Conteúdo ocultar
1 17 doenças psicológicas e psiquiátricas sérias!

17 doenças psicológicas e psiquiátricas sérias!

Doenças Psicológicas

Hoje vamos falar sobre doenças psicológicas, as causas, sintomas e prevenção:

Geralmente não têm manifestação física e, desta forma, nem sempre são fáceis de serem percebidas, e até mesmo diagnosticadas. As causas são multifatoriais e pessoas que possuem parentes com determinados distúrbios psicológicos têm maior probabilidade de desenvolvê-los.

Doenças psicológicas causam mudanças mentais, que transgridem esse âmbito e interferem nas condições físicas dos indivíduos. Comumente chamadas de “transtornos”, desenvolvê-las nunca é uma questão de escolha (como o senso comum usualmente diz), sendo os indivíduos que acabam adoecendo psicologicamente tratados através de terapia e/ou medicação, em alguns casos.  Tem-se estudos recentes que afirmam que a condição de desenvolvimento de doenças psicológicas também é um fator genético – ou seja, provavelmente os sujeitos que desenvolvem esses males possuem parentes próximos que também o tem (ou tiveram).

Refletindo sobre a comum situação entre as pessoas, o Demonstre trouxe uma lista com as 17 doenças psicológicas mais comuns e perigosas:

Doenças Psicológicas – Depressão

depressão12 1024x690

Vamos começar falando da que é mais conhecida pelas pessoas a Depressão.

A depressão é uma doença que afeta várias pessoas, A sensação persistente de tristeza ou perda de interesse que caracteriza a depressão pode levar a uma variedade de sintomas físicos e comportamentais.

Cada vez mais, as pesquisas sugerem que esses fatores podem causar mudanças na função cerebral, incluindo alteração na atividade de determinados circuitos neuronais no cérebro.

Causas da depressão

As causas da depressão não são apenas por consequência de um desequilíbrio químico no cérebro, e não é simplesmente curada com medicamentos.

Algumas causas da depressão são a genética, Desequilíbrios químicos do cérebro, Dor e perda, Solidão, Personalidade, Traumas ou abuso no passado, Tensão financeira, Desemprego, Doenças, Problemas conjugais ou relacionamentos, Depressão pós-parto, Medicamentos, Má alimentação.

Não há uma causa específica para o desenvolvimento da doença, haja vista que muitos indivíduos são depressivos mesmo tendo uma qualidade de vida elevada e sem demasiados problemas. Entretanto, situações que desencadeiam sentimentos de tristeza profunda, angústia e frustração podem levar a um quadro de depressão profunda, havendo a necessidade de observar a quantidade de tempo que uma pessoa apresenta esses sintomas.

Sintomas da Depressão

A sensação persistente de tristeza ou perda de interesse que caracteriza a depressão pode levar a uma variedade de sintomas físicos e comportamentais.

  • No humor: ansiedade, apatia, culpa, descontentamento geral, desesperança, mudanças de humor, perda de interesse, perda de interesse ou prazer nas atividades, solidão, tristeza, tédio ou sofrimento emocional.
  • No comportamento: agitação, automutilação, choro excessivo, irritabilidade ou isolamento social.
  • No sono: despertar precoce, excesso de sonolência, insônia ou sono agitado.
  • No corpo: fadiga, fome excessiva ou inquietação.
  • Na cognição: falta de concentração, lentidão durante atividades ou pensamentos suicidas.
  • Sintomas psicológicos: depressão ou repetição insistente de pensamentos.
  • No peso: ganho de peso ou perda de peso.
  • Também é comum: abuso de substâncias ou falta de apetite.

Há necessidade de observar por quanto tempo uma pessoa apresenta sintomas de tristeza profunda, angústia e frustração. Se estes durarem por mais do que 15 dias, há grandes chances de se tratar de um quadro de depressão. Entre estes sintomas também podem aparecer: dificuldade de concentração, sono ou ausência de sono, falta de apetite, facilidade em chorar, incapacitação para realização de atividades básicas, como tomar banho, ou até mesmo levantar da cama, pensamentos intrusivos, raiva e mau humor também se encaixam nos sintomas da depressão.

