Teoria de Freud e a educação – Psicologia da Educação

0
4467
Teoria de Freud e a educação - Psicologia da Educação 2

O que a teoria de Freud e a educação tem em comum, você deve estar se perguntando. Bom, neste artigo vou responder isso de maneira clara, direta e mais completa possível, para que você possa levar esse aprendizado da psicologia da educação para sua sala de aula.

Teoria de Freud e a Educação

Lembrando que o texto tem uma organização bem simples, que conta com: introdução sobre quem foi Freud e primeira teoria, um glossário sobre os mecanismos de defesa, para no final fazer uma reflexão de fato sobre a teoria de Freud e a educação, discutindo o conceito de transitoriedade, tão importante para compreendermos o desenvolvimento da criança.

quem foi freud

Quem foi Freud?

Biografia: Freud (1856-1939) cursou medicina na Universidade de Viena, formando-se no ano de 1881. Especializou-se em Psiquiatria e chegou a ministrar aulas de neuropatologia. Durante o período de residência médica. Freud trabalhou ao lado de Jean Charcot, médico que tratava a histeria utilizando métodos de hipnose. Charcot viveu entre 1867 a 1936.

Depois de algum tempo Freud voltou para Viena e retomou seus trabalhos na área Clínica, aplicando agora a hipnose que havia aprendido, com a função de eliminar sintomas de distúrbios nervosos. Ele então fez uma parceria com Josef Breuer(1842-1925).

Teoria de Freud

Entre as teorias de Freud, a que tratava sobre a estrutura do aparelho psíquico foi a primeira. Freud marcou toda uma era com a publicação da obra A Interpretação dos Sonhos, publicada em 1900, livro no qual Freud abordou os desejos do inconsciente que afetam diretamente o comportamento visível do indivíduo.

Inconsciente para Freud

Inconsciente é tudo aquilo que não está regido pela área consciente, nele habitam conteúdos reprimidos guiados por um sistema próprio de funcionamento. O inconsciente é atemporal e não tem noção de passado ou futuro.

Pré-consciente para Freud

Pré-consciente é um sistema onde habitam conteúdos acessíveis a mente consciente, que está recebendo informações tanto exteriores ao indivíduo quanto interiores a ele, o tempo todo.

Existe uma segunda teoria sobre o aparelho psíquico, que aprofunda a discussão ao caracterizar Id, Ego e Superego:

O que é ID?

Id concerne o local onde toda a energia do indivíduo está guardada. Nele estão localizados os impulsos de vida e de morte; trata-se de um espaço no indivíduo onde quem manda é o princípio do prazer, que busca satisfazer as necessidades imediatas. Todo o inconsciente é atribuído ao ID.

O que é Ego?

Ego trata-se da balança que mede e estabelece o equilíbrio e entre o id e o superego. Ele funciona por meio da percepção da realidade e do princípio da realidade.

O que é Superego?

Superego é onde estão internalizadas todas as proibições, os limites e o senso de autoridade, tendo origem no chamado complexo de Édipo. Ele é a moral; guia-se pelas demandas culturais e sociais.

Anúncios do Demonstre que vão te interessar:

Primeiro anúncio:

Estamos com o nosso aplicativo de formação de professores baseado em QUIZ já na Google Play. Baixe agora e teste suas habilidade docentes.

https://play.google.com/store/apps/details?id=com.demonstre.quizapp

O aplicativo é gratuito e recebe um teste novo por semana. Ideal para quem quer revisar o conteúdo ou estudar para concurso.

Obs: o aplicativo é preparado com uma metodologia baseada em reflexão de tarefa, então, cada questão e resposta são apresentadas de maneira a validar e construir o conhecimento do usuário.

Segundo anúncio:

Compre o nosso ebook de atividades educativas para o mês de julho. Material 100 ilustrado, com atividades e roteiros de atividades únicas e focadas no ensino de leitura e escrito:

31 atividades escolares para o mês de julho

Clique aqui ou na imagem para comprar o ebook por apenas 10 reais!

Terceiro anúncio:

Continuamos com o projeto Poema de bom dia firme e forte, com mais de 30 publicações. Para ter acesso basta visitar o canal do Demonstre no Youtube: https://www.youtube.com/user/demonstrec ou clicar no play aqui na nossa playlist:

Para enviar o seu poema, basta encaminhar o mp3 + o texto para o e-mail: [email protected].

