Faça parte do nosso mundo mágico!

Por enquanto somos poucos, mas logo seremos uma legião! Inscreva-se! <3

Briga de galo – Brincadeiras Indígenas

Os indígenas possuem uma série de brincadeiras bem interessantes para serem realizadas por crianças e adultos. Algumas possuem um caráter recreativo, enquanto outras podem trazer pontos mais fortes da cultura, quase em ponto marcial. Uma destas brincadeiras, que combinam ambos os aspectos, é a Briga de Galo.

Unindo uma ideia divertida e um desafio de resistência, a Briga de Galo é mais conhecida como um jogo realizado em piscinas ou praias, com uma pessoa nas garupa de outra, tetando empurrar o adversário que está da mesma forma. Mas a competição real, ou melhor dizendo, em sua raiz, tem outra forma, embora o objetivo seja o mesmo.

Como preparar a Briga de Galo?

Briga de Galo

  • Público alvo: crianças, adolescentes e adultos que gostam de se divertir e tem fôlego suficiente para correr ao longo da brincadeira.
  • Idade: crianças à partir de 10 anos de idade, e pessoas de idade mais avançada como os adolescentes à partir dos 16, além dos adultos acima dos 20.
  • Recursos: não é preciso de muitos recursos, pois todo o foco está no equilíbrio e na performance das pessoas. O único recurso que é mais que necessário é um local aberto com bastante espaço para brincar.
  • Objetivo: a brincadeira briga de galo pode ser realizada de maneiras diferentes, mas nessa versão os indígenas tem o hábito de deixar sua perna levantada e apoia as mãos na outra pessoa e tenta derrubá-la.

Passo a passo:

  1. A brincadeira pode ser realizada em dupla, e ambos devem ficar apoiadas em apenas uma perna.
  2. Enquanto isso, ambos os participantes tem que apoiar os braços nos adversários, sendo que cada um tem de fazer o outro se desequilibrar sem encostar os dois pés no chão.
  3. Aquele que ter o pé encostado no chão e se desequilibre na brincadeira será o perdedor.

Perfeito para aquelas crianças, e adultos, que gostam de uma competição descompromissada, a Briga de Galo é uma ótima forma de manter as tradições indígenas vivas no dia a dia. Não deixe de incentivar!

Post Author
Felipo Bellini
Professor ligado no 220v e disposto a transformar o seu espaço em prol de seus alunos e comunidade.

Leave A Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *