• Início
  • Viagens
  • O que fazer em Florença – Itália 10 Pontos turísticos
Conteúdo ocultar
1 O que fazer em Florença – Itália 10 Pontos turísticos

O que fazer em Florença – Itália 10 Pontos turísticos

Como sabemos o mundo é um lugar cheio de diversidades, com lugares exuberantes, com diversas culturas, e modo de ser viver. Em meio a lugares remotos sempre á pontos turísticos que encanta e fascina facilmente, com suas belezas.

Hoje o demonstre traz os 10 melhores lugares da “cidade de Florença”, que é uma cidade cheia de lugares exuberantes. É considerada uma das cidades mais importantes do mundo das artes, já que foi lá que o Renascimento nasceu e, por isso a quantidade de museus e construções históricas na localidade se tornou enorme.

Florença – Itália

Florença é um município italiano, sub-capital e maior cidade da região da Toscana e da província homônima, com cerca de 377 207 habitantes (1.007.252 a cidade metropolitana). Estende-se por uma área de 102,41 km², tendo uma densidade populacional de 3683 habitantes/km². Florença foi durante muito tempo considerada a capital da moda.

A cidade é considerada o berço do Renascimento italiano, e uma das cidades mais belas do mundo. Tornou-se célebre também por ser a cidade natal de Dante Alighieri, autor da Divina Comédia, que é um marco da literatura universal e de onde a língua italiana moderna tem várias influências.

Nesse poema ele descreve a cidade de Florença em muitas passagens, assim como alguns de seus contemporâneos florentinos célebres, como Guido Cavalcanti, amigo que também era poeta e ativo na vida política da cidade, que também são personagens da obra.

Também é florentino Cimabue, o último grande pintor italiano a seguir a tradição bizantina, e responsável pela “descoberta” de Giotto.

10 Pontos Turísticos de Florença:

Vamos destacar os 10 melhores pontos turísticos de Florença – Itália, vamos deixar bem explicado cada lugar.

Ponte Vecchio e Rio Arno

A famosa Ponte Vecchio e o Rio Arno são dois dos principais pontos turísticos de Florença. Poupada pelas bombas jogadas pelos nazistas durante a Segunda Guerra Mundial a Ponte Vecchio é um dos símbolos de Florença e é um dos pontos de encontro de moradores e turistas que se encantam com sua beleza.

vecchio-8768725-6358258-8702414

Ao seu redor estão diversas construções que datam desde o século XVI e no seu interior tem uma quantidade enorme de lojas de joias, ouro, óculos e relógios de luxo.

O que Fazer na Ponte Vecchio e Rio Arno:

Além das lojas e de toda a paisagem espetacular vários artistas de rua se apresentam todos os dias alegrando o local. Não deixe de atravessar a ponte quando estiver em Florença.

À noite, o ar romântico prevalece, se tornando o passeio perfeito para casais em lua de mel. A dica é ir à Ponte Vecchio tanto de dia quanto a noite para fotografar o local, pois de dia o destaque são as construções pintadas em amarelo que refletem na água e que parecem uma pintura e a noite é o clima romântico.

Curiosidades da Ponte Vecchio e Rio Arno:

Ao longo da ponte, há vários cadeados, especialmente no gradeamento em torno da estátua de Benvenuto Cellini. O facto é ligado à antiga ideia do amor e dos amantes: ao trancar o cadeado e lançar a chave ao rio, os amantes tornavam-se eternamente ligados.

Graças a essa tradição e ao turismo desenfreado, milhares de cadeados tinham de ser removidos com frequência, estragando a estrutura da ponte. Devido a isso, o município estipulou uma multa de 50 euros para quem for apanhado, em flagrante, a colocar cadeados na ponte.

Como Chegar na Ponte Vecchio e Rio Arno:

A Ponte Vecchio (Ponte Velha) é uma Ponte em arco medieval sobre o Rio Arno, em Florença, na Itália, famosa por ter uma quantidade de lojas (principalmente ourivesarias e joalharias) ao longo de todo o tabuleiro.

Catedral de Florença

Um outro ponto turístico importante em Florença e, também, uma das mais famosas igrejas do mundo é a Basílica di Santa Maria del Fiore. Conhecida como Catedral de Florença ou Duomo de Florença esta catedral levou séculos para ser construída e há mais de 20 anos recebeu o título de Patrimônio da Humanidade pela UNESCO.

