Olá, hoje vou por um dedinho de prosa quanto ao relatório de desenvolvimento na educação infantil:

Relatório de desenvolvimento na educação infantil

Durante muitos anos a Educação Infantil não era entendida como integrante da educação pela comunidade de educadores, pois para muitos possuía um caráter assistencialista, no qual, o responsável-ou professor- deveria exercer apenas a relação de zelo e cuidado, sem necessariamente desenvolver um trabalho pedagógico. Porém, diante das novas concepções de infância que têm se semeado na educação, tal tem conquistado seu espaço entre educadores e pensadores da educação, e também na sociedade, sendo reconhecida como parte da educação básica e um direito essencial para a formação e desenvolvimento da criança.

Perante estes novos fatos e com a regulamentação dos anos iniciais, as escolas começaram um movimento em prol da infância e da sua valorização, oferecendo cursos regulares que buscam contemplar essa nova visão oferecendo os mais diversos percursos formativos (construtivistas, tradicionais, montessoriana, waldorf), contudo, ao ser considerada parte da educação e de um processo de formação qual procura atingir alguns objetivos em seu percurso, se fez necessário pensar como seria o processo avaliativo aplicado às crianças.

Relatório de desenvolvimento na educação infantil

Dessa forma, questiona-se qual seria a melhor forma de avaliar as crianças e quais seriam os critérios: com notas ou com números; bimestralmente ou semestralmente; a partir de qual material deve ser baseada e o que deve ser avaliado.

Assim, podemos verificar que os questionamentos são muitos, e para respondê-las temos a seguir um trecho da resolução do MEC que define como deverá ocorrer essa avaliação:

“A avaliação da aprendizagem é competência da escola. Como previsto no art. 31 da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei número 9.394/96), na Seção II, Da Educação Infantil, “a avaliação far-se-á mediante acompanhamento e registro do seu desenvolvimento, sem o objetivo de promoção, mesmo para o acesso ao ensino fundamental”. Portanto, tem como referência os objetivos estabelecidos no projeto pedagógico da instituição e não deve assumir finalidades seletivas e classificatórias. As Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil (Resolução CNE/CEB número 05/2009) explicitam que as creches e pré-escolas devem planejar formas de avaliação que contemplem o acompanhamento do trabalho pedagógico e a avaliação do desenvolvimento da criança. Nesse sentido, as observações e registros devem ser contextualizados, isto é, tomando as crianças concretas, em suas histórias de vida, seus ambientes sociais e culturais e co-construtoras de um processo dinâmico e complexo de desenvolvimento pessoal e social. ” (MEC,2012)

Qual a importância do relatório de desenvolvimento na educação infantil

A importância deste relatório na educação infantil é significante, pois, as crianças se desenvolvem de maneira singular, cada uma em seu tempo e com características particulares. Dessa forma, cabe então ao professor que convive com elas diariamente, observá-las com o olhar pedagógico e transformar essa observação em uma análise escrita para ser entregue aos pais e responsáveis, no qual deverá conter a evolução ou aspectos que devem considerados de cada indivíduo e também, para uso próprio, como um indicador de seu trabalho desenvolvido até aquele momento e para os próximos anos da criança na educação infantil até o ensino fundamental.

Portanto, a avaliação neste período, que abrange de 0 a 6 anos (podendo se estender até aos 10 anos), deve ocorrer em caráter de um relatório de desenvolvimento da criança ao decorrer do ano, sendo que este documento é de grande valia para pais, alunos e os próprios professores, pois aborda a evolução de cada criança perante o ambiente escolar. Além disso, o relatório individual do aluno existe para criar uma conexão entre o aprendizado de bebês e crianças na escola- sob os olhos dos educadores – e os pais e/ou tutores, evidenciando não somente a evolução, mas também indicando e pontos que precisam ser trabalhados.

O docente, portanto, tem um papel crucial nesse processo já que cabe a ele fazer esses registros, que podem ser feitos de diversas formas, como por meio da escrita, fotografias, das atividades das crianças, conversas, gravações ou outros recursos que o professor possua, para que façam anotações sobre suas impressões dos acontecimentos, descrevendo o envolvimento das crianças nas atividades, as iniciativas e as interações, usando esses registros para refletir e tirar conclusões visando aperfeiçoar a prática pedagógica.

De acordo com a Secretaria Municipal de Educação de São Paulo, na portaria nº 7.598, de 2016, que diz respeito aos prazos e documentação que deve ser feita para o percurso da criança na escola, definem que:

“A documentação educacional de que trata esta Portaria consistirá […] no Relatório Descritivo elaborado pelo professor contemplando:
I- o percurso realizado pelo grupo de crianças/individualmente;
II- as diferentes formas de expressão;
III- os registros de observações significativas da criança;
IV- as expectativas da família;
V- os registros sobre a frequência e sua interface no processo de desenvolvimento e aprendizagem da criança”

Quer se preparar para um concurso público dando aula? Veja esse vídeo!

Não deixe de se inscrever no meu canal do youtube: Vídeos diários para professores!

Confira também as entrevistas que estamos realizando no canal do Demonstre:

Não deixe de se inscrever no canal do youtube do Demonstre: Vídeos diários de poesia!

