Conteúdo ocultar
1 20 Plantas Decorativas – Etapa 2

20 Plantas Decorativas – Etapa 2

As plantas são de diferentes tipos e estão em diferentes lugares do planeta, e muita dessas plantas servem para uma grande quantidade de remédios, para diversas doenças. E essas plantas são estudadas todos os dias para melhorar a sua aplicação.

Sendo um dos maiores e mais biodiversos grupos de seres vivos na Terra, as plantas verdes fornecem uma parte substancial do oxigênio molecular e são a base dos alimentos da maioria dos ecossistemas, especialmente dos terrestres.

Então o demonstre veio mostrar nesse poste uma lista recheada de “plantas decorativas“, que podem ajudar as pessoas em seus problemas de saúde chegando até a curar algumas doenças que as pessoas enfrentam.

Plantas Decorativas

As espécies decorativas foram selecionadas pelos humanos a partir de caracteres visualmente atraentes, como flores e inflorescências vistosas, coloridas e perfumadas, folhagem de cores e texturas distintas, formato do caule, ou por seu aspecto geral. Ao longo do tempo, os homens perceberam que poderiam aprimorar qualidades desejáveis em uma planta a partir de cruzamentos entre indivíduos particularmente bem dotados.

Planta decorativas são plantas cultivada por sua beleza. São muito usadas na arquitetura de interiores e no paisagismo de espaços externos. Há indícios de que, desde os primórdios da humanidade, algumas espécies, como o lírio-branco (Lilium candidum), eram cultivadas para esse fim (o lírio-branco, especificamente, foi registrado em pinturas da Civilização Minoica, sendo este o registro mais antigo de cultivo desta espécie).

Antúrio – Plantas Decorativas

O antúrio é uma planta tradicional no paisagismo. Fez parte de uma moda antiga e teve o brilho completamente renovado recentemente com o lançamento de novas cultivares. Utilizada há muito tempo em vasos para decorar interiores, hoje em dia pode compor maciços e bordaduras em jardins externos também.

É um curinga para os cantinhos menos iluminados do jardim, onde outras flores jamais iriam prosperar. O melhoramento genético proporcionou diversas variedades, com portes diferentes e flores de coloração vermelha, rosa, salmão, chocolate, verde e branca.

Ficha da Planta Antúrio

  • Nome Científico: Anthurium andraeanum
  • Nomes Populares: Antúrio,
  • Família: Araceae
  • Categoria: Flores Perenes, Forrações à Meia Sombra
  • Clima: Equatorial, Subtropical, Tropical
  • Origem: América do Sul, Colômbia
  • Altura: 0.3 a 0.4 metros, 0.4 a 0.6 metros
  • Luminosidade: Luz Difusa, Meia Sombra
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve o Antúrio

O antúrio é uma ótima planta para se ter dentro de casa. Ela serve como um filtro do ar, purificando o ambiente. Ela não gosta de sol direto, mas precisa de bastante luminosidade para que a floração dure mais. Também deve ser colocada em lugares onde não haja corrente de vento.

Vídeo sobre o Antúrio:

Vídeo sobre a planta, que está no youtube.

https://youtube.com/watch?v=RDSlmiVtWZI

Lirio da Paz – Plantas Pequenas

Branca como a neve, a flor deste lírio é muito especial, pois simboliza a paz. Com o tempo e em ambientes mal iluminados ela pode se tornar esverdeada. Sua folhagem verde escura e brilhante é muito bonita.

Deve ser cultivada sempre à meia sombra, em substrato rico em matéria orgânica, com boa drenagem. Adubações anuais e regas freqüentes garantem o visual do lírio-da-paz. Não tolera o frio. Multiplica-se por divisão das touceiras.

Ficha da Planta Lirio da Paz

  • Nome Científico: Spathiphyllum wallisii
  • Nomes Populares: Lírio-da-paz, Bandeira-branca, Espatifilo
  • Família: Araceae
  • Categoria: Flores Perenes, Forrações à Meia Sombra
  • Clima: Equatorial, Subtropical, Tropical
  • Origem: América do Sul, Colômbia, Venezuela
  • Altura: 0.4 a 0.6 metros
  • Luminosidade: Luz Difusa, Meia Sombra
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve a Planta Lirio da Paz

O lírio-da-paz é de crescimento rápido no verão, e tem um belo volume. Pode ser plantada em vasos decorando interiores ou em maciços e bordaduras protegidas por muros, árvores ou outras coberturas.

