Falaremos do RPG Vampiro A Máscara, um clássico dos RPGs que está ganhou recentemente sua quinta edição e será lançado no Brasil pela Galápagos Jogos.

RPG Vampiro A Máscara

RPG Vampiro A Máscara

Um dos mais icônicos jogo de RPG, e por muito tempo considerado, no Brasil, o membro da tríade dos mais jogados e queridos (os outros membros da tríade eram o Dungeons and Dragons e o GURPS), Vampiro A Máscara conquistou muitos fãs e jogadores na década de 1990 e início da década de 2000.

Criado por Mark Rein°Hagen, teve sua primeira edição lançada em 1991 pela White Wolf. Vampire: The Masquerade, no original, foi um sucesso imediato pois inaugurava uma nova forma de jogar RPG, apelidada pelo sistema de jogo de narrador (storyteller) onde diferente dos jogos de RPG da década de 1980 e anteriores, o foco do jogo era fazer uma narrativa conjunta tanto do mestre (chamado de Narrador) quanto dos jogadores.

Com essa pegada diferente do que “eu ataco”, conquistou um segmento de jogadores mais teatrais, e com isso, uma leva enorme de fãs por todo o mundo.

Aqui no Brasil não foi diferente. Com o lançamento da edição pela Devir, ainda na década de 1990, foi sucesso de público, com projetos de jogos interligados, e live actions (LARP) por todo o Brasil.

Uma segunda edição seria lançada um ano depois do lançamento da primeira edição (1992), e ainda, em 1998, uma terceira edição, mais completa e chamada de “Edição Revisada”, seria a cereja do bolo que era o sistema. Mas, após a virada do milênio, a White Wolf decidiu encerra a mega história do jogo (megaplot), e sua linha de Mundo das Trevas (World of Darkness).

A White Wolf chegou a lançar um novo RPG de Vampiro, aproveitando termos do antigo Mundo das Trevas, e decepcionou e muito os fãs. Em 2011, chegou a lançar o Vampire 20th Anniversary Edition, ou simplesmente V20, como uma pequena revisão da antiga 3ª edição, mas com tudo que ela possuía.

RPG Vampiro A Máscara 5ª Edição

Em 2018, a White Wolf licencia a Modiphius Entertainment de distribuir a 5ª edição do RPG Vampiro A Máscara. Desenvolvido por Kenneth Hite, essa edição contou com mudanças radicais das regras antigas, e extenso feedback recolhido pela equipe de Hite, liderados por Jason Carl e Matthew Dawkins. Futuros feedbacks podem ser mandados diretamente para eles.

vampire-rpg-6834111-6657436

Um jogo para adultos

Como mencionado no início do artigo, o RPG Vampiro A Máscara não é um jogo para crianças, e adolescentes devem ter cautela ao jogar. É um jogo pesado, que envolve emoções e conceitos (e preconceitos), tudo jogado de forma crua, em um mundo onde vampiros existem e se alimentam dos humanos.

O livro básico tem vários alertas para o tipo de leitura que é abordado, como dilemas étnicos, de gênero, posição política, conceitos de bem e mal, e muito mais. Não obstante que o livro possui uma linguagem forte, e exemplos de ações que podem afetar, ou até desencorajar o jogo para pessoas mais sensíveis.

Por ser um jogo onde, basicamente os jogadores não interpretaram heróis, mas sim sobreviventes, ele oferece ferramentas para que, se a narrativa esteja muito pesada, soe um alerta para “parar e rever a ação”. RPG é um jogo para se divertir, e se o Vampiro não está indo por esse caminho, então o narrador e jogadores poderão parar e repensar suas ações.

Ao contrário das edições antigas, que já eram abordados diversos assuntos polêmicos, o jogo trazia mais os personagens para o jogo político invés do jogo dramático, onde certas ações não eram tão fortes ou tinha carga emocional. Isso ficou para trás.

Na V5, as regras agora são focadas no drama dos personagens, em seu desenvolvimento psicológico, em como caçam e como se comportam, e até alguns poderes podem ser gráficos o suficiente para causar espanto. Repetindo, o Vampiro sempre foi um jogo indicado para adultos, e a V5 agora mais do que nunca.

O Básico das regras do RPG Vampiro A Máscara 5ª Edição

Como todas as edições, o V5 utiliza exclusivamente dados de 10 faces (d10) para os testes, mas os resultados evoluíram com a experimentação de novas jogabilidades nas edições anteriores.

image-15-3703115-3072363
Extraído da pág. 121 do Vampire The Masquerade 5th Edition

Os dados regulares, que podem ser os dados especiais próprios para V5 ou d10 comuns, são jogados e comparados resultados conforme a tabela acima. Resultados entre 1 e 5 são falhas, entre 6 e 9 são sucessos, e um resultado 10 é um sucesso, com chances de ser um sucesso crítico, onde cada par de 10 vale como 4 sucessos.

Força de Vontade (Willpower) pode ser gasto para rolar novamente até 3 dados com falhas para tentar aumentar as chances de sucesso. Somente dados regulares podem ser rolados novamente com essa alternativa.

