 a 4.7 metros
  • Luminosidade: Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve a Manacá-da-serra

Com seu porte arbustivo, ela é apropriada para o uso isolado ou em grupos e renques.

Vídeo sobre a Manacá-da-serra:

Vídeo que fala da planta no youtube.

Margarida-de-árvore – Plantas Ornamentais

A margarida-de-árvore é um arbusto ou arvoreta florífero e bastante ornamental, originária do México e difundida em países de clima tropical, embora seja ainda pouco cultivada. Seu caule é ramificado, inicialmente herbáceo e após cerca de 2 anos passa a se lignificar, gradativamente tomando estrutura para alcançar até dez metros de altura, embora geralmente não ultrapasse os três metros.

As folhas são opostas, grandes, pubescentes, de cor verde-acinzentada, profundamente lobadas em 8 a 10 lobos acuminados, de margens serrilhadas, e longos pecíolos usualmente alados. Floresce no outono, despontando inflorescências do tipo panícula, muito ramificadas e compostas por numerosos capítulos. Cada capítulo, que tem o aspecto de uma flor, é uma inflorescência, com flores sésseis em um receptáculo cônico no centro, e flores liguladas na periferia, com pétalas brancas. Na espécie típica os capítulos são simples, mas ocorre ainda uma variedade de flores dobradas. O fruto é do tipo aquênio.

Margarida-de-árvore – Ficha da Planta Ornamental

  • Nome Científico:Montanoa bipinnatifida
  • Sinonímia: Eriocoma elegans, Eriocoma pyramidata, Montanoa elegans, Polymnia grandis, Uhdea bipinnatifida, Montanoa heracleifolia, Montanoa pyramidata
  • Nomes Populares:Margarida-de-árvore, Margarida-de-maio, Flor-de-maio, Malmequer-arbóreo, Montanoa
  • Família: Asteraceae
  • Categoria: Arbustos, Arbustos Tropicais, Árvores, Árvores Ornamentais
  • Clima: Equatorial, Mediterrâneo, Tropical
  • Origem: América do Norte, México
  • Altura: 1.8 a 2.4 metros, 2.4 a 3.0 metros, 3.0 a 3.6 metros, 3.6 a 4.7 metros
  • Luminosidade: Meia Sombra, Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve a Margarida-de-árvore

É interessante na composição de jardins com interesse o ano inteiro, já que seu florescimento é no outono, apesar de ser efêmera.

Vídeo sobre a Margarida-de-árvore:

Vídeo que fala da planta no youtube.

Ipê-de-jardim – Plantas Ornamentais

O ipê-de-jardim é uma arvoreta bastante ramificada, que pode alcançar 4 a 6 metros de altura. Ele apresenta folhas compostas por folíolos ovais-lanceolados, sub-sésseis e de bordas serrilhadas. As inflorescências são terminais ou axilares, com muitas flores tubulares, amarelas, muito parecidas com as do Ipê-amarelo (Tabebuia spp). A floração é maior nos meses mais quentes, mas pode perdurar durante o outono.

Os frutos são cápsulas glabras deiscentes, compridas e contém muitas sementes aladas. No paisagismo é apropriada isolada ou em grupos, formando renques. No entanto sua utilização é controversa, pois apesar de ser muito ornamental é considerada uma perigosa planta invasora, capaz de inutilizar pastagens e prejudicar a regeneração de áreas degradadas. Isto se deve à sua grande capacidade de produzir sementes viáveis e ao seu rápido crescimento.

Ipê-de-jardim – Ficha da Planta Ornamental

  • Nome Científico: Tecoma stans
  • Nomes Populares: Ipê-de-jardim, Amarelinho, Bignônia-amarela, Carobinha, Guarã-guarã, Ipê-amarelo-de-jardim, Ipê-mirim, Ipêzinho-de-jardim, Sinos-amarelos
  • Família: Bignoniaceae
  • Categoria: Árvores, Árvores Ornamentais, Plantas Daninhas
  • Clima: Equatorial, Oceânico, Subtropical, Tropical
  • Origem: América do Norte, América do Sul, Estados Unidos, México
  • Altura: 3.0 a 3.6 metros
  • Luminosidade: Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve o Ipê-de-jardim

Não se conhece beneficios da planta.