Vídeo sobre a Planta Lirio da Paz:

Vídeo sobre a planta, que está no youtube.

https://youtube.com/watch?v=bhvPnc0jlhk

Violeta Saintpaulia – Plantas Decorativas

A violeta é uma planta delicada, porém de certa forma rústica e de fácil cultivo. Suas folhas suculentas podem ter formas e tonalidades diferentes de acordo com variedade, mas em geral são verdes e em formato de coração, com a superfície aveludada.

Devem ser cultivadas a meia-sombra, em substrato rico em matéria orgânica, bem drenável, com regas regulares. Não tolerante ao frio e geadas. Multiplica-se através de estaquia das folhas.

Ficha da Planta Violeta – Saintpaulia

  • Nome Científico: Saintpaulia ionantha
  • Nomes Populares: Violeta, Violeta-africana
  • Família: Gesneriaceae
  • Categoria: Flores Perenes
  • Clima: Equatorial, Mediterrâneo, Subtropical, Tropical
  • Origem: África
  • Altura: menos de 15 cm
  • Luminosidade: Luz Difusa, Meia Sombra
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve a Planta Violeta – Saintpaulia

As flores, podem se apresentar de diversas tonalidades e combinações de branco, rosa, salmão e violeta. Suas formas também variam, podendo ser simples ou dobradas, de bordas lisas ou crespas. É uma planta perfeita para cultivar em vasos pequenos sob a iluminação difusa do lado interior de uma janela.

Vídeo sobre a Violeta – Saintpaulia:

Vídeo sobre a planta, que está no youtube.

https://youtube.com/watch?v=Xx-oFdtw924

Zamioculcas – Plantas Decorativas

A zamioculcas é uma folhagem ornamental, popular pela rusticidade e beleza, principalmente quando utilizada em interiores e outros locais de baixa luminosidade natural. Sua textura é herbácea, com folhas muito brilhantes, glabras, pinadas e de cor verde-escura, que chegam a um metro de altura.

Suas folhas são semelhantes às de Zamia, uma cicadácea, o que lhe rendeu o nome científico. Apesar da semelhança, a zamioculca pertence à família das Aráceas, a mesma de caládios, copos-de-leite e antúrios. Apresenta um rizoma subterrâneo suculento, semelhante a uma batata, que permite sua sobrevivência em períodos secos.

Ficha da Planta Zamioculcas

  • Nome Científico: Zamioculcas zamiifolia
  • Nomes Populares: Zamioculcas, Zamioculca
  • Família: Araceae
  • Categoria: Folhagens, Forrações à Meia Sombra
  • Clima: Equatorial, Mediterrâneo, Subtropical, Tropical
  • Origem: África
  • Altura: 0.4 a 0.6 metros
  • Luminosidade: Luz Difusa, Meia Sombra
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve a Planta Zamioculcas

No paisagismo a zamioculca é ideal para lugares bastante sombreados, onde outra planta dificilmente sobreviveria. Ela pode ser um excelente curinga para corredores mal iluminados ou bosques fechados, e pode ser utilizada isolada, ou em maciços. É ideal para jardineiros descuidados, que esquecem de regar ou tem pouco tempo para se dedicar às plantas.

Vídeo sobre a Zamioculcas:

Vídeo sobre a planta, que está no youtube.

https://youtube.com/watch?v=un5O4lDCtOk

Singônio – Plantas Decorativas

O singônio é uma planta de folhagem muito decorativa. As folhas se alteram de acordo com a maturação da planta. Plantas jovens apresentam folhas simples, claras, com nervuras brancas e nas plantas adultas as folhas são subdividas e completamente verdes.

Deve ser cultivada em substrato rico em matéria orgânica. Aprecia a umidade e regas regulares. Não é tolerante ao frio. Multiplica-se por estacas durante o ano todo.

Ficha da Planta Singônio

  • Nome Científico: Syngonium angustatum
  • Nomes Populares: Singônio
  • Família: Araceae
  • Categoria: Folhagens, Forrações à Meia Sombra, Trepadeiras
  • Clima: Equatorial, Oceânico, Subtropical, Tropical
  • Origem: América Central, Nicarágua
  • Altura: 0.1 a 0.3 metros, 0.3 a 0.4 metros
  • Luminosidade: Luz Difusa, Meia Sombra
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve a Planta Singônio

Quando amadurecida produz flores de espata rosada e espádice de coloração creme de importância ornamental secundária. É produzida em larga escala como planta envasada, para decoração de interiores, pela sua adaptação à meia-sombra. No entanto podemos plantá-la no jardim, em jardineiras e canteiros sempre semi-sombreados. Se tutorada adequadamente torna-se uma bela trepadeira.