Catedral de Florença
Catedral de Florença

A construção iniciou-se em 1296 com projeto de Arnolfo di Cambio sobre as fundações da antiga Catedral de Santa Reparada. Após a morte de Arnolfo, passou pela supervisão de Giotto di Bondone, depois por Francesco Talenti e teve sua cúpula construída por Filippo Brunelleschi.

Ao fim das obras da cúpula em 1436, a catedral foi consagrada pelo papa Eugênio IV.

O que Fazer na Catedral de Florença:

O prédio é simplesmente maravilhoso, cheio de detalhes e uma das mais importantes obras da arte gótica já arquitetadas.

A Basílica di Santa Maria del Fiore está situada no centro histórico de Florença e seu interior é um convite para belas fotos, com destaque aos vitrais que compõem a arquitetura que são os maiores em seu gênero na Itália e remetem ao Velho e ao Novo Testamento da Bíblia.

Curiosidades da Catedral de Florença:

O bacana é que é possível entrar de graça na catedral e até mesmo visitar outras partes do local em um passeio imperdível. Adquira os ingressos no site e veja que incrível que é fazer este tour pela catedral.

Como Chegar na Catedral de Florença:

A Catedral de Santa Maria del Fiore é o “Duomo” de Florença, Itália, e está localizada na praça homônima. Era já em 1971 a quinta igreja da Europa em grandeza, depois da Basílica de São Pedro, da Catedral de São Paulo, da Catedral de Sevilha e da Catedral de Milão.

Possui 153 metros de comprimento e 90 metros de largura no transepto, enquanto o tambor da cúpula possui 54 metros.

Basílica de São Lourenço em Florença

A Basílica de São Lourenço é uma igreja do início do Renascimento, concebida por um dos maiores arquitetos desta época, Filippo Brunelleschi, sobre uma pequena igreja fundada por Santo Ambrósio no ano de 393.

As obras foram iniciadas em 1419, com o patrocínio de Cosme, o Velho, Médici, e foram terminadas em 1460 por Antonio Manetti, que respeitou fielmente o plano inicial. Está integrada no centro histórico de Florença, local classificado Patrimônio Mundial pela UNESCO, juntamente com a catedral e os palácios Médici-Riccardi, Pitti e Uffizi

O que Fazer na Basílica de São Lourenço em Florença:

É um dos pontos turísticos de Florença mais importante da história. Por fora seu visual não é tão moderno, pois é uma das igrejas mais antigas da Itália e preservara toda sua estrutura. Já, por dentro o local é enorme e bastante imponente, fazendo com que o seu passeio por ela se torne ainda mais rico e encantador.

Curiosidades da Basílica de São Lourenço em Florença:

Interiormente apresenta uma planta de cruz latina, dividida em três naves, separadas por colunas. A central de cobertura é adintelada e as laterais são abobadadas. A decoração foi de Michelangelo Buonarroti, também o responsável pela Sacristia Nova.

Na cabeceira da nave central estão depositados dois púlpitos de bronze do escultor Donatello (1460), as suas duas últimas obras. Na nave dianteira, sobre o segundo altar, podemos admirar os Esponsais de Maria do pintor Rosso Fiorentino e, ao fundo, um tabernáculo de mármore esculpido por Desidério da Settignano.

Como Chegar na Basílica de São Lourenço em Florença:

Para ir até lá é  preciso comprar o ingresso para entrar, que é bem barato. Este, com certeza, é um lugar legal de se conhecer, mas que é bem rápido e você não perderá tanto tempo.

Mercado Central de Florença

Um dos passeios que mais gostamos de fazer foi conhecer o Mercado Central e comer lá dentro. Bem perto da Basílica de São Lourenço tem uma rua fechada com uma feira, chamada de Mercato di San Lorenzo, com várias barracas que vendem roupas, bolsas de couro e diversos itens legais da Itália.

Mercado Central de Florença
Mercado Central de Florença

Entrando nessa rua você vai encontrar o Mercado Central de Florença, que é um lugar lindo. No andar de baixo ele conta com dezenas de lojas que vendem todo o tipo de especiaria e comida italiana. É uma delícia e o melhor lugar para comprar comida, molhos e temperos para levar para o Brasil.

O que Fazer no Mercado Central de Florença:

Dentro do mercado, os vendedores vendem vários ingredientes primários da culinária toscana. No canto norte do mercado, há uma área de frutos do mar em que vendedores vendem peixe e marisco que foram capturados na Itália ou importados.

Estandes de frutas e vegetais, bem como estandes de nozes e especiarias, podem ser encontrados fora do mercado.

