TOP 5: os hypes sobre o Nintendo Switch!

Dia 03 de março de 2017, finalmente chegamos ao tão aguardado dia de lançamento oficial do Switch, o novo console da Nintendo. O novo console nem havia chegado às prateleiras e muitas lojas já haviam anunciado que as unidades já estavam esgotadas ainda na pré-venda. Neste ritmo, a Nintendo espera vender 2 milhões de unidades só no primeiro mês, sendo que inclusive, segundo a previsão de alguns analistas, a Nintendo Switch pode tornar-se num sucesso de vendas nos próximos três anos, totalizando 40 milhões de unidades vendidas. E é justamente sobre a empolgação que envolve este lançamento, que listamos neste TOP 5,  as principais hypes relacionadas ao lançamento do Switch.

[nextpage]

Fonte: Hype News

5) Jogos

Com mais de 60 jogos já oficialmente anunciados para lançamento, ainda em 2017, o Nintendo Switch contará  o retorno de diversas franquias consagradas como Super Bomberman R, Ultra Street Fighter II: The Final Challengers e o tão aguardado,  The Legend of Zelda: Breath of the Wild que, inclusive, foi lançado juntamente com o console em uma grande jogada de marketing e já vem recebendo ótimas avaliações, alcançando até então, a incrível nota 98 na Metacritic. Além destas grandes franquias, dia 28 de fevereiro, a empresa divulgou ainda diversos títulos de jogos indie que serão lançados para o console, como Rime e Yooka-Laylee.

[nextpage]

Fonte: Tecmundo

4) Jogos Third Party e softwares

Com o Switch, a Nintendo planeja dar suporte completo às desenvolvedoras third party, como uma forma de fomentar a criação de jogos para o console. E aparentemente, a intenção está sendo concretizada afinal a própria empresa anunciou uma lista completa de editores e desenvolvedores comprometidos com a produção de jogos e softwares para o console, totalizando quase 50 estúdios, como Capcom, Square Enix, Eletronic Arts, THQ, dentre outros. A intenção é popularizar ainda mais o console, uma vez que tais estúdios poderão trazer seus grandes títulos, como Resident Evil 7, FIFA, Final Fantasy, dentre outros. Aliás, com a possibilidade de desenvolvimento de softwares e aplicativos, futuramente o Switch terá o mesmo funcionamento de um tablet. Aliás, segundo imagens divulgadas na web, é possível ver na tela do Switch, o usuário acessando um aplicativo do Facebook, mas por enquanto são só rumores.

[nextpage]

Fonte: Última ficha

3) Volta do sistema de movimentos

Lançado em meados de 2006, o console Nintendo Wii foi anunciado como uma revolução no forma de se jogar. O seu controle, Wii Remote, funciona captando os movimentos do comando quando o jogador o move, através de três acelerômetros embutidos e de um sensor de infra-vermelhos. Além disso, o controle possui um sistema de vibração e um pequeno alto-falante que emite sons. Junto ao Nunchuk e Wii Motion Plus, que proporcionam ao jogador uma maior imersão nos jogos. No Wii U por sua vez esta imersão foi mais restrita tendo em vista que seu gamepad não possuía a mesma funcionalidade, fazendo basicamente o uso do giroscópio em alguns jogos. Entretanto, o Switch volta com tudo no uso do controle de movimentos, sendo inclusive que, um dos primeiros jogos lançados, o “1-2-Switch” explorará bem tais novidades. Com um sistema muito mais avançado que seu antecessor, os joy-cons do Switch proporcionarão, por exemplo, que o jogador possa sentir a vibração de cubos de gelo em um copo.

[nextpage]

Fonte: Omelete

2) Uso de cartuchos:

O uso de cartuchos em consoles da Nintendo foi abolido com saudoso Nintendo 64, sendo que seu sucessor, o Gamecube, utilizava um mini-DVD, enquanto os consoles Wii e Wii U, finalmente aderiram ao DVD. E por incrível que pareça, este retorno ao passado pode parecer retrógrado, mas na verdade fará muito sentido. Analistas usam como base, para esta afirmação, os consoles concorrentes, Xbox One e PS4, onde mesmo utilizando uma mídia Blu-Ray, seus usuários são forçados a instalá-los em seus HDs para poder rodá-los com um melhor desempenho, já que a mídia óptica não oferece uma experiência satisfatória. Diferente, por exemplo, do uso da memória flash, presente em cartões de memória (SD e microSD) e em SSDs, onde os mesmo são menores e oferecem excelentes velocidades de leitura. E mesmo com a alegação, de que o desenvolvimento de cartuchos possa ter um custo maior, o fato é que, o 3DS é um sucesso usando desta mídia, e as empresas não parecem ter objeções quanto ao formato. Sem falar que seguindo a proposta de portabilidade, que possibilita que o usuário possa levar seu console pra qualquer lugar, nada mais justo do que o uso de um mini cartucho para facilitar este manuseio.

[nextpage]

Fonte: Kotaku

1) Capacidade gráfica

Todo Nintendista sabe que Nintendo nunca priorizou pela qualidade gráfica, como seus concorrentes Sony e Microsoft. Entretanto, diante fracos resultados do Wii U, ficou evidente que mudanças precisavam ser feitas, e que é possível sim manter a sua essência criando jogos divertidos e familiares, ao mesmo passo que jogos com resoluções mais poderosas, pudessem ser desenvolvidos também. Entretanto ainda não foi desta vez, tendo em vista que sua resolução gráfica deve ser igual ou ainda inferior ao Ps4 e Xbox One. Mas comparado aos seus antecessores, o Switch apresenta sim uma evolução e muito disso se deve à parceria com a Nvidia, podendo desta forma, conciliar bem jogabilidade e gráficos de qualidade, como em The Legend of Zelda: Breath of the Wild, onde fora revelado que o jogo irá rodar a 900p e 30 quadros por segundo (FPS). E desta forma a Nintendo continua usufruindo da estratégia do oceano azul, criando e inovando naquilo que ela sabe fazer de melhor que é o entretenimento, deixando no oceano vermelho esta briga acirrada pelo melhor gráfico, entre a Sony e Microsoft.

E você já comprou o seu? Eu não vejo a hora de colocar as mãos no meu! Vida longa ao Nintendo Switch!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CONTEÚDO RELACIONADO

Este é um site do grupo B20