O fator dificuldade da ação são os sucessos, onde uma ação que requer apenas um sucesso é uma ação simples, e a que requer vários sucessos é algo mais complexo ou perigoso.

Sucessos além da dificuldade do teste geram “margem” (margin) para interpretação do mestre. Quanto mais sucessos, mais coisas podem acontecer na ação, ao critério do narrador.

Se o jogador não conseguiu atingir a dificuldade solicitada, ele pode solicitar ao narrador “ganhar com um custo”, se ele pelo menos tirou um sucesso. O narrador vai ver quantas falhas a jogada teve, e pode informar o que poderia gerar a vitória em um teste. Pode ser algo bem dramático ou perigoso para a ação, mas cabe o jogador decidir se ele aceita ou desiste.

E ainda, se a rolagem não tiver nenhum sucesso pode acontecer uma falha total (total failure). Consequências drásticas e atrozes podem acontecer quando os resultados não atingirem a dificuldade solicitada, e nenhum sucesso ser tirado nos dados.

image-16-7095702-9392756
Extraído da pág. 206 do Vampire The Masquerade 5th Edition

Uma novidade nas rolagens de dados é a possibilidade de troca dos dados regulares por dados de fome (hunger dice) nas jogadas.

Quando o vampiro está com fome, ele ganha dados de fome, que usados para substituir os dados regulares. Em questão de interpretação, adiciona a bestialidade inerente dos vampires às jogadas. Os dados são interpretados similarmente aos regulares, com a diferença que os resultados 10 são sucessos únicos, e podem gerar sucessos críticos sujos (messy critical), enquanto os resultados de 1 a 5 pode gerar falhas bestiais (bestial failure).

Sucessos críticos sujos podem causar problemas aos personagens, como perca de habilidades ou vantagens, ou até problemas sociais. Já falhas bestiais fazem com que compulsões do vampiro (compulsions) sejam afloradas.

Um pouco da história do RPG Vampiro A Máscara

O cenário do RPG Vampiro A Máscara é um reflexo de nossa realidade, com os vampiros (e outros seres sobrenatural) influenciando de certa forma na história da humanidade.

Nas edições antigas, tudo girava em torno da Jyhad, uma guerra fria secreta que os vampiros estavam envolvidos. Facções como a Camarilla e o Sabbat estavam envolvidos mais ativamente nessa guerra, e ia para o confronto direto em algumas partes do mundo.

Na história dessa edição, em 2001, os vampiros atraíram finalmente a atenção que não queriam. Eles foram expostos de forma quase irreversível, e atraiu a atenção de organizações secretas e clandestinas, muitas governamentais, e com isso surgiu a Segunda Inquisição.

Isso trouxe um caos na sociedade cainita, mas não foi só isso que aconteceu.

No mesmo período, acontecia a profética Gehenna, onde os mais poderosos dentre os vampiros, conhecidos como antediluvianos, acordavam dos seus torpores milenares, e entravam em conflito entre eles. A facção do Sabbat, que sempre foi motivada em destruir esses seres, partiu para o Oriente Médio, berço da civilização e também dos vampiros, para lutarem contra eles.

Isso também desencadeou no chamado dos anciões, onde os vampiros mais antigos das cidades, deixam elas abandonadas às suas próprias sortes, nas mãos dos seus ancillae e neófitos, e partem para defender seus senhores.

Com isso, os Anarquistas (até então uma facção no meio da guerra entre Camarilla e Sabbat) aproveita a oportunidade para tomar as cidades desprotegidas, e inflar mais ainda o caos. Ancillae se revoltam com o status quo, muitos acabam roubando ou depredando patrimônio deixado pelos anciões, e territórios ganham rótulos de “cidades livres anarquistas”.

Os clãs também passam por transformações, onde os Brujahs e Gangrels abandonam a Camarilla (o que restou dela) e se unem aos Anarquistas, deixando os outros clãs em uma situação delicada.

Nesse cenário, os personagens dos jogadores estarão inseridos, ora possivelmente em uma cidade no qual a Camarilla tenta se restruturar, ou em uma cidade anarquista, ou até mesmo em uma cidade patrulhada pelos membros da Segunda Inquisição, que tenta agir nas sombras para não causar pânico na população.

Expectativas para o lançamento no Brasil

Em setembro de 2019, a Modiphius informa em um artigo que o Vampire The Masquerade 5th Edition seria lançado em sete outras línguas.

Fechando parcerias com várias editoras e distribuidoras espalhadas pelo mundo, ela anuncia que a tradução para o português seria feita pela Galápagos Jogos.

Até o momento, não temos uma data certa para o lançamento dos livros e do programa de jogos interligados do RPG Vampiro A Máscara no Brasil.

Fim do Texto – RPG Vampiro A Máscara: conheça a 5ª edição desse RPG indicado para adultos

Obrigado por ter lido até aqui. Espero que tenha gostado do texto RPG Vampiro A Máscara: conheça a 5ª edição desse RPG indicado para adultos. Esquecemos algo que deveria ter sido comentado? Comente.

Coloque o MaisRPG em seus favoritos, assine nossas redes sociais, e não esqueça de compartilhar esse e outros artigos do site!