Vídeo sobre o Ipê-de-jardim:

Vídeo que fala da planta no youtube.

Cornos – Plantas Ornamentais

O cornos é uma árvore monóica, decídua, de pequeno porte e beleza singular, seja pela sua florada abundante, seja pela variação sazonal nas cores das folhas. Ela é nativa do leste da América do Norte, desde o estado do Maine nos Estados Unidos, até Veracruz, no México. Apresenta copa arredondada e tronco curto, com ramos horizontais em camadas, e casca grossa, que racha em blocos nas árvores mais velhas. As folhas são opostas, simples, ovadas, com margens finamente serrilhadas e cor inicialmente verde, mas que adquire belos tons bronzeados no outono, antes de caírem.

As inflorescências surgem na primavera, e são do tipo umbela, compostas por cerca de 20 pequenas flores, de brácteas amarelas e pouco chamativas. Cada inflorescência é circundada por 4 brácteas grandes, arredondadas, que podem ser brancas, róseas ou vermelhas, de acordo com a variedade. Os frutos são um agrupamento de duas a dez drupas, que ao amadurecer tornam-se vermelhas, no verão, atraindo diversas espécies de passarinhos. Há muitas variedades naturais de cornos, assim como cultivares melhoradas para características como cor e formato das inflorescências, cor das folhas no outono, resistência a pragas e doenças, etc.

Cornos – Ficha da Planta Ornamental

  • Nome Científico:Cornus florida
  • Sinonímia:Benthamidia florida, Cynoxylon floridum
  • Nomes Populares:Cornos, Corniso-florido, Cornizo-florido
  • Família: Cornaceae
  • Categoria: Árvores, Árvores Ornamentais
  • Clima: Subtropical, Temperado
  • Origem: América do Norte, Estados Unidos
  • Altura: 4.7 a 6.0 metros, 6.0 a 9.0 metros
  • Luminosidade: Meia Sombra, Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve a Cornos

É uma espécie ideal para calçadas, mesmo sob fiação elétrica, devido ao seu pequeno porte. O cornos também é indicado para jardins pequenos, onde fornece atrativos em todas as estações, sejam elas: sombra e aves silvestres no verão, folhas coloridas no outono, queda das folhas, permitindo a passagem da luz no inverno e flores em abundância na primavera.

Vídeo sobre a Cornos:

Vídeo que fala da planta no youtube.

Escova-de-garrafa – Plantas Ornamentais

Escova-de-garrafa é o nome popular das plantas do gênero Callistemon. Este gênero possui 34 espécies catalogadas, sendo que a grande maioria delas é originária da Austrália. As escovas-de-garrafa apresentam porte arbustivo ou de arvoreta, alcançando de 3 a 7 metros de altura. Suas folhas são em geral pequenas, lanceoladas a lineares, verdes, sésseis, perenes e aromáticas, que vão se tornando bronzeadas com o tempo.

No entanto é nas inflorescências que reside o encanto desta árvore, elas tem um formato cilíndrico com numerosos estames, semelhantes às escovas utilizadas para lavar garrafas. Muito atrativas para os beija-flores, as flores surgem esparsas durante todo o ano e abundantes na primavera. No verão, elas dão lugar aos frutos, pequenos, lenhosos e bem aderidos aos ramos.

Escova-de-garrafa – Ficha da Planta Ornamental

  • Nome Científico: Callistemon spp
  • Nomes Populares: Escova-de-garrafa, Calistemo, Lava-garrafas
  • Família: Myrtaceae
  • Categoria: Arbustos, Arbustos Tropicais, Árvores, Árvores Ornamentais
  • Clima: Mediterrâneo, Subtropical, Temperado, Tropical
  • Origem: Austrália, Oceania
  • Altura: 2.4 a 3.0 metros, 3.0 a 3.6 metros, 3.6 a 4.7 metros, 4.7 a 6.0 metros, 6.0 a 9.0 metros
  • Luminosidade: Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve a Escova-de-garrafa

A planta não é medicinal, mas serve para decoração.

