Poemas Sobre a Vida

0
155

Oi pessoal, o post de hoje traz 10 poemas sobre a Vida selecionados especialmente para todos vocês. Espero que gostem!

Poemas Sobre a Vida

Apresentação do poemas sobre a vida – O sonho

É um poema de Adélia Prado que fala da vida em forma de sonho mostrado a realidade de como o sonho pode mudar nosso dia.

Poema sobre a vida – O sonho

O sonho encheu a noite
Extravasou pro meu dia
Encheu minha vida
E é dele que eu vou viver
Porque sonho não morre.

Autor do poema sobre a vida – O sonho – Adélia Prado

Adélia Luzia Prado de Freitas, mais conhecida apenas como Adélia Prado é uma poetisa, professora, filosofa e contista brasileira ligada ao Modernismo. Seus textos literários retratam o cotidiano com perplexidade e encanto, norteados pela fé cristã e permeados pelo aspecto lúdico, uma das características de seu estilo único.

Vídeo sobre o Poema O sonho:

Apresentação do poema sobre a vida – Minha Vida

Um poema de Mário Quintana que retrata a relação entre a vida e o romance.

Poema sobre a vida – Minha Vida

Minha vida não foi um romance…
Nunca tive até hoje um segredo.
Se me amar, não digas, que morro
De surpresa… De encanto… De medo…

Minha vida não foi um romance
Minha vida passou por passar
Se não amas, não finjas, que vivo
Esperando um amor para amar.

Minha vida não foi um romance…
Pobre vida… Passou sem enredo…
Glória a ti que me enches de vida
De surpresa, de encanto, de medo!

Minha vida não foi um romance…
Ai de mim… Já se ia acabar!
Pobre vida que toda depende
De um sorriso… De um gesto… Um olhar…

Autor do poema sobre a vida – Minha Vida – Mário Quintana

Mário de Miranda Quintana foi um poeta, tradutor e jornalista brasileiro. Mário Quintana fez as primeiras letras em sua cidade natal, mudando-se em 1919 para Porto Alegre, onde estudou no Colégio Militar, publicando ali suas primeiras produções literárias. Trabalhou para a Editora Globo e depois na farmácia paterna.

Vídeo sobre a Poema Minha Vida:

Apresentação do poema sobre a vida – Tudo ou Nada

É um poema de Tati Bernadi, mostrando o tipo de pessoa em relação com a vida.

Poema sobre a vida – Tudo ou Nada

Sou pessoa de dentro pra fora. Minha beleza está na minha essência e no meu caráter. Acredito em sonhos, não em utopia. Mas quando sonho, sonho alto. Estou aqui é pra viver, cair, aprender, levantar e seguir em frente.
Sou isso hoje…
Amanhã, já me reinventei.
Reinvento-me sempre que a vida pede um pouco mais de mim.
Sou complexa, sou mistura, sou mulher com cara de menina… E vice-versa. Me perco, me procuro e me acho. E quando necessário, enlouqueço e deixo rolar…
Não me dôo pela metade, não sou tua meio amiga nem teu quase amor. Ou sou tudo ou sou nada. Não suporto meio termos. Sou boba, mas não sou burra. Ingênua, mas não santa. Sou pessoa de riso fácil… E choro também!

Autor do poema sobre a vida – Tudo ou Nada – Tati Bernardi

É uma contista, romancista, cronista, roteirista e jornalista brasileira. Suas obras são particularmente dirigidas a mulheres jovens, e algumas possuem leves nuances feministas. Bernardi nasceu em São Paulo a 29 de abril de 1979, e é de ascendência italiana. Formou-se em publicidade pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e, após trabalhar em inúmeras agências de propaganda, tornou-se roteirista exclusiva para a Rede Globo.

Apresentação do poema sobre a vida – Minha Vida Meu Perdão

É um poema de Clarisse Lispector, que mostra o pedir de perdão de um ato que não tem certeza que fez.

Poema sobre a vida – Minha Vida Meu Perdão

Não sei qual a minha culpa mas, peço perdão.
A luz do farol revelou-os tão rapidamente que não puderam ver.
Peço perdão por não ser uma “estrela” ou o “mar”ou por não ser alegre
mas coisa que se dá.
Peço perdão por não saber me dá nem a mim mesma,
para me dar desse modo a minha vida se fosse preciso
mas, peço de novo perdão

Autor do poema sobre a vida – Minha Vida Meu Perdão – Clarice Lispector

Foi uma escritora e jornalista nascida na Ucrânia e naturalizada brasileira — e declarava, quanto a sua brasilidade, ser pernambucana —, autora de romances, contos e ensaios, sendo considerada uma das escritoras brasileiras mais importantes do século XX e a maior escritora judia desde Franz Kafka. Sua obra está repleta de cenas cotidianas simples e tramas psicológicas, sendo considerada uma de suas principais características a epifania de personagens comuns em momentos do cotidiano.

Apresentação do poema sobre a vida – Minha Namorada

Um poema de Vinícius de Morais que mostra a história de um rapaz e sua namorada, vivendo um namoro de altos obstáculos.

Poema sobre a vida – Minha Namorada

Se você quer ser minha namorada
Ai, que linda namorada
Você poderia ser
Se quiser ser somente minha
Exatamente essa coisinha
Essa coisa toda minha
Que ninguém mais pode ser
Você tem que me fazer um juramento
De só ter um pensamento
Ser só minha até morrer
E também de não perder esse jeitinho
De falar devagarzinho
Essas histórias de você
E de repente me fazer muito carinho
E chorar bem de mansinho
Sem ninguém saber porquê
E se mais do que minha namorada
Você quer ser minha amada
Minha amada, mas amada pra valer
Aquela amada pelo amor predestinada
Sem a qual a vida é nada
Sem a qual se quer morrer
Você tem que vir comigo
Em meu caminho
E talvez o meu caminho
Seja triste pra você
Os seus olhos têm que ser só dos meus olhos
E os seus braços o meu ninho
No silêncio de depois
E você tem que ser a estrela derradeira
Minha amiga e companheira
No infinito de nós dois.

Autor do poema sobre a vida – Vinícius de Morais – Minha Namorada

Poeta essencialmente lírico, o que lhe renderia a alcunha “poetinha”, que lhe teria atribuído Tom Jobim, notabilizou-se pelos seus sonetos. Conhecido como um boêmio inveterado, fumante e apreciador do uísque, era também conhecido por ser um grande conquistador.

Vídeo sobre a Poema Minha Namorada:

Apresentação do poema sobre a vida – Vida

Um poema de Charles Chaplin que nos faz refletir sobre à vida, de uma maneira bem diferente.

Anúncios do Demonstre que vão te interessar:

Primeiro anúncio:

Estamos com o nosso aplicativo de formação de professores baseado em QUIZ já na Google Play. Baixe agora e teste suas habilidade docentes.

https://play.google.com/store/apps/details?id=com.demonstre.quizapp

O aplicativo é gratuito e recebe um teste novo por semana. Ideal para quem quer revisar o conteúdo ou estudar para concurso.

Obs: o aplicativo é preparado com uma metodologia baseada em reflexão de tarefa, então, cada questão e resposta são apresentadas de maneira a validar e construir o conhecimento do usuário.

Segundo anúncio:

Compre o nosso ebook de atividades educativas para o mês de julho. Material 100 ilustrado, com atividades e roteiros de atividades únicas e focadas no ensino de leitura e escrito:

31 atividades escolares para o mês de julho

Clique aqui ou na imagem para comprar o ebook por apenas 10 reais!

Terceiro anúncio:

Continuamos com o projeto Poema de bom dia firme e forte, com mais de 30 publicações. Para ter acesso basta visitar o canal do Demonstre no Youtube: https://www.youtube.com/user/demonstrec ou clicar no play aqui na nossa playlist:

Para enviar o seu poema, basta encaminhar o mp3 + o texto para o e-mail: [email protected].

Poema sobre a vida – Vida

Chega um momento em sua vida, que você sabe:
Quem é imprescindível para você,
quem nunca foi,
quem não é mais,
quem será sempre!

Autor do poema sobre a vida – Charlie Chaplin – Vida

Foi um ator, diretor, produtor, humorista, empresário, escritor, comediante, dançarino, roteirista e músico britânico. Chaplin foi um dos atores da era do cinema mudo, notabilizado pelo uso de mímica e da comédia pastelão.

Vídeo sobre a Poema Vida:

Apresentação do poema sobre a vida – O beijo

 O poema de Olavo Bilac Conta a vida através de um beijo, dizendo as vantagens e sentimentos do beijo.

Poema sobre a vida – O beijo

Foste o beijo melhor da minha vida,
ou talvez o pior… Glória e tormento,
contigo à luz subi do firmamento,
contigo fui pela infernal descida!

Morreste, e o meu desejo não te olvida:
Queimas-me o sangue, enches-me o pensamento,
e do teu gosto amargo me alimento,
e rolo-te na boca malferida.

Beijo extremo, meu prêmio e meu castigo,
batismo e extrema-unção, naquele instante
por que, feliz, eu não morri contigo?

Sinto-me o ardor, e o crepitar te escuto,
beijo divino! E anseio delirante,
na perpétua saudade de um minuto…

Autor do poema sobre a vida – Olavo Bilac – O beijo

Foi um jornalista, contista (vide ”Contos Pátrios”), cronista e poeta brasileiro do período literário parnasiano, membro fundador da Academia Brasileira de Letras. Criou a cadeira 15 da instituição, cujo patrono é Gonçalves Dias.

Vídeo sobre a Poema O beijo:

Apresentação do poema sobre a vida – São demais os perigos desta vida

Compara os problemas da vida com relação a paixão, mostrando uma comparação da mulher com a música.

