Pregação sobre Débora e Jael é sempre uma opção para quem deseja falar sobre mulheres, ou melhor, pregar para um grupo de mulheres. Contudo, alguns erros podem ser cometidos por pregadores, se a leitura da Bíblia no livro de Juízes capitulo 4 e 5 não for lida com atenção até o final.

Pregação sobre Débora e Jael 2
Pregação sobre Débora e Jael

Débora foi sem dúvidas uma mãe para Israel, e honrada sim, por ser uma importante juiza. Mas, a mulher por ela profetizada pelas mãos da qual ocorreria a vitória contra o rei Jabim seria outra!

Nos acompanhe nessa fascinante história e descubra qual foi a mulher honrada pela batalha considerada ganha por Baraque. No final teremos o esboço de uma pregação sobre Débora e uma dinâmica especial para comemorar o dia internacional da mulher.

 Qual a importância de se fazer uma pregação sobre  Débora e Jael ?

Não apenas o fato de Debora ser mencionada como a única mulher juíza de Israel, que nos dá uma enorme chave para provar que sempre existiram mulheres com liderança nas veias.

Embora ainda até hoje existem preconceitos a serem vencidos em algumas culturas, contudo, além de provar que no passado, uma mulher poderia sim, se destacar, observa-se que poderiam a ser usadas não pela força física, contudo, pela inteligência que possuíam

Débora foi um fenômeno, sem dúvidas! Porém, existe uma parceira nessa história, a qual pouco se comenta, trata-se de uma mulher muito inteligente!

Esta foi Jael, esposa de Heber o queneu. Foi ela, não Debora que recebeu o credito da vitória sobre Jobim rei dos cananeus. La na frente comentaremos como isso aconteceu.

Quem foi Débora ?

Daniel Conegero comenta que Débora foi uma das mulheres mais conhecidas do Antigo Testamento. Nos diz que o nome “Débora” vem do hebraico Debhoráh, e significa “abelha”. O importante papel desempenhado por ela num momento complicado da história do povo de Israel coloca-na em destaque.

Contudo ele nos chama a tenção para um detalhe, que deve ser observado para não se fazer confusão: O fato de que a Bíblia menciona duas mulheres com o mesmo nome.

A primeira Débora aparece ainda no livro de Gênesis, e foi a ama de Rebeca, acompanhando sua senhora em sua ida para Canaã (Gn 24:59). Embora nem a Biblia ou a historia dê detalhes sobre essa Débora, o registro de sua morte se encontra em Gênesis 35:8.

Já a Débora Juiza viveu por volta de 1125 a.C. e mesmo considerada uma juíza comum, não de causa ordinária ou militar, ela ficou marcada por ser a pessoa que foi capaz de resolver o problema de fragmentação das tribos de Israel, reagrupando-as e chamando-as novamente à fidelidade a Deus.

Pregação sobre Débora e Jael – A estratégia de guerra

Na passagem Bíblica, Débora além de julgar Israel ( tipo de liderança naquele período histórico), ela chamou Baraque  e profetizou para ele, uma mensagem vinda  da parte de Deus,  de como poderia vencer Jabim o rei dos cananeus.

Pregação sobre Débora e Jael 3

Ela contou  a Baraque o número de guerreiros que se juntariam a ele no Monte Tabor  e adiantou que,  para o ribeiro de Quisom, desceria  Sísera, capitão do exército de Jabim, com os seus carros, e com a sua multidão; e ali  seriam entregues na mão dele

Baraque, insistentemente, disse que só iria para a batalha se Débora fosse com ele. Débora concordou em ir com Baraque, mas,adiantou que não seria dele a honra da vitória na batalha, pois Deus entregaria Sísera nas mãos de uma mulher (Jz 4:9).

Qual o lugar de Jael na pregação sobre Débora e Jael

Valdenira Nunes de Menezes Silva nos diz um pouco sobre que foi Jael, cofira!

Em Juízes 4 e 5, encontramos , Jael, nome que significa “cabra selvagem ou montês”. A Bíblia diz, em Juízes 5:24, que ela era bendita entre as mulheres nas tendas. Embora não fosse judia , sabe-se que tinha apreço pelo povo de Deus.

Com seu marido Héber, fazia parte de uma tribo nômade. Elas e seu esposo eram queneus. Jael jamais imaginou que, um dia, iria ser elogiada por Débora, juíza de Israel, e por Baraque, o comandante do exército. E, pelas palavras de elogio deles, vimos que Deus a considerou amiga de Israel.

Como aconteceu a batalha na pregação sobre Débora e Jael

Baraque ajuntou uma força 10.000 homens para lutar contra Sísera, conforme orientação da profetisa Debora, sendo que Baraque e seu exército ocuparam no monte Tabor.

Sísera,  vendo isso, juntou  seus carros e seu exército bem equipado para ir combater o povo de Deus, contudo, o Senhor ordenou que  a natureza desse sua cooperação, então houve um aguaceiro torrencial, que transformou o terreno num lamaçal e o Quisom em um riacho furioso, imobilizando Sicera e seus soldados.

