Conteúdo ocultar
1 10 Plantas Suculentas

10 Plantas Suculentas

Assim como as plantas são de diferentes tipos e estão em diferentes lugares do planeta, e muita dessas plantas servem para uma grande quantidade de remédios, para diversas doenças.

É dos maiores e mais biodiversos grupos de seres vivos na Terra, as plantas verdes fornecem uma parte substancial do oxigênio molecular e são a base dos alimentos da maioria dos ecossistemas, especialmente dos terrestres.

Então o demonstre veio mostrar nesse poste uma lista recheada de “plantas suculentas”, que podem ajudar as pessoas em seus problemas de saúde chegando até a curar algumas doenças que as pessoas enfrentam.

As suculentas pedem pouca quantidade de água. Assim não use pratinhos e jamais deixe a terra encharcada, porque a umidade excessiva apodrece suas raízes. Muitas das vezes são muito parecidas com cactos.

Plantas Suculentas

As suculentas são aquelas plantas conhecidas pelas suas folhas gordinhas. Existem grandes quantidades de espécies da família das suculentas com cores formatos e tamanhos diferentes.

Projeto sem título 5 2

Essa espécies de plantas são muito utilizadas na decoração de jardins pequenos, mas você sabe como plantar o seu jardim de suculentas, então vamos dar umas dicas.

Mãe-de-milhares – Plantas Suculentas

Mãe-de-milhares, também conhecida como aranto, é uma planta herbácea, suculenta, originária de Madagascar na África que chama a atenção por seu efeito ornamental e valor medicinal. À primeira vista pode parecer com uma planta comum com cores diferenes, mas olhando mais de perto, podemos ver por que ela faz tanto sucesso entre os colecionadores. Ela produz centenas de pequenos brotos ao longo da borda das folhas, que ao se desprenderem, facilmente se desenvolvem em novas plantas.

Possui caule ereto que pode atingir até 1 metro de altura. Suas folhas são opostas, estreitas, pontiagudas, serrilhadas, suculentas, de formato oblongo a lanceolado e com comprimento entre 15 a 20 centímetros. A cor das folhas pode variar bastante, entre o verde, o creme e o cinza na face superior e uma quantidade maior ou menor de manchas roxas na face inferior. Ao longo das margens das folhas, ela produz uma organizada fileira de pequenos brotos, que podem emitir raízes antes mesmo de se destacarem da planta. As folhas pesadas da parte superior do caule podem fazer com que a planta se curve e assim, ao tocar o solo, raízes adventícias surgem, desenvolvendo um novo caule ereto, e desta forma, crescendo uma nova planta independente.

Mãe-de-milhares – Ficha da Planta Suculenta

  • Nome Científico: Kalanchoe daigremontiana
  • Sinonímia: Bryophyllum daigremontianum
  • Nomes Populares: Mãe-de-milhares, Aranto, Calanchoê, Planta-chapéu-mexicano, Planta-jacaré, Espinha-do-diabo, Planta-panda, Planta-maternidade
  • Família: Crassulaceae
  • Categoria: Cactos e Suculentas, Folhagens, Medicinal, Plantas Tóxicas
  • Clima: Mediterrâneo, Semi-árido, Subtropical, Tropical
  • Origem: África, Madagascar
  • Altura: 0.9 a 1.2 metros
  • Luminosidade: Meia Sombra, Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve Mãe-de-milhares

A mãe-de-milhares é uma planta ornamental incomum. Ela tem um aspecto exótico que remete a filmes de ficção científica. Seu porte pode ser facilmente controlado com o plantio em vasos e jardineiras.

Vídeo sobre Mãe-de-milhares:

Vídeo sobre a planta que está no youtube.

Planta-diamante – Plantas Suculentas

A planta-diamante é uma espécie suculenta, originária do México, e que chama a atenção de colecionadores por suas folhas multifacetadas, como se tivessem sido lapidadas igual uma pedra preciosa. Ela é estolonífera, e suas folhas crescem em rosetas bem densas, formadas por folhas de formato qua vai do arredondado ao cilíndrico, com ápice acuminado e com venações brancas que se unem e dão o interessante aspecto facetado.

