Conteúdo ocultar
1 O que fazer em Cusco – 10 Pontos Turísticos

O que fazer em Cusco – 10 Pontos Turísticos

Como sabemos o mundo é um lugar cheio de diversidades, com lugares exuberantes, com diversas culturas, e modo de ser viver. Em meio a lugares remotos sempre á pontos turísticos que encanta e fascina facilmente, com suas belezas.

Cusco – Peru

Cusco é uma cidade no Peru situada no sudeste do Vale de Huatanay ou Vale Sagrado dos Incas, na região dos Andes, com população de 300 000 habitantes. É a capital do departamento de Cusco e da província de Cusco.

A cidade de Cusco está situada a 3400 metros acima do nível do mar. Era o mais importante centro administrativo e cultural do Tahuantinsuyu, ou Império Inca. Lendas atribuem a fundação de Cusco ao Inca Manco Capac no século XI ou XII.

As paredes de granito do palácio inca ainda estão lá, bem como monumentos como o Korikancha, ou Templo do Sol.

10 Pontos Turísticos de Cusco:

Aqui abaixo vamos deixar uma lista com os 10 pontos turísticos mais incríveis de Cusco – Peru.

Ollantaytambo

Ollantaytambo ou Ullantaytanpu é uma obra monumental da arquitetura incaica. É a única cidade da era inca no Peru ainda habitada. Em seus palácios vivem os descendentes das casas nobres cusquenhas.

ollantaytambo_cusco_peru-4113315-4247845-8749282

Os pátios mantêm sua arquitetura original. Atualmente é um povoado, capital do Distrito de Ollantaytambo (Província de Urubamba), situado na parte sul a cerca de 90 km a noroeste da cidade de Cuzco. É um dos pontos de partida do caminho a Machu Picchu.

O que Fazer em Ollantaytambo:

Se você tiver tempo, aproveite para dar uma volta nesse povoado vizinho a Águas Calientes e Cusco. O lugar também tem boa estrutura para turistas, além de praticamente tudo de que você pode precisar durante sua viagem.

Andar pelas ruas, cheias de pedras, é sinônimo de viagem no tempo! Pelas ruelas passam mulheres com trajes típicos, cores vibrantes e seus filhos nas costas.

Curiosidades de Ollantaytambo:

Ollantaytambo também tem ruínas de origem inca, que ficam próximas ao povoado. Sua localização é estratégica e ainda hoje há famílias nobres vivendo na região – um grande diferencial, quando comparada a outras ruínas incas.

Como Chegar no Ollantaytambo:

Ollantaytambo está localizado no distrito de mesmo nome, província de Urubamba, aproximadamente a 60 quilômetros a noroeste da cidade de Cusco e tem uma altitude de 2.792 metros acima do nível do mar.

Parque Arqueológico de Saqsaywaman

Supõe-se que Sacsaihuaman foi construída originalmente com propósitos militares para defender-se de tribos invasoras que ameaçavam o Império Inca. A construção foi iniciada pelo Inca Pachacuti, antes de 1438.

dsc_0061-5079661-7328743-2068523

Quem melhor descreve o monumento é o cronista Garcilaso de la Vega, que afirmou que sua construção durou cerca de 50 anos até o período de Huayna Capac; estava concluído na época da chegada dos conquistadores.

O que Fazer no Parque Arqueológico de Saqsaywaman:

Atualmente se pode apreciar somente 20 porcento do que foi o conjunto arqueológico, já que na época colonial os espanhóis destruíram seus muros para construir casas e igrejas em Cusco.

Da fortaleza se observa uma singular vista panorâmica dos arredores, incluindo a cidade de Cuzco.

Curiosidades do Parque Arqueológico de Saqsaywaman:

O Parque de Saqsaywaman, com seus 10 mil anos, é conhecido como fortaleza, apesar de não ter tido nenhuma função militar. O lugar é outro sítio arqueológico que funcionou como centro cerimonial, uma zona sagrada e de estudos.

Ele fica a incríveis 3650m de altura em relação ao nível do mar e foi construído com pedras enormes. Não deixe de tirar muitas fotos em meio às pedras grandiosas do parque.

Como Chegar no Parque Arqueológico de Saqsaywaman:

Sacsayhuaman ou Sacsahuamán é uma fortaleza inca, hoje em ruínas, localizada dois quilômetros ao norte da cidade do Cusco, no Peru.

A entrada custa 70 soles, mas, se você comprar um bilhete de 130 soles (R$ 86), terá direito a conhecer outros pontos turísticos da região.

Plaza de Armas

A Plaza de Armas de Cuzco é a principal praça e núcleo central da cidade de Cuzco , no Peru.

peru-cusco-plaza-de-armas-1024x719-6584027-1075982-6789227

Anteriormente um pântano , durante o Império Inca foi seco e tornou-se o centro administrativo, religioso e cultural da capital imperial.

Após a conquista espanhola , foi transformada em uma praça pelos novos governantes, que construíram templos e mansões católicas sobre as ruínas dos antigos palácios incas

O que Fazer na Plaza de Armas:

A Plaza de Armas de Cusco é o ponto inicial para qualquer passeio pela cidade. Além de a praça ser uma graça, decorada e cheia de flores, ao seu redor ficam algumas das principais atrações da cidade, além de lojinhas de suvenires.

Tanto durante o dia quanto à noite, a praça é um local agradável para sentar-se e descansar.

Curiosidades da Plaza de Armas:

Atualmente, é o núcleo central do Cuzco moderno, cercado por restaurantes turísticos, joalheiros, agências de viagens e os templos do período de conquista. 

Em seu ambiente há dois dos monumentos mais importantes da cidade: a Catedral de Cuzco e a Igreja da Companhia de Jesus .

Como Chegar na Plaza de Armas:

Atualmente, a Plaza de Armas está localizada no centro histórico de Cuzco e é cercada por restaurantes turísticos, joalherias, agências de viagens, lojas turísticas, etc. 

Os dois templos construídos em torno deles são mantidos como tal nas horas de culto, fora dessas horas são museus abertos ao público mediante o pagamento das taxas correspondentes.

Qoricancha

Coricancha, Qorikancha, Korikancha ou Qurikancha em Cusco no Peru, é uma obra da arquitetura Inca e um dos mais importantes complexos arqueológicos sagrados daquele povo.

qorikancha-convent-8829068-8547558-8609698

Feito de pedras polidas e encaixes harmoniosos, Coricancha foi construído pelo imperador inca Pachacuti (em espanhol Pachacútec), assim como muitas outras edificações de seu mandato, por motivo de um vitória acometida contra os chankas por volta de 1438

O que Fazer no Qoricancha:

O Qoricancha – Templo do Sol – servia como local para cerimônias e estudos de astronomia e matemática.

A entrada custa 10 soles (R$ 6) e, num passeio que abrange arquitetura, história e arte, você pode conhecer um pouco mais da cultura inca.

Curiosidades do Qoricancha:

Este templo foi um centro religioso, astrológico e político da cidade de Cusco, mas hoje abriga o Convento de São Domingo.

Qorikancha, além de ter sido literalmente coberta de folhas de ouro, possuía várias estátuas de ouro com representações da cultura Inca: espigas de milho gigantes, lhamas, o sol, entre outros. Infelizmente tudo foi rapidamente destruído com a chegada dos espanhóis e o local, transformado em um espaço católico.

Como Chegar no Qoricancha:

Esse templo tinha uma importância equivalente à que tem o Vaticano e, se hoje se diz que “todos os caminhos levam a Roma”, a frase dita antigamente seria “todos os caminhos conduzem a Qoricancha”.

Pisac

Pisac é um lugar com duas atrações principais: as ruínas e um mercado de artesanato. A construção dessas ruínas é atribuída a pré-incas e incas e elas se destacam por estarem numa região de 3400m.

ruinas-incas-pisac-5415306-5135522-5456010

Písac, e sua praça principal, é um lugar cheio de colorido e com diversos artigos artesanais à venda.

Este povoado é conhecido pelo seu observatório astronómico. A arquitetura de Písac também é mestiça, construída sobre restos indígenas pelo vice-rei Francisco de Toledo.

O que Fazer em Pisac:

O complexo arqueológico se divide em vários edifícios e setores, além de túneis, ponte, depósitos, aquedutos, cemitério, torres, templos e terraços agrícolas, além de oferecer uma visão magnífica do vale e da cidade.

Curiosidades de Pisac:

Junto com Machu Picchu, Ollantaytambo e Cusco, faz parte do circuito arqueológico de Vale Sagrado, com suas ruínas construídos em montanhas íngremes. Este povoado tem uma parte inca e outra colonial.

Como Chegar em Pisac:

Písac (também Pisaq) está localizado a 33 quilômetros da cidade de Cusco, no Peru. O seu local arqueológico é um dos mais importantes do Vale Sagrado dos Incas.

Igreja de São Pedro de Andahuaylillas

A igreja foconstruída sobre uma plataforma que é acessada por etapas e tem, como muitos templosandinos, uma capela em forma de varanda aberta e um sino sólido. Na praça ha três cruzes de pedra.

467-73-9433677-7210244-8917822

Obra dos Jesuitas, foconstruída no sec. XVI sobre um espaço cerimonial pré-colombiano (Waka). A construção do templo começou em 1570, e a nave e a fachada foram completadas em 1606.

O que Fazer na Igreja de São Pedro de Andahuaylillas:

A Iglesia de San Pedro de Andahuaylillas é conhecida como a Capela Sistina das Américas, tamanha a beleza de seu interior.  

Por fora, o edifício não revela as riquezas que possui, mas basta conhecer o lugar por dentro para entender o porquê do título.

Curiosidades da Igreja de São Pedro de Andahuaylillas:

Dentro da igreja existem duas secções diferentes correspondentes às duas fases da sua construção, que são separadas pelo arco interior principal.

A mais antiga e adornada, em estilo mudéjar (estilo arquitetônico que mistura elementos árabes e cristãos, desenvolvido entre o séculos XIII a XVI) encontra-se mais para dentro.

A seção mais recente fica próxima a entrada. Essa é a razão pela qual esta igreja tem dois púlpitos, o mais velho está sob o arco interior e o último na parede oposta.

É impressionante a quantidade de murais que cobrem as paredes e, especialmente, o teto com padrões geométricos e flores adornadas com flocos de ouro.

Como Chegar na Igreja de São Pedro de Andahuaylillas:

Ouro, prata e quadros pintados de acordo com a Escola de Cusco fazem parte da decoração interior da igreja, que está a pouco mais de 40km de Cusco.

Moray

Moray é um sítio arqueológico que mostra todo o potencial inca para o plantio de alimentos. Nesse local os incas aproveitaram a depressão natural da montanha para construir terraças e fazer experimentos alimentícios, especialmente com batatas.

Afirma-se que a temperatura era diferente em cada terraça, permitindo reproduzir diversos climas num único lugar.

maras-e-moray-cusco-4-min-8124696-4993402-6078098

O local contém ruínas Inca incomuns , consistindo principalmente em várias depressões circulares com terraços, a maior das quais tem aproximadamente 30 m (98 pés) de profundidade. Tal como acontece com muitos outros sites Inca, também tem um sistema de irrigação.

O que Fazer no Moray:

O objetivo dessas depressões é incerto, mas sua profundidade, projeto e orientação em relação ao vento e ao sol cria uma diferença de temperatura de até 15 ° C entre a parte superior e a inferior.

Curiosidades do Moray:

Descer e subir as terraças é complicado, quem tem dificuldades de locomoção deve evitar fazer a descida. Para ir até o ponto central é preciso utilizar degraus nas terraças que, além de pequenos, possuem um espaçamento muito grande.

Tome cuidado e respeite o ritmo de sua respiração, que fica muito mais ofegante num lugar tão alto.

Como Chegar no Moray:

Moray é um sítio arqueológico no Peru aproximadamente 50 km a noroeste de Cuzco em um planalto a cerca de 3.500 metros e a oeste da vila de Maras . 

Basílica Catedral de Cusco

A construção dessa igreja imponente localizada na praça mais popular de Cusco levou mais de 100 anos para ser concluída.

depositphotos_119874104-stock-photo-cusco-peru-january-20-cathedral-6727326-2193332-8572116

Sua arquitetura híbrida, que mescla os estilos gótico-renascentista e barroco, fazem do local um dos mais belos e impressionantes cartões-postais do destino.

Os destaques são seu acervo de pinturas realizadas durante a chamada Escola Cusquenha e objetos de prata. Repare nos detalhes incas dos trabalhos que foram realizados  por mão-de-obra indígena.

O que Fazer na Basílica Catedral de Cusco:

Na cidade de Cusco, não perca um passeio à belíssima Catedral. Ela tem três naves e 12 capelas em seu interior.

É muito rica em imagens, quadros, ouro e prata, e não se pode fotografar lá dentro, para a preservação do patrimônio. Seu tamanho colossal e a riqueza de detalhes impressionam, garantindo o título de uma das maiores catedrais do mundo.

Mesmo os mais céticos não podem deixar de conhecer o lugar e apreciar sua rica arquitetura.

Curiosidades da Basílica Catedral de Cusco:

Desde a sua concepção, foi concebido para gerar e fortalecer a interação entre culturas conquistadas e conquistadoras. É por isso que no seu trabalho artístico interior foi roubado ouro dos Incas.

De seus processos de design dentro de uma planta que salão da igreja, para produzir em todos os usuários, Incas e espanhóis um senso de igualdade, ao respeito pela implantação e sua localização no antigo templo Inca, produzindo uma mensagem de sobreposição religiosa Implantar simbolicamente a catedral na antiga ¨Sutur Huasi¨ significa que uma nova crença é imposta.