Isso facilitou para Baraque sair vitorioso contra os adversários, contudo, Sísera, fugiu a pé, dirigindo-se a Quedes, onde Héber, o queneu, estava morando.

Considerando o fato de  que não havia  guerra entre Héber e o Rei Jabim, Sísera procurou ali segurança.

A vitoria de Jael sobre Sicera

Como se sabe Heber e Jael eram queneus, descendentes do cunhado de Moisés, Hobabe. Eram moradores da Terra da Promessa, porém, Héber separou-se dos outros familiares, mudando-se mais para o norte.

Ele levantou sua tenda perto do rio Quedes, em Naftali, a uns cinco quilômetros ao noroeste lugar que agora é conhecido como a Bacia de Hulé.

Quando Jael, esposa de Héber, ofereceu para acolher Sísera, ele não teve medo de aproveitar do refúgio. Abatido da experiência árdua, deitou-se, e Jael cobriu-o com um cobertor. Mais tarde, quando pediu água para beber, ela lhe deu leite.

Jael ofereceu-lhe mais conforto e segurança o cobrindo. Aproveitando-se da boa vontade da mulher, Sicera pediu: “Fica de pé à entrada da tenda, e se alguém vier e  perguntar se há um homem aqui,’ então dirá que ‘Não!’

Sícera se sentiu seguro, e logo começou a dormir profundamente.

Jael agiu com coragem, aproveitando a oportunidade para  ajudar os israelitas. Possivelmente, estava acostumada a fincar estacas no solo, com um martelo.

Assim, com uma estaca de tenda numa das mãos e o martelo na outra, Jael chegou-se te a Sísera, que estava deitado de lado, profundamente adormecido, e o exterminou.

Pregação sobre Débora e Jael 4

E algo forte para se pensar nos dias de hoje, ato que não seria visto como heroico em nossos dias, contudo, naquele tempo e cultura, matar seria a forma definitiva de livra-se de seus inimigos.

Trazendo para o campo espiritual, observe que a atitude de Jael pode ser imitada, se aplicada de forma simbólica.

Quando a mulher de Deus possui princípios, temor de Deus e vontade de ser útil para a obra do Senhor, ela pode unir o útil ao agradável. Oportunidades não devem ser perdidas.

Você sabe o lugar onde vive, as maiores guerras que o mal tem levantado para destruir as pessoas que você ama. Em um momento de oportunidade, faça o Deus te mandar fazer ( claro que não se trata de violencia, mas atitude para o bem de todos)

Pregação sobre Débora e Jael 5

Como iniciar a pregação sobre Débora e Jael

Prepare-se com oração e leia a passagem de Juizes 4 e 5 diversas vezes, anotando dados, nome de lugares ou pontos interessantes que deva ser lembrados durante a mensagem.

Algumas pessoas apenas coletam informação da internet e não se preocupam em examinar as escrituras. Embora a pesquisa online ajude bastante, não se deve fiar somente nela, pois quem escreve são pessoas, as quais poderão estar postando suas ideias em necessariamente ter que provar nada!

A forma exata de proceder, trata-se de pesquisar se o que você leu na net, tem base biblica. Usar a historia dos Hebreus ou livros cientificos para consulta de costumes da epoca, localização geografica, dentre outros, tambem se torna aconselhavel.

Ler a biblia e pesquisar em fontes seguras, pode evitar que o pregador cometa erros

Esboço de uma pregação sobre Débora e Jael

Assim que receber a oportunidade e fazer a saudação e agradecimento aos presentes, convide o povo para a leitura de um dos versos presentes no capitulo 4 ou 5 de Juízes.

Tema – introdução

Apos a leitura, faça uma oração para que o Senhor trabalhe nos corações durante a exposição da Palavra, ou dê a honra de um obreiro presente dirigir a Deus essa oração.

Argumentação

Aqui entram as separações em pontos: ponto 1, ponto 2, ponto 3 …

Ponto 1

Pode-se usar o ponto 1 por exemplo, para ligar outro versículo, ao texto chave. Fale um pouco, sobre a posição de Debora naquele tempo, e por que foi ela quem direcionou a a batalha, mas, não a liderou fisicamente.

Você pode estudar ou pesquisar por paises em que as mulheres dão ordens, mas os homens comandam o exercicito.

Ponto 2

Você pode apresentar nesse momento um pouco da história bíblica. Aproveite a historia comentada acima e fale sobre as ocorrencias. Tente associar a guerra contida na pregação sobre Débora, com alguma guerra ou manifestação que você ficou sabendo na atualidade.

Deixe uma pergunta para o publico:

Você teria coragem de orar antes de tomar uma decisão, se estivesse diante de um exército   numeroso com a responsabilidade de  conduzi-lo em uma batalha ? ou , o que faria antes de dar-lhes a ordem para avançar?