Vídeo sobre a Planta Singônio:

Vídeo sobre a planta, que está no youtube.

https://youtube.com/watch?v=t_bD7Tyk_y8

Avenca – Plantas Decorativas

As avencas são plantas herbáceas e ornamentais, da mesma divisão botânica das samambaias e asplênios.

Suas folhas são chamadas frondes, são grandes e subdivididas em muitos folíolos, de formatos interessantes como trapézio e cunha e com as margens recortadas, onduladas ou rendilhadas. As avencas são cultivadas em vasos, normalmente decorando ambientes internos com sua bela folhagem.

Ficha da Planta Avenca

  • Nome Científico: Adiantum spp
  • Nomes Populares: Avenca,
  • Família: Pteridaceae
  • Categoria: Folhagens
  • Clima: Equatorial, Oceânico, Subtropical, Tropical
  • Origem: América Central, América do Norte, América do Sul, Antilhas, Brasil, Estados Unidos
  • Altura: 0.1 a 0.3 metros, 0.3 a 0.4 metros, 0.4 a 0.6 metros
  • Luminosidade: Luz Difusa, Meia Sombra
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve a Planta Avenca

São delicadas e exigem umidade, meia sombra e boa drenagem, além disso, não toleram baixas temperaturas. Elas apresentam cerca de 50 cm de altura. No paisagismo, além de interiores podem ser utilizadas em canteiros e jardineiras, valorizando sua textura.

Vídeo sobre a Planta Avenca:

Vídeo sobre a planta, que está no youtube.

https://youtube.com/watch?v=JAvPuepEPJ4

Clorofito – Plantas Decorativas

O clorofito é uma planta herbácea de pequeno porte, muito semelhante a uma grama. Suas folhas, dispostas em roseta, são longas, com cerca 30 cm de comprimento, recurvadas, macias, brilhantes e verdes na espécie típica.

No entanto, as cultivares mais conhecidas e populares são as variegadas, que apresentam folhas com listras longitudinais brancas ou amareladas nas margens ou no centro. As flores brancas e pequenas surgem em inflorescências longas no verão, mas tem pouca importância ornamental. Após a floração e frutificação, formam-se pequenas mudas de clorofito ao longo das inflorescências.

Ficha da Planta Clorofito

  • Nome Científico: Chlorophytum comosum
  • Nomes Populares: Clorofito, Gravatinha
  • Família: Agavaceae
  • Categoria: Folhagens, Forrações à Meia Sombra, Forrações ao Sol Pleno
  • Clima: Equatorial, Mediterrâneo, Subtropical, Tropical
  • Origem: África, África do Sul
  • Altura: 0.3 a 0.4 metros, 0.4 a 0.6 metros
  • Luminosidade: Meia Sombra, Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve a Planta Clorofito

O clorofito é uma planta de fácil cultivo, e pouco exigente em manutenção, sendo bastante comum seu plantio em cestas suspensas, vasos e jardineiras, onde seu aspecto pendente é valorizado. Adapta-se muito bem a interiores, tolerando inclusive o ar-condicionado e eventuais “esquecimentos”. Também pode ser aproveitada em canteiros, bordaduras ou como forração, mas não suporta pisoteio.

Vídeo sobre a Clorofito :

Vídeo sobre a planta, que está no youtube.

https://youtube.com/watch?v=_6hiWKwKHhQ

Chifre-de-veado – Plantas Decorativas

O chifre-de-veado é uma planta epífita, da família das samambaias, com dois tipos distintos de frondes (folhas): Folhas da base Folhas arredondadas que nascem verdes mas que com o tempo tornam-se amarronzadas, de fina espessura e que se aderem ao substrato. Folhas normais Folhas mais espessas e firmes, ficam muito grandes e se bifurcam como os chifres dos veados.

Planta muito ornamental, deve ser cultivada em substratos para epífitas, à meia-sombra e com muita umidade. Bastante rústica e tolerante ao frio.

Ficha da Planta Chifre-de-veado

  • Nome Científico: Platycerium bifurcatum
  • Nomes Populares: Chifre-de-veado, Samambaia-chifre-de-veado
  • Família: Polypodiaceae
  • Categoria: Folhagens
  • Clima: Equatorial, Oceânico, Subtropical, Tropical
  • Origem: Austrália, Ilhas da Sonda, Nova Caledônia, Nova Guiné, Oceania
  • Altura: 0.4 a 0.6 metros
  • Luminosidade: Luz Difusa, Meia Sombra
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve a Planta Chifre-de-veado

No paisagismo presta-se para uso isolado ou em composição com outras epífitas, em muros ou árvores. Deve ser plantada preferencialmente na vertical. Multiplica-se pela separação das mudas que se formam próximo à planta mãe.

