As plantas são de diferentes tipos e estão em diferentes lugares do planeta, e muita dessas plantas servem para uma grande quantidade de remédios, para diversas doenças. E essas plantas são estudadas todos os dias para melhorar a sua aplicação.

Sendo um dos maiores e mais biodiversos grupos de seres vivos na Terra, as plantas verdes fornecem uma parte substancial do oxigênio molecular e são a base dos alimentos da maioria dos ecossistemas, especialmente dos terrestres.

Então o demonstre veio mostrar nesse poste uma lista recheada de “plantas ornamentais do sol“, que podem ajudar as pessoas em seus problemas de saúde chegando até a curar algumas doenças que as pessoas enfrentam.

Plantas Ornamentais do Sol

Em terraços ensolarados e jardins novos, em formação, parece difícil as plantas ornamentais resistirem a tanto sol. Mas há sim espécies coloridas que até gostam um sol de rachar! Elas suportam sol forte, secura e provam que é possível ter um jardim florido e colorido em qualquer situação.

Para você decorar a sua casa com plantas ornamentais e compor o seu ambiente com beleza e elegância, separamos as espécies mais adequadas para áreas externas que o sol é intenso. Ao escolher por plantas ornamentais do sol para espaços internos é preciso pesquisar sobre as espécies e a necessidade de luz e sol de cada uma.

Agave – Plantas Ornamentais do Sol

Planta geométrica, muito ornamental. De folhas grandes e acinzentadas o agave é muito utilizada em parques e jardins públicos. Quando chega idade adulta emite uma grande inflorescência que chama muito a atenção. Tem o poder de manter cães e gatos afastados, devido às folhas pontiagudas e com espinhos.

 Deve ser cultivado sob sol pleno, em solo drenável, enriquecido com matéria orgânica e irrigado nos primeiros meses após o plantio. Não tolera encharcamentos. Multiplica-se pela separação das mudinhas que se formam na haste floral após a floração e por separação das mudas que surgem na base da planta mãe.

Ficha da Planta Agave

  • Nome Científico: Agave americana
  • Nomes Populares: Agave, Pita, Pita-azul, Piteira-azul
  • Família: Agavaceae
  • Categoria: Arbustos, Arbustos Tropicais, Plantas Esculturais
  • Clima: Equatorial, Semi-árido, Subtropical, Tropical
  • Origem: América Central, América do Sul
  • Altura: 1.2 a 1.8 metros
  • Luminosidade: Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve a planta Agave

No paisagismo, o agave é uma planta que se encaixa perfeitamente nos jardins tropicais e geométricos. Combina muito bem com pedras e pedriscos. Existem ainda variedades com faixas amarelas sobre as folhas.

Vídeo sobre o Agave:

Vídeo sobre a planta, que está no youtube.

Árvore do Viajante – Plantas Ornamentais do Sol

A árvore-do-viajante é uma planta rizomatosa, de porte arbóreo, mas de textura semi-lenhosa. Ela tem um aspecto escultural e peculiar, próprio das estranhas e belas plantas de Madagascar. Suas folhas são enormes, como as folhas de bananeiras e sustentadas por longos e fortes pecíolos, dispostos em leque.

Entre estes pecíolos, a planta acumula água, que serve para matar a sede dos viajantes, e que acabou lhe valendo o nome popular. Quando estes pecíolos caem, ficam cicatrizes no caule lenhoso à semelhança das palmeiras. Apesar se ser comumente confundida com um palmeira, a árvore-do-viajante é relacionada com as estrelítzias (Strelitzia sp).

Ficha da Planta Árvore do Viajante

  • Nome Científico: Ravenala madagascariensis
  • Nomes Populares: Árvore-do-viajante, Árvore-dos-viajantes, Palmeira-dos-viajantes
  • Família: Strelitziaceae
  • Categoria: Palmeiras, Plantas Esculturais
  • Clima: Equatorial, Subtropical, Tropical
  • Origem: África, Madagascar
  • Altura: 6.0 a 9.0 metros, 9.0 a 12 metros, acima de 12 metros
  • Luminosidade: Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve a planta Árvore do Viajante

Esta planta de porte respeitável – atinge 8 metros de altura – e aspecto sensacional não é para qualquer jardim. Ela precisa de espaço para crescer bonita e ser adequadamente admirada. Pode ser utilizada isolada ou em grupos, com caule único ou em touceiras gigantes, preferencialmente em extensos gramados bem cuidados. A árvore-do-viajante é apropriada para grandes jardins residenciais, fazendas e parques. Ela é considerada um dos símbolos de Madagascar e é muito útil para os nativos, que extraem uma gordura sólida do seu caule e fazem coberturas com as fibrosas folhas. Deve ser cultivada sob sol pleno, em sol fértil, drenável, enriquecido com matéria orgânica e irrigado regularmente.