Prevenção da depressão

Alguns hábitos podem ajudar a prevenir, como uma alimentação adequada, exercícios, férias, não trabalhar em excesso e guardar um tempo para fazer as coisas que curte são algumas das coisas que ajudam a deixar a tristeza de lado.

Situações em que os sentimentos de tristeza profunda e apatia sejam desencadeados em alguém podem levar a um quadro de depressão, entretanto, isso varia de indivíduo para indivíduo, sendo cuidados importantes para retardar ou evitar o aparecimento: realização de atividades físicas pois estas liberam endorfina e serotonina, duas substancias importantes para o bem-estar físico e emocional, manter uma boa alimentação e realizar acompanhamento psicológico.

Veja os vídeo sobre Depressão:

É importante ver tudo o que puder sobre o assunto, e reservamos dois vídeos maravilhosos sobre o assunto:

Esse da Jout Jout com a Estela é maravilhosa também:

Doenças Psicológicas – Maldição de ondina

1020doenças20bizarras20e20curiosas20 20ironico20social589

A síndrome foi descoberta há 30 anos e já existem cerca de 400 casos no mundo. Pesquisadores do hospital Enfants Malades, de Paris, acreditam que a doença esteja relacionada com um gene chamado THOX2B. O sistema nervoso central se descuida da respiração durante o sono e o doente precisa dormir com um ventilador no rosto para não ficar sem ar!

Causas da Maldição de ondina

É uma doença genética raríssima causada por uma mutação no gene PHOX2B localizado no cromossomo 4,  assim que o indivíduo que tem a síndrome, dorme, ele para de respirar, correndo risco de morte consequentemente.

Sintomas da Maldição de ondina

Os sintomas da doença é que na hora do sono a pessoa para de respirar e pode morrer.

Prevenção da Maldição de ondina

A prevenção é manter uma boa ventilação mecânica, a traqueostomia é uma das opções mais seguras nos cinco primeiros anos de vida, o paciente ainda deve contar com uma equipe multidisciplinar em Home Care.

Doenças Psicológicas – Transtorno obsessivo compulsivo

O transtorno obsessivo compulsivo, ou TOC, como é popularmente conhecido, é uma doença caracterizada pela presença de comportamentos obsessivos e repetitivos, caracterizados como uma espécie de compulsão. São extremamente incapacitantes e podem levar um indivíduo a desenvolver depressão.

toc psicanalista preto branco 9754245 9337581

Consiste na combinação de obsessões (pensamentos recorrentes e insistentes que se caracterizam por serem desagradáveis, repulsivos ou contrários à índole do paciente) e compulsões (comportamentos estereotipados, repetitivos, desagradáveis e inúteis).

Causas do Transtorno obsessivo compulsivo

Situações traumáticas podem levar um indivíduo a desenvolver o TOC, entretanto, causas mais exatas são difíceis de enumerar, haja vista que cada pessoa pode apresentar comportamentos variáveis diante de algumas situações de estresse e trauma.

Existem vários fatores para o seu aparecimento: de natureza biológica envolvendo a predisposição genética, alterações funcionais e da neuroquímica cerebrais, e fatores psicológicos como aprendizagens de formas erradas de lidar com medos e ansiedades, como por exemplo, fazer rituais para livrar-se de uma aflição ou evitar o contato com objetos.

Sintomas do Transtorno obsessivo compulsivo

A doença é caracterizada por ações repetitivas e persistentes. O indivíduo é tomado por pensamentos desagradáveis e até mesmo violentos caso não realize as atividades compulsórias da doença.

Os sintomas geralmente começam de modo gradual e variam ao longo da vida.

  • No humor: ansiedade, apreensão, ataque de pânico, culpa ou descontentamento geral
  • Sintomas psicológicos: medo, depressão, narcisismo, obsessões sexuais ou repetição insistente de pensamentos
  • Também é comum: aversão a alimentos, pensamento acelerado ou pesadelos

Prevenção do Transtorno obsessivo compulsivo

O acompanhamento psicológico é uma etapa fundamental para retardar o aparecimento ou até mesmo evitar que o indivíduo desenvolva o transtorno. A prática de atividades físicas e uma boa alimentação também constituem alternativas importantes para a manutenção do bem-estar físico e mental do indivíduo.