Vídeo sobre a Planta Chifre-de-veado:

Vídeo sobre a planta, que está no youtube.

https://youtube.com/watch?v=syXePCwoP7A

Cróton – Plantas Decorativas

O cróton é uma planta arbustiva de folhagem muito exuberante. Ele apresenta caule de textura semi-lenhosa a lenhosa e seiva leitosa tóxica. Suas folhas são coriáceas e brilhantes e podem ser afiladas, lobadas, ovaladas ou retorcidas, de tamanhos variados.

No entanto o que mais chama a atenção nesta planta é o colorido de suas folhas, que se mostram mescladas de vermelho, roxo, rosa, branco, amarelo, verde ou laranja, nas mais variadas combinações.

Ficha da Planta Cróton

  • Nome Científico: Codiaeum variegatum
  • Nomes Populares: Cróton, Folha-imperial, Louro-variegado
  • Família: Euphorbiaceae
  • Categoria: Arbustos, Arbustos Tropicais
  • Clima: Equatorial, Subtropical, Tropical
  • Origem: Ásia
  • Altura: 0.9 a 1.2 metros, 1.2 a 1.8 metros, 1.8 a 2.4 metros, 2.4 a 3.0 metros
  • Luminosidade: Meia Sombra, Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve a Planta Cróton

Os crótons se prestam para utilização como planta isolada, ganhando grande destaque, ou na forma de cercas-vivas, que devem ter um aspecto natural, sem podas geométricas. Em composições com outras plantas também é excelente devido ao belo contraste que sua folhagem proporciona. Pode ser cultivada em interiores, desde que receba muita luz e umidade, não se adaptando ao ar-condicionado.

Vídeo sobre a Planta Cróton:

Vídeo sobre a planta, que está no youtube.

https://youtube.com/watch?v=kytWsEibSPk

Palmeira-leque – Plantas Decorativas

A palmeira-leque é uma espécie de pequeno porte, que dificilmente ultrapassa os três metros de altura. Seu estipe (tronco) é único e de pouco diâmetro. Ela chama atenção, no entanto, por suas folhas tão singulares. Elas são grandes, redondas a triangulares, coriáceas, de cor verde-brilhante, plissadas e com margem denteada. Estas folhas são sustentadas por pecíolos fortes, longos e espinhentos. Apenas os indivíduos já com tamanho considerável de tronco florescem e frutificam.

As flores são de cor creme, diminutas e surgem em inflorescências ramificadas que despontam em longos cachos. Os frutos são vermelho-alaranjados, esféricos e bastante decorativos. Ocorre ainda uma forma variegada da planta com belas folhas listradas de branco.

Ficha da Palmeira-leque

  • Nome Científico: Licuala grandis
  • Sinonímia: Pritchardia grandis
  • Nomes Populares: Palmeira-leque, Licuala, Palmeira-licuala, Palmeira-liquala, Totuma, Licuala-grande, Palmeira-leque-japonês
  • Família: Arecaceae
  • Categoria: Árvores, Palmeiras
  • Clima: Equatorial, Subtropical, Tropical
  • Origem: Oceania, Vanuatu
  • Altura: 1.8 a 2.4 metros, 2.4 a 3.0 metros, 3.0 a 3.6 metros
  • Luminosidade: Meia Sombra, Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve a Palmeira-leque

É uma espécie de crescimento lento, sendo mais utilizada e conhecida decorando ambientes internos bem iluminados, envasada, como uma folhagem estonteante. Há que se tomar o cuidado de colocá-la em ambientes bastante amplos, pois pode facilmente ficar desproporcional ao local. É possível também utilizá-la no jardim, inclusive sob sol pleno, ao contrário do que muitos podem falar. O importante é que neste caso se atenda a um principal requisito, o local de plantio deve ser tipicamente tropical, ou seja, quente e úmido.

Vídeo sobre a Palmeira-leque:

Vídeo sobre a planta, que está no youtube.

https://youtube.com/watch?v=wTiTGzsxGcE

Iuca-mansa – Plantas Decorativas

A Iuca-mansa é uma planta arbustiva, de textura semi-lenhosa, desprovida de caule e largamente utilizada no paisagismo, devido à sua beleza e rusticidade.

