Teoria do Apego 1

Olá pessoal, o post de teorias de hoje é sobre “Teoria do Apego”. Espero que gostem de mais esse post sobre Teoria. Vamos começar:

Teoria do Apego

É a teoria que descreve certos aspectos a curto e longo-termo de relacionamentos entre humanos e entre outros primatas. Seu princípio mais importante declara que um recém-nascido precisa desenvolver um relacionamento com, pelo menos, um cuidador primário para que seu desenvolvimento social e emocional ocorra normalmente.

Entendendo a Teoria do Apego

Quando um bebê começa a engatinhar e a andar, ele começa a usar as figuras de apego (pessoas conhecidas) como uma base segura para explorar mais e voltar de novo a eles. A reação dos pais leva ao desenvolvimento de padrões de apego; estes, por sua vez, levam aos modelos internos de funcionamento, que irão guiar as percepções individuais, emoções, pensamentos e expectativas em relacionamentos posteriores.

História da Teoria do Apego

A teoria do apego é um estudo interdisciplinar que abrange os campos das teorias psicológica, evolutiva e etológica. Imediatamente depois da Segunda Guerra Mundial, as crianças órfãs e sem lar apresentaram muitas dificuldades,e o psiquiatra e psicanalista John Bowlby foi convidado pela Organização das Nações Unidas (ONU) a escrever um panfleto sobre o assunto. Posteriormente, ele formulou a teoria do apego.

Criador da Teoria do Apego – John Bowlby

Foi um psicólogo, psiquiatra e psicanalista britânico, notável por seu interesse no desenvolvimento infantil e por seu trabalho pioneiro na teoria do apego.

Bowlby nasceu em Londres em uma família de classe média-alta. Ele foi o quarto de seis filhos e foi criado por uma babá à moda britânica de sua classe social na época. Seu pai, Sir Anthony Alfred Bowlby, primeiro baronete, era cirurgião da Casa Real.

Vídeo sobre o criador da Teoria do Apego:

Consequências – Teoria do Apego

A consequência dessa teoria é que as crianças desde seu nascimento possa ter segurança da dua vida, acreditando que exite pessoas que lhe querem bem, que lhe ame, e que nunca vão lhe abandonar.

Regra – Teoria do Apego

O papel do apego se reflete nas ações de uma pessoa para alcançar ou manter proximidade com outro indivíduo. A função principal atribuída a esse comportamento é biológica, corresponde a uma necessidade de proteção e segurança.

Isso que dizer que toda criança precisa ter carinho afeto e amor em seu primeiro ano de idade pra que tenha um desenvolvimento correto em relação a sua vida, e não se sinta inseguro.

Teoria do Apego no Cotidiano

A teoria do apego em nosso dia a dia pode mudar a nossa vida de maneira que faz você se sentindo bem, e deixa os outros se sentirem bem. No cotidiano pode ser vista com pais que tratam bem seus filhos deixando seguros, e também pessoas que pegam crianças para adotar dando o máximo de amor possível.

2 Filmes sobre a Teoria do Apego

Os Pinguim do Papai (2011)

Sinopse do filme – Os Pinguim do Papai (2011)

Tom Popper (Jim Carrey) é um especialista em comprar imóveis antigos, para que sejam demolidos de forma que sua empresa possa construir modernos edifícios. Ele almeja se tornar sócio da empresa, mas para atingir o objetivo precisa cumprir uma última missão: convencer a senhora Van Gundy (Angela Lansbury), dona de um tradicional restaurante localizado no centro de Nova York, a vender o imóvel. Algo que não será nada fácil, já que ela apenas aceita vender o local para alguém que tenha princípios. Paralelamente, Popper recebe a notícia de que seu pai, um aventureiro que rodou o mundo cujo contato quase sempre foi através do rádio, faleceu na Antártida. No testamento ele deixa para o filho um pinguim, entregue em uma caixa refrigerada. Sem saber o que fazer, Popper resolve ficar com ele após perceber a afeição que seus filhos nutrem pelo animal.

O Quarto de Jack (2015)

Sinopse do filme – O Quarto de Jack (2015)

Joy (Brie Larson) e seu filho Jack (Jacob Tremblay) vivem isolados em um quarto. O único contato que ambos têm com o mundo exterior é a visita periódica do Velho Nick (Sean Bridgers), que os mantém em cativeiro. Joy faz o possível para tornar suportável a vida no local, mas não vê a hora de deixá-lo. Para tanto, elabora um plano em que, com a ajuda do filho, poderá enganar Nick e retornar à realidade.

Experiencia sobre Teoria do Apego

A experiência da teoria do apego faz que que as pessoas possam mudar a forma de pensar e agir, em relação a situações, como a teoria do Apego em adultos.

Teoria do Apego em adultos

A teoria do Apego em adultos é definida em quatro principais estilos de apego: Apego Seguro; Apego Evitante; Apego Ambivalente; Apego Desorganizado.

Apego Seguro: tendem a ter opiniões positivas sobre si mesmas e sobre seus parceiros. Elas tendem, também, a ter opiniões positivas sobre seus relacionamentos.

Apego Evitante: desejam um alto nível de independência. O desejo de independência, frequentemente, aparece como uma tentativa de evitar completamente o apego.

Apego Ambivalente buscam por altos níveis de intimidade, aprovação, e receptividade de seus parceiros.

Apego Desorganizado têm sentimentos mistos sobre relacionamentos íntimos. Por um lado, elas desejam ter relações emocionalmente íntimas. Por outro lado, elas tendem a se sentir desconfortáveis com a intimidade emocional.

2 Vídeos no youtube falando sobre a Teoria do Apego

Vídeo 1 sobre a Teoria do Apego

Vídeo 2 sobre a Teoria do Apego

FIM

Bom pessoal, aqui foi mais um post sobre teoria, hoje falamos sobre Teoria do Apego, mostrando seus princípios. Obrigado por pesquisar sobre Teoria do Apego, se você gostou compartilhe.

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.