Super Mario World 2: Yoshi’s Island (Super Nintendo)

mario world
Créditos de imagem: Nintendo

Em 1995, enquanto os jogos poligonais, aspirantes ao realismo, apareciam cada vez mais, a Nintendo apostou numa proposta curiosa. Com Super Mario World 2: Yoshi’s Island, o prelúdio do maior sucesso de seu Super Nintendo, a desenvolvedora abusou do cartunesco, tornando este um jogo repleto de identidade.

Em sua trama, o feiticeiro Koopa Kamek tenta raptar dois bebês, os quais viriam a ser Mario e Luigi, e só consegue o segundo. O primeiro acaba por cair na ilha que intitula o jogo, ficando sob os cuidados da tribo de Yoshis, dinossaurinhos coloridos que decidem buscar o bebê Luigi enquanto protegem Mario dos servos de Kamek. O feiticeiro, claro, está sob o comando daquele que viria a ser o grande algoz do encanador bigodudo: Baby Bowser.

Jogabilidade e gráficos de Super Mario world 2

Super mario world 2: yoshi’s island (super nintendo)
Créditos de imagem: Nintendo

Jogamos com os Yoshis, os quais se revezam entre fases, se distinguindo entre cores, e carregam o bebê Mario. A cada toque de inimigos, o bebê sai voando pelo cenário e temos no mínimo dez segundos para pegá-lo de volta, e mantê-lo por perto é o maior desafio do jogo. Jogo este que tem fases longas e repletas de desafios divertidos.

A estratégia da Nintendo veio para agradar tanto os jogadores com gosto por algo intuitivo quanto aqueles que gostam de explorar os cenários à vontade, e com isso o que se garantem são várias horas de entretenimento. Várias horas mesmo, pois o jogo é bastante longo, e ao menos te dá a chance de poder salvar automaticamente o progresso a cada fase passada.

O visual dos cenários e dos personagens é banhado de cores expressivas, buscando a impressão de giz de cera. Os detalhes “brilhosos” nos Yoshis por exemplo, são notáveis. A fluidez da animação surpreende em diversos momentos e de formas bastante inesperadas, tais como no surgimento de alguns dos chefes.

A jogabilidade de Super Mario World 2 lhe permite correr pelo cenário numa velocidade adequada sem ter de segurar outro botão. Além disso, é possível disparar ovos gerados pelos Yoshis quando estes engolem os inimigos, o que abre várias possibilidades, as quais são exploradas pelos desenvolvedores do jogo principalmente durante os desafios deixados nas fases. Saltar na cabeça dos inimigos, tal como é hábito em jogos de plataforma, também é possível.

Como se não bastasse o gameplay diversificado, jogabilidade dinâmica e gráficos lindos, o jogo tem uma trilha sonora excepcional, obra do mestre Koji Kondo. Alguns dos temas exploram o chip sonoro do Super Nintendo como poucas trilhas o fizeram. Por falar nisso, os efeitos sonoros do jogo são também excepcionais.

Uma obra-prima dos últimos dias da geração dos dezesseis bits, Super Mario World 2: Yoshi’s Island é e sempre será uma referência no gênero plataforma e para qualquer título que almejar prender a atenção de seu público.

Veja mais matérias como essa nesse link.

u003cbru003eO Super Mario World 2 Yoshi’s Island é para dois jogadores?

Você sabia que Super Mario World 2: Yoshi’s Island tinha um modo oculto para dois jogadores? … Em vez disso, este jogo SNES usava uma entrada de código para permitir que você jogasse minijogos – alguns deles para um único jogador e vários deles para dois jogadores. Jogar os jogos singleplayer permitirá que você obtenha itens extras para usar no single player.

u003cbru003eYoshi’s Island é muito difícil?

Yoshi’s Island é considerado por muitas pessoas como u0022surpreendentemente difícilu0022. Contanto que não seja lava, espinhos ou poços sem fundo – todos os quais matam Yoshi imediatamente – qualquer perigo é aquele em que um jogador pode correr de cabeça, experimentar consequências, mas ainda assim continuar jogando o nível.

u003cbru003eYoshi’s Island é um jogo do Mario?

u003cbru003eYoshi’s Island é um spin-off, o mesmo que Wario Land, Super Princess Peach ou Captain Toad: Treasure Trackers. Não é um jogo do Mario básico mas sim um jogo do Yoshi.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CONTEÚDO RELACIONADO

Este é um site do grupo B20