Remédio para Ansiedade

Nem sempre o melhor remédio para ansiedade está nas drogas e remédio. Veja agora no Demonstre.

Remédio para Ansiedade

Atualmente a ansiedade é considerada um dos principais problemas de saúde mental da maioria dos brasileiros. A ansiedade é normal em alguns momentos da vida, digamos que sentir-se ansioso é comum no primeiro encontro, no vestibular, na entrevista de emprego, em algumas mudanças de vida, etc.

Remédio para Ansiedade
Remédio para Ansiedade

Em suma, ansiedade é comum e normal no crescimento, nas mudanças, nas experiências novas e no encontro da própria identidade e sentido da vida.

Portanto o primeiro passo no tratamento da ansiedade é descobrir se é patológica ou não, para isso é importante procurar um médico e este te encaminhará para um psicólogo para fazer um acompanhamento individual ou familiar.

Em alguns casos a família também precisa ser acompanhada para aprender a lidar com o paciente e também para amenizar o sentimento de impotência perante o sofrimento do ente querido.


Existem diversos tipos de tratamentos, como também existem vários tipos de ansiedade. Então quando a ansiedade é bem diagnosticada e recebe o tratamento adequado, logo apresenta uma melhora significativa sobre os sintomas, dessa forma o indivíduo que está sofrendo de ansiedade terá melhora na qualidade de vida.

Procurar uma terapia alternativa pode ser o remédio mais correto para a ansiedade, alguns exercícios são mais eficazes e mais benéficos do que se pode imaginar.

O que é ansiedade?

A ansiedade é basicamente um termo geral para vários distúrbios que causam nervosismo, medo, apreensão e preocupação.

Aprofundando mais sobre ao termo, a ansiedade é a expectativa de uma ameaça futura pelo sentimento de desconforto em conjunto com a preocupação demasiada e o medo profundo.

Também pode-se dizer que a ansiedade é uma reação que todo indivíduo experimenta diante de algumas situações cotidianas.

No entanto, quando é algo mais forte, constante é descomedido, pode haver tensão muscular, comportamento de apreensão, fuga e vigilância contínua ou estado de alerta.

A ansiedade pode ser leve ou grave e bem difícil de controlar, em poucos instantes pode atingir um alto grau de intensidade, visto que pode durar muito tempo e na grande parte dos casos vem acompanhado de sintomas físicos.

Segundo o Dicionário ansiedade é um grande mal-estar físico e psíquico que causa aflição e agonia, mas fato é que a ansiedade é uma das emoções mais perturbadoras que existem, vai de um medo profundo a um nervosismo intenso.

A vulnerabilidade ao ambiente e às pessoas é o estopim para ansiedade, porém quando se trata de uma sensação comum é mais fácil lidar, uma vez que respirar fundo e contar até dez pode acalmar o sistema nervoso, assim o estado de alerta que o corpo emite é cessado imediatamente.

No entanto, para as pessoas que sofrem com esse mal a percepção de ameaça varia muito, logo isso pode fazer com que o portador pense que está ficando louco ou que pode adoecer e até mesmo vir a óbito.

A ansiedade é uma doença ou um problema emocional, e quando intensa causa sofrimento físico e emocional, sendo assim pode acabar atrapalhando as tarefas diárias.


Para lidar melhor com a ansiedade, busque tratamento o mais rápido possível, afinal só assim poderá se ver livre dessas sensações terríveis.

Remédios para ansiedade

Os neurotransmissores serotonina e noradrenalina são responsáveis pela regulação da ansiedade, do humor e pela sensação de bem-estar. Essas substâncias têm um determinado tempo de vida, porque são degradadas em um processo chamado de recaptação.


Os remédios para ansiedade agem inibindo a recaptação dos componentes, porquanto evitam que eles sejam destruídos e por consequência estendem a ação por um tempo maior, dando efeito de bem-estar e tranquilidade.

O tratamento inclui os medicamentos ansiolíticos e em alguns casos, os antidepressivos. Podem ser usados os seguintes remédios para ansiedade:

  • Antidepressivos tricíclicos.
  • Benzodiazepínicos.
  • Inibidores de Monoaminoxidase.
  • Inibidores de Monoaminoxidase Reversível.
  • Inibidores de Recaptação de Serotonina.
  • Inibidores de Recaptação de Serotonina e Noradrenalina.

Contudo, o tratamento de ansiedade pode ser feito com terapia, com acupuntura e com o exercício de meditação, ressaltando que todos requerem esforço e dedicação.

Sintomas de ansiedade

A ansiedade tem muitos sintomas e podem ser divididos em dois grupos: os sintomas físicos e os sintomas psicológicos.

