O Histograma – capítulo 25

Em suma, um histograma é uma representação gráfica de diferentes intensidades luminosas em uma imagem.

Você pode ter visto histogramas e pode até ter uma câmera mostrando esse recurso, mas você já parou para pensar em usá-lo? Vê-la!

O histograma geralmente não aparece no modo de visualização da câmera de bolso, mas na verdade existe em todas as outras visualizações com modo manual.

Aos olhos de pessoas desavisadas, o histograma geralmente se parece com um gráfico de montanha dentro de um retângulo, mas para um olho treinado que conhece sua lógica e utilidade, o histograma contém informações valiosas.

histograma
Um gráfico explicativo, mas apenas sobre a luz

Na direção horizontal, o histograma considera 256 tons de brilho diferentes. De 0 a 255, da esquerda para a direita.

O tom 0 é totalmente preto e o tom 255 é totalmente branco.

Os outros valores intermediários variam entre 254 tons diferentes de cinza, com tons abaixo de 127 sendo mais escuros e tons acima de 128 sendo mais brilhantes. 

 Na direção vertical, o histograma considera 100 níveis. De 1 a 100, de baixo para cima.

Detalhes sobre a Histograma

Com um determinado matiz de escala horizontal, quanto maior a área da imagem, maior o nível vertical. Então, ficou complicado? Não se preocupe, é mais simples do que parece.

Agora vamos usar a imaginação:

Imagine uma imagem completamente branca, ou seja ela estaria 100% superexposta, levando em consideração a lógica que expliquei.

Não é muito complicado. Se a única sombra de brilho presente na imagem for completamente branca, ou seja, 255, e essa sombra também ocupar toda a área, pense um pouco para tirar uma conclusão. 

O tom horizontal 255 é o último à direita. Portanto, se estiver em 100% da imagem, ocupará toda a área, logo só pode haver 100 camadas na escala vertical.

histograma de pintura do empresario barras ilustracao isometrica 94753 1024
Um gráfico explicativo, mas apenas sobre a luz

Convertendo esses números em uma representação gráfica no histograma, temos uma barra vertical no topo da extremidade direita.

O tom horizontal 255 é o último da direita. Se ele está em 100% da imagem, logo, ocupa toda a sua área, portanto, não poderia ter outro nível senão 100 na escala vertical.

Convertendo estes números para uma representação gráfica no histograma, temos uma única barra vertical completamente no topo, na extrema direita.

E se fosse o contrário? Vamos usar a imaginação novamente:

Basta seguir a mesma linha de raciocínio e vice-versa. A imagem agora tem apenas um tom de brilho horizontal de 0, que é completamente preto, e o mesmo tom ocupa toda a sua área, então seu nível vertical é 100.

Depois de converter esses números em uma representação gráfica do histograma, obteremos uma imagem semelhante à imagem anterior, mas está na extrema esquerda em vez de à direita.

No caso de outros meios-tons ocupando toda a área da imagem, obteremos os mesmos resultados previsíveis no histograma.

Mas a barra vertical atingirá o topo, movendo-se para a esquerda no caso do cinza escuro e no caso do cinza Mova o cinza claro para a direita.

Pronto, você entende a lógica de operação, a parte complicada acabou. Você não precisa necessariamente decorar a proporção dos números horizontais e verticais. Você só precisa saber como interpretar o histograma.

foto de baixo angulo de um ceu azul nublado e uma floresta cheia de arvores 181624 10970
Lugares abertos possui muita luz, cuidado para sua foto não ficar estourada.

Lembre-se, é um gráfico, portanto seu principal objetivo é visualizar rapidamente para verificar a precisão do display.

Em algumas práticas, não há necessidade de uma análise detalhada.

Detalhes e dicas extras

Mas voltando ao tópico principal, é óbvio que é apenas ilustrativo, apenas para entender a lógica de distribuição do gráfico do histograma.

Na maioria das câmeras digitais e programas de computador que podem exibir histogramas, você também pode ver os tons de brilho das três cores primárias vermelho, verde e azul. Esta opção é muito útil para verificar o efeito geral de exibição da foto e a exibição de cada cor.

No caso de pequenas alterações na exposição, o céu não pode ser superexposto e as sombras nas árvores não podem ser subexpostas.

Em outras oportunidade criativas, como tirar fotos à noite ou sob iluminação fraca, o histograma também deve ser apenas para referência, não uma conclusão absoluta.

Use-o apenas em fotos em que sua intenção original não era expor demais ou subexpor a composição inteira ou partes da composição.

Perguntas frequentes

Todas as fotos de profissionais devem ter esse medidor?

É sempre bom poder medir para não acontecer de a sua imagem ficar com muito brilho ou pouco de mais.

Ele só serve para controle de luz?

Não, ele também é importante para ter cuidado com a escala de cores.

Como calcular a média de um?

Calcule o ponto médio de cada intervalo. Para fazer isso, basta adicionar as extremidades de cada intervalo e dividir por 2. Por exemplo, o ponto médio do intervalo 0-2 é calculado da seguinte forma: (0 + 2) / 2 = 1.

Esperamos que tenha gostado do capitulo 25 sobre Histograma. Para ter acesso ao inicio dos capítulos clique aqui. Até o próximo capítulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CONTEÚDO RELACIONADO

A Arte da Fotografia
Um site voltado para área de fotografia.
Este é um site do grupo B20