Curiosidades do Mercado Central de Florença:

O que muitas pessoas não sabem, pois é um pouco escondido, é que no andar de cima do Mercado Central de Florença tem uma praça de alimentação muito legal com vários restaurantes. Você pede para eles fazerem a comida na hora e é tudo culinária local de Florença. Não deixe de almoçar lá.

No dia que for visitar a Basílica di Santa Maria del Fiore já vá para a Basilíca de São Lourenço e, depois, para o Mercado Central, que é do lado. Você já mata vários pontos turísticos em Florença em poucas horas.

Como Chegar no Mercado Central de Florença:

O Mercado Central, ou Mercado di San Lorenzo em Florença, está localizado entre a via dell’Ariento, via Sant’Antonino, via Panicale e Praça do Mercado Central.

É um dos resultados da época do risanamento , o período em que Florença foi a capital da Itália no final do século XIX. Foi projetado por Giuseppe Mengoni, um arquiteto que também concebeu a Galleria Vittorio Emanuele II em Milão

Piazza del Duomo

A Piazza del Duomo ou Praça da Catedral, em português, é a praça na qual fica localizada a Catedral de Florença, que é uma das igrejas mais visitadas de toda a Itália. Ela fica bem no centro de Florença e tem pontos turísticos super importantes da capital da Toscana.

Piazza del Duomo
Piazza del Duomo

Dentre os principais pontos de interesse junto a Piazza del Duomo que vão estar na sua lista de o que fazer em Florença estão o Campanário de Giotto, o Batistério de São João (um dos edifícios mais antigos de Florença, construído entre 1059 e 1128) e o Museo dell’Opera del Duomo (que abriga as obras da Basilica di Santa Maria del Fiore e obras do pintor Donatello).

O que Fazer na Piazza del Duomo:

Com artistas de rua, vendedores e cafés a Piazza del Duomo é um convite a contemplação de uma das cidades mais lindas do velho continente. Após visitar a Catedral de Florença e as atrações ao redor da praça relaxe em um cafés locais tomando um gelato ou um expresso.

Curiosidades da Piazza del Duomo:

Um dos cartões-postais e definitivamente a praça mais cheia de turistas de Florença, a Piazza del Duomo (também chamada de Piazza San Giovanni) é, sem dúvida, um espaço para ser descoberto com tempo, já que apresenta diversas atrações.

Como Chegar na Piazza del Duomo:

A Praça da Catedral (Piazza del Duomo, em italiano) é uma grande praça pública do centro histórico de Florença, Itália. Devido a sua localização privilegiada, é um dos locais mais visitados da Europa.

Piazzale Michelangelo

Um lugar que se tornou um ponto turístico por causa de sua vista é o Piazzale Michelangelo. O legal é que esta é uma praça que fica um pouco afastada do centro turístico e fica em uma região bem alta da cidade, na qual de lá é possível ter uma vista incrível de Florença e de seus principais pontos turísticos.

Tente ir de tarde para pegar o pôr do sol e aproveite para comer em um dos restaurantes que tem no lugar, que são ótimos.

O que Fazer no Piazzale Michelangelo:

O espaço é um dos preferidos para uma vista panorâmica da cidade. A Piazzale Michelangelo é uma praça com estacionamento para carros que costuma ficar lotada durante o dia.

O ideal é visitar o lugar no fim da tarde, quando o lugar fica mais vazio e o sol começa a se pôr, o que é um espetáculo à parte: a combinação de uma das melhores vistas da cidade com o pôr do sol é, de fato, um dos melhores programas para se fazer em Florença.

Curiosidades do Piazzale Michelangelo:

Para admirar o espetáculo, muitas pessoas levam uma garrafa de vinho e se sentam na escadaria em frente ao pôr do sol. Há ainda a opção de um bar que fica aberto até mais tarde.

Para chegar até lá, os visitantes podem pegar o ônibus da linha 12 ou da linha 13 na estação de ônibus da estação de trem Santa Maria Novella (2 euros o bilhete, pode ser comprado diretamente com o motorista). Os mais dispostos podem enfrentar uma caminhada de uns 10 minutos a partir da Piazza Poggi.

O caminho é um pouco íngreme, mas a recompensa ao chegar lá fará tudo valer a pena!

Como Chegar no Piazzale Michelangelo:

É possível chegar à Piazzale Michelângelo de carro/ônibus ou a pé. O jeito mais tranquilo (e sem esforço) é de carro/ônibus, seguindo pela Viale Michelangelo. Se optar pelo transporte público, pegue os ônibus de número 12 ou 13 na Estação de Trem Santa Maria Novella.