Vídeo sobre a Escova-de-garrafa:

Vídeo que fala da planta no youtube.

Liquidâmbar – Plantas Ornamentais

O liquidâmbar é uma árvore monóica, decídua e muito ornamental, nativa dos Estados Unidos e de regiões montanhosas do México e América Central. O nome liquidâmbar se refere à seiva da planta, que é de cor âmbar (marrom-claro), resinosa e doce, e exsuda em abundância quando o tronco ou os ramos são feridos. Apresenta fuste único, com copa cônica a piramidal e grande porte, chegando a atingir entre 20 e 30 metros de altura. Uma característica distintiva desta árvore é o aspecto peculiar de seus ramos e galhos.

Elas são profundamente lobadas, formando 5 a 7 pontas, o que lhes confere o aspecto estrelado. Durante a primavera e verão as folhas tem a cor verde-escura, mas no outono elas atingem diferentes tonalidades de verde claro, amarelo, laranja e vermelho, muitas vezes de forma simultânea. Na primavera surgem as inflorescências, esféricas, amarelas e de pouca importância ornamental.

Liquidâmbar – Ficha da Planta Ornamental

  • Nome Científico: Liquidambar styraciflua
  • Nomes Populares: Liquidâmbar, Árvore-do-âmbar
  • Família: Altingiaceae
  • Categoria: Árvores, Árvores Ornamentais, Bonsai
  • Clima: Mediterrâneo, Subtropical, Temperado, Tropical
  • Origem: América Central, América do Norte, Belize, El Salvador, Estados Unidos, Guatemala, Honduras, México, Nicarágua
  • Altura: acima de 12 metros
  • Luminosidade: Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve a Liquidâmbar

É ideal para remédio de Disenteria, catarro pulmonar, doenças de pele, fraqueza dos nervos, ciático.

Vídeo sobre a Liquidâmbar:

Vídeo que fala da planta no youtube.

Ficus – Plantas Ornamentais

O ficus é uma árvore muito popular, utilizada principalmente na decoração de ambientes internos. Com caule acinzentado, raízes aéreas e ramos pêndulos, ela tem crescimento moderado a rápido e, em condições naturais, chega a 30 metros de altura. Suas folhas são pequenas, brilhantes e perenes, de coloração verde ou variegada de branco ou amarelo. Elas têm formato elíptico com a ponta acuminada e apresentam leves ondulações nas bordas. As flores discretas e brancas não têm valor ornamental. Os frutos pequenos e vermelhos são decorativos e atraem passarinhos. Suas raízes agressivas e superficiais chamam a atenção, e não raramente racham vasos e pavimentos.

O ficus é uma árvore belíssima, largamente utilizada no paisagismo. Recomenda-se o plantio isolado desta figueira em jardins extensos e fazendas, onde o aspecto escultural do caule têm destaque especial. Plantada em vasos, também pode ser conduzida como arvoreta ou arbusto. Seu caule flexível permite que se realize trançamentos quando jovem, o que lhe dá um charme todo especial. Além disso é muito visada em trabalhos topiários, adquirindo belas formas arredondadas e compactas. Suas características a tornam bastante apropriada também para a arte do bonsai.

Ficus – Ficha da Planta Ornamental

  • Nome Científico: Ficus benjamina
  • Nomes Populares: Ficus, Fico, Fico-chorão, Figueira, Figueira-benjamim
  • Família: Moraceae
  • Categoria: Arbustos, Arbustos Tropicais, Árvores, Árvores Ornamentais, Bonsai, Cercas Vivas
  • Clima: Equatorial, Subtropical, Tropical
  • Origem: Ásia
  • Altura: acima de 12 metros
  • Luminosidade: Meia Sombra, Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve a Ficus

Todo cuidado é pouco ao podar o ficus, sua seiva leitosa é tóxica e pode provocar irritações e alergias na pele. Não sendo medicinal, só serve apenas para ornamentação..