Poema sobre a vida – São demais os perigos desta vida

São demais os perigos desta vida
Para quem tem paixão, principalmente
Quando uma lua surge de repente
E se deixa no céu, como esquecida
E se ao luar, que atua desvairado
Vem unir-se uma música qualquer
Aí então é preciso ter cuidado
Porque deve andar perto uma mulher
Uma mulher que é feita de música,
Luar e sentimento, e que a vida
Não quer, de tão perfeita
Uma mulher que é como a própria lua: Tão linda que só espalha sofrimento.                   Tão cheia de pudor que vive nua.

Autor do poema sobre a vida – Vinícius de Moraes – São demais os perigos desta vida

Poeta essencialmente lírico, o que lhe renderia a alcunha “poetinha”, que lhe teria atribuído Tom Jobim, notabilizou-se pelos seus sonetos. Conhecido como um boêmio inveterado, fumante e apreciador do uísque, era também conhecido por ser um grande conquistador.

Vídeo sobre a Poema São demais os perigos desta vida:

Apresentação do poema sobre a vida – Posso ter Defeitos

É um poema que em seu inicio compara a vida com uma empresa, e depois agradecendo pela vida que tem, buscando cuidar dela.

Poema sobre a vida – Posso ter Defeitos

Posso ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes, mas não esqueço de que minha vida é a maior empresa do mundo. E que posso evitar que ela vá à falência.
Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver, apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise.
Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar um autor da própria história.
É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no recôndito da sua alma.
É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida.
Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos.
É saber falar de si mesmo.
É ter coragem para ouvir um não. É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta.

Autor do poema sobre a vida – Augusto Cury – Posso ter Defeitos

Nasceu em Colina , São Paulo,no dia 2 de Outubro de 1958. Formou-se em Medicina pela Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto e concluiu seu doutorado em Administração de Empresas pela Florida Christian University no ano de 2013 com a tese: “Programa Freemind como ferramenta global para prevenção de transtornos psíquicos”. [3]Na carreira dedicou-se à pesquisa sobre as dinâmicas da emoção.

Vídeo sobre a Poema Posso ter Defeitos:

Apresentação do poema sobre a vida – Monólogo de Hamlet

É um poma de Wiliam Shakespeare, que retrata a a vida de uma forma diferente, mostrando como as coisas acontecem e as pessoas não sentem.

Poema sobre a vida – Monólogo de Hamlet

Ser ou não ser, eis a questão.
O que é mais nobre? Sofrer na alma
As flechas da fortuna ultrajante
Ou pegar em armas contra um mar de dores
Pondo-lhes um fim? Morrer, dormir
Nada mais; e por via do sono pôr ponto final
Aos males do coração e aos mil acidentes naturais
De que a carne é herdeira, num desenlace
Devotadamente desejado. Morrer! Dormir; dormir
Dormir, sonhar talvez: mas aqui está o ponto de interrogação;
Porque no sono da morte, que sonhos podem assaltar-nos
Uma vez fora da confusão da vida?
É isso que nos obriga a reflectir: é esse respeito
Que nos faz suportar por tanto tempo uma vida de agruras.
Pois quem suportaria as chicotadas e o escárnio do tempo
As injustiças do opressor, as afrontas dos orgulhosos,
A tortura do amor desprezado, as demoras da lei,
A insolência do oficial e os pontapés
Que o paciente mérito recebe do incompetente
Quando o próprio poderia gozar da quietude
Dada pela ponta de um punhal? Quem tais fardos suportaria
Preferindo gemer e suar sob o peso de uma vida fatigante
A não pelo medo de algo depois da morte
Esse país desconhecido de cujos campos
Nenhum viajante retornou, e que nos baralha a vontade
E nos faz suportar os males que temos
Em vez de voar para o que não conhecemos?
Assim a consciência nos faz a todos cobardes
E assim as cores nascentes da resolução
Empalidecem perante o frouxo clarão do pensamento
E os planos de grande alcance e actualidade
Por via desta perspectiva mudam de sentido
E saem do reino da acção.

Autor do poema sobre a vida – Shakespeare – Monólogo de Hamlet

Foi um poeta, dramaturgo e ator inglês, tido como o maior escritor do idioma inglês e o mais influente dramaturgo do mundo. É chamado frequentemente de poeta nacional da Inglaterra e de “Bardo do Avon” (ou simplesmente The Bard, “O Bardo”). De suas obras, incluindo aquelas em colaboração, restaram até os dias de hoje 38 peças, 154 sonetos, dois longos poemas narrativos, e mais alguns versos esparsos, cujas autorias, no entanto, são ainda disputadas

Vídeo sobre a Poema Monólogo de Hamlet:

FIM

Gostou? Deixe sua opinião sobre esse post e sugira novas ideias de temas para abordamos aqui no Demonstre. Visite também a página do Demonstre no facebook, e o meu canal no youtube.

Bom pessoal, muito obrigado por acompanhar o post até aqui e até mais!

Você também pode gostar de:

10 poesias de Ferreira Gullar

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.