Até os dias atuais não existem formas conhecidas de se prevenir o transtorno obsessivo-compulsivo, mas é possível evitar se expor a alguns riscos , por exemplo, não consumir bebida alcoólica e drogas ilícitas.

Veja o vídeo sobre Transtorno obsessivo compulsivo:

Veja os vídeos que reservamos para você para aprender um pouco mais:

Esse também:

Vamos para o próximo?

Doenças Psicológicas – Síndrome da Explosão na Cabeça

150806162443 index 300x169 4652828 7898952

Essa é uma doença que quando as pessoas estão deitadas sentem uns sons na cabeça tendo a sensação de que ela vai explodir.

Causas da Síndrome da Explosão na Cabeça

É causada por por estresse ou fadiga, acontece com pessoas que esforçam muito a mente no decorrer do dia, as vezes o trabalho.

Sintomas da Síndrome da Explosão na Cabeça

A pessoa, sem mais nem menos, passa a ouvir explosões que só ela escuta porque as explosões em questão só acontecem dentro da cabeça delas. Não existe dor no processo, mas que dá medo, dá.

Prevenção da Síndrome da Explosão na Cabeça

Deve ser prevenida através de não se estressar, na verdade a doença não tem prevenção, pois as vezes para curar basta o médico dizer que não é nada grave.

Doenças Psicológicas – Síndrome de Cotard

neuropsi 363x400 272x300 8586543 4062329

É uma doença que a pessoa que tem ela pensa que esta morto, as vezes também pensa que tá podre, pensando que todo mal cheiro que sente vem do seu corpo.

Causas da Síndrome de Cotard

As causas da síndrome de cotard ou de cadáver ambulante as vezes é causada pro uso de drogas.

Sintomas da Síndrome de Cotard

Não existe sintoma característico somente de uma doença, podendo também essa condição ser descrita em casos de esquizofrenias, psicoses, em indivíduos que fazem uso de drogas, entre outros.

Prevenção da Síndrome de Cotard

A síndrome de cotard não tem uma prevenção definida, mas pode ser percebida quando a pessoas estiver começando a falar que tipo os orgãos não estão funcionando.

Veja o vídeo sobre Síndrome de Cotard:

Confira este vídeo fantástico para entender melhor a Síndrome de Cotard:

Doenças Psicológicas – Transtorno Dismórfico Corporal (TDC)

Transtorno dismórfico corporal (TDC)caracterizado por uma preocupação excessiva com a aparência física. O foco dessa preocupação pode ser em uma parte específica do corpo, como cabelo, sorriso, lábios.

Causa do Transtorno Dismórfico Corporal (TDC)

A principal causa dessa doença ainda não é conhecida, embora haja diversas teorias sobre. Dentre essas teorias, há as que acreditam ser um fator hereditário, já que há parentes próximos que desenvolveram o mesmo transtorno. ALém disso, há teorias que eplicam o desenvolvimento dessa doença como relacionada a outros transtornos, como TOC.

Sintomas do Transtorno Dismórfico Corporal (TDC)

A preocupação com um suposto defeito na aparência é o principal sintoma dessa doença.

Prevenção do Transtorno Dismórfico Corporal (TDC) – Doenças Psicológicas

O acompanhamento psicológico, a prática de atividades físicas e uma boa alimentação são ótimas alternativas para evitar essa e outras doenças.

Doenças Psicológicas – Sindrome da Mão alienígena

alien hand 1 300x203 3374809 5512584

Também chamada de a síndrome da mão estranha, ou ainda síndrome do Dr. Strangelove, é definida como um distúrbio neurológico no qual a mão da pessoa afetada parece possuir vida própria.

Causas da Síndrome da Mão alienígena

Ela pode ser causada por um derrame, por aneurisma ou trauma.

Sintomas da Síndrome da Mão alienígena

Seus sintomas podem ser combatidos,mas o distúrbio, em si, não tem cura.

Prevenção da Síndrome da Mão alienígena

Essa doença é um distúrbio que não tem cura, mas levando ao psicologo pode ser diminuido.

Veja o vídeo sobre Síndrome da Mão alienígena:

Neste curioso vídeo entendemos um pouco mais sobre a síndrome da mão alheia

Doenças Psicológicas – Transtorno da Personalidade Borderline

Síndrome de Borderline é caracterizada pela instabilidade contínua no humor, no comportamento, auto-imagem e funcionamento.