Como Chegar na Basílica Catedral de Cusco:

A Catedral Basílica da Assunção da Virgem, também conhecida como Catedral de Cusco, é a igreja mãe da Arquidiocese Católica Romana de Cusco. A catedral está localizada na Plaza de Armas. A construção foi concluída em 1654, quase cem anos após o início da construção.

Chinchero

As origens de Chinchero se perdem nas brumas do tempo. Acredita-se que remonta cerca de dois mil anos atrás.

chinchero-igreja-1-8556713-1679560-8033229

Os primeiros habitantes da região foram os Ayarmacas que, após sofrerem assédio dos incas, defenderam seu território e ofereceram uma grande resistência antes de serem incorporado no império. 

Chinchero foi o local escolhido pelo Inca Túpac Yupanqui para estabelecer a sua residência. Construiu belos palácios para seu uso pessoal e de sua panaca.

O que Fazer no Chinchero:

Além de conhecer as ruínas do lugar, com um muro de pedra e terraços agrícolas, é possível visitar ateliês onde mulheres exibem o processo que sofre a lã de alpaca até tomar a forma que vemos nas roupas. É um local interessante, vale uma visita.

Curiosidades do Chinchero:

As ruínas da cidade consistem em vários terraços que vão subindo, acompanhando o terreno até chegar à igreja construída no início dos anos 1600.

A igreja Virgem da Natividade, a praça central e várias construções do período colonial tem suas fundações datadas do período Inca.

Como Chegar no Chinchero:

Chinchero é um pequeno povoado a 28km de Cusco. O lugar é chamado de “cidade do arco-íris” e se destaca por ainda preservar muitos dos costumes dos povos andinos, como tradições, hábitos e vestimentas.

Igreja de San Blas

Outro ponto turístico que não pode ficar de fora do roteiro de quem vai para Cusco é a Igreja de San Blas.

bairro-san-blas-cusco-5580626-9842427-4860609

Em formato de cruz latina e com uma fachada modesta, é muito visitada por turistas, principalmente por conta de seu famoso púlpito barroco, talhado em uma única peça de cedro e transformado posteriormente em uma verdadeira obra de arte em formato de escultura.

O que Fazer na Igreja de San Blas:

Datada de 1563, essa é uma das igrejas mais antigas de Cusco. É preciso ter um pouco de fôlego para chegar até ela, mas o interior barroco do lugar é capaz de recompensar os visitantes.

Curiosidades da Igreja de San Blas:

O bairro onde está a igreja tem muitos artesãos, por isso é um bom lugar para quem gosta de obras de arte.

Como Chegar na Igreja de San Blas:

Protagonista das cenas culturais que são características da cidade de Cusco, San Blas é um bairro que respira arte.

Ao redor de suas ladeiras e ruas estreitas com pavimentação de pedras, casarões construídos no período colonial sobre antigos alicerces incas dão um tom histórico e artístico ao lugar.

Perguntas frequentes

Qual a melhor época do ano para visitar Cusco – Peru?

De Abril até Outubro é uma época boa para quem vai conhecer sem se preocupar com chuvas

Quais os melhores lugares para ir com as crianças em Cusco – Peru?

chocomuseo – Cheira tão bem, tem coisas deliciosas por toda parte, e não consigo parar de pensar naquele lugar. Fomos lá uma vez para ver o que é, só para comer (em Ollantaytambo), e uma vez para participar de um delicioso workshop u0022Feijão para Baru0022. Aprendemos o processo de transformar o cacau em chocolate, fizemos alguns e depois aprendemos a fazer uma deliciosa bebida de cacau. As crianças, até mesmo Coral (que está prestes a fazer 5 anos) também adoram.u003cbru003eMuseu da coca – É pequeno e simples, mas rico em conteúdo. Também é gratuito. Ficamos nele por uma hora e meia.u003cbru003eVisitar o centro histórico – É tão bonito! É grande o suficiente para caminhar alguns dias sem se cansar ou repetir. Possui muitos museus, praças, restaurantes, mercearias, lojas e muito mais. Gostamos de passear pelas ruas bonitas, escolher o restaurante que queremos entrar, sentar na praça, observar as pessoas enquanto aproveita o sol da tarde. muito gostoso!

Quantos dias é ideal para ficar em Machu Picchu?

Apenas um dia já basta para você conhecer bem o lugar.

Esperamos que tenha gostado de conhecer Cusco – Peru, para saber mais sobre o turismo no Brasil e no Mundo clique aqui.

CONTEÚDO RELACIONADO

Demonstre Turismo
Um blog falando sobre Turismo.
Este é um site do grupo B20