Vídeo sobre a Ficus:

Vídeo que fala da planta no youtube.

Acácia-pompom – Plantas Ornamentais

A acácia-pompom é uma árvore ou arvoreta, decídua, ornamental, nativa da savana africana e popularizada pelo renomado paisagista Burle Marx. Ela apresenta uma copa esparsa, em forma de “guarda-chuva”, com ramagem espinhenta, ramificada, horizontal e ascendente, o que lhe confere um aspecto mais largo do que alto. O tronco é ereto a tortuoso, com diâmetro de 20 a 60 cm e casca de cor geralmente vermelha, embora possa ser verde pálida, de acordo com a variedade. Sua casca é pulvurulenta e solta-se em lâminas de bordas onduladas, anualmente.

As folhas são bipinadas, alternas, com folíolos pequenos, elípticos e de cor verde acinzentada. Pode florescer mais de uma vez por ano, despontando inflorescências glomerulares, axilares e de cor amarela, com longos estames, que lhes conferem o aspecto de “pompom”. As flores são perfumadas e atrativas para abelhas e borboletas. O fruto é do tipo vagem, achatado, marrom, deiscente, curvado e contém sementes elípticas.

Acácia-pompom- Ficha da Planta Ornamental

  • Nome Científico:Vachellia seyal
  • Sinonímia: Acacia seyal, Acacia fistula, Acacia flava, Acacia stenocarpa, Acacia hockii, Acacia boboensis
  • Nomes Populares:Acácia-pompom, Esponjinha-amarela, Acácia-vermelha, Acácia-de-tronco-vermelho, Árvore-da-goma-arábica, Seyal
  • Família: Fabaceae
  • Categoria: Árvores, Árvores Ornamentais, Bonsai
  • Clima: Continental, Equatorial, Mediterrâneo, Semi-árido, Subtropical, Tropical
  • Origem: África, Egito, Moçambique, Namíbia, Oriente Médio, Península Arábica, Quênia, Sudão, Uganda
  • Altura: 1.8 a 2.4 metros, 2.4 a 3.0 metros, 3.0 a 3.6 metros, 3.6 a 4.7 metros, 4.7 a 6.0 metros
  • Luminosidade: Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve a Acácia-pompom

Tanto as folhas, frutos, como a casca do tronco, tem alto valor proteico e podem ser aproveitadas por vacas, cabras ou ovelhas. Curiosidade: A acácia-pompom é uma fonte importante de goma arábica, embora sua qualidade seja inferior à goma de Senegalia senegal, a principal fonte desta goma.

Vídeo sobre a Acácia-pompom:

Vídeo que fala da planta no youtube.

Pequi – Plantas Ornamentais

O pequi ou pequizeiro é uma árvore típica do cerrado brasileiro, apresentando os característicos ramos tortuosos, além de ser heliófita, xerófita e semidecídua. Seu tronco apresenta casca cinzenta, da qual se extrai corantes amarelos, utilizados pelos artesãos locais. As folhas são compostas, divididas em três grandes folíolos verdes, de bordos irregulares, com o lado inferior mais claro e com a superfície recoberta por uma densa pilosidade. As flores de cor branco-creme são muito decorativas e chamam a atenção pelos numerosos e longos estames.

A floração ocorre no final do inverno e primavera.Os frutos do pequizeiro surgem no final da primavera e no verão, são do tipo drupa e seus caroços envolvidos por uma polpa carnosa são muito apreciados na culinária e conhecidos pelos perigosos espinhos.