Veja alguns tópicos que poderá se apropriar em sua pregação sobre Débora:

  • Poderá reviver com o público o encontro de Debora com Baraque debaixo da Palmeira, pois em um lugar exótico como aquele, que ela costumava se reunir para julgar e orientar o povo (comente sobre a simbologia da palmeira, que no caso de Israel trata-se da Tamareira).
  • Fale sobre a direção com detalhes que Debora teve de Deus sobre aquela batalha
  • Pergunte aos ouvintes se eles possuem o costume de pedir orientação a Deus antes de tomarem suas decisões.
  • Mostre como isso tem importância na vida do Cristão.
  • Fale a lição que Baraque recebeu por se mostrar medoso e não querer sair na frente da batalha, pedindo a Debora que o fisesse.
  • Fale sobre Jael , sua estrategia para derrotar o adversario.
  • Comente o fato de que Baraque ter derrotado os soldados, não lhe garantia a honra sobre a batalha, pois o comandante havia fugido.

Uma guerra era considerada vencida quando o cabeça da batalha fosse capturado. Nesse caso, com a morte de Sicera, a guerra foi vencida.

Ponto 3

Nesse momento, da pregação sobre Débora, compara-se a batalha , profetizada por Debora, dirigida por Baraque, na qual Jael foi honrada, como uma lição de que embora recebamos profecias e lutamos pela obra, Deus pode resolver entregar o desfexo da vitoria nas mãos de alguem que jamais poderiamos imaginar!

  1. Podemos receber profecias e orientações, contudo, temos que agir e realizar o que Deus determina confiando Nele
  2. Não adianta escorar no profeta, no pastor ou na irmã que ora! Quem recebe ordem para estar na frente da batalha precisa ter confiança em Deus e lutar de cabeça erguida
  3. Na pregação sobre Débora, Deus nos ensina que por muitas vezes, ouviremos um profeta nos entregar a mensagem. Lutaremos na frente, contudo, a honra do triunfo final pode ser de um servo anônimo, ou que se quer saiu de seu lugar, mas usou a fe e a inteligência. .
  4. Deus permite certas situações para que nehuma carne se glorie, antes todos o reconheçam como O SENHOR DOS EXÉRCITOS !

Conclusão da pregação sobre Débora e Jael

É na conclusão portanto, que geralmente, a comoção aflora. Na Pregação sobre Débora conclua deixando uma mensagem de esperança, principalmente para as mulheres. Fale com elas que Jael usou três tipos de armas para se tornar a heroína da história.

  • Fez o adversário pensar que era inofensiva (persuasão)
  • Lhe ofereceu leite, no lugar de água ( será que não lhe daria mais sede)
  • Cobriu o adversário o impedindo de saber o que fazia (sigilo enquanto se faz planos, faz parte de estratégias vitoriosas)
  • Acertou-lhe a estaca no lugar adequado para eliminação. (pontaria sem erros)

Não traduziríamos tal estratégia para ser usada hoje de forma literal, mas de maneira simbólica. Quando se tem sabedoria, não precisa de alarmes, estratégia e atitudes certeiras garantem a vitória total!

Video com pregação sobre  Débora e Jael

Confira a maravilhosa pregação sobre Debora e Jael, com Helena Tannure

Exercicio sobre a pregação sobre Débora e Jael – Dinâmica para mulheres Cristãs

Ao mesmo tempo em que se faz os exercicios, torna-se possivel aprender e se divertir. Voce sabia que Jael trata-se de um nome que pode ser usado tanto para homens quanto para mulheres

Passo a passo para o exercicio da pregação sobre Débora e Jael – Dinâmica para mulheres Cristãs

  • Distribua folhas de papel e caneta para as participantes. Se for um numero elevado, separe  dez voluntarias ou menos.
  • Solicite que cada uma delas escreva nomes dos quais se lembram que servem para homens e mulheres.
  • Na Biblia tem alguns como Elienai, Elizama, Eliã.
  • Nomes como Valdeci, Juraci, Iris, Nair, Nadir, Francis, Yuri, Remi, Sandy e Ivanir podem ser usados para ambos os sexos.
  • Aqueles com terminações em “ar”, como Dagmar, Rosimar, Lucimar e Itamar também
  • Brinque bastante com as possibilidade de nomes que servem para meninos e meninas
  • Para terminar, prepare uma curta mensagem com base na Bíblia. que  fale sobre a importância que os hebreus davam ao nome de uma criança nascida e a influencia que ele exerce sobre quem a recebe!

Por certo vai valer a pena !

Fim

Se você nos acompanhou no texto com pregação sobre Débora e Jael, deixe seu comentário, fale conosco sobre o que faltou, o que precisa melhorar… Somos abertos para a comunicação e sua opinião nos ajuda a realizar um trabalho melhor, oferecer algo que lhe ajude de verdade!

Visite outros textos, nosso site, pois ele possui uma gama enorme de material educativo.

Um abraço ! ATE BREVE