Praça da Senhoria

A Piazza della Signoria (Praça da Senhoria) é a praça mais importante de Florença. Está situada entre a Piazza del Duomo e o rio Arno.

img_20180520_143927-4251115-8564284-8564999

Durante o Império Romano, a praça contava com uma instalação termal. No início da Idade Média, as termas desapareceram e a praça foi tomada paulatinamente por artesãos.

A Piazza della Signoria adotou sua forma atual em meados do século XII e foi pavimentada no final do século XIV. Sempre esteve muito unida ao poder civil.

O que Fazer na Praça da Senhoria:

A Piazza della Signoria, além de ser a mais bonita de Florença, é um dos lugares mais animados da cidade.

Durante todo o ano, e especialmente durante as noites mais quentes, os moradores e os turistas se reúnem para escutar os artistas locais que usam esta praça como seu palco particular.

Curiosidades da Praça da Senhoria:

Dá praça é possível acessar os principais museus, a Ponte Velha e as maiores basílicas de Florença. É a praça mais importante da cidade, centro da vida pública florentina.

Ao redor da praça estão também os palácios mais importantes, como o Palácio Velho – atualmente sede da Prefeitura Municipal. Antigamente, era residência da família Médici.

Como Chegar na Praça da Senhoria:

A Piazza della Signoria (Praça da Senhoria) é a praça mais importante de Florença. Está situada entre a Piazza del Duomo e o rio Arno.

Dentre os monumentos que embelezam a praça, os dois mais importantes são sem dúvidas: a Fonte de Netuno (conhecida também como “Biancone” – branquela – pela sua cor) e a famosa estátua de “David”, de Michelangelo (essa é apenas uma réplica, a original se encontra na Galeria da Academia).

Galeria dos Ofícios

A Galeria dos Ofícios, ou também denominada Galleria degli Uffizi, foi construída por uma figura chamada Giorgio Vasari. Giorgio iniciou esta obra a pedido de Cosimo I de Médici, que solicitou que fosse criado um lugar que abrigasse os gabinetes administrativos e legais de Florença.

uffizi_hallway-7607343-5628318-6293250

Ao longo dos anos a galeria passou por muitas transformações até chegar ao que temos hoje.

Foram construídos teatro, tribuna, salas específicas como a Sala dos Mapas Geográficos e Sala de Matemática, obras de arte de grandes artistas e outros. Portanto, não deixe de conhecer esse edifício que aloja um dos mais antigos e famosos museus do mundo.

O que Fazer na Galeria dos Ofícios:

A Galeria dos Ofícios, assim como muitos outros lugares de Florença, é um daqueles passeios turísticos com muitas coisas para você ver no local. Além do museu ser gigante ele também está dividido em várias salas, que se organizam de maneira cronológica e de acordo com a proveniência.

Uma das coisas que os turistas costumam se encantar na galeria é as diversas estátuas que se espalham por todo o lugar, cada uma delas contando um pouco da história de Roma Antiga.

Curiosidades da Galeria dos Ofícios:

Entre as diversas salas da galeria tem-se a sala de Botticelli, que apresenta obras importantes do pintor como Nascimento de Vênus, a Primavera e a Adoração dos Magos.

Assim como Botticelli, Leonardo da Vinci também expôs alguma de suas criações na galeria, Anunciação e o Batismo de Cristo é uma das maravilhas que você pode apreciar lá.

Como Chegar na Galeria dos Ofícios:

O prédio da Galeria encontra-se de frente para o rio Arno, próximo a Ponte Vecchio que também é um lugar muito legal para você estar visitando quando estiver passando por lá.

Uma dica importante para quem estiver pensando em ir conhecer o local durante a alta temporada é adquirir os ingressos com antecedência, pois essas épocas costumam ser de grande fluxo de visitantes.

Basílica de Santa Cruz

Denominada igreja de todos os cidadãos florentinos a Basílica de Santa Cruz contou com a ajuda dos próprios moradores para que a obra saísse dos papeis. Inaugurada em 1442, quando foi consagrada pelo papa Eugênio IV, ela é considerada, hoje, como uma das basílicas mais importantes da Igreja Católica no mundo.

5393702733_4b0782f175_b-5243026-8481609-4033201

Em 1966, com a grande enchente, a igreja sofreu perdas significativas em relação a seu acervo artístico, dentre eles o Crucifixo de Cimabue. Mais tarde, a igreja passou por uma restauração completa e seu esplendor original foi retomado, tornando-se símbolo do ressurgimento da cidade de Florença.

