10 Doenças Cardiovasculares

Doenças Cardiovasculares CAPA 730x455

Doenças cardiovasculares são as principais causadoras de morte no mundo inteiro segundo dados da OMS (Organização Mundial da Saúde). Apenas no Brasil 300 mil pessoas morreram no último ano. Dessa forma, é válido se preocupar mais com os hábitos alimentares, atividades físicas e exames periódicos.

10 Doenças Cardiovasculares – Angina

A angina é sinônimo de “dor” e seu uso cotidiano na prática médica  traduz uma dor ou desconforto torácico.

Causa da Angina – Doenças Cardiovasculares

A forma mais comum que causa a angina é a doença arterial coronária (aterosclerose). A Aterosclerose se dá quando as coronárias (vasos que levam oxigênio ao músculo cardíaco) estão endurecidas ou obstruídas por acumulo de cálcio, de placas de gordura, de plaquetas e de fibrina. Além disso, a doença arterial coronária pode ser ocasionada também devido a anemia grave ou quando o músculo está muito hipertrofiado.

Sintomas da Angina – Doenças Cardiovasculares

A angina é o sintoma típico de doença arterial coronária, mas em alguns casos ela pode se manifestar por cansaço fácil, arritmias e desmaios além de falta de ar. Qualquer deste sintomas é suficiente para que seja buscado atendimento médico o mais breve possível.

Prevenção da Angina – Doenças Cardiovasculares

Tente manter-se próximo ao seu peso ideal, evite sedentarismo, adote dieta saudável, controlando os níveis de gordura. A atividade física, de maneira geral, é benéfica para o coração.

10 Doenças Cardiovasculares – Aneurisma da Orta Abdominal

Um aneurisma da aorta abdominal é uma dilatação exagerada dessa artéria na altura do abdômen.

Causa do Aneurisma da Orta Abdominal – Doenças Cardiovasculares  

Uma das principais causas do aneurisma da orta abdominal ou aterosclerose é a presença de placas de gordura nas artérias. Entretanto, estudos recentes mostram sua relação com uma alteração na estrutura da parede da aorta.

Se não for tratado, o aneurisma cresce, tornando as paredes da artéria mais frágeis, até que se rompam. A ruptura de um aneurisma da aorta abdominal pode levar à morte.

Sintomas do Aneurisma da Orta Abdominal – Doenças Cardiovasculares

O Aneurisma é uma doença silenciosa, e muitas vezes os pacientes não apresentam sintomas. Entretanto, há alguns sintomas que pessoas diagnosticadas podem apresentar: pulsação abdominal, dor na região lombar ou sensação de peso abaixo das costelas. Dessa forma, é muito importante a realização de check-ups para avaliar a real situação do sistema cardiovascular.

Prevenção do Aneurisma da Orta Abdominal – Doenças Cardiovasculares

Tente manter-se próximo ao seu peso ideal, evite sedentarismo, adote dieta saudável, controlando os níveis de gordura. A atividade física, de maneira geral, é benéfica para o coração.

10 Doenças Cardiovasculares – Arritmia

arritmia 300x229 8328650 9280780

A arritmia é caracterizada como qualquer alteração no ritmo do batimento cardíaco normal. Essa arritmia é caracterizada pelos impulsos nervosos desregulares, que provocam batimentos acelerados (taquicardia), lentos ( bradicardia) ou simplesmente irregulares. Para ser considerada normal, a frequência cardíaca deve girar em torno de 60 a 100 batimentos por minuto.

Causas da Arritmia – Doenças Cardiovasculares

Basicamente, a arritmia é provocada pela interrupção ou mau funcionamento dos impulsos elétricos que controlam os batimentos cardíacos. Suas causas podem estar relacionadas a problemas cardíacos, como insuficiência cardíaca, ataque cardíaco, dente outros;a além de outras complicações, como hipertensão, abuso de álcool ou cafeína.

Sintomas da Arritmia – Doenças Cardiovasculares

  • Palpitação;
  • Fadiga;
  • Tontura;
  • Desmaio ou sensação de desmaio;
  • Palidez;
  • Falta de ar;
  • Batimentos muito acelerados ou muito lentos;
  • Sudorese;
  • Dor no peito;
  • Suor excessivo;
  • Visão turva.