A dinâmica da psique e os mecanismos de defesa

A contribuição de Freud na educação é tamanha, e parte disso está justamente em compreender os mecanismos de defesa da psique humana e as fases de desenvolvimento cognitivo deste. Sugiro o aprendizado dos conceitos seguintes para entender de fato a relação entre Freud e a Educação.

O que é projeção?

Projeção: o indivíduo projeta ao mundo exterior algo que parte dele próprio, fazendo com que o mesmo repudie aquela característica, mas que ela não seja percebida em sua própria personalidade. Basicamente, a projeção faz com que você veja no outro algo que detesta em você mesmo, ainda que não o perceba.

O que é racionalização?

Racionalização: é capaz de criar sistema argumentativo e lógico que pode ser convincente e inteligente. A racionalização busca justificar todos os estados deteriorados da consciência; nada mais do que um mecanismo de defesa que sempre está em busca de justificativas.

O que é formação reativa?

Formação reativa: ocorre quando o ego quero afastar determinado desejo que leva alguém para determinada situação. Para tal, essa pessoa começa a adotar uma postura que vai de sentido oposto ao desejo.

Um exemplo simples é o comportamento de pudor e moralista em pessoas com grande desejo sexual; há nelas uma repressão que as leva em sentido contrário ao próprio desejo.. “Faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço” é uma frase que também combina com a formação reativa.

O que é recalque?

Recalque: acontece quando alguém se indispõe inconscientemente a compreender o verdadeiro sentido de algo e não é capaz de perceber o que realmente está acontecendo. O recalque entra em ação quando algo pode ferir o ego. Exemplo: uma garota está lendo um artigo crítica sobre determinados comportamentos, mas não presta muita atenção às críticas mais amargas, pois elas a atingiriam.

O que é regressão?

Regressão: é o fenômeno no qual uma pessoa regride várias etapas do seu próprio desenvolvimento. Podemos citar a seguinte situação: um lutador extremamente feroz tem medo de dormir com a porta do quarto fechada.

O que é deslocamento?

Deslocamento: é a substituição inconsciente de um objeto por outro, com objetivo de resolver um conflito. O instinto que existe e a sua finalidade continuam as mesmas, foi apenas o objeto mudou. Imagine uma pessoa numa festa, mas ela realmente quer ir embora, e tal agonia manifesta-se nas mãos, iniciando um descontrole a faz derrubar sua bebida no chão.

O que é negação?

Negação: é simplesmente a incapacidade de aceitar na mente Consciente algo que perturba o ego do indivíduo ele não teima em não aceitar. Pense comigo; “Joãozinho” perdeu dinheiro todo o seu dinheiro numa aposta, e não só isso, também perdeu sua amada esposa. Entretanto, ele ignora essa realidade e não consegue aceitá-la de modo algum. Apesar das mudanças drásticas em sua vida, Joãozinho ainda pensa como se as coisas continuassem normais.

O que é sublimação?

Sublimação: acontece quando uma pulsão de caráter sexual deriva para algum objetivo não sexual, tal como o trabalho, hobbies ou cultura.

contribuições da psicanálise para a educação

Quais os estágios Psicossexuais?

A definição dos estágios psicossexuais são outra grande contribuição na relação de Freud e a educação:

Estágios Psicossexuais: tem foco no papel da sexualidade nas perturbações da personalidade. A libido, também conhecida como a energia original afetiva, busca a satisfação e o prazer, sendo comumente chamada de energia sexual.

O fator sexual relacionado com a libido está presente em todas as ligações de um ser humano, desde o nascimento até sua vida adulta. Durante a fase do desenvolvimento, cada organização da libido tem relação direta com determinada zona erógena corporal.

Fase Oral

Fase Oral: presente desde o nascimento até os 12/18 meses de idade.

A satisfação e prazer que o bebê sente estão diretamente ligados à sua boca, pois através da sucção a que ele se alimenta. Fixação: o adulto que porventura não teve as suas necessidades orais satisfeitas poderá apresentar o hábito de roer as unhas. Freud acreditava fortemente que o vício de fumar, comer, roer as unhas e comportamentos como morder objetos são derivados da não satisfação deste impulso presente na fase oral, onde a fonte de prazer é a sucção.

Fase Anal

Fase Anal: dos 12/18 aos 3 anos de idade.

Esta área do corpo proporciona prazer durante a fase de desenvolvimento em questão. Isso acontece porque a criança obtém prazer quando consegue controlar os seus movimentos, tanto da bexiga quanto do intestino. Parte da satisfação se dá pelo fato da aprovação dos pais quando a criança desenvolve a nova habilidade.

