Olá, pessoal! Hoje teremos Roberto Noir, poeta potiguar, no poema de bom dia.

Quem é Roberto Noir?

Roberto Noir é filósofo, formado pela UFRN em 2008. Leciona a disciplina na rede estadual de ensino. Também é poeta e associado à SPVA-RN (Sociedade dos Poetas Vivos e Afins). Acredita que a filosofia e a arte são os caminhos mais curtos para se atingir o Nirvana, a Ataraxia ou simplesmente a paz definitiva. Dedica seu tempo livre à leitura de livros (assim como às de HQs e mangás), aos games, animes, séries e filmes.

Vídeo do poema de bom dia – Solitário, de Augusto dos Anjos

Vídeo de declamação do poema Solitário, de Augusto dos Anjos, pelo poeta potiguar Roberto Noir.

Abaixo, o poema de Augusto dos Anjos escrito na íntegra.

Solitário – Augusto dos Anjos

Como um fantasma que se refugia

Na solidão da natureza morta,

Por trás dos ermos túmulos, um dia,

Eu fui refugiar-me à tua porta!

Fazia frio e o frio que fazia

Não era esse que a carne nos contorta…

Cortava assim como em carniçaria

O aço das facas incisivas corta!

Mas tu não vieste ver minha Desgraça!

E eu saí, como quem tudo repele,

– Velho caixão a carregar destroços –

Levando apenas na tumba carcaça

O pergaminho singular da pele

E o chocalho fatídico dos ossos!

Poema Solitário, de Augusto dos Anjos – do Poema de bom dia

O projeto Poema de bom dia é uma realização da Produtora Demonstre. Uma homenagem aos poetas locais e nacionais do nosso Brasil. Poemas diários para preencher seu dia de inspiração!

Obrigado por curtir este poema!

O projeto Poema de bom dia é uma iniciativa do blog para engajar escolas e a comunidade no meio literário. Se você gostou, compartilhe. Se é poeta, entre em contato para participar!

 

Facebook: https://bit.ly/2qr1CXu

Instagram @poemadebomdia: https://bit.ly/2qrbzDI

Website: http://demonstre.com/

 

Confira outros poemas do projeto Poema de bom dia:

Poema Destarte – Fátima Mota – Poema de bom dia

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.