Prevenção da Arritmia – Doenças Cardiovasculares

Tente manter-se próximo ao seu peso ideal, evite sedentarismo, adote dieta saudável, controlando os níveis de gordura. A atividade física, de maneira geral, é benéfica para o coração.

10 Doenças Cardiovasculares – Ataque cardíaco (infarto agudo do miocárdio).

defibrillatore semiautomatico infarto italia 300x171 4728663 5190212

O infarto é a ausência de sangue oxigenado no coração. Essa ausência é devido a obstrução de uma veia coronária, e por consequência o músculo entra em necrose podendo levar o indivíduo à morte. A obstrução da veia coronária comumente ocorre por conta de um coágulo de sangue que se junta a uma placa de gordura que reveste a veia.

Causa do Ataque cardíaco (infarto agudo do miocárdio)

Uma das principais causas do infarto ocorre quando uma ou mais artérias do sistema de cardiovascular ficam bloqueadas. Essa obstrução pode ocorrer por acumulo de sangue e gordura na artéria.

Outra causa bastante comum de infarto é um espasmo de uma artéria coronária, que desliga por completo o fluxo sanguíneo que vai até o coração. O uso de tabaco e drogas ilícitas podem facilitar muito um caso de espasmo e, muitas vezes, ele pode ser fatal. Além disso, um infarto também pode ocorrer devido a um rasgo na artéria do coração.

Sintomas do Ataque Cardíaco (infarto agudo do miocárdio)

Boa parte dos casos de infarto não apresentam nenhum sintoma. Porém, quando aparecem, podem ser divididos entre os clássicos e os mais atípicos que, normalmente, aparecem em maior parte nas mulheres.

Sintomas clássicos

  • Dor no peito que pode irradiar para o braço esquerdo, pescoço, estômago e costas;
  • Suor frio;
  • Desmaio.

Sintomas atípicos (normalmente surgem em mulheres)

  • Enjoos;
  • Vômitos;
  • Falta de ar;
  • Fadiga excessiva;
  • Desconforto no peito

Prevenção do Ataque Cardíaco ( infarto agudo do miocárdio)

Tente manter-se próximo ao seu peso ideal, evite sedentarismo, adote dieta saudável, controlando os níveis de gordura. A atividade física, de maneira geral, é benéfica para o coração.

10 Doenças Cardiovasculares – Doença cardíaca congênita (cardiopatia congênita).

A doença cardíaca congênita é uma mudança na estrutura do seu coração que surge na fase uterina. Essas alterações ocorrem enquanto o feto está se desenvolvendo no útero e pode afetar cerca de 1 em cada 100 crianças, segundo dados da American Heart Association. É a alteração congênita mais comum e uma das principais causas de óbito relacionados a malformações congênitas.

Causas da Cardiopatia Congênita- Doenças Cardiovasculares

O coração é dividido em 4 partes: duas do lado direito e duas do lado esquerdo que possuem como função básica bombear o sangue. Entretanto, ambos os lados possuem atividades próprias. O lado direito do coração, recebe o sangue venoso rico em gás carbônico, proveniente dos tecidos, e será transportado para os pulmões através das artérias pulmonares.

Nos pulmões, ocorrerá o processo em que o gás carbônico será trocado por oxigênio , e em seguida, este sangue rico em oxigênio retornará para o lado esquerdo do coração através das veias pulmonares. O lado esquerdo do coração bombeia o sangue através da aorta para o resto do corpo para que as células possam utilizar o oxigênio como combustível para o seu funcionamento.

A maioria das alterações cardíacas ocorre quando o bebê ainda está no útero. Durante o primeiro mês de gestação, o coração do feto começa a bater. Nesta altura, o coração é apenas um tubo com um formato que lembra vagamente um coração. Logo as estruturas se formam em ambos os lados do órgão, bem como os vasos sanguíneos que transportam o sangue.

Sintomas da Cardiopatia Congênita – Doenças Cardiovasculares

  • A cianose (pele com coloração azulada)
  • aparecerá nas alteração que provocam shunt, ou seja, uma passagem anormal do sangue do lado direito do coração (rico em CO2), para lado esquerdo (rico em O2). Com isso teremos a entrada de sangue pouco oxigenado na circulação que vai para o corpo todo
  • Falta de ar
  • Pneumonias de repetição
  • Tosse
  • Sudorese ou cansaço para as mamadas (neonatal)
  • Cansar rapidamente após exercício
  • Tonturas ou desmaios
  • Inchaço de tecido do corpo ou órgãos (edema), por disfunção do músculo cardíaco.