 

Pontos que devem constar no relatório de desenvolvimento na educação infantil

Contudo, essas definições ainda são muito amplas para que o professor possa desenvolver seu trabalho; na elaboração do relatório alguns pontos devem constar para análise e reflexão do docente, como por exemplo:

Aspectos cognitivos – relatório de desenvolvimento na educação infantil

Está relacionado à memória, pensamento crítico, compreensão de informações e aplicação dos conhecimentos em contexto real. Basicamente, o professor vai descrever como os alunos estão se saindo no ambiente de sala de aula, executando as atividades propostas e aprendendo os conteúdos selecionados pelo currículo;

Aspectos sociais – relatório de desenvolvimento na educação infantil

Deve descrever como a criança se relaciona com os colegas, com o grupo e com outros adultos. Características como participação, cumprimento das regras, trabalho em equipe, organização e responsabilidade entram nessa categorias;

Aspectos emocionais – relatório de desenvolvimento na educação infantil

Também é essencial abordar os comportamentos e expressões de emoção. Como ela lida com sucessos e fracassos? Como se sente no ambiente escolar? Como reage a novos desafios? De que forma lida com seus sentimentos (costuma chorar, tem alguma atitude agressiva, isola-se do resto da classe, etc.

Aspectos físicos – relatório de desenvolvimento na educação infantil

Sua turma está em uma fase crítica de crescimento, e isso deve ser acompanhado de perto. Use esse espaço para falar do desenvolvimento da expressão corporal, ritmo e equilíbrio, motricidade ampla e fina, uso e aplicação de força;

Além dos tópicos acima é necessário enfatizar os pontos positivos das crianças, principalmente a evolução delas em certos quesitos, assim como ao enfatizar algo que precisa ser trabalhado deve ser dar uma solução, Ou seja, caso você identifique problemas que precisem ser corrigidos, siga seu diagnóstico com possíveis ações.

Explique brevemente o que está acontecendo e porque isso é problemático. Diga qual evolução você gostaria de ver e, então, aponte caminhos para atingi-la. Mostre tanto o que pode ser feito pela escola e pelo professor quanto o que a família pode fazer em casa para auxiliar na mudança.

Outro ponto importante, é que o relatório não tem caráter classificatório e excludente, sem objetivos de notas ou punição, devendo ser um trabalho contínuo, no qual a avaliação será sempre da criança em relação a si mesma e não comparativamente com as outras crianças.

Porém, o relatório deve ser escrito de acordo com realidade escolar, portanto não há um único modelo a ser utilizado, devendo o professor fazer as adaptações necessárias para sua turma.

Modelo de relatório de desenvolvimento na educação infantil

A seguir para melhor ilustrar esta questão, segue um modelo de relatório de desenvolvimento recortado em três aspectos de abrangência e um parecer final, o que considero mais breve, embora informativo o suficiente para o pai e colegas docentes acompanharem:

Escola:

Aluno:

Professor:

Aspectos relacionados ao desenvolvimento social e emocional

É uma criança alegre, atenciosa e muito falante e que gosta de contar suas vivências com riqueza de detalhes, possui um comportamento excelente além de um ótimo relacionamento com toda turma, e sua maturidade cresceu consideravelmente diante de algumas dificuldades enfrentadas em sala de aula, porém ainda necessita ser cobrada quanto à organização de seus pertences e brinquedos após serem utilizados.

Também costuma participar com interesse das rodas de conversa e projetos ouvindo e contribuindo com fatos pertinentes aos assuntos tratados e, os faz com clareza e com bom vocabulário.

Aspectos relacionados à aprendizagem:

O aluno já escreve o seu nome sem apoio, mas ainda necessita de apoio para escrever o nome dos colegas. Recita oralmente o alfabeto, contudo, ainda não consegue identificar todas as letras nos diferentes contextos, ou seja, nas atividades propostas para a identificação de letras iniciais, finais e de palavras trabalhadas, necessitando o auxílio do professor para sua realização.

Ao realizar atividades que envolvem o raciocínio lógico-matemático, faz contagens de rotina até o número 50, mas, às vezes, se perde durante a contagem sendo necessário retomar e ainda identificar a escrita dos números até o 30.

Em relação à produção artística foi possível observar muitos avanços em seus desenhos, pois, vem utilizando melhor o espaço da folha e representa os objetos em posições mais bem definidas, como por exemplo: o sol no alto da folha, as flores no chão.
Representa a figura humana com braços, pernas, cabelos, olhos e sempre com roupas.

Aspectos relacionados à motricidade:

A criança possui ótima coordenação motora, executando muito bem as atividades que exigidas, apresenta equilíbrio corporal acompanhando com segurança e agilidade os movimentos sugeridos nos jogos, participando ativamente das brincadeiras propostas. Consegue recortar corretamente o contorno solicitado e tem uma boa coordenação motora fina ao traçar as letras.

Parecer final:

Com relação à desorganização, sugiro aos responsáveis que reflitam sobre como é este processo em casa, se ela guarda seus brinquedos, se cuida do seu quarto e participa de atividades que envolvam organização em casa. Caso ela ainda não desenvolva tais atividades, sugiro, que ela possua mais responsabilidades, como guardar sozinha os brinquedos, organizar sua cama, ajudar em algumas atividades domésticas, assim o auxiliando junto ao trabalho em sala a melhorar este aspecto.

O processo de associação e fixação de algumas atividades e conteúdos acontece em um bom ritmo, porém, às vezes ele necessita de um tempo maior para a consolidação dos conteúdos, mas a aprendizagem do aluno vem melhorando gradativamente e para que continue assim, é necessário que os familiares continuem o apoiando e participando deste processo, para que ele se sinta mais confiante ao decorrer deste processo.

Fim do texto sobre o relatório de desenvolvimento na educação infantil

Espero do fundo do meu coração ter sido claro a construção e organização desse documento que ao meu ver é inclusive mais completo que os instrumentos avaliativos pontuais das séries seguintes.

Claro que você deve ter em mente que este texto foi produzido por um professor do ensino básico de disciplina específica e que apesar de usar este recurso, pode não ter a mesma visão que você pedagogo. Por isso comente. Ficarei feliz em responder seus comentários.

Até o próximo texto.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.