O que Fazer na Basílica de Santa Cruz:

A estrutura da Basílica de Santa Cruz é, com certeza, de impressionar a todos que vão até lá para conhecê-la, afinal ela é considerada a maior igreja franciscana do mundo.

Cada um de seus afrescos apresentam uma característica particular e foram muito bem planejados para cada espaço do local. Lá você também encontrará um importante campanário, várias capelas e monumentos encantadores.

Curiosidades da Basílica de Santa Cruz:

E, entre as curiosidades sobre a basílica temos a de que ela está localizada onde italianos ilustres como Michelangelo, Galileu Galilei e Maquiavel foram enterrados.

Este igreja recebe fiéis de todos os lugares e tem sido um passeio muito frequentado pelos turistas que vão até Florença. Então, se você ainda não souber o que fazer em Florença coloque-a em seu roteiro de viagem e aproveite muito.

Como Chegar na Basílica de Santa Cruz:

Uma das coisas que você jamais poderá deixar de conhecer na Basílica de Santa Cruz em Florença é a obra mais requisitada do local, Crucificação de Donatello.

Realizada toda em madeira ela é uma verdadeira obra prima do artista e destaca-se diante de todas as outras que você encontrará por lá.

Galleria dell’Accademia

A Galeria da Academia (Galleria dell’Accademia) é o segundo museu mais visitado de Florença, atrás apenas da Galeria Uffizi. A exposição foi aberta em 1784 para oferecer aos alunos de belas artes material de estudo.

galleria-dell-accademia-tour-firenze-9101111-2612927-2273819

Fundada na segunda metade do século XVIII como uma Academia de Belas Artes, onde as obras que pertenciam a algumas igrejas que foram desconsagradas juntamente com uma parte da coleção privada da família Médici e dos Lorenas (família que governou Florença após a morte do último Grão-Duque Mediceo).

Serviam como modelos para os novos artistas, estudantes de Belas Artes estudassem e copiassem e assim aprendiam com os grandes artistas do passado.

O que Fazer na Galleria dell’Accademia:

Se a Academia é famosa por algum motivo é por ter em seu interior a obra-prima de Michelangelo: o David, uma escultura de mármore branco de 5,17 metros de altura que representa David antes de enfrentar Golias.

A escultura foi feita entre 1501 e 1504 nos ateliês da Ópera do Duomo. Ao terminar, foi levada às portas da Ponte Vecchio na Piazza della Signoria.

Curiosidades da Galleria dell’Accademia:

Além de David, a Galeria da Academia conta com outras salas onde são exibidas mais esculturas, assim como uma grande coleção de pinturas religiosas. Há alguns anos, o museu também sedia uma exposição permanente de instrumentos musicais antigos.

Como Chegar na Galleria dell’Accademia:

No final do século XIX, foi decidido que o David, que até então se encontrava na Piazza della Signoria deveria ser musealizado por motivos de proteção e conservação.

Depois de diversas opções, foi decidido que parte da Accademia de Belas Artes seria transformada em museu para poder ser a nova “casa” da famosa escultura.

Perguntas frequentes

Tem lugares bonitos que posso visitar de graça em Florença?

Sim, vamos deixar resumidos para você aqui abaixo:u003cbru003e-Duomo ou Catedral de Santa Maria del Fiore;u003cbru003e-Museu Tracce di Firenze: o Palazzo Vecchio conta a cidade;u003cbru003e– Igreja de San Miniato al Monte e Cimitero delle Porte Sante;u003cbru003e– Igreja e museu de Orsanmichele;u003cbru003e– Accademia delle Arti del Disegno;u003cbru003e– Basílica de Santo Spirito;u003cbru003e– Basílica de Santissima Annunziata.

Tem como eu ficar apenas 3 dias em Florença?

Sim mas terá que correr muito para conseguir ver muitas coisas, sugerimos ir: A Torre de Pisa, Na Siena que é uma cidade medieval e na Basilica di San Lorenzo.

Qual a melhor época do ano para visitar Florença?

A melhor época do ano para visitar Florença é na primavera, que fica entre os meses de Abril e Junho.

Esperamos que gostou dessa matéria sobre esse lugar incrível, para saber mais sobre o Brasil e mundo clique aqui.

CONTEÚDO RELACIONADO

Demonstre Turismo
Um blog falando sobre Turismo.
Este é um site do grupo B20