As cores e formas variam do verde claro ao acinzentado, com pontas avermelhadas, mas podem mudar de acordo com a cultivar e com as intempéries, tendendo a ser mais verdes e alongadas sob meia sombra e mais coloridas e compactas sob sol pleno, frio e estiagem. Floresce eventualmente, despontando acima da folhagem flores em forma de sino de cor amarela, laranja ou rósea.

Planta-diamante – Ficha da Planta Suculenta

  • Nome Científico: Pachyphytum compactum
  • Nomes Populares: Planta-diamante, Planta-diamante, Planta-jóia, Pedra-preciosa
  • Família: Crassulaceae
  • Categoria: Cactos e Suculentas, Folhagens
  • Clima: Equatorial, Mediterrâneo, Semi-árido, Subtropical, Tropical
  • Origem: América do Norte, México
  • Altura: menos de 15 cm
  • Luminosidade: Meia Sombra, Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve Planta-diamante

São uma excelente combinação para outras espécies, ou mesmo na formação de um denso tapete em vasos e jardineiras, adornados com pedriscos que valorizem sua folhagem.

Vídeo sobre Planta-diamante:

Vídeo sobre a planta que está no youtube.

Haworthia cooperi – Plantas Suculentas

A Haworthia cooperi é uma planta herbácea, suculenta e acaule, originária da província do Cabo Oriental na África do Sul. Ela cresce em aglomerados de rosetas densas, com folhas carnudas, de cor verde clara. Suas folhas apresentam estrias transparentes nas pontas, que formam uma “janela”, permitindo a entrada de luz no interior e aumentando sua capacidade fotossintética.

No seu habitat é comum visualizar apenas estas pontas transparentes, enquanto o restante da planta permanece soterrada pelo solo arenoso. Uma característica que diferencia essa espécie de outras do mesmo gênero é a presença de uma fileira de pelos nas margens das folhas, e que muitas vezes termina em uma longa cerda na ponta.

Ficha da Haworthia cooperi – Planta Suculenta

  • Nome Científico: Haworthia cooperi
  • Sinonímia: Apicra cooperi, Catevala cooperi, Kumaria cooperi, Tulista cooperi, Apworthia cooperi, Haworthia vittata
  • Nomes Populares: Haworthia cooperi,
  • Família: Xanthorrhoeaceae
  • Categoria: Cactos e Suculentas, Folhagens
  • Clima: Continental, Equatorial, Mediterrâneo, Semi-árido, Subtropical, Tropical
  • Origem: África, África do Sul
  • Altura: menos de 15 cm
  • Luminosidade: Meia Sombra, Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve a planta Haworthia cooperi

A Hawortia cooperi é uma suculenta fácil de cultivar e bem difundida entre colecionadores, sendo relativamente fácil de encontrar. Ela é procurada principalmente por seu formato geométrico e suculento, além de suas curiosas folhas translúcidas. No paisagismo seu uso é interessante em jardins rochosos ou de inspiração desértica, ao longo de pedras, ou como forração, em maciços ou conjunto com outras plantas. Devido ao pequeno porte também pode ser plantada isolada em vasinhos de cerâmica ou em vasos maiores, em composição com outras suculentas.

Vídeo sobre o Haworthia cooperi:

Vídeo sobre a planta, que está no youtube.

Cadeira-de-sogra – Plantas Suculentas

Grande e redonda, a cadeira-de-sogra é originária do México e chega a medir 60 cm de diâmetro. Nesta planta, assim como em muitas cactáceas não há folhas e o tronco é responsável pela fotossíntese.

Os espinhos são longos e amarelados e seguem uma orientação radial, demarcando os sulcos profundos do caule da planta. Produz flores isoladas e grande de cor amarela.