Pequi – Ficha da Planta Ornamental

  • Nome Científico: Caryocar brasiliense
  • Nomes Populares: Pequi, Amêndoa-de-espinho, Grão-de-cavalo, Pequerim, Pequiá, Pequiá-pedra, Pequizeiro, Piqui, Piquiá, Piquiá-bravo, Suari
  • Família: Caryocaraceae
  • Categoria: Árvores, Árvores Frutíferas, Árvores Ornamentais
  • Clima: Equatorial, Subtropical, Tropical
  • Origem: América do Sul, Brasil
  • Altura: 6.0 a 9.0 metros, 9.0 a 12 metros
  • Luminosidade: Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve a Pequi

Os caroços podem ser consumidos in natura e em pratos cozidos de arroz, feijão, carnes, assim como conservas, doces, licores e vitaminas.

Vídeo sobre a Pequi:

Vídeo que fala da planta no youtube.

Tuia-macarrão – Plantas Ornamentais

A tuia-macarrão é uma cultivar do Cipreste-sawara (Chamaecyparis pisifera). Ela é uma conífera com o porte de arvoreta ou arbusto. Seus ramos são ramificados, alongados e recobertos nas extremidades pelas folhas, escamosas e douradas quando novas, de efeito surpreendente. Por este motivo difere bastante dos outros ciprestes, e seu uso no paisagismo ganha outro foco.

Deve ser cultivada a pleno sol, em solo fértil, enriquecido com matéria orgânica, drenável e irrigado regularmente. Tolera podas de formação que estimulam o crescimento mais compacto da planta. Aprecia temperaturas mais amenas, como a maioria dos pinheiros. Multiplica-se por estaquia de ponteiros.

Tuia-macarrão – Ficha da Planta Ornamental

  • Nome Científico: Chamaecyparis pisifera filifera-aurea
  • Nomes Populares: Tuia-macarrão, Cipreste-de-sawara, Cipreste-macarrão
  • Família: Cupressaceae
  • Categoria: Arbustos, Árvores, Árvores Ornamentais, Bonsai, Cercas Vivas
  • Clima: Continental, Mediterrâneo, Oceânico, Subtropical, Temperado, Tropical
  • Origem: Ásia, Japão
  • Altura: 1.2 a 1.8 metros, 1.8 a 2.4 metros, 2.4 a 3.0 metros
  • Luminosidade: Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve a Tuia-macarrão

É muito valorizada isolada e em vasos como árvore-de-natal, sendo também utilizada em grupos no jardim, e até na formação de cercas vivas.

Vídeo sobre a Tuia-macarrão:

Vídeo que fala da planta no youtube.

Cipreste-de-monterei – Plantas Ornamentais

Cipreste de coloração verde amarelada e folhagem muito aromática que lembra limão. Tem forma cônica e compacta, contudo não se presta à topiaria e às cercas vivas, por não tolerar podas.

É um dos pinheiros-de-natal preferidos pelo mercado brasileiro. Deve ser cultivado a pleno sol em solo fértil. Aprecia temperaturas mais amenas, como a maioria dos pinheiros. Tolerante ao calor. Multiplica-se por sementes e por estaquia.

Cipreste-de-monterei – Ficha da Planta Ornamental

  • Nome Científico: Cupressus macrocarpa
  • Nomes Populares: Cipreste-de-monterei, Cipreste-da-califórnia, Tuia-holandesa, Tuia-limão
  • Família: Cupressaceae
  • Categoria: Árvores, Árvores Ornamentais
  • Clima: Equatorial, Mediterrâneo, Subtropical, Temperado, Tropical
  • Origem: América do Norte, Estados Unidos
  • Altura: acima de 12 metros
  • Luminosidade: Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve a Cipreste-de-monterei

Bastante utilizada na forma isolada ou compondo com outras plantas simétricas e podadas, como nos jardins de estilo francês e italiano.

Vídeo sobre a Cipreste-de-monterei:

Vídeo que fala da planta no youtube.