Causa do Transtorno da Personalidade Borderline

Ainda não há uma causa específica da síndrome, porém acredita-se que essa doença está relacionada a fatores genéticos, sociais e anomalias cerebrais.

Sintomas do Transtorno da Personalidade Borderline

  • Esforços frenéticos para evitar o abandono real ou imaginário. O medo do abandono provoca uma necessidade elevada de nunca se sentirem sozinhas, rejeitadas ou sem apoio.
  • Um padrão de relações intensas e instáveis ​​com familiares, amigos e entes queridos, muitas vezes passando de extrema proximidade e amor (idealização) a extrema fúria ou ódio (desvalorização). Impulsividade: idealizam pessoas, se apaixonam e desapaixonam de modo fulminante. Rapidamente desenvolvem admiração e desencanto por alguém.
  • Auto-imagem distorcida e instabilidade em relação a si mesmo.
  • Comportamentos impulsivos e muitas vezes perigosos, como gastar compulsivamente, praticar sexo sem proteção, abusar de álcool e drogas, conduzir de forma imprudente e compulsão.
  • Comportamentos suicidas recorrentes ou ameaças ou comportamentos autodestrutivos, como a automutilação. Muitos se machucam, queimam, furam, cutucam por vontade de sentir dor. Não é incomum ouvir relatos como “a dor no corpo é melhor que a dor na alma”.
  • Humor intenso e altamente variável, com cada episódio durando de algumas horas a alguns dias.
  • Sentimentos recorrentes de vazio e solidão. Possuem alta sensibilidade à rejeição. Pequenas rejeições provocam grandes tempestades emocionais. Uma viagem de negócios do parceiro pode desencadear reação completamente desproporcional como acusações de rejeição, de abandono e de egoísmo.
  • Fúria, ódio ou raiva intensa ou problemas/dificuldades para controlar a raiva
  • Presença de pensamentos paranóicos relacionados ao estresse
  • Mais raramente podem apresentar episódios psicóticos

Prevenção do Transtorno da Personalidade Borderline – Doenças Psicológicas

O acompanhamento psicológico, a prática de atividades físicas e uma boa alimentação são ótimas alternativas para evitar essa e outras doenças.

Doenças Psicológicas – Delírio de Fregoli

DE3 300x200 7970697 9547419

Um transtorno psicológico que leva o indivíduo a acreditar que as pessoas à sua volta são capazes de se disfarçar, alterando a sua aparência, roupas ou gênero, para se fazerem passar por outras pessoas.

Causas da Delírio de Fregoli

As causas mais frequentes da síndrome de Fregoli são problemas psiquiátricos, como esquizofrenia, doenças neurológicas, como alzheimer, ou lesões cerebrais provocadas por pancadas.

Sintomas da Delírio de Fregoli

O principal sintoma é o fato do paciente acreditar na mudança de aparência dos indivíduos à sua volta. tem outros como:

  • Alucinações e delírios;
  • Diminuição da memória visual;
  • Incapacidade para controlar o comportamento;
  • Episódios de epilepsia ou convulsões;

Prevenção da Delírio de Fregoli

A prevenção pode ser feita quando começar a notar  os sintomas procurar um psicologo.

Veja o vídeo sobre Delírio de Fregoli:

Entenda melhor o Delírio de Fregoli com este vídeo:

Doenças Psicológicas – Estresse pós-traumático

O transtorno do estresse pós-traumático se desenvolve devido à pessoa ter sido vítima ou testemunha de atos violentos ou de situações traumáticas que constituem ameaças.

Causa do Estresse Pós-traumático

A principal causa dessa doença é a recordação de fatos violentos que desenvolvem mesma sensação de dor e sofrimento vivido na primeira vez.

