Pregação forte é um termo, usado principalmente por Igrejas, sejam elas pentecostais ou católicas renovadas, para indicar o uso da Palavra de Deus, por meio de um preletor eloquente. Contudo, ela deverá ser ministrada, com autoridade e manifestação de sinais, os quais resultarão em estimuladores da fé, naqueles que ouvem a mensagem, seguida de oração para libertação.

Pregação forte

Geralmente os pregadores, considerados como aqueles que fazem uma pregação forte, são homens que se preparam, orando e lendo, antes de assumirem o microfone, ou a direção da Palavra. Eles normalmente, passam horas em oração e meditação. Falam com Deus, jejuam, e fazem leitura sistemática da Bíblia, de onde extraem as mensagens.

Acima: pastor Ângelo Galvão pregando forte

Boa parte dos pregadores, estudam também a Teologia; Filosofia, Etimologia e linguística, para explicarem o significado das palavras difíceis.  Ainda, pesquisam assuntos de conhecimentos gerais, relacionados à cultura do público que receberá a mensagem. Isso faz com que, consigam  se comunicar melhor com os ouvintes.

Quais os motivos para escolher a Pregação Forte?

Os maiores motivos estão relacionados ao seus ouvintes. Portanto, embora possamos afirmar que uma palavra forte, não é sinônimo de barulho ou agitação, pois, uma pregação forte poderá até mesmo ser feita em uma tonalidade suave de voz e provocar um tsunami no interior da pessoa que ouve.

 

Embora os pregadores desse estilo, tentem a ser mais fervorosos ao ministrarem a Palavra, falando mais alto, nem sempre existe a necessidade de pregar em altas tonalidades, pois o efeito virá da forma como o conteúdo é transmitido e o preparo antecipado do pregador. Assim ele consegue ativar:  poder, fortaleza, sustentação . Portanto:

  • Escolha fazer uma pregação forte quando as pessoas estão desmotivadas, pelas perdas e decepções
  • Faça uma pregação forte,quando seu publico está com a maior parte doente
  • Essa pregação é indicada para ocorrer um avivamento e clareza dos fatos
  • Pregação forte deve ser feita para revigorar a fé dos ouvintes, a fim de que recebam bençãos e sejam consolados.
  • Pregação forte é indicada em campanhas de causas impossíveis.
  • Sempre haverão motivos para pregação forte, pois a vida humana é cheia de surpresas.

Quem são os preletores de pregação forte ?

Existem milhares deles espalhados pelo mundo. Há pouco tempo, o Senhor Deus recolheu uma preciosidade por nome de Billy Graham, um dos maiores pregadores que o mundo já ouviu. Sua pregação era forte, embora não fosse de movimentos nem barulhos, a presença do Espirito Santo sempre foi certa. É quase impossível ouvi-lo sem conter as lágrimas.

A base de sua pregação sempre se voltava para o sacrifício que Jesus fez na cruz do calvário, para salvar os homens. Multidões choravam e se entregavam ao Senhor, após sua preleção. Uma pregação forte, verdadeiramente.

Diríamos que desde o apóstolo Pedro, que é referencia dentre os primeiros pregadores do Cristianismo, até a atualidade, pessoas usadíssimas por Deus estão se levantando, pessoas que se entregam à verdadeira vontade de Deus. Vamos apontar aqui, pelo menos um dos muitos pregadores já existentes.

Pregadores com pregação forte sempre existiram , confirmem conosco

Jonathan Edwards

Um dos notáveis pregadores, o qual ficou eternizado, foi Jonathan Edwards. Ele nasceu em 1703, único filho homem de Timothy Edwards, que era pastor congregacional em East Windsor, Connecticut. Antes dos 13 anos, entrou no Yale College.

Em 1720, recebeu o grau de bacharel, e aos 20 anos recebeu o grau de mestre em artes. Em abril ou maio de 1721, Edwards se converteu.