Sintomas físicos da ansiedade:

  • Dores musculares – pessoas ansiosas costumam tensionar muitos os músculos, isso causa muita dor e podem ser constantes.
  • Dores de cabeça – Preocupação excessiva podem causar dores de cabeça muito fortes e frequentes.
  • Falta de ar – é comum porque a sensação de risco é alta.
  • Enjoo e dores de barriga – o nervosismo causado pela ansiedade gera as piores cólicas abdominais.
  • Palpitação – o coração acelera devido ao pavor e isso faz com que dê a sensação de que a qualquer momento vai ter um sério problema.
  • Fala rápida – Falar depressa demais sem um motivo claro, pode ser um sintoma de ansiedade. Respirar pouco entre cada palavra e repetir constantemente o que falou é um sinal de alerta.
  • Insônia – sono agitado e problemas para dormir pode ser um grande sinal de preocupação e ansiedade.

Sintomas psicológicos da ansiedade:

  • Medos irracionais constantes – fobias exageradas ou medos infundados estão ligados a ansiedade, se for desproporcional é um sinal grande de fobia.
  • Lembrança ruins – Quando um sentimento ruim é revivido pode desencadear uma crise ansiedade.
  • Preocupação Excessiva – pressão pessoal e profissional pode causar preocupação excessiva, digamos que o perfeccionismo é muito similar a ansiedade e, se você julga com antecipação sobre cometer erros, provavelmente tem algum Transtorno de ansiedade.
  • Irritabilidade – ficar irritado e impaciente é um sintoma sério ansiedade.
  • Falta de concentração – a dificuldade para se concentrar é um sintoma de ansiedade, porque os pensamentos estão sempre no futuro, ou seja, no que pode acontecer.

Para se ver livre desses sintomas conheça o Ansiedade Nunca Mais, e aprenda uma técnica milenar para lidar com a ansiedade, além de muitos exercícios para trazer equilíbrio e qualidade de vida.

Crise de ansiedade

A crise de ansiedade é um estado psíquico natural que tem o intuito de nos auxiliar na preparação para o enfrentamento de um perigo eminente.

A melhor forma de entender a crise correlaciona-la a uma manifestação patológica, sendo assim uma resposta ao inconsciente à situações de perigo ou trauma.

Essas crises são seríssimas, é importante tratá-las e porque não evitá-las? Conheça um pouco mais sobre o Ansiedade Nunca Mais, e liberte-se desse mal que assola o século XXI.

Transtorno de ansiedade

O Transtorno de ansiedade é um distúrbio de saúde mental caracterizado por preocupação exagerada, ansiedade e medo demasiadamente forte, de forma que interferem nas atividades do cotidiano.

O transtorno de ansiedade é um dos principais males do mundo moderno, envolve diversos fatores da doença, com suas características específicas.

O ideal é delinear cada caso e saber qual é o tipo de transtorno de ansiedade para garantir um prognóstico efetivo.

Assim que diagnosticado o ideal é buscar ajuda especializada, salientando que existe uma técnica milenar para lidar com a ansiedade e dessa maneira você poderá ter de volta a qualidade de vida.

Como controlar a ansiedade?

A ansiedade é aquela sensação de que algo desagradável vai acontecer. Além de tratamentos convencionais, é possível controlar a ansiedade de forma mais natural, bem como:

  1. Reduzir o estresse diário – sessões de acupuntura e meditação tiram o estresse e podem diminuir consideravelmente a ansiedade e seus sintomas. Além disso, a yoga pode controlar o corpo e a mente, por conseguinte esse controle inibe quase que completamente a ansiedade.
  2. Ser positivo – Os pensamentos negativos podem agravar a ansiedade, então pensar positivo com os pés no chão pode dar a sensação de calmaria.
  3. Praticar atividades físicas – A atividade física produz serotonina, uma substância que aumenta a sensação de prazer, ou seja, é uma das melhores maneiras de controlar ansiedade.
  4. Tomar chá – a maioria dos chás possuem componentes em suas substâncias que tem propriedades sedativas suaves, por isso ajudam no controle da ansiedade.
  5. Manter foco no presente – quando o foco está totalmente direcionado ao presente a sua capacidade de análise,l julgamento e ação é plena, isso torna mais possível controlar a ansiedade.
  6. Controlar a respiração – a respiração controlada reduz as reações do sistema nervoso e pode ser feito em qualquer lugar e situação. Além disso, usar uma técnica de relaxamento pode ser crucial para controlar a ansiedade.
  7. Estar com quem se ama – a companhia de quem amamos é essencial e fundamental para o nosso emocional, a afinidade e a sintonia fazem toda a diferença na qualidade de vida e, consequentemente provoca relaxamento e sensação de segurança.
  8. Autoconfiança – Fato é que ninguém ficará ou estará mais ao seu lado do que você mesmo. Seja fiel a você, aos seus princípios e valores, confie mais e assim terá mais força e equilíbrio para controlar a ansiedade.

Essas são apenas algumas das maneiras de controlar a ansiedade. Veja aqui exercícios específicos para tratar a ansiedade.