Paineira-rosa – Plantas Ornamentais

A paineira-rosa é uma árvore bastante popular, e isto se deve principalmente à sua beleza extraordinária e seu curioso fruto. O tronco é cinzento-esverdeado e recoberto de acúleos grandes e piramidais. A madeira da paineira-rosa é bastante leve, mole e pouco resistente, além de não ter boa durabilidade. Pode ser utilizada na confecção de calçados, caixotaria, celulose e artesanato.

O fruto é bastante grande e se abre quando maduro, liberando boa quantidade de paina-sedosa, entremeada com as sementes que são carregadas pelo vento. A paina é uma fibra fina e sedosa, mas pouco resistente, não de grande proveito na confecção de tecidos, mas como preenchimento de travesseiros, almofadas e pelúcias.

Paineira-rosa – Ficha da Planta Ornamental

  • Nome Científico: Ceiba speciosa
  • Nomes Populares: Paineira-rosa, Árvore-de-lã, Árvore-de-paina, Barriguda, Paina-de-seda, Paineira, Paineira-de-espinho, Paineira-fêmea
  • Família: Bombacaceae
  • Categoria: Árvores, Árvores Ornamentais
  • Clima: Equatorial, Subtropical, Tropical
  • Origem: América do Sul, Argentina, Brasil
  • Altura: acima de 12 metros
  • Luminosidade: Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve a Paineira-rosa

As folhas são compostas palmadas, com 5 a 7 folíolos. As flores pintalgadas de vermelho, podem se apresentar em diversas tonalidades de rosa, de acordo com a variedade.

Vídeo sobre a Paineira-rosa:

Vídeo que fala da planta no youtube.

Canudo-de-pito – Plantas Ornamentais

O Canudo-de-pito é um arbusto ou arvoreta florífero, decíduo e tropical, nativo da América do Sul. Apresenta porte pequeno e copa arredondada e aberta, muitas vezes com ramagem escandente e até trepador. Alcança em torno de 3 metros de altura com 2 metros de largura. Suas folhas são pinadas, com 3 a 5 pares de folíolos cada. Os folíolos tem formato obovado a elíptico e são glabros. As flores surgem no fim do verão e no outono, reunidas em inflorescências axilares do tipo rácemo. Elas são pentâmeras, de cor amarelo ouro e com longos estames recurvados.

Faz às vezes de arbusto, arvoreta e até mesmo como trepadeira se conduzida como tal. Sua floração abundante entra em cena quando a maioria das outras árvores já floresceu, trazendo novamente graça ao jardim. Devido ao pequeno porte, pode ser plantada em calçadas, canteiros centrais ou pequenos jardins.

Canudo-de-pito – Ficha da Planta Ornamental

  • Nome Científico:Senna bicapsularis
  • Sinonímia: Adipera bicapsularis, Adipera spiciflora, Cassia augusti, Cassia berterii, Cassia berteroi,Cassia bicapsularis, Cassia collae, Cassia emarginata, Cassia laevigata,Cassia inflata, Cassia limensis, Cassia sennoides, Cassia spiciflora, Cathartocarpus bicapsularis, Chamaefistula inflata, Isandrina arborescens, Isandrina emarginata
  • Nomes Populares: Canudo-de-pito, Aleluia, Pau-de-cachimbo
  • Família: Fabaceae
  • Categoria: Arbustos, Arbustos Tropicais, Árvores, Árvores Ornamentais
  • Clima: Equatorial, Oceânico, Subtropical, Tropical
  • Origem: América Central, América do Sul, Colômbia, Panamá, Venezuela
  • Altura: 3.0 a 3.6 metros, 3.6 a 4.7 metros
  • Luminosidade: Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve a Canudo-de-pito

O fruto que se segue é do tipo vagem, deiscente e amadurece no inverno. O canudo-de-pito é uma espécie versátil que pode se encaixar em diversas funções no paisagismo.

Vídeo sobre a Canudo-de-pito:

Vídeo que fala da planta no youtube.

