Pular foguinho – Brincadeiras com corda

0

As brincadeiras com corda, completam a diversão e o exercício de todas as idades. Mais do que brinquedo, ela é responsável por ajudar no desenvolvimento de várias habilidades infantis. A criança aprende a contar, desenvolve noções de tempo, altura, velocidade… E vamos falar sério, quem não gosta de pular corda? Veja Pular foguinho e muitas outras.

Pular foguinho

Uma das brincadeiras de corda preferidas por quem gosta de adrenalina e transpirar bastante. Portanto, se o professor achar que não é conveniente, não faça essa brincadeira com crianças. Utilize- as para brincar com  pre-adolescentes para cima.

Brincadeiras com corda

Aqui estão brincadeiras com corda, que prometem divertir desde o berçário aos adultos. Alegria e exercício para todas as idades.

Pular foguinho – Brincadeira com corda

Uma das brincadeiras de corda preferidas por quem gosta de adrenalina e transpirar bastante. Trás benefícios para quem deseja desenvolver habilidades como agir com rapidez, quanto aos que querem perder peso.

Recursos para a brincadeira com corda: Pular foguinho

  • Público alvo: Crianças a partir de 9 anos
  • Recursos: 1 corda
  • Objetivo: interação, exercício físico e mental.

Passo a passo para a brincadeira com corda: Pular foguinho

  1. A criança precisará ser muito rápida para entrar na corda já ritmada.
  2. Após algumas batidas, vá aumentando a velocidade, até que a criança não aguente mais e erre.
  3. É preciso atenção, embora não seja proibido crianças pequenas brincarem de foguinho, é preciso verificar se elas conseguem o ritmo, pois se forem lentas, podem machucar-se ou caírem.

Portanto, se o professor achar que não é conveniente, não faça essa brincadeira com crianças. Utilize- as para brincar com  pre-adolescentes para cima.

Fim da brincadeira com corda Pular foguinho

Obrigado por acompanhar este post até aqui. Se você gostou dessa lista de brincadeira com corda, e quer mais, temos diversas outras brincadeiras para alegrar a garotada. Divulguem entre aqueles, que assim como nós, acreditam que a criança que brinca, é criança de verdade!