Ela apresenta folhas verde-azuladas, longas, lanceoladas, basais e dispostas em roseta. Com o crescimento das folhas, soltam-se das margens fibras curvilíneas, brancas, que podem desaparecer nas folhas velhas. Existem ainda muitas cultivares de iuca-mansa, com folhas variegadas de creme ou amarelo.

Ficha da Planta Iuca-mansa

  • Nome Científico: Yucca filamentosa
  • Nomes Populares: Iuca-mansa, Agulha-de-adão, Iuca
  • Família: Agavaceae
  • Categoria: Arbustos, Folhagens
  • Clima: Equatorial, Mediterrâneo, Semi-árido, Subtropical, Tropical
  • Origem: América do Norte
  • Altura: 0.4 a 0.6 metros, 0.6 a 0.9 metros
  • Luminosidade: Meia Sombra, Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve a Planta Iuca-mansa

A Luca-mansa é uma planta extremamente rústica, adequando-se a uma ampla variedade climática, sendo capaz de tolerar a seca, calor intenso e mesmo neve ou geadas. Além disso, é resistente aos avanços de cães e gatos. Por estes motivos é uma ótima escolha para compor bordaduras, maciços ou conjuntos no jardim. Ela é especialmente indicada para jardins de pedra e áridos. Também pode ser cultivada em vasos e jardineiras, adornando pátios, terraços e interiores bem iluminados.

Vídeo sobre a Planta Iuca-mansa:

Vídeo sobre a planta, que está no youtube.

https://youtube.com/watch?v=zF41yUqkC-s

Jasmim – Plantas Decorativas

O jasmim-dos-açores é uma planta arbustiva, de crescimento ereto a trepador, textura semi-lenhosa e elevado valor como ornamental. Ele é nativo da Ilha da Madeira, onde encontra-se seriamente ameaçado, estando restrito a um número de menos de 50 indivíduos apenas.

Emite longos ramos, finos e ramificados, formando um emaranhado bastante denso. Suas folhas são opostas, perenes, coriáceas, trifoliadas, glabras e brilhantes, compostas por folíolos ovados a ovado-lanceolados. Seu período de floração é bastante extenso, iniciando na primavera e perdurando por quase todo ano em locais de clima quente.

Ficha da Planta Jasmim

  • Nome Científico: Jasminum azoricum
  • Sinonímia: Jasminum fluminense, Jasminum trifoliatum, Jasminum bahiense, Jasminum suaveolens, Jasminum blandum, Jasminum hildebrandtii, Jasminum holstii
  • Nomes Populares: Jasmim-dos-açores, Jasmim-açoriano, Jasmim-branco, Jasmineiro-branco, Jasmim-do-rio
  • Família: Oleaceae
  • Categoria: Arbustos, Arbustos Tropicais, Trepadeiras
  • Clima: Continental, Equatorial, Mediterrâneo, Oceânico, Subtropical, Temperado, Tropical
  • Origem: Europa, Ilha da Madeira
  • Altura: 1.8 a 2.4 metros
  • Luminosidade: Meia Sombra, Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve o Jasmim

No paisagismo o jasmim-dos-açores é bastante valorizado, apesar de ser difícil de encontrá-lo para venda, sendo utilizado principalmente como trepadeira, cobrindo pérgolas, caramanchões, cercas, colunas e coroando muros. Sua textura fina e delicada, e a floração perfumada e branca, a tornam um curinga em diversos estilos e portes de jardim, como inglês, francês, italiano e até mesmo tropical.

Vídeo sobre o Jasmim:

Vídeo sobre a planta, que está no youtube.

https://youtube.com/watch?v=MOqwkhD-ufo

Hortelã – Plantas Decorativas

Chamamos de hortelã, as espécies do gênero Mentha e seus híbridos sendo que as mais cultivadas são a Mentha arvensise a híbrida Mentha x piperita. A hortelã é uma erva mundialmente conhecida e largamente utilizada na indústria farmacêutica, cosmética e de alimentos, seja como planta medicinal ou como aromatizante.

As folhas são oval-lanceoladas e serrilhadas, de cor verde a arroxeada, um tanto pilosas e têm um forte aroma refrescante. De seu óleo essencial se extrai o mentol. As flores são numerosas e roxas e se apresentam em inflorescências terminais do tipo espiga.

Ficha da Planta Hortelã

  • Nome Científico: Mentha sp
  • Nomes Populares: Hortelã, Hortelã-comum, Hortelã-de-cheiro, Hortelã-pimenta, Hortelã-rasteira, Menta
  • Família: Lamiaceae
  • Categoria: Ervas Condimentares, Medicinal, Plantas Hortícolas
  • Clima: Equatorial, Mediterrâneo, Oceânico, Subtropical, Tropical
  • Origem: América do Norte, Ásia, Austrália
  • Altura: 0.3 a 0.4 metros
  • Luminosidade: Meia Sombra, Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve a planta Hortelã

É indispensável na Culinária Árabe, temperando diversos pratos, como esfihas, quibe e tabule. A aplicação da hortelã na culinária contemporânea também aumenta a cada dia em combinações inusitadas e saborosas, como sorvetes, sucos, drinques e doces. As hortas domésticas merecem esta valiosa plantinha, que tem diversas utilizações, seja na medicina popular, seja na cozinha. É contra-indicada para crianças pequenas e mulheres grávidas e lactantes.

Vídeo sobre o Hortelã:

Vídeo sobre a planta, que está no youtube.

https://youtube.com/watch?v=r2sWchmLUiE

Buxinho – Plantas Decorativas

O buxinho é uma planta arbusto e lenhosa, muito utilizada para a topiaria, por suas inúmeras qualidades. Sua folhagem verde escura é resistente e regenera-se bem das podas semestrais.

Se você quer um autêntico jardim francês não pode dispensar o buxinho em cercas vivas, bordaduras e topiarias, porém deve ter paciência, pois seu crescimento é relativamente lento se comparado às outros arbustos. Com o tempo e boas podas de formação, torna-se bastante compacto e denso.

Ficha da Planta Buxinho

  • Nome Científico: Buxus sempervirens
  • Nomes Populares: Buxinho, Árvore-da-caixa, Buxo
  • Família: Buxaceae
  • Categoria: Arbustos, Bonsai, Cercas Vivas
  • Clima: Mediterrâneo, Subtropical, Temperado, Tropical
  • Origem: Ásia, Europa, Mediterrâneo
  • Altura: 1.8 a 2.4 metros
  • Luminosidade: Meia Sombra, Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve a planta Buxinho

Tem grande durabilidade e rusticidade com os cuidados básicos, exigindo pouca manutenção. Perfeito para compor desenhos, cercas e esculturas vivas, também é muito utilizado para Bonsai. Adapta-se muito bem ao cultivo em vasos.

Vídeo sobre o Buxinho:

Vídeo sobre a planta, que está no youtube.

https://youtube.com/watch?v=7b0qXtNmhco

Cica – Plantas Decorativas

Vedete dos jardins contemporâneos e tropicais, a cica se parece com uma pequena palmeira. Suas folhas são longas, rígidas e brilhantes, compostos por folíolos pontiagudos. É uma planta dióica, de origem pré-histórica, com crescimento bastante lento, o que a torna muito valorizada no mercado.

Quanto mais velho o exemplar, maior valor alcança. Os ovários, que ficam protegidos no topo da planta fêmea durante a floração, são muito difíceis de serem polinizados, desta forma, praticamente 100% dos frutos obtidos no jardim residencial são estéreis. As plantas do sexo masculino são raras em cultivo.

Ficha da Planta Cica

  • Nome Científico: Cycas revoluta
  • Nomes Populares: Cica, Palmeira-sagu, Sagu
  • Família: Cicadaceae
  • Categoria: Arbustos, Arbustos Tropicais, Bonsai, Plantas Esculturais
  • Clima: Equatorial, Oceânico, Subtropical, Tropical
  • Origem: Ásia, Indonésia, Japão
  • Altura: 3.0 a 3.6 metros
  • Luminosidade: Meia Sombra, Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve a planta Cica

No paisagismo, vai bem como planta isolada e em conjuntos no jardim ou em vasos. Deve ser cultivada a pleno sol ou meia-sombra, em terra de jardim enriquecida com composto orgânico e areia, formando uma mistura leve e permeável. As regas devem ser regulares. É muito rústica, mas pode ficar suscetível a cochonilhas em locais de pouca luminosidade.

Vídeo sobre o Cica:

Vídeo sobre a planta, que está no youtube.

https://youtube.com/watch?v=XigjkNSUzI4

Rosa-do-deserto – Plantas Decorativas

A rosa-do-deserto é uma planta herbácea, suculenta, de aspecto escultural e floração exuberante. Seu caule é engrossado na base, uma adaptação para guardar água e nutrientes em locais áridos. Alcança de 1 a 3 metros de altura se deixada crescer livremente. Apresenta folhas dispostas em espiral e agrupadas nas pontas dos ramos.