Sintomas do Estresse Pós-traumático

  • Reexperiência traumática: pesadelos e lembranças espontâneas, involuntárias e recorrentes (flashbacks) do evento traumático- revivescência
  • Fuga e esquiva: afastar-se de qualquer estímulo que possa desencadear o ciclo das lembranças traumáticas, como situações, contatos ou atividades que possam se ligar às lembranças traumáticas
  • Distanciamento emocional: diminuição do interesse afetivo por atividades, pessoas, que anteriormente eram prazerosas, diminuição de afetividade
  • Hiperexcitabilidade psíquica: reações de fuga exagerados, episódios de pânico (coração acelerado, transpiração, calor, medo de morrer…), distúrbios do sono, dificuldade de concentração, irritabilidade, hipervigilância (estado de alerta)
  • Sentimentos negativos: sentimentos de impotência e incapacidade em se proteger do perigo, perda de esperança em relação ao futuro, sensação de vazio.

Prevenção do Estresse Pós-traumático – Doenças Psicológicas

É possível traçar planos para evitar que novas situações traumáticas, tais como:

  • Primeiramente, se tratando adequadamente
  • Melhorar desempenho na escola/trabalho
  • Melhorar relacionamentos sociais e familiares
  • Tratar transtornos associados (como depressão e alcoolismo)
  • Diagnóstico precoce
  • Tratamento imediato
  • Forte suporte social.

Síndrome do Pensamento Acelerado (SPA)

A Síndrome do Pensamento Acelerado  é caracterizada pela mente ocupada o tempo todo com pensamentos, impedindo a realização de atividades não relacionadas aos pensamentos, tais como: dormir. Essa doença foi identificada por Augusto Cury, e pode auxiliar no desenvolvimento da dificulta de concentração, da ansiedade.

Causa da Síndrome do Pensamento Acelerado

Essa síndrome se desenvolve normalmente quando o indivíduo é submetido a altos níveis de pressão e estresse.

Sintomas da Síndrome do Pensamento Acelerado

  • Ansiedade;
  • Dificuldade para se concentrar;
  • Ter pequenos lapsos de memória de forma frequente;
  • Cansaço excessivo;
  • Dificuldade para pegar no sono;
  • Irritabilidade fácil;
  • Não conseguir descansar o suficiente e acordar cansado;
  • Inquietação;
  • Intolerância ao ser contrariado;
  • Mudança de humor repentina;
  • Insatisfação constante;
  • Sintomas psicossomáticos como: dor de cabeça, nos músculos, queda de cabelo e gastrite, por exemplo.

Prevenção a Síndrome do Pensamento Acelerado

  • Estudar ou trabalhar com música ambiente relaxante,
  • Separar até 3 momentos do dia para entrar nas redes sociais
  • Ao conversar pessoalmente com amigos expor os sentimentos

Doenças Psicológicas – Prosopagnosia

8280754 3x2 940x627 300x200 1266885 3738676

Incapacidade de reconhecer (também conhecida como cegueira para feições) era, até muito recentemente, tratada como uma desordem rara da percepção da face, na qual a capacidade de reconhecer os rostos está danificada, embora a de reconhecer objetos pudesse estar relativamente intacta.

Causas da Prosopagnosia

A doença que impede o reconhecimento das feições do rosto pode ter diversas causas, que incluem: Congênita, tem origem genética e a pessoa lida com esta dificuldade desde a nascença, nunca tendo sido capaz de associar um rosto com uma pessoa, Adquirida, pois pode surgir depois devido a danos cerebrais causados por infarto, lesões cerebrais ou derrames.

Sintomas da Prosopagnosia

Os principais sintomas desta doença são:

  • Incapacidade para reconhecer as feições do rosto;
  • Dificuldade em reconhecer amigos, familiares ou conhecidos, especialmente em situações onde o encontro é inesperado;
  • Tendência para evitar o contato visual;
  • Dificuldade para acompanhar séries ou filmes, pois não existe o reconhecimento do rosto dos personagens.

Prevenção da Prosopagnosia

Não existe cura para a Prosopagnosia, e a melhor forma de lidar com a doença é através da utilização de técnicas, dicas e truques que facilitem o reconhecimento de pessoas.

Veja o vídeo sobre Prosopagnosia:

Veja este interessante vídeo sobre o assunto:

Doenças Psicológicas – Síndrome de Korsakov

cerebro alcool bebida alcoolica 300x175 5338107 5381273

É uma grave síndrome neuropsiquiátrica associada à carência de vitamina B1 (tiamina), frequentemente causada por consumo excessivo de álcool e má alimentação.