Vídeo sobre a Árvore do Viajante:

Vídeo sobre a planta, que está no youtube.

Buxinho – Plantas Ornamentais do Sol

O buxinho é uma planta arbusto e lenhosa, muito utilizada para a topiaria, por suas inúmeras qualidades. Sua folhagem verde escura é resistente e regenera-se bem das podas semestrais.

Se você quer um autêntico jardim francês não pode dispensar o buxinho em cercas vivas, bordaduras e topiarias, porém deve ter paciência, pois seu crescimento é relativamente lento se comparado às outros arbustos. Com o tempo e boas podas de formação, torna-se bastante compacto e denso.

Ficha da Planta Buxinho

  • Nome Científico: Buxus sempervirens
  • Nomes Populares: Buxinho, Árvore-da-caixa, Buxo
  • Família: Buxaceae
  • Categoria: Arbustos, Bonsai, Cercas Vivas
  • Clima: Mediterrâneo, Subtropical, Temperado, Tropical
  • Origem: Ásia, Europa, Mediterrâneo
  • Altura: 1.8 a 2.4 metros
  • Luminosidade: Meia Sombra, Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve a planta Buxinho

Tem grande durabilidade e rusticidade com os cuidados básicos, exigindo pouca manutenção. Perfeito para compor desenhos, cercas e esculturas vivas, também é muito utilizado para Bonsai. Adapta-se muito bem ao cultivo em vasos.

Vídeo sobre o Buxinho:

Vídeo sobre a planta, que está no youtube.

Cica – Plantas Ornamentais do Sol

Vedete dos jardins contemporâneos e tropicais, a cica se parece com uma pequena palmeira. Suas folhas são longas, rígidas e brilhantes, compostos por folíolos pontiagudos. É uma planta dióica, de origem pré-histórica, com crescimento bastante lento, o que a torna muito valorizada no mercado.

Quanto mais velho o exemplar, maior valor alcança. Os ovários, que ficam protegidos no topo da planta fêmea durante a floração, são muito difíceis de serem polinizados, desta forma, praticamente 100% dos frutos obtidos no jardim residencial são estéreis. As plantas do sexo masculino são raras em cultivo.

Ficha da Planta Cica

  • Nome Científico: Cycas revoluta
  • Nomes Populares: Cica, Palmeira-sagu, Sagu
  • Família: Cicadaceae
  • Categoria: Arbustos, Arbustos Tropicais, Bonsai, Plantas Esculturais
  • Clima: Equatorial, Oceânico, Subtropical, Tropical
  • Origem: Ásia, Indonésia, Japão
  • Altura: 3.0 a 3.6 metros
  • Luminosidade: Meia Sombra, Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve a planta Cica

No paisagismo, vai bem como planta isolada e em conjuntos no jardim ou em vasos. Deve ser cultivada a pleno sol ou meia-sombra, em terra de jardim enriquecida com composto orgânico e areia, formando uma mistura leve e permeável. As regas devem ser regulares. É muito rústica, mas pode ficar suscetível a cochonilhas em locais de pouca luminosidade.

Vídeo sobre o Cica:

Vídeo sobre a planta, que está no youtube.

Espada-de-São-Jorge – Plantas Ornamentais do Sol

Herbácea de resistência extrema, excelente para jardins de baixa manutenção. No entanto seu crescimento é um pouco lento. Suas folhas são muito ornamentais e podem se apresentar de coloração verde acinzentada e variegadas, com margens de coloração branco-amareladas, todas com estriações de um tonalidade mais escura.

As flores brancas não tem importância ornamental.É uma planta de utilização bastante tradicional e a cultura popular recomenda como excelente protetor espiritual.