Elas são inteiras, coriáceas, simples, de forma elíptica a espatulada, verdes e com nervura central de cor creme. Raríssimas variedades apresentam variegações, com folhas creme, salpicadas de verde.

Ficha da Planta Rosa-do-deserto

  • Nome Científico: Adenium obesum
  • Nomes Populares: Rosa-do-deserto, Adenium, Lírio-impala
  • Família: Apocynaceae
  • Categoria: Cactos e Suculentas, Flores Perenes
  • Clima: Continental, Equatorial, Mediterrâneo, Semi-árido, Subtropical, Tropical
  • Origem: África, Oriente Médio
  • Altura: 1.2 a 1.8 metros
  • Luminosidade: Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve a planta Rosa-do-deserto

A rosa-do-deserto é uma planta que desperta aficcionados em todo o mundo, da mesma forma que orquídeas, bromélias, cactos, suculentas, carnívoras e bonsais. Há colecionadores dedicados à esta fantástica espécie, que produzem plantas com caules excepcionalmente esculturais e florações magníficas. Essa espécie ainda permite enxertia (garfagem), o que é bastante interessante para se produzir uma mesma planta com flores de variedades diferentes. Plantas antigas, de variedades raras, e bem trabalhadas alcançam preços exorbitantes no mercado, assim como bonsais.

Vídeo sobre a Rosa-do-deserto:

Vídeo sobre a planta, que está no youtube.

https://youtube.com/watch?v=EvVccpB6jRg

Malva-rosa – Plantas Decorativas

A malva-rosa é uma planta herbácea e bienal, conhecida pelo seu florescimento vistoso e suas propriedades medicinais. Seu porte é alto para uma florífera, atingindo cerca de 1 a 1,5 metros de altura. Suas folhas são cordiformes e lobadas, pubescentes, ásperas, rugosas e verde-claras, que se tornam progressivamente menores em direção ao topo.

As características das flores dependem da cultivar, e elas são grandes e podem ser simples ou dobradas, com margens lisas, recortadas ou crespas e em diversas cores, como o rosa, o vermelho, o amarelo, o branco, o violeta e até mesmo o preto, cor muito rara em flores. A floração se estende pelo inverno e primavera. Deve ser cultivada sob sol pleno, em solo fértil, drenável, bem estercado e irrigado periodicamente. Não tolera solos pesados, argilosos, nem encharcamento. Prefere o clima ameno, tolerando o frio subtropical. Multiplica-se facilmente por sementes.

Ficha da Planta Malva-rosa

  • Nome Científico: Alcea rosea
  • Nomes Populares: Malva-rosa, Alcea, Altéia, Malva-da-índia, Malva-real, Malvaísco
  • Família: Malvaceae
  • Categoria: Flores Anuais, Medicinal
  • Clima: Mediterrâneo, Subtropical, Temperado
  • Origem: Ásia, China
  • Altura: 0.9 a 1.2 metros, 1.2 a 1.8 metros
  • Luminosidade: Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Bienal

Para que serve a planta Malva-rosa

A malva-rosa é uma florífera muito charmosa, que pode ser utilizada em maciços e como bordadura alta, junto a paredes e muros, combinando especialmente com estilos arquitetônicos coloniais antigos. Apesar de bienal, ela é plantada anualmente, pois perde a beleza no segundo ano. Devido a facilidade de propagação a malva-rosa forma colônias naturalmente com o passar dos anos e não precisará ser replantada a cada outono.

Vídeo sobre a Malva-rosa:

Vídeo sobre a planta, que está no youtube.

https://youtube.com/watch?v=0_DAbeOP2YM

Chincherinchee-gigante – Plantas Decorativas

Ficha da Planta Chincherinchee-gigante

  • Nome Científico: Ornithogalum saundersiae
  • Sinonímia: Galtonia saundersiae, Ornithogalum excelsum
  • Nomes Populares: Chincherinchee-gigante, Chincherinchee, Estrela-de-belém
  • Família: Hyacinthaceae
  • Categoria: Bulbosas, Flores, Plantas Tóxicas
  • Clima: Mediterrâneo, Subtropical, Temperado, Tropical
  • Origem: África, África do Sul, Mpumalanga, Província de Natal, Suazilândia
  • Altura: 0.6 a 0.9 metros, 0.9 a 1.2 metros
  • Luminosidade: Meia Sombra
  • Ciclo de Vida: Bienal, Perene

Para que serve a planta Chincherinchee-gigante

Uma planta bulbosa para um efeito surpreendente nos canteiros do jardim. Por ser ainda incomum, a chincherinchee-gigante traz um certo exotismo, ao mesmo tempo em que confere um ar elegante e campestre, próprio das bulbosas de flores miúdas. Plante em canteiros bem fertilizados e não sujeitos a encharcamentos, em número de 20 ou mais para um efeito mais interessante. Os bulbos podem também ser plantados em vasos e jardineiras e misturados com outras espécies.