Ficha da Cadeira-de-sogra – Planta Suculenta

  • Nome Científico: Echinocactus grusonii
  • Nomes Populares: Cadeira-de-sogra, Cacto-bola, Poltrona-de-sogra
  • Família: Cactaceae
  • Categoria: Cactos e Suculentas
  • Clima: Equatorial, Semi-árido, Subtropical, Tropical
  • Origem: América do Norte, México
  • Altura: 0.6 a 0.9 metros
  • Luminosidade: Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve a planta Cadeira-de-sogra

Jardins com inspiração desértica, no estilo mexicano e jardins de pedras são perfeitos para encaixar esta cadeira. Colecionadores de cactos costumam cultivá-la em vasos largos e rasos, com pedriscos. Deve ser cultivada em solo permeável, regado periodicamente, a pleno sol ou a meia-sombra. Não tolera o frio ou geadas.

Vídeo sobre a Cadeira-de-sogra:

Vídeo sobre a planta, que está no youtube.

Cacto-rabo-de-rato – Plantas Suculentas

O cacto-rabo-de-rato é uma espécie suculenta, muito ornamental e florífera, que em seu habitat comporta-se como epífita ou rupícola. Ele é originário do México e atualmente é um dos cactos mais populares em cultivo no mundo todo.

Apresenta ramos inicialmente eretos, que posteriormente se tornam prostrados ou pendentes. Eles são verdes e cilíndricos, com diâmetro de 2 a 3 cm, recobertos de espinhos de cor cinza claro a acastanhados, que em combinação com o caule, conferem à ramagem um tom cinza azulado ou marrom claro.

Ficha da Cacto-rabo-de-rato – Planta Suculenta

  • Nome Científico: Disocactus flagelliformis
  • Sinonímia: Cereus flagriformis, Aporocactus flagelliformis, Aporocactus leptophis, Aporocactus flagriformis, Cereus flagelliformis, Cactus flagelliformis, Cereus leptophis
  • Nomes Populares: Cacto-rabo-de-rato, Rabo-de-rato
  • Família: Cactaceae
  • Categoria: Cactos e Suculentas, Flores, Flores Perenes, Folhagens
  • Clima: Equatorial, Mediterrâneo, Semi-árido, Subtropical, Tropical
  • Origem: América do Norte, México
  • Altura: 0.1 a 0.3 metros, 0.3 a 0.4 metros, 0.4 a 0.6 metros, 0.6 a 0.9 metros, 0.9 a 1.2 metros, 1.2 a 1.8 metros
  • Luminosidade: Meia Sombra
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve a planta Cacto-rabo-de-rato

O cacto-rabo-de-rato é uma espécie de eleição para o plantio em cestas e jardineiras suspensas, assim como jardins verticais em áreas semisombreadas e até mesmo em arranjos de vasinhos de parede. O importante é valorizar o aspecto pendente e escultórico desta planta. É indicado para áreas onde há pouca disponibilidade de irrigação.

Vídeo sobre o Cacto-rabo-de-rato:

Vídeo sobre a planta, que está no youtube.

https://youtu.be/qBqyO5qDb0M

Bálsamo – Plantas Suculentas

O bálsamo é uma planta suculenta, largamente conhecida por suas qualidades ornamentais e medicinais. Seu caule é ramificado, de textura herbácea e porte subarbustivo, geralmente entre 30 a 90 centímetros de altura. As folhas são carnosas, glabras, brilhantes, de formato espatulado a ovado, recurvadas para cima, de cor verde a bronzeada e dispostas em rosetas nas extremidades dos ramos.

As inflorescências surgem no outono e inverno, são do tipo panícula, terminais e compostas por pequenas e abundantes flores amarelas, pentâmeras e bastante decorativas. No paisagismo, o bálsamo pode ser aproveitado isolado ou em grupos, formando assim maciços ou bordaduras informais em jardins contemporâneos, desérticos ou pedregosos. Versátil, também pode ser plantado em vasos e jardineiras, adornando varandas, pátios e sacadas.

Bálsamo – Ficha da Planta Suculenta

  • Nome Científico: Sedum dendroideum
  • Nomes Populares: Bálsamo, Bálsamo-branco
  • Família: Crassulaceae
  • Categoria: Cactos e Suculentas, Flores Perenes, Medicinal
  • Clima: Equatorial, Oceânico, Semi-árido, Subtropical, Tropical
  • Origem: América do Norte, México
  • Altura: 0.1 a 0.3 metros, 0.3 a 0.4 metros, 0.4 a 0.6 metros, 0.6 a 0.9 metros, menos de 15 cm
  • Luminosidade: Meia Sombra, Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve Bálsamo

Por suas propriedades medicinais cicatrizantes, o bálsamo é uma espécie interessante para compor a horta doméstica.

Vídeo sobre Bálsamo:

Vídeo sobre a planta que está no youtube.

Babosa-espiral – Plantas Suculentas

Com suas folhas matematicamente dispostas em uma espiral simétrica, ela encanta e nos faz duvidar de tamanha perfeição da natureza. Suculenta, ela é nativa de uma região montanhosa, a Cordilheira do Drakensberg, no Reino de Lesoto, um pequeno país completamente circundado pela África do Sul. Por muitas décadas, essa espécie foi predada por coletores que a levaram ao risco de extinção.

Atualmente, devido à atratividade da planta, diversos viveiristas se empenham em multiplicá-la, o que não é nada fácil. A babosa espiral é uma planta acaule, com longas e calibrosas raízes, e de rápido crescimento, atingindo o tamanho adulto em 5 a 6 anos após o plantio. Nos primeiros dois anos, suas folhas são eretas, em roseta, como uma suculenta comum, e então ela começa a espiralar-se, em sentido horário ou anti-horário, adquirindo o tão característico aspecto da espécie.

Babosa-espiral – Ficha da Planta Suculenta

  • Nome Científico: Aloe polyphylla
  • Nomes Populares:Babosa-espiral, Aloe-espiral
  • Família:Asphodelaceae
  • Categoria: Cactos e Suculentas, Folhagens
  • Clima: Equatorial, Mediterrâneo, Subtropical, Tropical
  • Origem: África, Lesoto
  • Altura: 0.4 a 0.6 metros
  • Luminosidade: Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve Babosa-espiral

Além de protagonizar coleções, ela pode ser aproveitada em jardins de suculentas, com inspiração desértica ou jardins rochosos.

Vídeo sobre Babosa-espiral:

Vídeo sobre a planta que está no youtube.

https://youtube.com/watch?v=1Lng-0XJbX4

Babosa – Plantas Suculentas

A babosa é uma planta suculenta muito versátil e popular, com aplicações medicinais, cosméticas e paisagísticas. Seu porte é arbustivo, atingindo de 0,5 a 3 metros de altura. O caule é ramificado e com base lenhosa. As folhas se apresentam dispostas em roseta e são longas, carnosas, de cor verde azulada e com bordos denteados por espinhos agudos.

Quando cortadas, as folhas revelam uma seiva transparente, como um gel. O florescimento da babosa se dá no inverno, despontando inflorescências altas, eretas e muito vistosas. As inflorescências são do tipo rácemo, com numerosas flores vermelhas, laranjas ou amarelas, tubulares e bastante atrativas para beija-flores e abelhas. Os frutos são do tipo cápsula.

 Babosa – Ficha da Planta Suculenta

  • Nome Científico: Aloe arborescens
  • Nomes Populares: Babosa, Aloé, Aloé-candelabro, Aloé-do-natal, Babosa-de-arbusto, Caraguatá, Caraguatá-de-jardim, Erva-babosa, Erva-de-azebra
  • Família: Asphodelaceae
  • Categoria: Arbustos, Arbustos Tropicais, Cactos e Suculentas, Flores Perenes, Medicinal
  • Clima: Equatorial, Subtropical, Tropical
  • Origem: África, África do Sul, Malawi, Moçambique, Zimbábue
  • Altura: 0.4 a 0.6 metros, 0.6 a 0.9 metros, 0.9 a 1.2 metros, 1.2 a 1.8 metros, 1.8 a 2.4 metros, 2.4 a 3.0 metros
  • Luminosidade: Meia Sombra, Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve Babosa