Ficha da Planta Espada-de-São-Jorge

  • Nome Científico: Sansevieria trifasciata
  • Nomes Populares: Espada-de-são-jorge, Língua-de-sogra, Rabo-de-lagarto, Sansevéria
  • Família: Asparagaceae
  • Categoria: Folhagens, Forrações à Meia Sombra
  • Clima: Equatorial, Subtropical, Tropical
  • Origem: África
  • Altura: 0.4 a 0.6 metros, 0.6 a 0.9 metros
  • Luminosidade: Meia Sombra, Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve a planta Espada-de-São-Jorge

Devem ser cultivadas à pleno sol ou meia-sombra, em vasos ou em maciços e bordaduras. Resiste tanto à estiagem, como ao frio e ao calor, além de ser pouco exigente quanto à fertilidade. Multiplica-se por divisão de touceiras, formando mudas completas com folhas, rizoma e raízes.

Vídeo sobre o Espada-de-São-Jorge:

Vídeo sobre a planta, que está no youtube.

Dasilírio – Plantas Ornamentais do Sol

O rabo-de-dragão ou dasilírio é uma planta arbustiva, suculenta, perenifólia e dióica, originária de regiões desérticas do México, que vem sendo largamente utilizada no paisagismo, tanto por sua beleza quanto por sua capacidade de se adaptar a ambientes inóspitos, com pouca água. As folhas são suculentas, fibrosas, lineares, com margens cobertas de espinhos e extremidades espigadas.

Elas crescem dispostas em roseta radial em torno do núcleo do caule. O caule amarronzado tem crescimento lento e um formato peculiar, decumbente (caído), assemelhando-se a uma grande minhoca conforme vai crescendo. A floração ocorre no verão e somente nos exemplares adultos. Ela se caracteriza por uma inflorescência ereta, que desponta acima da folhagem, com numerosas flores de cor branca-creme.

Ficha da Planta Dasilírio

  • Nome Científico: Dasylirion acrotrichum
  • Sinonímia: Yucca acrotricha, Dasylirion acrotriche, Dasylirion gracile, Bonapartea gracile, Roulinia gracile, Yucca gracile, Dasylirium acotriche, Roulinia acrotricha, Barbacenia gracilis, Dasylirion graminifolium, Dasylirion robustum
  • Nomes Populares: Rabo-de-dragão, Dasilírio, Dasilirium
  • Família: Asparagaceae
  • Categoria: Cactos e Suculentas, Folhagens, Plantas Esculturais
  • Clima: Continental, Equatorial, Mediterrâneo, Oceânico, Semi-árido, Subtropical, Temperado, Tropical
  • Origem: América do Norte, México
  • Altura: 0.4 a 0.6 metros, 0.6 a 0.9 metros, 0.9 a 1.2 metros, 1.2 a 1.8 metros
  • Luminosidade: Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve a planta Dasilírio

No paisagismo, o rabo-de-dragão vem ganhando destaque crescente. Seu aspecto simétrico e as numerosas folhas, que chegam de 100 a 300 por ramo, impressionam os espectadores, tornando-se facilmente um ponto focal no jardim. É interessante em jardins contemporâneos, formando pequenos grupos, maciços ou como planta isolada em gramados bem cuidados. Em jardins de inspiração desértica, torna-se também uma excelente escolha para compor com outras xerófitas, como cactáceas, agaváceas e crassuláceas, em canteiros forrados por pedriscos. É uma planta muito rústica e de baixíssima manutenção. Também pode ser plantada em vasos e jardineiras, adornando assim varandas, sacadas e pátios bem ensolarados.

Vídeo sobre o Dasilírio:

Vídeo sobre a planta, que está no youtube.

Murta – Plantas Ornamentais do Sol

A murta-de-cheiro é um arbusto grande ou arvoreta, que pode alcançar até 7 metros de altura. Muito utilizada para a formação de cercas-vivas, a murta-de-cheiro apresenta ramagem lenhosa e bastante ramificada. Suas folhas são pinadas, com 3 a 7 folíolos pequenos, elípticos, glabros, perenes, brilhantes e de coloração verde-escura.

Durante todo o ano produz inflorescências terminais, com flores de coloração branca ou branca-creme, com perfume que lembra jasmim e flor-de-laranjeira. Os frutos são do tipo baga, oblongos, carnosos, pequenos, de coloração vermelha a alaranjada e são muito atrativos para os pássaros.