Causas da Síndrome de Korsakov

Causada pela deficiência severa de tiamina (vitamina B1), com a psicose de Korsakoff, uma seqüela neurológica de encefalopatia de Wernicke crônica, o grande consumo de bebidas alcoólicas, e uma má alimentação.

Sintomas da Síndrome de Korsakov

Os sintomas da encefalopatia de Wernicke incluem:

  • Confusão mental;
  • Perda de coordenação muscular e tremores (ataxia);
  • Alterações na visão como movimentos anormais dos olhos (nistagmo), visão dupla e queda da pálpebra;

Prevenção da Síndrome de Korsakov

A doença pode ser prevenida com a diminuição do consumo de álcool e se alimentando bem.

Veja o vídeo sobre Síndrome de Korsakov:

Doenças Psicológicas – Anorexia

A anorexia está associada a um distúrbio de imagem os o indivíduo não aceita seu corpo tendo a impressão de que está com o peso em níveis acima da realidade.

Causa da Anorexia

 A real causa da anorexia ainda é desconhecida, mas acredita-se que fatores biológicos, psicológicos e ambientais estejam envolvidos.

Sintomas da Anorexia

  • Atrofia muscular.
  • Aparência magérrima e fina.
  • Boca seca.
  • Cáries.
  • Choque hipovolêmico.
  • Constipação.
  • Desgaste dos músculos e perda de gordura corporal.
  • Depressão.
  • Descompasso cardíaco.
  • Desidratação.
  • Extrema sensibilidade ao frio (vestir várias camadas de roupas para ficar aquecido).
  • Fadiga.
  • Insônia.
  • Perda de resistência óssea.
  • Perda excessiva de peso.
  • Pele manchada ou amarelada, seca e coberta por pelos finos.
  • Pensamento confuso ou lento, junto com memória ou julgamento deficientes.
  • Sensibilidade ao frio.
  • Tonturas ou desmaios.

Prevenção da Anorexia

 É fundamental fornecer informações sobre os riscos dos regimes rigorosos para obtenção de uma silhueta “ideal”, pois eles têm um papel decisivo no desencadeamento dos transtornos alimentares. O apoio da família e da sociedade para com o paciente no início da anorexia pode salvar sua vida.

Doenças Psicológicas – Coprolalia

C3Lze5FUMAE bs 300x168 5508510 2768399

A coprolalia é um sintoma de uma doença muito embaraçosa chamada Síndrome de Tourette, que afeta uma em cada 2 mil pessoas – 75% delas homens. Além da incontinência verbal, a síndrome pode causar tiques nervosos que vão de um simples piscar dos olhos até coisas como lamber as mãos ou manipular os órgãos genitais em público.

Causas da Coprolalia

Uma grande causa do coprolalia é a verbalização de palavras tidas por obcenas em grande maioria dos casos tem que ver com o contexto psìquicoemocional a que o indivíduo acometido pelo distúrbio possa estar inserido.

Sintomas da Coprolalia

  • Falar palavrões;
  • Conversas sem sentido;

Prevenção da Coprolalia

Pode ser prevenida com a ajuda dos país ensinando os filhos a não xingar, falar controladamente entre outros.

Veja o vídeo sobre Coprolalia:

Veja esse vídeo fantástico:

O que acha? Comente!

Doenças Psicológicas – Transtorno de ansiedade generalizada

tipos de ansiedade generalizada 700x410 4074707 3507656

 Esse transtorno é uma das psicopatologias mais comuns, porém, de difícil diagnóstico. Isso porque as sensações de angústia, agonia e estresse são comuns do dia a dia. Entretanto, o diagnóstico é possível através da observação do nível de incapacidade a que o indivíduo está sujeito mediante essas sensações, ou seja, através da maneira como o transtorno afeta diretamente sua vida e a realização de atividades cotidianas.

Causas do Transtorno de Ansiedade Generalizada

Uma vida estressante ou traumas podem desencadear o transtorno de ansiedade, entretanto, há casos em que o indivíduo possui uma vida tranquila e mesmo assim desenvolve o transtorno, sendo incerto o que poderia ou não causar esse male.