“Pecadores nas mãos de um Deus irado” (1740), baseado em Deuteronômio 32.25, é seu sermão mais famoso. Antes desse sermão, por três dias, Edwards não se alimentara nem dormira; rogara a Deus sem cessar: “Dá-me a Nova Inglaterra!”.

O povo, ao entrar para o culto, se mostrava indiferente e mesmo desrespeitoso, diante dos cinco pregadores que estavam presentes. Edwards iria pregar, e, ao dirigir-se para o púlpito, alguém disse que ele tinha o semblante de quem fitara, por algum tempo, o rosto de Deus.

Sem quaisquer gestos, encostado num braço sobre o púlpito, segurava o manuscrito e o lia numa voz calma e penetrante. O resultado do sermão foi como se Deus arrancasse um véu dos olhos da multidão para contemplar a realidade e o horror em que estavam.

Em certa altura, um homem correu para frente, clamando, suplicando por oração, sendo interrompido pelos gemidos de homens e mulheres; quase todos ficaram de pé ou prostrados no chão, alguns se agarrando às colunas da igreja, pensando que o juízo final havia chegado. ( Fonte)

Transformação por meio da Palavra de Deus

Durante a noite inteira ouviu-se na cidade, em quase todas as casas, o clamor daqueles que, até aquela hora, confiavam em sua própria justiça. O efeito foi duplo:

Primeiro […], eles abandonavam as suas práticas pecaminosas […]. Depois que o Espírito de Deus começou a ser derramado tão maravilhosamente de uma maneira geral sobre a vila, pessoas logo deixaram as suas velhas brigas, discussões e interferências nos assuntos dos outros.

Eles começavam a aplicar os meios de salvação; leitura, oração, meditação, as ordenanças pessoais; seu clamor era: “O que devo fazer para ser salvo?”.

Edwards reconheceu que “mais de 300 almas foram salvas, trazidas para Cristo”, em Northampton. Nesta época sua cidade tinha cerca de 2 mil habitantes!

Não havia sequer uma pessoa na cidade, velha ou jovem, que não estivesse interessada nas grandiosas coisas do mundo eterno […]. O trabalho de conversão era levado adiante da maneira mais surpreendente; as almas vinham, multidões delas, a Jesus Cristo ( fonte).

Como escolher uma pregação forte?

Os motivos para que um pregador escolha, fazer uma pregação forte, seja em uma comunidade, templo, praça ou estádio, dependerá da necessidade do público.

Como exemplo, observe que talvez, não seja coerente, uma pregação forte ser administrada em um momento,  no qual o povo, está assistindo a Copa do Mundo, pois as atenções estarão em outro lugar.

No entanto, se o povo que está reunido, se encontra abalado com doenças, angustiados, lutando contra o desemprego, separação conjugal, em luto, em situações das quais clamam por ajuda. Uma pregação forte será bem vinda!

Ela alimentará a fé dos que sofrem, e posteriormente, quando receberem as orações, eles serão abastecidos, para se moverem em busca, do que existe de melhor para eles. Romanos 10:17 diz: “De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus. 

A maior parte dos pregadores, os quais são considerados ministradores de pregação forte, conseguem tocar no íntimo da alma das pessoas, elas então, liberam as emoções, e se abrem para uma novidade de vida. Normalmente, a pregação forte, termina com uma oração de libertação e cura. Como base, os preletores se baseiam na passagem  de Tiago 5:15, diz assim:“E a oração da fé salvará o doente, e o Senhor o levantará; e, se houver cometido pecados, ser-lhe-ão perdoados.”

Escolha a pregação forte, voltada para a necessidade atual de seu público. Não se deverá fazer uma pregação forte, falando sobre a possibilidade de uma estéril ( fisicamente) gerar, se em seu publico, todas as mulheres já são mães, ou sua pregação está sendo dirigida à um grupo de jovens. Coerência é indispensável nessa circunstancia.

Como fazer uma pregação?