Abricó-de-macaco – Plantas Ornamentais

O abricó-de-macaco é uma árvore muito ornamental, originária da floresta amazônica. Apresenta folhas simples, alternadas, e de formato elíptico a lanceolado. As flores curiosamente surgem do tronco, em longas inflorescências do tipo rácemo, que podem chegar a 3 metros de comprimento. As flores contêm seis pétalas carnosas, esverdeadas, alaranjadas ou vermelhas e longos estames brancos, amarelos ou róseos com anteras amarelas.

Elas exalam um delicado aroma de rosas, e são atrativas para abelhas e mamangavas, que encarregam-se da polinização. A floração pode perdurar por todo o ano, mas é mais intensa na primavera e verão. Os frutos são grandes cápsulas globosas, de casca marrom e lenhosa, com cerca de 3 quilos e 20 cm de diâmetro, o que lhe valeu o nome em inglês de cannon ball tree (árvore-bola-de-canhão).

Abricó-de-macaco – Ficha da Planta Ornamental

  • Nome Científico: Couroupita guianensis
  • Nomes Populares: Abricó-de-macaco, Amêndoa-dos-andes, Árvore-de-macaco, Castanha-de-macaco, Cuia-de-macaco, Cuiarana, Curupita, Macacarecuia
  • Família: Lecythidaceae
  • Categoria: Árvores, Árvores Frutíferas, Árvores Ornamentais
  • Clima: Equatorial, Subtropical, Tropical
  • Origem: América do Sul
  • Altura: acima de 12 metros
  • Luminosidade: Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve Abricó-de-macaco

Sua polpa é gelatinosa, azulada e mal cheirosa, com 200 a 300 sementes. Apesar de comestíveis, os frutos não são apreciados, devido ao aroma desagradável.

Vídeo sobre Abricó-de-macaco:

Vídeo que fala da planta no youtube.

Álamo – Plantas Ornamentais

O álamo é uma árvore decídua, de porte médio a grande, que chega a alcançar 30 metros de altura. É uma espécie de talhe elegante, com tronco ereto e copa mais ou menos densa, de forma oval, colunar ou piramidal, de acordo com a variedade. As folhas são rombóides, simples, alternas, com margens serrilhadas e um pecíolo longo e fino. Sendo uma espécie dióica, apresenta indivíduos machos e fêmeas.

As inflorescências são axilares, do tipo espiga, com flores de cor creme-esverdeadas, pequenas, sem importância ornamental, polinizadas através do vento. Os frutos são do tipo cápsula e se abrem revelando as sementes entremeadas em fibras algodonosas. Sua utilização na arborização urbana é contra-indicada, pois suas raízes são bastante agressivas, sendo preconizado que o plantio seja realizado a pelo menos 15 metros de distância de construções ou tubulações subterrâneas. Cultivares de copas densas, como a Italica, também servem como quebra-ventos.

Álamo- Ficha da Planta Ornamental

  • Nome Científico: Populus nigra
  • Nomes Populares: Álamo, Álamo-europeu, Álamo-itálica, Álamo-negro, Álamo-piramidal, Choupo, Choupo-da-lombardia, Choupo-italiano, Choupo-negro
  • Família: Salicaceae
  • Categoria: Árvores, Árvores Ornamentais
  • Clima: Continental, Mediterrâneo, Subtropical, Temperado
  • Origem: África, Ásia, Europa
  • Altura: acima de 12 metros
  • Luminosidade: Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve Álamo

O álamo é uma árvore muito popular na Europa. Com qualidades ornamentais e crescimento rápido, ele é uma boa opção para o paisagismo em grandes áreas, principalmente quando arranjado em renques ao longo de passeios, criando um belo efeito visual.

Vídeo sobre Álamo:

Vídeo que fala da planta no youtube.

Fim do poste sobre as Plantas Ornamentais

Então estamos chegando ao film de mais uma lista de conteúdos, e nesse poste trabalhamos com “Plantas Ornamentais”. Assim se você achou esse poste legal, e conhece alguém que está precisando ler isso, compartilhe com elas e também se possível em suas redes sociais, para que as pessoas possam desfrutar de mais conteúdos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.