Ficha da Planta Murta

  • Nome Científico: Murraya paniculata
  • Nomes Populares: Murta-de-cheiro, Dama-da-noite, Jasmim-laranja, Murta, Murta-da-índia, Murta-dos-jardins
  • Família: Rutaceae
  • Categoria: Arbustos, Árvores, Árvores Ornamentais, Cercas Vivas
  • Clima: Continental, Mediterrâneo, Subtropical, Tropical
  • Origem: Ásia, Índia, Malásia
  • Altura: 4.7 a 6.0 metros, 6.0 a 9.0 metros
  • Luminosidade: Meia Sombra, Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve a planta Murta

A murta-de-cheiro é sensível a cochonilhas, pulgões, nematódios, mosca-branca e clorose férrica. Além disso é hospedeira do psilídeo Diaphorina citri, transmissor do Greening dos Citros (doença causada pela bactéria Candidatus Liberibacter americanus). Esta doença causa sérios prejuízos econômicos à citricultura, motivo que levou algumas cidades a realizarem programas de erradicação da murta-de-cheiro do paisagismo urbano e rural. Devido a facilidade de propagação pode tornar-se invasiva.

Vídeo sobre a Murta:

Vídeo sobre a planta, que está no youtube.

Babosa – Plantas Ornamentais do Sol

A babosa é uma planta suculenta muito versátil e popular, com aplicações medicinais, cosméticas e paisagísticas. Seu porte é arbustivo, atingindo de 0,5 a 3 metros de altura. O caule é ramificado e com base lenhosa. As folhas se apresentam dispostas em roseta e são longas, carnosas, de cor verde azulada e com bordos denteados por espinhos agudos.

Quando cortadas, as folhas revelam uma seiva transparente, como um gel. O florescimento da babosa se dá no inverno, despontando inflorescências altas, eretas e muito vistosas. As inflorescências são do tipo rácemo, com numerosas flores vermelhas, laranjas ou amarelas, tubulares e bastante atrativas para beija-flores e abelhas. Os frutos são do tipo cápsula.

Ficha da Planta Babosa

  • Nome Científico: Aloe arborescens
  • Nomes Populares: Babosa, Aloé, Aloé-candelabro, Aloé-do-natal, Babosa-de-arbusto, Caraguatá, Caraguatá-de-jardim, Erva-babosa, Erva-de-azebra
  • Família: Asphodelaceae
  • Categoria: Arbustos, Arbustos Tropicais, Cactos e Suculentas, Flores Perenes, Medicinal
  • Clima: Equatorial, Subtropical, Tropical
  • Origem: África, África do Sul, Malawi, Moçambique, Zimbábue
  • Altura: 0.4 a 0.6 metros, 0.6 a 0.9 metros, 0.9 a 1.2 metros, 1.2 a 1.8 metros, 1.8 a 2.4 metros, 2.4 a 3.0 metros
  • Luminosidade: Meia Sombra, Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve a planta Babosa

Esta suculenta também não pode faltar no jardim de ervas medicinais, pois é uma eficiente e rápida opção para o tratamento de queimaduras, irritações e abrasões da pele, isso sem considerar todas as suas outras propriedades terapêuticas e cosméticas. Ela é considerada tão rica em princípios ativos quanto sua “prima” Aloe vera, a babosa-medicinal. Seu crescimento é moderado a rápido e necessita de pouca manutenção e cuidados, sendo uma boa opção para jardineiros iniciantes.

Vídeo sobre o Babosa:

Vídeo sobre a planta, que está no youtube.

Agave-dragão – Plantas Ornamentais do Sol

O agave-dragão é uma planta muito utilizada no paisagismo, em composição com outras plantas ou em maciços. Tem folhas suculentas verde-claras com superfície acinzentada. Pode emitir uma inflorescência longa e cilíndrica com muitas florezinhas. Com o tempo, surgem desta inflorescência, diversas mudinhas de novos agaves-dragão.

agave dragão 1

As folhas dessa espécie são cerosas, largas, suculentas e espessas e juntas formam uma roseta densa. A planta pode atingir vários metros de diâmetro. É uma espécie que não tolera temperaturas baixas de inverno. A Agave dragão multiplica-se com muita facilidade.

Ficha da Planta Agave-dragão

  • Nome Científico: Agave attenuata
  • Nomes Populares: Agave-dragão, Tromba-de-elefante
  • Família: Agavaceae
  • Categoria: Arbustos, Arbustos Tropicais, Plantas Esculturais
  • Clima: Equatorial, Subtropical, Tropical
  • Origem: América do Norte, México
  • Altura: 1.2 a 1.8 metros
  • Luminosidade: Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve a planta Agave-dragão

Deve ser plantado a pleno sol, com solo fértil, drenável e com regas regulares. O agave-dragão viceja com muito mais facilidade no calor. Combina muito bem com jardins geométricos e tropicais.