Pregar é transmitir uma mensagem a determinado público, e isso pode causar ansiedade. Existe o medo de errar, ou não saber desenvolver bem a mensagem, ainda a sensação de será alvo de risos.

Portanto, alguns pregadores, até mesmo homens famosos, ensaiaram sozinhos, diante do espelho, ou usando molhos de trigo ou mato como seu publico, como foi a princípio o desenvolvimento de Billy Graham.

Como iniciar a pregação forte?

Antes de tudo, todo pregador iniciante, deve ter a consciência, de que para ser um bom pregador, custará um tempo. Pois até mesmo para aqueles que já nasceram com esse talento,  necessitarão  de lapidação, aprendizagem…

Portanto, não se frustre se em suas primeiras experiencias como pregador, ocorrerem erros, e até mesmo críticas ou risos. Isso acontece com qualquer aprendiz, contudo, não desista, siga em frente!  confira a seguir, os seis passos para uma pregação de sucesso

5 passos para uma pregação forte

  1. O pregador é alguém que está em eterno aprendizado, por isso o primeiro passo,  é abrir espaço para o conhecimento, e para isso, de preferência, busque aprender com quem conhece bem as escrituras. Frequente a escola bíblica de sua comunidade ou congregação ( E.B.D) Converse com seu líder,  e lhe faça as perguntas necessárias.
  2. Seja um adepto da Oração! Não existe meios de interpretar um idioma, sem antes tê-lo estudado. O Espirito Santo é o autor da Bíblia, e  só orando, você conseguira falar com Ele e ter a interpretação dos textos.
  3. Após orar e pedir a Deus direção, abra a bíblia e encontre um versículo, que funcione como porta de entrada ( mostraremos isso mais abaixo no esboço)
  4. A partir do verso chave, você deverá  pesquisar outros versos, os  quais confirmam o primeiro .
  5. Uma pregação, pode ser estruturada de formas variadas, no entanto, é importante que ela tenha início, meio e fim, ou seja: Introdução, desenvolvimento e conclusão. Vamos aprender?

Esboço de uma pregação forte

Esse é um esboço prático, que tem a única intenção de direcionar uma mensagem, ajudando o pregador a se organizar. No entanto, o segredo maior, está na oração e leitura prática da Palavra de Deus, é assim que surge uma pregação forte, com resultados surpreendentes, que vão de cura ao sobrenatural de Deus.

Tema – introdução

Primeiro , após ter já em casa, escolhido o verso chave da pregação, faça a  Leitura do texto bíblico para a igreja. Exemplo: ”  Não se deita vinho novo em odres velhos” ( Mateus 9:17 )

 Introdução: Para introduzir, você poderá usar um pouco de arqueologia ou história, contando ao povo o que significa “odres”. Sabe-se que era uma vasilha,  feita de couro de animal.  Os homens antigos usavam odres, para armazenar vinho ou transportar água, durante suas viagens…

Desenvolvimento – Explicação do texto

Diga ao povo, por qual motivo Jesus havia feito essa comparação. No caso desse verso, Jesus estava explicando à alguns críticos, que queriam forçar os seus discípulos, a jejuarem por conveniência,  que cada coisa deveria estar no seu devido lugar.

O conceito dos fariseus não cabiam aos discípulos de Jesus. Quando o Mestre subisse para o Pai, aí sim, teriam que jejuar, mas isso não deveria ser feito por mero costume.

Mostre o tema do estudo para a igreja

Suponhamos que o tema da pregação seja: “Vinho novo em odres velhos”, fale pelo menos três vezes o tema da pregação, e peça a igreja que repita com você. Alguns pregadores, usam nesse momento, chavões como: ” Olhe no olho de seu irmão e diga: ” Tem vinho novo aí?”  ou, ” Abrace o irmão que está do seu lado e diga: ” Hoje terá vinho novo em odres novos”

Argumentação

(Aqui entram as separações em pontos: ponto 1, ponto 2, ponto 3 …)

Ponto 1

Pode-se usar o ponto 1 por exemplo, para ligar outro versículo, ao texto chave. Fale um pouco, sobre o primeiro milagre de Jesus, em Caná da Galileia ( S.João 2).  Apresente a alegria, e o  alivio, que todos sentiram na festa.

Nesse primeiro ponto, o odre novo comporta o vinho, que representa a alegria, a qual veio do Senhor veio para multiplicar em nossas vidas…

Ponto 2

No ponto 2,  o odre velho, que também está referenciado no salmo 119 verso 83, o qual está na fumaça, mostra a desventura, de alguém que se sente inútil, porquanto, perdeu a alegria e a utilidade na vida.

Na antiguidade, os odres velhos, que não serviam mais para transportar vinho ou água, eram abertos e esticados, para tapar buracos das tendas de beduínos, ficando  exposto, a fumaça do fogo, que aquecia os viajantes durante a noite.

Essa passagem, seria uma metáfora do sofrimento de alguém, o qual, ao se sentir sem honra e valor, sujeita-se a tapar buracos, por não ter mais a juventude, ou seja, a capacidade para carregar vinho novo, representando a alegria.

Ponto 3

No ponto 3, você poderá dar uma pausa, e levar o publico a refletir. Poderá portanto,  pedir para que perguntem para si mesmos, independente da idade, posição social, ou vida financeira, com qual odre eles se comparariam?

Você poderá contar, a experiência de um milagre vivido, ou mesmo, um testemunho que ouviu de alguém, o qual funcionará como um fosforo na gasolina.

Conclusão da pregação forte

É na conclusão portanto, que geralmente, que ocorrem as reações emotivas. Nela você fará, a comparação dos tópicos desenvolvidos, e os interpretará à luz da bíblia. Por isso é necessário oração, para que o efeito seja poderoso, em uma verdadeira pregação forte.

Nesse tema, os odres seriam comparados às pessoas, que quando se sentem incapacitadas de serem usadas por Deus, para levar alegria aos corações, se frustram, sentindo-se desoladas, como odre na fumaça. No entanto, Jesus que fez água se tornar em vinho, faz também odres velhos se renovarem.

Uma pregação forte traz para as pessoas,  renovação de  esperanças. Frases como: “Jesus está aqui! Ele irá transformar, não apenas água em vinho. Transformará vocês em  odres novos, para  que levem alegria, por onde passarem.

Vídeo demonstrativo com uma pregação forte

Ouça o pastor Marco Feliciano, um dos pregadores avivalista mais conhecido no Brasil

Exercícios com o texto: Pregação forte

Vamos construir uma pregação forte?

Não apenas aspirantes a pregadores, poderão fazer esse exercício, mas, o mesmo, poderá ser usado, pelos professores em sala de aula, para estimular aos alunos, desenvolverem sua capacidade, de usarem a preleção.

Depois de lermos sobre Jonathan Edwards, e assistirmos aos videos, dá uma vontade de pregar, não é mesmo?  Mas, será que convenceríamos alguém, com nossa pregação? Vamos tentar?

  1. Utilizando o modelo, apresentado em nosso esboço, monte sua pregação forte.
  2. Escolha um verso, o qual lhe traga uma sensação de segurança e bem estar
  3. Desenvolva-o, exatamente conforme foi mostrado em nosso esboço
  4. Determine um limite de tempo, para que faça sua preleção( normalmente, um sermão médio é de 40 minutos a 1 hora)
  5. Marque com seus colegas, o dia de se encontrarem para uma reunião.( na escola, é o  professor quem marcará)
  6. Pregue seu sermão para seu publico, e veja o que acontece !

“Toda palavra de Deus é pura; Ele é um escudo para os que nele confiam” (Provérbios 30: 5

Fim

E então, gostou de nosso texto sobre  pregação forte? Se te agradou e auxiliou nas pesquisas, visite outros textos, continue nos acompanhando no site do Demonstre, pois traremos muito mais, para compartilhar com vocês.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.