Hoje vamos falar sobre Robótica Educacional, preparado?

Robótica educacional

A robótica educacional tem várias habilidades para facilitar a compreensão de diversos conteúdos e isso possibilita o desenvolvimento em diferentes áreas, como o trabalho colaborativo o raciocínio lógico e a criatividade.

robótica educacional de Seymour Papert

O uso da tecnologia na educação é uma necessidade que não podemos dispensar, todo profissional atualizado em estudos desenvolvimentos entende que a tecnologia pode facilitar a educação desde que usada corretamente. Ao se familiarizar com as tendências relacionadas a tecnologia, os professores entrarão em contato com novos métodos de ensinar. Com isso, ganha-se familiaridade com os diversos conteúdos, aumentando a capacidade dos profissionais, com as tendências relacionadas a tecnologia na educação, assim os professores poderão desenvolver o hábito de continuar se familiarizando com os novos programas, ferramentas, aplicativos de ensino etc…

Vídeo sobre Robótica Educacional

Eu trabalhei esse tema em um vídeo sobre robótica educacional também. Da uma olhada agora ou depois desse texto e me diz o que acha, ok?

Gostou? Vamos voltar ao texto!

O início da Robótica Educacional de Seymour Papert

No início de 1960 ninguém acreditava que seria possível ter um computador pessoal a um preço acessível, os computadores da época eram do tamanho de uma sala de estar, e tinha apenas fins geológicos, científicos, militares etc… Portanto não foi surpresa que as pessoas tenham duvidado quando o matemático americano Seymour Papert sugeriu que os computadores pudessem ser utilizados como uma ferramenta para colaborar na aprendizagem e na criatividade das crianças. Influenciado pelas ideias de Jean Piaget, desenvolveu o construcionismo.

O construtivismo de Piaget na Robótica Educacional de Papert

Piaget havia criado a teoria do construtivismo, que falava sobre a origem do conhecimento que considerava os estágios de desenvolvimentos da criança (sensório-motor, pré-operatório, operatório concreto, operatório formal). Assim como na teoria de Piaget, a teoria da Papert sugeria que o aluno era o construtor e seu próprio conhecimento, por meio de uma ação concreta que resulta em um produto palpável. Foi assim que em 1980, Papert criou a tartaruga do solo, um robô programado pela linguagem logo, que por meio do uso de computadores por alunos eram capazes de desenhar diferentes figuras geométricas.

Para esse matemático a maquina era uma das formas capaz de mudar a forma de aprender da criança, considerando que essa se dá por meio da criação, reflexão e depuração das ideias.

A Robótica Educacional atualmente

Atualmente, apesar da robótica ser trabalhada principalmente com as disciplinas de física e matemática na maior parte dos colégios que adquiriram essa forma de educação, a robótica é uma ciência multidisciplinar cm potencial para desenvolver uma série de habilidades.

Os estudantes na robótica educacional:

Os estudantes da era atual têm a necessidade de desenvolver conhecimentos em áreas mais amplas que em apenas aprender nomes e definições. Eles precisam adquirir habilidades que lhes possibilitem ter uma boa desenvoltura para trabalhos em equipe, planejar e executar diversos tipos de projetos.

Materiais para robótica educacional:

Ao falarmos do material necessário, o principal é que haja investimentos necessário pois na maioria das vezes já temos tudo o que precisamos. Se você busca por meios mais técnicos você encontra diversos kits de robótica, ou os matérias necessários para montar um.
Dependendo do modo com o qual você trabalhe a robótica, ela pode ser apenas um modo para incrementar a aula tradicional.

Se o colégio onde você trabalha, ou seu filho estuda deseja adquirir a robótica educacional é preciso entender que o envolvimento dos pais e responsáveis é de grande importância para o desenvolvimento dos alunos. Por isso, a participação dos familiares nas mudanças a serem implementadas para a adoção da tecnologia em sala de aula é o outro passo fundamental para que se obtenha um bom resultado.

Cuidados com a robótica educacional na Geração Z

Mesmo que estejamos falando da geração z, com pessoas nascidas e criadas em um mundo dominada pela tecnologia, precisamos cuidar da preparação para receber a novidade, para que a familiaridade com os recursos digitais não os leve tão longe do aprendizado. Os motivos por trás da introdução das ferramentas tecnológicas devem ser deixados bem esclarecidos para os alunos e assim esperamos que a relação deles sempre seja clara e objetiva quanto ao que é estudado.

Por tanto, a tecnologia e o aprendizado uma vez entrelaçados e tendo um bom funcionamento, na nova geração de pessoas é um enorme avanço para o conhecimento, ela irá gerar pessoas mais capacitadas na área de ciência que é algo que ainda está em falta no Brasil. A tecnologia deve ser encarada com um apoio e deve ter investimento público, isso irá ter grandes retornos para a sociedade e para a educação no Brasil.

Fim do texto sobre robótica educacional

Obrigado por tudo! Por hoje é isto, mas você pode ler mais dos meus artigos sobre educação por aqui:

Até mais!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.