O Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), é realidade na vida dos brasileiros há muito tempo, veja quem criou o exame e seus objetivos.

O exame do ENEM é muito popular e bem recebido pelos estudantes e atualmente está interferindo na vida de milhões de estudantes universitários espalhados pelo Brasil, sejam eles do Acre ou do Rio Grande do Sul, sem mencionar sua trajetória de desenvolvimento, que se tornou uma das competições mais importantes do país.

Quem criou o ENEM?

Em 1998, no governo do então presidente Fernando Henrique Cardoso, o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) foi criado pelo Ministério da Educação (MEC).

Vale ressaltar que, durante esse período, o ministro da Educação, Paulo Renato Souza, influenciou bastante a preparação do exame, mas os méritos de ter criado o exame são atribuídos ao MEC por se tratar de um esforço conjunto de desenvolvimento.

Como era o ENEM até 2008?

Naqueles anos, o teste tinha apenas 63 perguntas objetivas e uma recomendação de redação. Além disso, esses assuntos não eram unificados em larga escala como hoje, mas sim separados de acordo com o estilo tradicional da escola (matemática, geografia, ciências, português, etc.). Os alunos levavam apenas um dia para fazer o exame, o que podia levar até 5 horas, e essas perguntas geralmente não eram cobradas pelo conteúdo avançado, mas apenas pelo que foram vistas basicamente (ou pelo menos deveriam ser vistas) na salas de aula.

O ENEM pós 2008

Durante esse período, a proposta de teste e a maneira de fazer perguntas passaram por profundas mudanças. Isso porque, em 2009, o MEC percebeu que o Enem tinha um grande potencial para substituir os exames vestibulares tradicionais usados ​​pelas universidades públicas em todo o país. Portanto, o exame melhora seu nível de coleta e se torna cada vez mais importante à medida que as universidades o utilizam como processo de seleção.

Espero que você tenha aprendido mais sobre o surgimento e mudanças no enem

Acompanhe outros textos do demonstre para ficar por dentro do mundo da educação, cultura pop, tecnologia e muito mais. Se você gosta de críticas de cinema separados uma bem bacana pra você: Suíte Havana.