Transtorno de Ansiedade Generalizada

O Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG) é um tipo grave de ansiedade, é caracterizado por um estado de ansiedade excessiva persistente e que normalmente, é independente do contexto e desproporcional as fatos.

A TAG é infelizmente, uma doença comum e não se sabe ao certo o que causa esse distúrbio, ainda mais tendo em vista que se trata de uma ansiedade intensa e permanente que interfere nas atividades diárias.

O tratamento do Transtorno de Ansiedade Generalizada é bem parecido com o da ansiedade, afinal se trata de um dos vários tipos de transtorno de ansiedade.

Vale ressaltar que requer um tratamento em conjunto com: medicamentos, psicoterapia, atividades relaxantes, práticas de exercícios e principalmente, meditação e exercícios que controlam e acalmam a mente.

Esses exercícios você pode conferir aqui, ressaltando que é um dos melhores da atualidade, com técnicas internacionais.

Sintomas do Transtorno de Ansiedade Generalizada

Os sintomas do transtorno de ansiedade generalizada são muito semelhantes aos da síndrome do pânico, ao do TOC, entre outros tipos de ansiedade. E podemos ressaltar:

  • Sintomas no humor: ataque de pânico e sofrimento emocional.
  • Sintomas na cognição: pensamentos indesejados e falta de concentração.
  • Sintomas comportamentais: irritabilidade, impaciência e hipervigilância.
  • Sintomas no sono: pesadelos, paralisia do sono e dificuldade em adormecer.
  • Sintomas corporais: tontura, suor, fadiga e inquietação.
  • Sintomas de dor: dores nas costas e na cabeça.
  • Sintomas psicológicos: ansiedade severa, medo, repetição de pensamentos e angústia.
  • Sintomas Psicossomáticos: falta de ar, náusea, palpitação, tremedeira e preocupação excessiva.

Se você não sabe como lidar e quer se livrar desses sintomas conheça as técnicas do projeto Ansiedade Nunca Mais.

Teste de Ansiedade

Responda as perguntas abaixo e para identificar os sinais de ansiedade, some a pontuação.

Regra:
Responda de acordo com o que sentiu na última semana, some o número correspondente.

Coloque:
“1” se você é raramente afetado pela situação ou praticamente não foi afetado por isso.
“3” se você é regularmente afetado pela situação, ou seja, nem muito nem pouco.
“5” se você é frequentemente afetado pela situação, ou por muitas vezes.

Na última semana você sentiu dificuldade com:

  1. (   ) Relação aos pensamentos e preocupações com suas tarefas e compromissos.
  2. (   ) Relação aos sentimentos de insegurança, receios e preocupações com o futuro.
  3. (   ) Relação a terminar uma tarefa, ação e atividade ou concluir um assunto.
  4. (   ) Relação ao cansaço físico após o final do dia.
  5. (   ) Relação ao sono, se teve insônia, alterações do sono e sono incompleto.
  6. (   ) Relação aos problemas digestivos e a alimentação.
  7. (   ) Relação a dores de cabeça, mal-estar, tonturas e problemas na visão.
  8. (   ) Relação a sua concentração em estudos, assuntos e tarefas específicas.
  9. (   ) Relação a perda de energia, motivação, desinteresse geral e letargia.
  10. (   ) Relação aos pensamentos pessimistas, negativos e de desconfiança.

Resultados:
Some os pontos e identifique como estão os efeitos da ansiedade em sua vida:
0 a 10 pontos = Ansiedade abaixo da média, sugestiona baixa energia para lidar com assuntos e afazeres cotidianos, podendo prejudicar o interesse pelas novas metas e a realização da vida.

10 a 20 pontos = nível de ansiedade baixo dentro do normal, indica que você consegue atingir seus objetivos com satisfação e prudência, mantém boas relações sem prejudicar a saúde e sendo mais propício aos resultados positivos.

20 a 30 pontos = Nível de ansiedade médio dentro do normal, é normal dentro do padrão habitual, visto que algumas atividades cotidianas precisam de energia e não é sempre que todos os resultados são perfeitamente atingíveis.

30 a 40 pontos = nível de ansiedade acima do normal, nesse caso é fundamental reduzir as preocupações diárias e evitar o acúmulo de desgaste.

40 a 50 pontos = Nível de ansiedade muito alto. É recomendado avaliação e acompanhamento médico, procure tratamentos alternativos e praticar exercícios e meditação para controlar a ansiedade.

Ansiedade Nunca Mais não é só um curso, é uma mudança de hábitos e traz os melhores e maiores benefícios que procuramos e queremos ter.

Ansiedade nunca mais!

Bom, é isso, sei que foi bem propaganda o texto, mas como tenho problemas e de fato o curso me ajudou, estou indicando aqui no blog.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CONTEÚDO RELACIONADO

Este é um site do grupo B20