Sintomas do Transtorno de Ansiedade Generalizada

Um dos principais sintomas do transtorno de ansiedade generalizada são os sentimentos de medo, angústia, enxergar perigo em tudo (inclusive nas atividades cotidianas), alterações no sono, tensão muscular, preocupação em excesso, entre outros sintomas que caracterizam um quadro de transtorno de ansiedade.

Prevenção do Transtorno de Ansiedade Generalizada

É difícil dizer o que poderia prevenir o transtorno de ansiedade generalizada, pois cada indivíduo é diferente e pode desenvolver o transtorno no percurso de sua vida por diferentes razões, entretanto, fazer terapia com um psicólogo e tentar levar uma vida menos estressante, sem gastar muita energia com preocupações em excesso podem evitar ou retardar o aparecimento do transtorno.

Doenças Psicológicas – Transtorno Bipolar

bipolar tratamento 300x168 8800964 7995318

O transtorno bipolar é uma doença que pode ser caracterizada por episódios de depressão com outros de euforia e exaltação (chamados de mania). O indivíduo “passeia” entre esses dois estados de maneira extrema, entretanto, nesse transtorno é comum que haja um período de “normalidade”, algo que dificulta o diagnóstico da doença, pois muitas pessoas confundem com “altos e baixos” ou “mudanças de humor”. Contudo, as crises de um transtorno bipolar são mais extremas e duradouras.

Causas do Transtorno Bipolar

O transtorno bipolar, assim como a depressão, não possui uma causa específica que pode desencadear a doença.

Sintomas do Transtorno Bipolar

O indivíduo que possui transtorno bipolar costuma variar entre episódios de depressão profunda e extravagância/euforia (chamado de mania).

Prevenção do Transtorno Bipolar

O acompanhamento psicológico é uma etapa fundamental para retardar o aparecimento ou até mesmo evitar que o indivíduo desenvolva o transtorno. A prática de atividades físicas e uma boa alimentação também constituem alternativas importantes para a manutenção do bem-estar físico e mental do indivíduo.

Doenças Psicológicas – Esquizofrenia

esquizofrenia esquizofrenico 300x158 5908652 5862762

 A esquizofrenia consiste em uma desestruturação psíquica que faz com que o indivíduo perca a noção do que é real, sendo difícil a distinção entre realidade e imaginário. Ao contrário do que é reproduzido pelo senso comum, uma pessoa esquizofrênica não é perigosa, tampouco possui dupla personalidade.

Causas da Esquizofrenia

 Costuma desenvolver-se no período da vida em que o indivíduo está transitando da adolescência para a fase adulta. Entretanto, ainda não se sabe ao certo quais as causas reais para a esquizofrenia. Porém, cientistas e pesquisadores acreditam que alguns fatores podem ter relação ou, ao menos, influenciar o desenvolvimento da doença em alguém, como :

  • Genética
  • Circuitos químicos do cerébro
  • Fatores ambientais

Sintomas da Esquizofrenia

  • Escutar ou ver algo que não existe;
  • Sentimento constante de estar sendo vigiado;
  • Maneira peculiar ou sem sentido de escrever ou falar;
  • Posição estranha do corpo;
  • Sentir-se indiferente diante de situações importantes;
  • Regressão na performance nos estudos ou no trabalho;
  • Mudanças na higiene pessoal e na aparência;
  • Mudanças na personalidade;
  • Afastamento muito visível de atividades sociais;
  • Respostas irracionais, com medo ou raiva aos parentes e/ou amigos;
  • Inabilidade em dormir ou concentração;
  • Comportamento inapropriado ou estranho;
  • Preocupação extrema com religião ou ocultismo.

Prevenção da Esquizofrenia – Doenças Psicológicas

Não há uma maneira de prevenir a esquizofrenia ou qualquer outro distúrbio mental. Porém, vale ressaltar que, quanto mais cedo a doença for diagnosticada, melhor será o tratamento e maior será o controle dos sintomas.

Obrigado por pesquisar sobre Doenças Psicológicas

Muito obrigado por se preocupar e ter interesse pelo tema. Acreditamos que a informação é o principal aliado na hora de enfrentar as doenças pisicológicas.

Neste link tem mais informações de como se previnir.

Por favor compartilhe esse post e dissemine a informação para o BEM!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CONTEÚDO RELACIONADO

Este é um site do grupo B20