Indicações: afecções da pele e anexos, reumatismo, úlceras, anemia, prisão de ventre, verminose, câncer, AIDS, imunodepressão, infecções respiratórias Propriedades: laxante, antiinflamatória, antibiótica, antiviral, anticârcinogênica, cicatrizante, antipruriginosa, hidratante, tônica, estimulante, anti-helmíntica, emenagoga, emoliente.

Vídeo sobre Babosa:

Vídeo sobre a planta que está no youtube.

Avelós – Plantas Suculentas

O avelós é um arbusto ou arvoreta, lenhoso, de seiva tóxica e aspecto único e decorativo. Seu caule é ereto e ramificado, de textura suculenta quando jovem, mas que vai lignificando aos poucos. Os ramos são cilíndricos e verdes, verticilados e desempenham o papel da fotossíntese da planta. Eles são geralmente verdes, mas sob sol forte adquirem belas tonalidades alaranjadas e avermelhadas.

As folhas são esparsas e até mesmo ausentes, diminutas, alternas, fugazes e surgem nas extremidades dos ramos jovens. Inflorescências em cimas terminais, formando rácemos apertados de ciátios subsésseis. As flores ou ciátios são terminais, pequenos e de pouca importância ornamental. No paisagismo o avelós é uma escolha excelente para jardins de inspiração desértica ou rochosos. Ele serve como “pano-de-fundo” para outras espécies de suculentas e cactáceas, de formas e cores mais chamativas.

Avelós – Ficha da Planta Suculenta

  • Nome Científico: Euphorbia tirucalli
  • Sinonímia: Euphorbia rhipsaloides, Euphorbia viminalis, Arthrothamus tirucalli
  • Nomes Populares: Avelós, Pau-pelado, Coroa-de-cristo, Cachorro-pelado, Árvore-lápis, Graveto-do-diabo, Aveloz, Árvore-de-são-sebastião, Almeidinha, Árvore-do-coral-de-são-sebastião, Árvore-do-lápis, Cassoneira, Cega-olho, Coral-de-são-sebastião, Coral-verde, Dedinho, Dedo-de-diabo, Dente-de-cão, Espinho-de-Cristo, Espinho-de-judeu, Espinho-italiano, Labirinto, Mata-verrugas, Pinheirinho, Pau-liso, Pau-sobre-pau
  • Família: Euphorbiaceae
  • Categoria: Arbustos, Arbustos Tropicais, Árvores, Árvores Ornamentais, Cactos e Suculentas, Cercas Vivas, Folhagens, Medicinal, Plantas Daninhas, Plantas Tóxicas
  • Clima: Continental, Equatorial, Mediterrâneo, Oceânico, Semi-árido, Subtropical, Tropical
  • Origem: África
  • Altura: 0.6 a 0.9 metros, 0.9 a 1.2 metros, 1.2 a 1.8 metros, 1.8 a 2.4 metros, 2.4 a 3.0 metros, 3.0 a 3.6 metros, 3.6 a 4.7 metros, 4.7 a 6.0 metros
  • Luminosidade: Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve a Avelós

Ele serve como “pano-de-fundo” para outras espécies de suculentas e cactáceas, de formas e cores mais chamativas.

Vídeo sobre Avelós:

Vídeo sobre a planta que está no youtube.

Fim do poste sobre as plantas Suculentas

Então estamos chegando ao film de mais uma lista de conteúdos, e nesse poste trabalhamos com “plantas Suculentas”. Assim se você achou esse poste legal, e conhece alguém que está precisando ler isso, compartilhe com elas e também se possível em suas redes sociais, para que as pessoas possam desfrutar de mais conteúdos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CONTEÚDO RELACIONADO

Este é um site do grupo B20