10 Doenças Cardiovasculares – Doença Vascular Periférica

A doença arterial periférica é caracterizada pelo estreitamento e endurecimento das artérias que transportam o sangue para os membros inferiores do corpo, como as pernas e os pés.

Causas da Doença Vascular Periférica

A doença arterial periférica é frequentemente causada por aterosclerose, uma condição em que depósitos de gordura se acumulam nas paredes das artérias e prejudicam o fluxo de sangue.

  • Claudicação intermitente
  • Dormência e fraqueza nas pernas
  • Feridas em seus dedos, pés ou pernas que não cicatrizam
  • Mudança na cor das pernas
  • Perda de cabelo e crescimento lento de pelos nas pernas e pés
  • Crescimento mais lento das unhas dos pés
  • Sem pulso ou pulso fraco nas pernas ou pés
  • Disfunção erétil em homens.

Prevenção da Doença Vascular Periféricas

Tente manter-se próximo ao seu peso ideal, evite sedentarismo, adote dieta saudável, controlando os níveis de gordura. A atividade física, de maneira geral, é benéfica para o coração.

10 Doenças Cardiovasculares – Endocardite

Endocardite é uma infecção no endocárdio (revestimento interno do coração). Normalmente a doença acontece quando uma bactéria ou germes de outra parte do corpo, como os da boca, se espalham pelo sistema sanguíneo se ligando a áreas afetadas do coração. A endocardite é incomum em pessoas com coração saudável.

Quando o sangue passa dos átrios para os ventrículos, as válvulas impedem a volta do sangue, mantendo o fluxo sempre na mesma direção. São estas válvulas que podem ser infectadas por bactérias, fungos, vírus, ou outros microrganismos.

Causas da Endocardite – Doenças Cardiovasculares

Normalmente o agente infeccioso entra na corrente sanguínea através de:

  • Atividades como escovar os dentes ou mastigar alimentos, especialmente se os dentes e gengivas não são saudáveis
  • Áreas com infecções, seja uma infecção de pele, intestino, ou até uma doença sexualmente transmissível
  • Cateteres ou agulhas
  • Procedimentos dentais, por exemplo, os que causam cortes nas gengivas.

Sintomas da Endocardite – Doenças Cardiovasculares

  • Febre calafrios
  • Sopro no coração
  • Fadiga
  • Dor nos músculos e articulações
  • Sudorese noturna
  • Respiração curta
  • Palidez
  • Tosse persistente
  • Perda de peso não-intencional
  • Sangue ou outras alterações na urina
  • Suor nos pés, pernas e abdômen
  • Nódulos de Osler, que são pontos vermelhos dolorosos em baixo da pele dos dedos
  • Petéquias, que são pequenas manchas roxas ou vermelhas na pele, ou manchas brancas nos olhos e/ou dentro da boca.

Prevenção da Endocardite – Doenças Cardiovasculares

Para ajudar a prevenir endocardite é muito importante ter uma boa higiene, principalmente bucal. Evite procedimentos que podem gerar infecções como tatuagens e piercings. Procure cuidados médicos sempre que tiver algum problema de pele ou corte que infeccionar. Em alguns casos, pode ser necessário o uso de antibióticos como prevenção à procedimentos dentários que aumentam os riscos de infecção e, consequentemente, de desenvolver endocardite.

10 Doenças Cardiovasculares – Insuficiência cardíaca.

A insuficiência cardíaca, também chamada de insuficiência cardíaca congestiva, é uma doença na qual o coração não consegue mais bombear sangue suficiente para o resto do corpo, não conseguindo suprir as suas necessidades.

Causas da Insuficiência Cardíaca – Doenças Cardiovasculares

A insuficiência cardíaca é uma doença crônica de longo prazo, embora possa, às vezes, se desenvolver repentinamente. Ela pode afetar apenas um dos lados do coração, sendo chamada, dependendo do caso, de insuficiência cardíaca direita ou insuficiência cardíaca esquerda. Mesmo que ela se desenvolva em somente um lado do coração, ambos os lados acabam sendo afetados conforme o tempo vai passando.

No Brasil a causa mais comum da insuficiência cardíaca é a doença arterial coronariana (DAC), na qual teremos um estreitamento dos vasos coronarianos, que são responsáveis por levar oxigênio ao músculo cardíaco, pela presença de placas de gordura podendo levar a isquemia e infarto. Também podem levar a esta condição clínica alterações nas válvulas cardíacas, níveis pressóricos não controlados, inflamações do músculo cardíaco , doença de chagas e outras causas.

Sintomas da Insuficiência Cardíaca – Doença Cardiovasculares

  • Falta de ar na atividade física ou logo após estar deitado por um tempo
  • Tosse
  • Inchaço dos pés e tornozelos
  • Inchaço do abdômen
  • Ganho de peso
  • Pulso irregular ou rápido
  • Sensação de sentir o batimento cardíaco
  • Dificuldade para dormir
  • Fadiga, fraqueza, desmaios
  • Perda de apetite, indigestão
  • Diminuição da atenção ou concentração
  • Redução do volume de urina
  • Náuseas e vômitos
  • Necessidade de urinar durante a noite
  • Bebês podem apresentar suor durante a alimentação (ou outra atividade).

Prevenção da Insuficiência Cardíaca – Doenças Cardíacas

Na maioria dos casos, a insuficiência cardíaca é causada por doenças preveníveis. Deve-se procurar manter um estilo de vida saudável, com alimentação adequada, atividade física regular, não fumar e evitar o stress. Deve-se procurar um cardiologista com regularidade para que se possa avaliar a pressão arterial e identificar a presença de condições que poderão no futuro levar ao desenvolvimento da doença.

10 Doenças Cardiovasculares – Miocardite.

A miocardite é uma inflamação do músculo cardíaco que pode surgir como uma complicação durante diferentes tipos de infecção no organismo, causando sintomas como dor no peito, falta de ar ou tonturas.

Causa da Miocardite – Doenças Cardiovasculares

Na maioria dos casos, a miocardite surge durante uma infecção por vírus, como gripe ou catapora, mas também pode acontecer quando existe uma infecção por bactérias ou fungos, sendo que, nestes casos, normalmente é preciso que a infecção esteja muito avançada.

Sintomas da Miocardite – Doenças Cardiovasculares

  • Dor no peito;
  • Batimento cardíaco irregular;
  • Sensação de falta de ar;
  • Cansaço excessivo;
  • Inchaço das pernas e pés;
  • Tonturas.

Prevenção da Miocardite – Doenças Cardiovasculares

Tente manter-se próximo ao seu peso ideal, evite sedentarismo, adote dieta saudável, controlando os níveis de gordura. A atividade física, de maneira geral, é benéfica para o coração.

10 Doenças Cardiovasculares – Tumores no coração.

A pericardite é uma inflamação do pericárdio, uma espécie de bolsa que envolve o coração. O pericárdio é composto por duas estruturas: o pericárdio fibroso e o pericárdio seroso, constituído por duas lâminas (parietal e visceral). Entre o pericárdio fibroso e o seroso e entre essas duas lâminas do pericárdio seroso há a formação de espaços virtuais preenchidos por finas camadas de líquido lubrificante. O pericárdio tem como função manter o coração em sua posição e impedir que ele se encha de sangue além de sua capacidade.

Causas da Pericardite – Doenças Cardiovasculares

Dentre as principais causas conhecidas de pericardite estão:

  • Infecções por vírus, fungos ou bactérias
  • Doenças autoimunes, como lúpus
  • Metástases adjacentes de diversos tipos de câncer
  • Hipotireoidismo
  • Insuficiência renal crônica
  • Febre reumática
  • Tuberculose
  • Infarto do miocárdio
  • Lesão ou trauma no tórax
  • Miocardite
  • Radioterapia no tórax, comum no tratamento de diversos tipos de câncer
  • Efeitos colaterais decorrentes do uso de alguns medicamentos.

Sintomas da Pericardite – Doenças Cardiovasculares

 Prevenção da Pericardite – Doenças Cardiovasculares

Não existem formas conhecidas de se prevenir pericardite

Fonte

Minha Vida, link : https://minhavida.com.br/

Obrigado por pesquisar sobre Doenças Cardiovasculares

Muito obrigado por se preocupar e ter interesse pelo tema. Acreditamos que a informação é o principal aliado na hora de enfrentar as doenças cardiovasculares.

Por favor compartilhe esse post e dissemine a informação para o BEM!