As pessoas que não satisfazem este prazer durante a fase anal continuam a buscar pelo prazer não experimentado, resultando em adultos que querem controlar seu comportamento ou o alheio. Acredita-se que indivíduos assim se tornam compulsivos ou até mesmo dominadores.

Fase Fálica

Fase fálica: dos 3 aos 6 anos de idade.

Durante este período do Desenvolvimento Infantil o prazer encontra-se na genitália que, segundo Freud, deseja satisfazer o prazer sexual. Na fase fálica ocorre a focalização na figura materna como objeto de amor e desejo, independentemente do gênero da criança. Quando há a não satisfação e frustrações entre relacionamento mãe e filho, o desenvolvimento da criança será extremamente afetado. Para Freud, a este período é crucial na identificação de papéis do desenvolvimento moral e sexual do indivíduo.

Fase da Latência

A fase de latência: dos 6 anos até a puberdade.

É um período “calmo” na vida da criança, onde os conflitos da fase fálica são “ignorado”, ou melhor dizendo, recalcados pela mente inconsciente da criança. Durante esse período o indivíduo começa a desenvolver habilidades, crenças e valores que possibilitarão sua adaptação à vida em sociedade.

Fase Genital

Fase genital: ocorre desde a puberdade até a fase adulta.

O impulso sexual acaba retornando na fase genital. A grande diferença é que na adolescência o objeto de satisfação já não é mais a mãe. Este momento é o que anuncia o desenvolvimento e os relacionamentos adultos heterossexuais.

Contribuições da psicanálise para a educação

Faz todo sentido, uma vez que como educador, você trabalhará com crianças e adolescentes vivendo em diversas fases. Portanto, saber o que ocorre em cada momento da turma é proveitoso e pode facilitar tanto na comunicação quanto na elaboração das estratégias de aprendizagens e planos de ensino.

Estudar Freud é importante para compreender os mecanismos de defesa, as fases desenvolvimento e até mesmo os fenômenos de transferência. Isso nos possibilita ter ampla compreensão sobre os indivíduos com os quais estamos trabalhando, o que eles sentem, como agem e porque agem de determinada forma.

Transferência da teoria de Freud na Educação

“ São reedições dos impulsos e fantasias despertadas e tornadas conscientes durante o desenvolvimento da análise e que trazem como singularidade característica a substituição de uma pessoa anterior pela pessoa do médico” (KUPFER, 2001, p. 88).

As descobertas da psicanálise sobre o desenvolvimento infantil acentuaram a sexualidade em suas manifestações físicas e mentais e outros componentes inconscientes como determinantes do comportamento e de profunda importância para a determinação dos laços afetivos nos adultos. (KUPFER, 2001, FRIEDMAN; SCHUSTACK, 2004, SCHULTZ; SCHULTZ, 2004).

É comum ocorrer manifestações de caráter inconsciente entre alunos e professores; isso pode influenciar o interesse do aluno em relação a disciplina. Além disso, você será capaz de identificar tendências perversas que se manifestam durante os estágios pré-edipianos, assim como o narcisismo, a não satisfação de determinadas necessidades durante as fases do desenvolvimento, e outros fenômenos comportamentais. Todos os exemplos citados podem afetar a personalidade de cada criança.

Para Freud(1974) “a eds quais essas energias são conduzidas ao longo de trilhas seguras” (p.225). Ou ainda, “o que podemos esperar na profilaxia das neuroses é que a educação se encontre nas mãos de uma pessoa psicanaliticamente esclarecida.” (ibid.).

Aos poucos percebemos a relevância do trabalho de Freud. Ele conseguiu genuinamente mudar a forma como o comportamento humano é visto. Sua obra foi avassaladora e pioneira para o tratamento dos mais variados problemas psicológicos.

Freud e a Educação na Internet




Ensaio: https://www.ufrgs.br/psicoeduc/psicanalise/freud-e-a-educacao/
Artigo: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-24902012000200007

FIM

Bom, é isso, espero que você tenha gostado desse material. Ele deu um super trabalho, mas acredito que vai trazer bastante contribuição para pais, professores e graduandos que querem compreende melhor a relação da psicologia da educação e de Freud e a Educação.

Enquanto não sai novos textos sobre o tema, veja alguns dos meus últimos artigos aqui no blog e procure saber um pouco mais da gente.

Posts sugeridos:

  1. Existe bullying na educação infantil?
  2. Como ensinar coragem com música?
  3. Dia do inventor

É isso, muito obrigado e até amanhã com textos novos aqui no Demonstre! =)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.