Resedá-amarelo

Arbusto rústico, o triális é ainda muito florido. Também é chamado de resedá-Amarelo, embora não seja a mesma espécie que Lagerstroemia indica (Lagerstroemia indica). Suas flores são pequenas, amarelas e delicadas, agrupadas em inflorescências terminais. Esta espécie é muito semelhante ao Gao Jiafei.

Devem crescer em solo fértil cheio de luz solar, rico em matéria orgânica e regado regularmente. É adequado para plantas isoladas em grupos, filas e formações com outras plantas. Não é tolerante à geada. É multiplicado pela semente.

Triális tem lindas folhas, que não são compactas nem abertas. Ela floresce todas as estações e é uma planta muito interessante em jardins de baixa manutenção, pois floresce o ano todo.

Detalhes da planta Resedá – amarelo

Triális tem lindas folhas, que não são compactas nem abertas.

Resedá-amarelo
Resedá-amarelo

Ela floresce todas as estações e é uma planta muito interessante em jardins de baixa manutenção, pois floresce o ano todo.

Família da Resedá-amarelo

É uma espécie de plantas com flores, a ordem é Malpighiales, que inclui cerca de 73 gêneros e 1.315 espécies, todas as quais são plantas tropicais e subtropicais.

Resedá-amarelo
Redesá – amarelo

Aproximadamente 80% dos gêneros e mais de 90% dos gêneros ocorrem no Novo Mundo (do Caribe e do sul dos Estados Unidos ao norte e centro da Argentina), e o restante está distribuído na Nova Caledônia Paleo-Moderna (África, Madagascar e Indolaia) Ásia e Filipinas).

São plantas polinizadas principalmente por abelhas, especializadas na coleta de óleos de flores que ocupam diversos habitats, encontrados na maioria dos biomas terrestres da região neotropical.

Parente de duas cores – Abélia

O lótus branco é um arbusto muito florido, muito ramificado, muito adequado para a formação de sebes e sebes junto a paredes, podendo ser facilmente guiado como trepadeira na abóbada, podendo atingir uma altura de 2-3 metros.

Resedá-amarelo

 É originado da hibridização de Aspergillus sinensis e Aspergillus solani. A poda não afeta a floração. Ocorreram cultivares de folhas variegadas. Eles devem estar cheios de luz solar em solo fértil e regados regularmente.

Pode ser cultivada em todo o país e é resistente ao frio e ao calor. É multiplicado pela aposta. Durante o verão e o outono, ela produzirá muitas flores brancas e rosa.

Detalhes

Abelia-Abelia x grandiflora é um arbusto pertencente à família das Umbelliferae, perene, semi-lenhoso, delicado, 2-3 metros de altura, muito ornamental.

Abelia é um gênero de cerca de 30 espécies e muitos híbridos. Abelia x grandiflora é um cruzamento entre A.chinensis e A.Uniflora. Folhas ovais, com bordos serrilhados, brilhantes, com 3-5 cm de comprimento.

Resedá-amarelo

A cor geralmente varia de acordo com a época do ano. As variedades variegadas têm bordas amarelas. Inflorescências axilares vistosas com poucas flores em forma de funil, brancas e rosadas, aparecem solitárias ou em grupos de quatro no topo dos ramos. Eles aparecem desde o verão até meados do inverno.

Na hora de florir, Abélia fica coberta de flores, que podem ser brancas, rosadas e vermelhas. No inverno, as flores caem, deixando as folhas com cálices e folhas cor de cobre, nesta época as folhas são vermelhas e bronzeadas, tornando toda a planta um rosa acastanhado.

Na primavera, o lótus branco muda de bronze vermelho para verde brilhante. No jardim, é utilizada como planta isolada ou combinada com relva. Quando formam parcelas no canto ou fundo do jardim ou mesmo próximo a muros e cercados, Abella sempre se destaca.

Quando usados ​​para formar sebes, podem suportar bem a poda fechada e, se a poda for muito constante, só destruirá a floração. No entanto, se crescerem livremente, formarão espécimes maiores, com folhas mais espalhadas e floração abundante. O resultado é uma cerca leve que pode dividir o espaço ou isolar o ambiente.

Cuidados com a Abélia

Clima: subtropical, temperado, mediterrâneo. Tolera geadas leves. Gosta de locais com muita luz solar e apresenta a melhor forma e semi-sombras em locais muito quentes.

Resedá-amarelo

Cresce em solo fértil, rico em matéria orgânica, rico em farinha de ossos e cinzas de plantas, e tem boa drenagem. Deve ser regado regularmente para manter uma umidade constante abaixo da superfície do solo.

Uma vez por ano, de preferência na primavera, use compostos orgânicos ou esterco de vaca bem curado, rico em farinha de ossos e cinzas vegetais. Misture suavemente no solo, mantendo uma distância de 30 cm do tronco.

Podar ramos desiguais ou longos, de preferência onde eles se originam, para evitar novos crescimentos prejudiciais. Se a planta for muito alta e não tiver galhos na parte inferior, pode-se fazer uma grande poda e cortá-la rente ao solo após a floração.

Perguntas frequente

Qual o nome científico da planta Resedá-amarelo?

Galphimia brasiliensis

Qual a família que a planta Resedá-amarelo pertence?

Malpighiaceae

Qual o outro nome dessa planta?

Além de ser muito chamada por Resedá-amarelo, ela também é muito conhecida só por Resedá ou Triális.

Qual o nome cientifico da planta Abélia?

Abelia x grandiflora

Qual o nome da família que a planta Abélia faz parte?

Família: 

Esperamos que tenha gostado da matéria sobre a planta Resedá-amarelo, para ver mais sobre o mundo das plantes e flores, clique aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CONTEÚDO RELACIONADO

Este é um site do grupo B20