Vídeo sobre a Chincherinchee-gigante:

Vídeo sobre a planta, que está no youtube.

https://youtube.com/watch?v=yh_E91F0V4I

Haworthia cooperi – Plantas Decorativas

A Haworthia cooperi é uma planta herbácea, suculenta e acaule, originária da província do Cabo Oriental na África do Sul. Ela cresce em aglomerados de rosetas densas, com folhas carnudas, de cor verde clara. Suas folhas apresentam estrias transparentes nas pontas, que formam uma “janela”, permitindo a entrada de luz no interior e aumentando sua capacidade fotossintética.

No seu habitat é comum visualizar apenas estas pontas transparentes, enquanto o restante da planta permanece soterrada pelo solo arenoso. Uma característica que diferencia essa espécie de outras do mesmo gênero é a presença de uma fileira de pelos nas margens das folhas, e que muitas vezes termina em uma longa cerda na ponta.

Ficha da Planta Haworthia cooperi

  • Nome Científico: Haworthia cooperi
  • Sinonímia: Apicra cooperi, Catevala cooperi, Kumaria cooperi, Tulista cooperi, Apworthia cooperi, Haworthia vittata
  • Nomes Populares: Haworthia cooperi,
  • Família: Xanthorrhoeaceae
  • Categoria: Cactos e Suculentas, Folhagens
  • Clima: Continental, Equatorial, Mediterrâneo, Semi-árido, Subtropical, Tropical
  • Origem: África, África do Sul
  • Altura: menos de 15 cm
  • Luminosidade: Meia Sombra, Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve a planta Haworthia cooperi

A Hawortia cooperi é uma suculenta fácil de cultivar e bem difundida entre colecionadores, sendo relativamente fácil de encontrar. Ela é procurada principalmente por seu formato geométrico e suculento, além de suas curiosas folhas translúcidas. No paisagismo seu uso é interessante em jardins rochosos ou de inspiração desértica, ao longo de pedras, ou como forração, em maciços ou conjunto com outras plantas. Devido ao pequeno porte também pode ser plantada isolada em vasinhos de cerâmica ou em vasos maiores, em composição com outras suculentas.

Vídeo sobre o Haworthia cooperi:

Vídeo sobre a planta, que está no youtube.

https://youtube.com/watch?v=s_Pr2PttVOo

Echeveria – Plantas Decorativas

Um das mais suculentas mais populares, as echevérias ou rosas-de-pedra são nomes utilizados para um grande grupo de espécies do gênero Echeveria. Elas têm folhas de coloração verde, rosada ou acinzentada, espessas em forma de roseta.

Devem ser cultivadas sempre a pleno sol, em solo composto de terra de jardim, terra vegetal e areia, bem drenável, com regas periódicas. Tolerantes ao frio subtropical. Multiplicam-se por estaquia das folhas suculentas e por separação das mudas laterais.

Ficha da Planta Echeveria

  • Nome Científico: Echeveria spp
  • Nomes Populares: Echevéria, Bola-de-neve-mexicana, Rosa-de-pedra
  • Família: Crassulaceae
  • Categoria: Cactos e Suculentas
  • Clima: Equatorial, Mediterrâneo, Semi-árido, Subtropical, Tropical
  • Origem: América do Norte, México
  • Altura: 0.1 a 0.3 metros, menos de 15 cm
  • Luminosidade: Meia Sombra, Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve a planta Echeveria

Produzem florezinhas róseas de feito ornamental secundário. Excelentes para jardins de pedras, compondo com outras suculentas, bromélias e cactáceas, as echevérias também ficam lindas em vasos e bordaduras.

Vídeo sobre a Echeveria:

Vídeo sobre a planta, que está no youtube.

https://youtube.com/watch?v=nyWFa7Lo21E

Fim do poste sobre as plantas decorativas

Então estamos chegando ao film de mais uma lista de conteúdos, e nesse poste trabalhamos com 20 “plantas para decoração”. Assim se você achou esse poste legal, e conhece alguém que está precisando ler isso, compartilhe com elas e também se possível em suas redes sociais, para que as pessoas possam desfrutar de mais conteúdos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CONTEÚDO RELACIONADO

Este é um site do grupo B20