Vídeo sobre o

Vídeo sobre a planta, que está no youtube.

Bulbine – Plantas Ornamentais do Sol

A bulbine é uma pequena planta herbácea, sem caule, de raízes tuberosas e com folhagem e florescimento ornamentais. Suas folhas suculentas, verdes, alongadas e cilíndricas formam uma touceira a partir da base e são muito semelhantes as folhas de cebola. As inflorescências em rácemo despontam acima da folhagem, durante a primavera e o verão, ou até mesmo durante o ano todo em regiões quentes.

Na espécie típica, as flores são inteiramente amarelas, no entanto já é muito popular também a variedade de flores laranjas “Hallmark”. Em ambas as variedades o centro tem um aspecto de tufo de pêlos, devido aos longos e finos estames amarelos.

Ficha da Planta Bulbine

  • Nome Científico: Bulbine frutescens
  • Nomes Populares: Bulbine, Bulbínea, Cebolinha-de-jardim
  • Família: Asphodelaceae
  • Categoria: Flores Perenes, Forrações ao Sol Pleno, Medicinal
  • Clima: Mediterrâneo, Subtropical, Temperado, Tropical
  • Origem: África, África do Sul
  • Altura: 0.3 a 0.4 metros, 0.4 a 0.6 metros
  • Luminosidade: Meia Sombra, Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve a planta Bulbine

A bulbine é uma planta muito decorativa, mesmo quando está sem flores, e é apropriada para o plantio em maciços, canteiros, bordaduras ou grupos irregulares, além de vasos e jardineiras. É versátil e pode se encaixar em diversos estilos de jardins, mas principalmente em jardins tropicais ou de pedras, com outras plantas suculentas e cactus. Também é muito rústica, exigindo pouca manutenção, que restringe-se a adubações anuais, ao corte das plantas que estejam muito altas, com replantio e remoção das inflorescências secas.

Vídeo sobre a Bulbine:

Vídeo sobre a planta, que está no youtube.

Rosa-do-deserto – Plantas Ornamentais do Sol

A rosa-do-deserto é uma planta herbácea, suculenta, de aspecto escultural e floração exuberante. Seu caule é engrossado na base, uma adaptação para guardar água e nutrientes em locais áridos. Alcança de 1 a 3 metros de altura se deixada crescer livremente. Apresenta folhas dispostas em espiral e agrupadas nas pontas dos ramos.

Elas são inteiras, coriáceas, simples, de forma elíptica a espatulada, verdes e com nervura central de cor creme. Raríssimas variedades apresentam variegações, com folhas creme, salpicadas de verde.

Ficha da Planta Rosa-do-deserto

  • Nome Científico: Adenium obesum
  • Nomes Populares: Rosa-do-deserto, Adenium, Lírio-impala
  • Família: Apocynaceae
  • Categoria: Cactos e Suculentas, Flores Perenes
  • Clima: Continental, Equatorial, Mediterrâneo, Semi-árido, Subtropical, Tropical
  • Origem: África, Oriente Médio
  • Altura: 1.2 a 1.8 metros
  • Luminosidade: Sol Pleno
  • Ciclo de Vida: Perene

Para que serve a planta Rosa-do-deserto

A rosa-do-deserto é uma planta que desperta aficcionados em todo o mundo, da mesma forma que orquídeas, bromélias, cactos, suculentas, carnívoras e bonsais. Há colecionadores dedicados à esta fantástica espécie, que produzem plantas com caules excepcionalmente esculturais e florações magníficas. Essa espécie ainda permite enxertia (garfagem), o que é bastante interessante para se produzir uma mesma planta com flores de variedades diferentes. Plantas antigas, de variedades raras, e bem trabalhadas alcançam preços exorbitantes no mercado, assim como bonsais.

Vídeo sobre a Rosa-do-deserto:

Vídeo sobre a planta, que está no youtube.

Fim do poste sobre as plantas —

Então estamos chegando ao film de mais uma lista de conteúdos, e nesse poste trabalhamos com 11 “plantas ornamentais do sol”. Assim se você achou esse poste legal, e conhece alguém que está precisando ler isso, compartilhe com elas e também se possível em suas redes sociais, para que as pessoas possam desfrutar de mais conteúdos.